História Mudanças: tentando um novo amor - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Karin, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, TenTen Mitsashi
Tags Naruhina, Narusaku, Nejiten, Saino, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 777
Palavras 4.078
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


KKKK
boas, boas, boas, boas
Bem, eu hoje estava de folga e tinha um tempo livre e dormi bastante e pensei por que não? Por que não tirar um tempo para presentiar aos meus queridos leitores com mais um capitulo?
Então me decidi... vocês são bons demais para eu não seguir meu coração e vos dar um capitulo fresquinho

Bem, espero que tenham gostado do presente e que gostem desse capitulo que é um pouquinho mais light

Gente, não se esqueçam, eu no primeiro capitulo disse que essa história é muito dramatica e vai ter drama em tudo até mesmo nas coisas simples
FRASE DE KAGUYA: é tudo muito simples, mas a autora gosta de complicar
kkkk

MEU KAMI... eu adoro os comentarios de vocês que são muitas vezes bastante divergentes em relação aos personagens, mas no final percebo que indpendente de tudo, vocês estão mesmo gostando de tudo. Mesmo odiando, mesmo amando e mesmo chorando e mesmo sorrindo

OBRIGADA MAIS UMA VEZ

E eu vou sempre agradecer, portanto nao se fartem. É uma forma de mostrar o quanto estou grata

LineHina _ vc pediu e eu estou te dando

:)

Capítulo 13 - Ceder


 

 

 

 

 

Estava se sentindo minimamente bem, mas hoje a motivação dele para se sentir menos abatido era outra. Quer dizer, na verdade é sempre a mesma motivação que ultimamente anda mexendo com a sanidade dele.

Ele deu o espaço que ela queria, mas se mantendo presente na vida dela a relembrando todos os dias que ele ainda estava determinado a tê-la de volta. Talvez de um jeito chato, mas ele precisava tentar algo. E hoje iria tentar uma outra coisa. Mais arriscado para as chances dele, mas valia a pena tentar

Pegou na caixa que estava sobre a mesa de centro da sala e saiu porta a fora já trajado e equipado para o trabalho, todavia, hoje o trajeto seria um pouco diferente. Hoje sua manhã seria diferente. Seja para deixá-lo mais aliviado, seja para deixá-lo mais temeroso.

Não sabia, mas iria atrás da resposta sem medo

Os lábios sorriam ansiosos, mas ao mesmo tempo soava frio. Não sabia como ela o iria receber, mais precisava se fazer presente. Precisava se fazer presente em forma física.

Precisava vê-la e tentar mais uma vez se aproximar mais e diminuir a distância entre os dois

O caminho não foi tão longo assim. Cerca de meia hora já estava estacionado a frente do prédio. Tirou o cinto, suspirou, pegou naquela pequena caixa que estava no banco de carona e no banco de trás estava o buquê de lírios, que havia comprado pelo caminho na mão de uma senhora que vendia algumas flores em uma calçada. Assim, com os dois objetos na mão, ele saiu do carro em direção a seu primeiro destino do dia

O porteiro não apenas o saudou com um sorriso e mesmo que nervoso ele também fez o mesmo agradecendo mais uma vez ao velho senhor por tê-lo ajudado antes.

Talvez se subisse pela escada teria tempo para esquecer o nervosismo, mas último andar?… Bem, melhor ir pelo elevador mesmo para não chegar mais atrasado ainda

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

………

 

 

 

 

 

 

 

Hinata havia acabado de tomar banho, por isso se encontrava com o cabelo ainda um pouco húmido. Preferiu usar um moletom apenas, que de tão longo a servia como vestido, mas também escondia o braço todo dela incluindo as mãos. Entretanto, ela até que gostava daquele jeito. Seria uma boa forma de não se sentir tentada a trabalhar, mas sim, tirar aquele dia de folga para só deitar e fazer maratona de series na netflix. 

Com uma tigela enorme cheio de doces diversos, pipoca e de rolos de canela, ela se sentou no sofá bocejando e pronta para pôr seu plano matinal em ação, contudo, infelizmente ela teve que se levantar no mesmo momento, pondo a tigela na mesa de centro, uma vez que alguém decidiu bater na porta dela.

Mas tudo bem. Pelo menos ainda não começou seu plano para o dia e não fora interrompida ao meio dele

Levou a mão a frente da boca bocejando outra vez e apetando os olhos em demasia

Foi em direção a porta e a abriu, mas seus olhos se arregalaram e sua boca abriu e fechou algumas vezes com a imagem daqueles olhos azuis e fios loiros encarando ela. Era estranho ter perdido o folego?  Pois ela perdeu, por isso ter ficado sem ação.

A mão dela ainda permanecia na maçaneta de tão atônita estava. O silêncio perpetuou aquele ambiente enquanto Naruto olhava para os olhos perolados da Hinata, que o olhava surpresa pela presença dele. Ele deu um sorriso mínimo, desconfortável pelo silencio e pela morena não ter se prenunciado até então

 

_ Não vai me convidar para entrar? _ perguntou tentando suar divertido, mesmo que não estivesse muito diferente da esposa dele

Não é como se o nervosismo não o estivesse consumindo em conjunto ao medo e uma série de ansiedade a qual não conseguia controlar. Só depois de ouvir a voz do loiro é que Hinata piscou os olhos e engoliu em seco, abaixando o olhar sem jeito por ter o encarando por tempo demais

_ Cla-claro… entre _ deu passagem ao loiro, que foi em direção ao sofá. Hinata se aproximou dele, se pondo a frente do outro sofá _ Você… você pode se sentar _ ela disse isso, estranhando o loiro olhar por chão com um sorriso que ele tentava conter

Percebeu ser um sorriso feliz e não receoso

_ Você… está usando _ Hinata seguiu o olhar de Naruto e acabou corando ao perceber o porquê de ele olhar para o chão.

Na verdade, ele olhava mesmo era para os pés dela, aonde ela usava um chinelo bastante fofo e felpudo com um pequeno boneco de um tigre por cima. Leão, que era o animal favorito dela, embora ela nunca tenha visto um na vida. Só continuava com o desejo infantil de querer ter um como pet. O chinelo da cor lilás que era a cor que ela mais gostava. Ela novamente abaixou o olhar um pouco nervosa por ter sido apanhada por ele, usando aquilo

_ Eu teria que fazer uso de algo. Afinal, alguém decidiu deixar meu quarto entupido de presentes _  Naruto ficou sem jeito porque Hinata não se mostrou muito feliz com isso.

Ele pensava que ela estava gostando dos presentes dele porque ela não devolveu nenhum deles. Talvez ela fosse gentil demais para ter pensado nessa possibilidade. “ Gentil” pensou ele. Achou que ela tinha interpretado o motivo de ele enviar presentes para ela todos os dias. E agora? Respirou fundo. Não iria voltar atrás e continuaria com a sua estratégia até ela entendê-lo do jeito certo

_ Falando nisso…, _ sorriu sem graça _ … eu trouxe mais dois _ esticou o buquê de lírios e a caixa para ela. Lírios a flor que ela mais gostava _  Por favor…, aceita. Eu sei que já te dei bombons, mas esses eu pedi que Choji fizesse especialmente para você. Sei que gosta _ Hinata pareceu hesitante, mas pegou os presentes do loiro, e saiu da sala sem dizer nada retornando minutos depois, vendo Naruto já sentado com a cabeça baixa.

Ela só levou as flores para água, mas não iria dar essa satisfação ao loiro. Ainda estava muito irritada com ele. Ela se sentou também no sofá a frente. Levou o cabelo atrás da orelha mostrando está desconfortável, mesmo que os olhos azuis não estivessem sobre ela, mas sim sobre o chão

_ Então, o que veio fazer aqui? _ viu Naruto abrir um sorriso, mas triste

Um sorriso triste demais para fazê-la ter vontade de pisar nele. O que estava acontecendo com ele? Queria perguntar. Queria perguntar por que o sorriso dele não tinha brilho nenhum e era tão infeliz? Mas recuou. Recuou porque ela ainda deveria se manter firme e segura. E segura significava não se ceder a ele só por causa de um sorriso triste

_ Sabe que eu não sei?.... _ dessa vez ela pôde ver um sorriso mais divertido vindo dele. Quase riu junto também. Quase. O viu suspirar _  Na verdade, eu só queria mesmo… é te ver _ ao revelar isso, os olhos azuis se fixaram nos perolados. E continham uma verdade tão absoluta que mesmo querendo criar uma barreira para não se ceder, Hinata não conseguiu

Era normal ela sentir, somente com essas palavras, o coração dela acelerar tanto do jeito que acabou acelerando? Porque estava.  Estava acelerado demais. Estava tão acelerado por conta daquelas palavras ao ponto de ela sentir e escutar o bater daquele órgão. Bum… bumbum… bumbum…. Silencio se fez

Tanto silêncio que Naruto voltou a abaixar o olhar, antes de voltar a falar alguma coisa, já que Hinata parecia quieta demais para quem iria se prenunciar

 _ Hinata, em dois dias têm a tal festa… eu sei que você disse que vai pensar, mas… vou te pedir outra vez, por favor, vá _ ele parecia suplicar. Seria tão cruel negar, mas não.

Ela precisava ser forte. Piscou algumas vezes para conseguir forças para sair do encanto dele. Precisava mostrar que também tinha opinião e sentimentos. Ignorou o pedido do loiro já fora do encanto dele, após ter engolido em seco e suspirado afim de pôr as ideias no lugar

_ Por que você fez o Kiba viajar para longe e por tanto tempo, Naruto? _ o corpo do loiro tremeu.  Droga, Hinata tinha que trazer esse assunto e o apanhar tão fora de guarda

_ Você… quer uma resposta completamente sincera? _ levantou o olhar

_ Obvio que sim. Não seria bom para meu marido está mentindo pra mim _ ela encarava o loiro, e o mesmo agora de cabeça baixa, ela o viu apertar os olhos. Ela se perguntava o que ele pensava

_ Eu, só o queria afastar da minha esposa… porque, achei que ele fosse um dos motivos… um dos motivos para ela não voltar para casa… para mim_ engoliu em seco. Custava admitir_ Bem, acho podes dizer que eu estava… me sentindo inseguro com ele perto de você_  no primeiro momento Hinata pensou ter escutado errado.

Mas depois ela levantou as sobrancelhas. Logo em seguida a boca dela só se abriu no automático porque ela ainda não entendeu o que o loiro falou, mesmo tenho entendido de fato. Só não queria acreditar que ele fez aquilo por razões tão egoístas. Naruto olhou para ela, e o olhar da Hyuuga nele era um misto de “diga que você não falou sério” e “oh, que merda você pensa que é?”

_ Você …. o quê? _ a pergunta saiu no automático. Ela anda não acreditando nas palavras de Naruto. Não, tinha que ter mais uma razão para não ficar irritada com ele. Onde que ele estava com a cabeça?

_ Vocês são bem próximos _ não deixou de mostrar o tipo de “próximos” estava se referindo _  … e eu tenho certeza você viu a matéria que saiu nas revistas e nos jornais… aquela foto… não posso deixar as pessoas pensarem besteira… _ não conseguiu terminar e Hinata torceu maxilar  o interrompendo

_ E você se viu no direito de afastá-lo de mim por conta do ego quebrado? Por que você não suporta aquilo que eu silenciosamente suportei? _ olhou para o loiro furiosa

_ Nada disso Hinata, não é bem assim  _ a morena se levantou e suspirou parecendo procurar se manter calma. Não conseguiu. Não, porque não tinha como defendê-lo agora

_ EM QUE MUNDO VOCÊ VIVE NARUTO? _ acabou gritando. O loiro não gostou. Porra, tá entendia ela ficar irritada, mas custava a mesma o deixar explicar direito

_ Me escuta antes, Hinata _ aumentou o tom de voz ,quase esbravejando

Viu a Hyuuga o olhar pelo canto dos olhos por ela ter virado de perfil, não conseguindo olhar para cara dele, e antes que ela fosse dizer alguma coisa, falou por cima dela

_ Fiz isso também por causa dos acionista _ só agora Hinata o deu atenção por completo. Naruto suspirou, fechando os olhos _ Eles queriam demiti-lo, mas eu os convenci que o melhor seria deixá-lo afastado por um tempo. Assim os rumores se acalmariam porque, se eu demitisse o Kiba, as pessoas iriam pensar que eu fiz isso porque você de fato me traiu e a imagem a tua imagem ficaria manchada. Não só a tua como das empresas também. E além do mais, a Byakugan precisa da Kyuubi e não vice-versa

Hinata pensou por um bocado e acabou percebendo que de certa forma, o argumento de Naruto estava certo, afinal, quando foi com ele, só não fizeram nada porque Sakura não trabalhavam para nenhuma das empresas deles. Já Kiba, o moreno era funcionário, então obvio que os acionistas iriam querer afastar uma ameaça para o casamento dela, que significava dinheiro para eles

Oh, ele queria manter a imagem dela limpa? Como se isso ajudasse muito

Só não entendia por que Naruto a disse primeiramente que o motivo de ter afastado Kiba fora porque se sentia inseguro com o Inuzuka perto dela.

Espera aí… ele praticamente a disse que ficou com ciúmes dela? Caramba. É isso mesmo. Ele praticamente jogou na cara dela que sentia ciúmes. Acabou mordendo os lábios inferiores por conta da vontade que teve em sorrir “Ele se importa” Acabou concluindo.

Céus, ele se importava e não teve medo de admitir para ela. O coração dela voltou a acelerar novamente e ela estava novamente querendo ceder 

_ Você disse a eles que eu sai de casa? _ perguntou em sussurro por conta da vontade que tinha de sorrir. Naruto meio que já tinha dado essa resposta, mas ela precisava ter certeza

_Não… ninguém precisa saber disso. São nossos problemas e… todos os casais têm problemas _  casais? Ele disse meso casais com aquele tom tão… tão verídico?  Como se acreditasse que fossem um casal comum e normal?

Hinata não se aguentou, e mesmo que mínimo ela tinha que sorrir alguma coisa antes que fizesse mais que isso. Acabou sorrindo agradecida, mas fez um pedido que o loiro não esperava

_ Você precisa ir embora _ Naruto também se levantou e ia retrucar o pedido da Hyuuga, mas ela negou com o olhar, o fazendo se calar na hora.

Não foi uma repreensão, mas sim um pedido amigável que ele se fosse embora. Ela só não o queria mais por perto porque estava cedendo demais e de acordo com a batida do coração dela, estava com medo que se cedesse por completo e se ele ficasse mais tempo ali, ela tinha medo que acabasse por se ceder de verdade

 _ Agora _ dessa vez Hinata exigiu

Naruto se deu por vencido. Não queria deixar Hinata irritada. Ela parecia de bem com ele agora e ele precisava manter isso. Não queria a deixar mais afastada. Já estava farto de fazê-la mal sem perceber. Entretanto, um impulso… uma ação que a muita não efetuava

Uma ação que exigia não seguir nem o coração, nem a razão… somente um impulso… um virar rápido. Dois passos e se aproximar sem se importar com o que viesse a acontecer depois. Só um tocar já era suficiente e só uma tentativa para que ela abaixasse um pouco mais aquela barreira. Só um carinho no rosto e o nariz com o nariz, lábios com lábios. Só uma tentativa para que pudesse provar do sabor da boca dela e pudesse se sentir mais conectado a mesma

Hinata só arregalou os olhos

Hinata só fechou os olhos sem perceber, ao sentir uma mão máscula na nunca dela, a apertando mais com ajuda de uma outra mão que estava na cintura dela a ponto de ela se pôr na ponta dos pés.

Não pensou quando abriu a boca dando passagem para aquele beijo a principio exigente e receoso, mas que foi se tornando carinhoso e determinado demais quando ela cedeu.

Oh, aquele era outro sabor, um sabor ainda mais doce… um sabor que ela podia se depender a vida toda. Droga, por que ela não conseguia empurrá-lo como a razão dela dizia para ela fazer? Ah sim…, ela já havia decidido que iria a mostrar a Naruto que eram casados, então, que jeito melhor? Que jeito melhor que ceder um pouquinho. Só um pouquinho

E como ela sentia falta daquele jeito… daquele toque tão… tão próximo

Como ela sentia falta

O toque foi se tornando menos possessivo e os lábios masculinos foram se desgrudando aos poucos, agora sentindo apenas a respiração dele bater com o dela. Agora com a mão dele no rosto dela acariciando ali como se ela fosse uma delicada pétala de flor

_ Por favor, preciso de você na festa da Karin, Hinata… preciso da minha mulher do meu lado… apareça _ pediu em tom soprado e suplicado, fazendo o corpo da azulada se arrepiar mais do que já se arrepiou naquela manha

Naruto ia se afastar de fato para ir embora, mas teve sua gravata agarrada, por isso se manteve no mesmo lugar, com o rosto bastante próximo a Hinata ela olhando para baixo com o rosto quase colado ao peito dele, e ele olhando para o rosto dela

_ O que foi? _ Hinata levantou o olhar, e deu um sorriso pequeno

_ Olha, desculpa ter gritado com você. Acho que fez bem em afastar o Kiba, mas… quem você deveria afastar mesmo de mim, você não afastou _ ela abaixou o olhar novamente, parecendo bastante triste e com vontade e chorar

_ Do quem você está falando? _ Naruto se mostrou interessado. Nessa etapa, faria tudo que fosse possível para Hinata confiar mais nele, porque ele estava faminto pela confiança dela

_ Da tua amante, Naruto _ Hinata falou, como se fosse obvio, deixando as lagrimas caírem. Deixando o loiro preocupado, mas ainda assim não entendendo nada

_  O que aconteceu Hinata? O que ela fez_ o loiro agarrou o ombro dela, a ajudando a se sentar, porque a mesma começou a chorar para valer e soluçar.

Naruto se ajoelhou a frente da esposa dele e tentou limpar o rosto dela, mas Hinata virou o rosto, não querendo que ele tocasse nela. Ele se sentiu rejeitado, mas precisava saber o que Hinata ainda não o contou

_ Diga o aconteceu _ pediu mais uma vez, vendo a morena respirar fundo, tentado se acalmar

_ Aconteceu que ela quase me matou _ Naruto arregalou os olhos, não acreditado ter escutado direito. Sentiu um amargo no maxilar e no peito. O que Hinata acabou de dizer? Sakura tentou matá-la? Não. Tinha algum erro e estava interpretado errado. É certamente era só forma de falar

_ O que disse? _ perguntou ainda desacreditado, chocado. Como se tivesse levado um soco no peito e não soubesse de onde o golpe veio. Precisava ter certeza para não pensar besteira e Hinata precisava deixar as palavras dela claras para ele entender direito. Precisava entender direito

_ É isso mesmo que você ouviu, Naruto-kun _ abaixou a cabeça, fungando _ Eu fui para a casa de chá Konoha, para uma reunião com Kurenai. Acabou que por coincidência, ela também estava lá. Eu passei mal por algum motivo e fui ao banheiro e quando ia sair ela nos trancou lá dentro. A gente acabou que brigou e trocamos algumas palavras, mas Naruto… eu… eu… eu fui apanhada desprevenida quando ela do nada pulou em mim e… e… e _ Hinata não conseguiu mais falar e caiu em prantos.

Naruto estava sem palavras e abraçou a Hyuuga, tentando fazê-la se acalmar enquanto passava a mão no cabelo dela, com a cabeça dela repousado no ombro dele. Ele não sabia o que pensar. A cabeça dele agora estava dando voltas sem entender. Os olhos dele se arregalaram no primeiro momento, mas agora estava com o cenho estreito tentando entender.

Precisava entender

_ Calma, Hinata… _ não sabia o que aconteceu, mas para ter deixado Hinata desse jeito com certeza não fora algo bom_ Fique calma _ pedia de forma suave, ignorando o choque que acabara de receber, tentando fazer a Hyuuga se acalmar e o contar o que aconteceu de fato. O que aconteceu ao ponto da Hinata acusar Sakura… acusar Sakura de a ter tentando matar

Nossa… não conseguia… entender

_ Eu… Naruto-kun… eu pensei que iria morrer…. Ela saltou no meu pescoço e apertou tanto, que… ela me sufocou e me estrangulou ao ponto de eu quase ver tudo escurecer… ela apertou tanto meu pescoço que… que eu pensei que iria morrer… ela ia me matar e eu ia morrer. Ela ia me matar e eu ia morrer, Naruto-kun _ o corpo do loiro travou. E as palavas de Hinata se repetiram na cabeça dele diversas vezes até ele finalmente compreender o que de fato aconteceu. Até os olhos dele abrirem tanto quase saindo de orbita de tão chocado estava

Sakura fez o quê?

Não pensou em nada e afastou Hinata pelo ombro a olhando nos olhos de forma profunda, vendo ela com o rosto todo molhado e contorcido em choro. Vendo ela parecendo com medo… em pânico, como se estivesse revivendo aquele momento

_ Ela fez mesmo isso? _ perguntou, só para ter certeza, porque custava acreditar que Sakura, a pessoa que ele conhecia a anos, fosse capaz de quase matar alguém.

Não. Será que ele de fato não a conhecia tão bem assim? Será que por anos a rosada escondeu algum lado dela que ele não conseguiu descobrir? Sabia que a Haruno era uma pessoa de personalidade forte, mas… tentar matar alguém?

_ Você não acredita em mim? _ a voz de Hinata dessa vez saiu magoada

_ Não, não é isso… é que…é difícil… _ abaixou a cabeça estreitando o cenho por um segundo e olhou para Hinata outra vez, dessa vez se mostrando extremamente preocupado _ Meu Deus Hinata, você está bem? _ acabou levantado o queixo dela, para verificar o pescoço da mesma passando os dedos longos ali de forma delicada para não machucar a Hyuuga e depois desse ritual todo, ele voltou a olhar-lha outra vez, esperando que ela respondesse.

Hinata sorriu pequeno

_ Eu… eu estou bem. Estou bem agora _ respirou fundo tentando se manter mais calma _  Não aconteceu nada mais grave porque eu de alguma forma consegui me soltar dela. Mas, Naruto, eu fiquei sem ar… aquela sessação é tão angustiante e… eu pensei que iria morrer. Eu pensei que iri morrer… Eu não quero morrer _ ela desabou outra vez. Ela ficou em pânico outra vez

_ Não, não chatinha _ a puxou novamente, dessa vez para o peito dele. Dessa vez os dois sentados no chão, e Hinata completamente dentro do abraço do marido _ Você não vai morrer… ninguém vai mais te fazer mal…. Eu não vou mais deixar. Não vou deixar

_ Promete?

_ Prometo… prometo

_ Pra valer, Naruto-kun

_ Pra valer, Hinata. Não vou deixar que te façam mal… ninguém… nunca mais _ finalizou. Hinata não disse mais nada, e apenas se deixou ficar dentro dos braços do marido dela sendo afagado por ele, que deslizava as mãos nos longos fios negros azulados dela e cada vez mais a aproximava mais dele dentro daquele abraço protetor

Naruto não viu o tempo passar, porque na verdade ele só se focou naquele momento. Naquela proximidade que Hinata não o negara, mas sim o permitira. Ele só se focara em fazê-la se sentir segura e tudo ao redor se apagou e foi esquecido, quando sentiu um toque no ombro. Ergueu o olhar sem se mover muito

_ Leve ela por quarto… eu mostro o caminho _ Tenten sorriu terna para ele, e só agora ele percebeu que a respiração da Hyuuga estava audível e ela estava muito quieta.

Sorriu ao perceber que ela acabou dormindo nos braços dele e nem ele se dera conta. Se levantou com cuidado e ergueu Hinata a carregando com todo o cuidado do mundo para não a acordar, seguindo Tenten subindo a escada.

A Mitsashi passou por duas portas a esquerda e só na terceira que ela apontou, abriu e depois foi-se embora, apenas dizendo antes

_ Feche a porta quando saíres Naruto. Eu estou indo por trabalho agora que já estou muito atrasada_ O loiro somente assentiu vendo a porta do quarto ser encostada.

Ele deitou Hinata na pequena cama de casal bem arrumada. Não prestou atenção a volta. Somente olhou por rosto da Hyuuga enquanto a cobria com um lençol branco. Tirou o cabelo do rosto dela e fez uma pequena caricia ali. Estreitou os olhos em um semblante baixo e triste

_ Desculpa Hinata… isso é tudo culpa minha, me desculpa…. Eu… eu não queria que você passasse por isso. Não queria que você saísse de casa e muito menos queria te trair. Desculpa te ter posto nessa situação. Eu… eu… eu vou resolver isso de uma vez por todas dessa vez _ acabou dando um beijo na testa dela, saindo daquele quarto em direção a saída, não percebendo os olhos perolados se abrirem somente um pouquinho vendo a porta ser fechada.

Hinata deu um mínimo sorriso, e dessa vez se deixou dormir de forma mais pesada. Acabou acordando cedo demais por força de habito para começar sua maratona de filmes e series, mas a verdade era que estava mesmo é cansada e o abraço do marido fez o corpo dela perceber o quanto ele ainda tinha controle sobre os batimentos do coração dela, a ponto que ela só conseguiu relaxar após o abraço dele

Ela iria ganhar essa guerra, usando as armas que tinha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nem pensar que iria perder

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Txiiii

Hinata cedeu um pouquinho e nossa, ela mais cobra do que eu pensei. A garota jogou toda culpa para cima da Sakura, coitadinha... se bem quê... convenhamos que Sakura foi mesmo toda culpada... mas o jeito que a Hinata falou aquilo por Naruto... nossa, ela não perdoa e está mesmo guerrilhando
O que será que Naruto vai fazer?


Proximo capitulo, alguém vai aparecer
Quem será? Quem será?

E outra, essa pessoa vai acabar revelando algumas coisas... bem pouquinhas mas que vos farão ter mais noção de como fora o passado dos personagens

Quem será que vai dar as caras.... quem?

Até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...