História Mudanças acontecem... - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale, Saga Crepúsculo
Personagens Alice Cullen, Bella Swan, Carlisle Cullen, Charlie Swan, Edward Cullen, Emmett Cullen, Esme Cullen, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Jasper Hale
Tags Drama, Romance
Visualizações 60
Palavras 878
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora, eu não estava com tempo para postar! Desculpa...

Capítulo 4 - Doce beijo


A melhor maneira de curar um coração ferido, é deixar que outra pessoa ocupe ele novamente. 

Minha vida se tornou, sem graça, Preta e branca. Mas Jughead trouxe a alegria e cor para ela. Eu acreditava que só seria feliz ao lado de Edward, mas percebo que estou totalmente errada. O amor nos deixa tontos. Ele nos cega e não nos deixa enxergar a verdade. Mas depois, vem sempre a decepção para nós guiar para longe do amor e nos salvar de nós mesmos.

A pulseira que Edward me deu, eu apenas guardei no fundo do guarda-roupa junto com os bilhete de desculpas. Eu me pergunto por que ele não vem pedir desculpas pessoalmente ao invés de ficar, mandando bilhete igual uma criança? Talvez ele não tenha a coragem necessária.

Sou interrompida de meus pensamentos pela batida na porta. É Jughead, ele prometeu que vamos juntos para a escola hoje.

-Olá Jug!

-Olá Bella! Está pronta?

-Claro.

Subo na moto e coloco o capacete.

-Segura firme.

Passo minhas mãos em volta dele e me agarro. Ele dá partida na moto e eu sinto um frio na barriga. É bom sentir o vento em meus rosto. Ter a sensação de que estou viva novamente.

Os olhares julgadores dos alunos se lançam sobre nós assim que descemos da moto.

-Já posso sentir as fofocas!-Jug fala teatralmente

-Eles não sabem cuidar da própria vida.

Estamos andando pelo corredor até a sala de aula.

-Então, nos vemos no almoço? 

-Claro-Respondo

A aula passa lentamente. O professor continua sua explicação sobre revolução francesa. Argh! Isso está me irritando. 

Quando finalmente termina recebemos o comunicado de que seremos dispensados mais cedo, mas sem motivo.

-Olá! -Fala Jug que está me esperando na porta

-Olá! estranho não ter motivo para sermos dispensados mais cedo. Não acha?

-Também estranhei. Mas Não deve ser nada demais. Não devemos ficar preocupados.

                                        HORAS DEPOIS...

"Bibliotecária da Forks High School tem morte misteriosa"

Então esse era o motivo pelo qual fomos dispensados mais cedo. A Sr Forbes havia sido assassinada misteriosamente.

Eu e Jug estamos no Pop's há exatamente 2 horas conversando sobre nosso jornal e recebemos essa notícia.

-Uau! Até em Forks!-Jug comenta

-Ano passado ocorreram alguns casos de morte também...

-Isso pode ser uma boa historia!

Eu o olho de canto.

-O que? Eu estou falando sério!-Ele se defende 

Eu começo a rir e ele acompanha.

-Acho que é melhor eu ir para casa, preciso limpa-la, depois ir ao mercado.

-Eu posso te levar e te ajudar. Se você quiser.-Ele se dispõe 

-Claro! Vamos que temos muito trabalho.

Estamos no mercado e Jughead fica fazendo palhaçadas no corredor para me fazer rir.

-Deixa de ser bobo!-Falo entre risos

-Eu Sou um ótimo dançarino.-Ele fala enquanto dança sem música 

Finalizo minhas compras e Jughead finaliza a dança, e vamos para casa.

-Vamos começar limpando os móveis e depois o chão. Ok?

-Ok.

Pego os materiais de limpeza e o entrego.

-Eu vou subir no meu quarto pegar algumas coisas e já volto.

Entro para trocar de roupa e vejo uma caixa e um bilhete em cima da cama.

Parece que você está se divertindo e vivendo novamente. Escute a música, apenas ligue a caixa de som e coloque os fones. Com amor, de seu eterno Edward.

Na caixa havia um vestido azul com um bilhete dizendo

Haverá um baile de gala em Seattle, por favor vá e use esse vestido. Você saberá quando será.

Coloco meus fones e ligo a música.

Se lembra de tudo que queríamos?

Agora, todas as nossas lembranças estão assombradas

Nós sempre fomos destinados a dizer adeus

Mesmo com o rosto erguido

Nunca teria dado certo

Nós nunca fomos destinados a lutar ou morrer

Eu não queria que nos queimássemos 

Eu não vim aqui para te machucar, agora eu não consigo parar

Eu quero que você saiba

 Que Não importa

Onde nós tomamos esta estrada

Mas alguém tem que partir

E eu quero que você saiba

 Que Você não poderia ter me amado melhor

Mas eu quero que você siga em frente

Então eu já fui embora

Olhando para você torna isso mais difícil

Mas eu sei que você encontrará outra pessoa

Que não irá faze-la sempre querer chorar

Começou com o beijo perfeito, então

Podíamos sentir o veneno entrando

A perfeição não pôde manter este amor vivo

 Você sabe que te amo tanto

Eu te amo o suficiente para te deixar ir

Eu quero que você saiba

 Que Não importa

Onde nós tomamos esta estrada

Mas alguém tem que partir

E eu quero que você saiba

Você não poderia ter me amado melhor

Mas eu quero que você siga em frente

Então eu já fui

Então eu já fui

Eu quero tanto confronta-lo um dia e perguntar o motivo pelo qual ele me manda músicas que me causam ainda mais dor quando as escuto.

Eu estou com lágrimas pelo rosto, e isso não é bom. Jughead é observador e perceberá que eu estava chorando.

Lavo meu rosto e vou para a cozinha.

-Desculpa eu deixei você fazendo todo o trabalho. Eu me distrai respondendo os e-mails da minha mãe.-Minto 

-Sem problemas.

Depois de limpar a casa inteira. Estamos exaustos.

-Muito Obrigada por me ajudar. Seria horrível limpar sem ajuda.-Falo enquanto andamos em direção a porta.

-De nada. Sempre que precisar pode contar comigo.

-Você  também-Respondo

-Bom. Até mais-Ele fala

Então nossos olhos se cruzam, e vamos lentamente nos aproximando, até que numa dose de doce paixão nossos lábios se encontram. Foi como se meu corpo não me obedecesse mais, não resistia aquele encontro de desejos. A força do amor era mais forte que eu. Não podia conter a alegria de beijar o homem que me fez conhecer o sentido de amar.... 












Notas Finais


A música que aparece e Already Gone-Sleeping at Last
Comentem o que acharam. Bjs...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...