1. Spirit Fanfics >
  2. Mudando o Final >
  3. 1 Parte

História Mudando o Final - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, essa é minha primeira história.
Bom, ela nasceu depois de eu me sentir triste ao ver que o casal Itachi e Izumi não foi aproveitado na obra original. Eu decidi manter todos os elementos fiéis aos originais, porém adicionei uma história que os personagens pudessem vivê la.
Claro, muitas coisas estão diferentes, mas ressaltando, é um história contada por Izumi.

Capítulo 1 - 1 Parte


Fanfic / Fanfiction Mudando o Final - Capítulo 1 - 1 Parte

Konoha

Izumi - 4 anos

Na noite do ataque do Nove Caudas, eu obtive o sharingan. Meu pai se sacrificou para me salvar, isso fez com que ele despertasse. Naquele momento, eu jurei a mim mesma que eu faria o que fosse preciso para salvar quem amo.

Dei uma volta pela vila. Ela estava parcialmente destruída inclusive o Distrito dos Uchihas. Ele seria reconstruído em breve ao sul do centro da vila.
Enquanto caminhava avistei Itachi Uchiha, filho de Fugaku, o líder do Clã Uchiha.
Itachi me salvou durante o ataque da Kiyubi. Depois que meu pai fora morto, fiquei perdida de minha mãe e ele me encontrou e me levou de volta em segurança.
Enquanto ele se aproximava eu pensava no que dizer.
Respirei fundo e fui em direção à ele. No momento em que ele se virou comecei o meu discurso ensaiado:
- Itachi-kun, obrigado por salvar minha vida. Você me levou de volta em segurança, gostaria de poder retribui...- Itachi me cortou.
- Que bom que você não morreu.
E foi isso. Nada além disso.

Izumi - 6 anos

A cerimônia de boas vindas aos calouros da Academia finalmente começou.
Os novos alunos estavam em fila enquanto o Grande Hokage fazia seu discurso.
Os pais dos alunos também estavam presentes.
Estava rolando os olhos sobre a multidão quando avistei Fugaku. No mesmo instante, soube que Itachi também entraria na Academia no mesmo dia que eu. Tentei encontra lo nas fileiras de alunos.
Estava quase desistindo quando eu o vi, acenei para ele e esperei ele retribuir. Itachi me fitou por um momento e depois dispersou seu olhar.
Durante as aulas, arrumava pretextos para falar com ele, porém ele nunca me respondeu. Aliás, ele nunca respondeu ninguém a não ser o professor. Isso mostrava o quanto ele era introspectivo, parecia estar sempre refletindo sobre algo importante, portanto não tinha tempo para coisas de criança.
Ele era o melhor aluno. O melhor aprendiz de ninja com as melhores notas sempre.
Cada justu novo que nós aprendíamos era um desafio, mas para ele não. Era sempre o número um nos combates simulados e nos treinamentos. Tão bom em Shurikens quanto com as Kunais.
Enquanto isso, eu não sabia controlar o Sharingan. Quando ativado, ele consumia uma quantidade absurda de chackra que me fazia desmaiar. Era patético. Portanto, decidi me aperfeiçoar em Taijutsu, combate físico.
Eu o observava de longe. Ele estava sempre sozinho e era invejado pelos demais colegas. Inclusive, ele era popular com as garotas, mas parecia não estar ciente disso. E se estivesse ciente, certamente não faria diferença para ele. Ele não tinha tempo para coisas de crianças. Ele era o prodígio do Clã Uchiha. O meu Clã.
Passado algum tempo, eu brincava com um grupo de crianças de clãs distintos.
Itachi atravessou o parque sem dizer uma palavra. Fui até ele tentar trazê lo para o nosso mundo:
- Itachi-kun, não quer brincar com a gente?
Ele passou e nem se quer notou minha presença. Estava tão entorpecido nos próprios pensamentos que não me respondeu.
Um grupo de garotos, todos repetentes na Academia, começou a enxota lo e a dizer palavras duras:
- Ei, novato, você está se achando porque tem boas notas.
- Vamos mostrar para ele quem é que manda. - Todos eles repetiam em coro.
Um primeiro garoto lançou uma pedra em direção à Itachi, o outro pulou por cima dele e parou na sua frente.
A pedra jogada não o atingiu, mas o soco desferido pelo segundo garoto contra Itachi o acertou em cheio. Antes que ele pudesse se levantar, o garoto continuou.
Vendo aquilo eu não me contive e pulei na frente de Itachi para protege lo.
O garoto me vendo ali parada, parou seus ataques e recuou quando viu meu Sharingan.
Eles saíram correndo assustados.
Em seguida vi tudo ficar preto.
Quando acordei, Itachi me olhava pasmo.
Eu corei ao ve lo tão perto.
- Você está bem? - ele me perguntou quando me levantei de supetão.
- Sim, estou sim. Eu não podia deixar que eles batessem em você, Itachi-Kun.
- Obrigado por ser preocupar comigo, Izumi.
- Eu precisava retribuir o que você fez por mim, Itachi... - Eu estava sem jeito.
Ele continuou a me olhar com o olhar de sempre, mas eu sabia que por um momento, mesmo pouco, eu consegui traze lo para o meu mundo.
Então, tudo mudou.
Eu passei de colega à amiga. Todos os dias nos sentavamos juntos na Academia. Mesmo que ele falasse pouco, eu sabia que ele gostava da minha companhia. Vez ou outra eu tirava alguns sorrisos, tímidos, mas sorrisos mesmo assim.
Mas as coisas voltaram a mudar.
Itachi era excepcional e todos viam isso. Durante uma briga no intervalo, descobriu -se que Itachi usava clones das sombras para matar aulas.
Portanto, o Sensei responsável sugeriu ao Grande Hokage que Itachi se formasse na Academia, em menos de um ano, e virasse Genin. Ele sabia tudo o que havia para saber - inclusive técnicas proibidas - para se tornar um Ninja.
Itachi então recebeu a bandana, um ninja oficialmente, e eu continuei na Academia.

Izumi - 7 anos

Eu me virava muito bem sozinha na Academia. Fui a primeira em Taijutsu em toda a classe.
Sentia falta de Itachi nas aulas. As vezes, eu me virava pra ver se ele estaria sentado no mesmo lugar de sempre, mas nunca estava.
Decidi treinar shurikens por conta própria, queria estar ao lado de Itachi e não atrás dele.
Dessa vez eu estaria um passo à frente.
Quando voltava pra casa depois da aula, parei na lanchonete para comprar uns doces.
Eram os últimos dangos do dia.
Ao sair, Itachi estava do lado de fora com seu pai. Ele havia ficado um pouco mais alto desde a última vez que eu o vira. Ele ostentava na cabeça sua bandana ninja.
Ele não me viu, portanto o chamei:
- Itachi-Kun...
Ele se virou surpreso. Eu estava segurando o pacote de dangos nas mãos.
Ele se despediu de seu pai e me seguiu pelo Distrito Uchiha.
Paramos na beira do lago para conversar.
- Tem certeza que não interrompi você e seu pai? - olhei para ele.
- Não. - continuou encarando o lago.
Ele sempre respondia apenas o necessário.
- Sim... - afirmei com a cabeça.
Comecei a abrir o pacote de dango que estava ao meu lado.
- Faz um tempo que você se tornou gennin, eu não o parabenizei, portanto Itachi-Kun, meus parabéns. - sorri.
- Obrigado, Izumi-chan.
- Talvez não conte como um presente, mas gostaria de um? - ofereci.
Coloquei um dango na boca e esperei ele pedir, mas ele apenas virou o rosto para o lado envergonhado.
Quando comecei a mastigar ele se virou e olhou fulminante para mim por não perceber que ele também queria, afinal ele era uma criança. E crianças gostam de doces.
- Desculpe, Itachi-Kun, te conheço a tanto tempo, e nem sabia qual era sua comida preferida. - Ri dele por um momento.
Ele corou ainda mais.
Novamente me desculpei.
- Desculpe Itachi por rir de você. - mesmo rindo sem parar.
Foi a primeira vez que o deixei sem graça
Então passei para ele um dango. Seu olhar brilhou e ele comeu.
Ele perguntou:
- É estranho?
Talvez estivesse envergonhado por ter um momento de criança ao lado de uma amiga.
- Claro que não, Itachi. - Ainda ria dele, mas serenamente.
Eu continuei:
- Há algo mais que eu possa lhe dar?
Ele se virou e me olhou no fundo dos olhos. Ali eu soube o que ele desejava ardentemente. O Sharingan. Mas era algo que não estava ao meu alcance.
- Entendo, mas isso eu não posso te dar. - falei desolada.
Atrás de nós, um Chunnin se aproximou. Ele tinha uma bandana ninja e uma espada nas costas. Talvez fosse mais velho que nós, mas era um Uchiha.
Ele sorriu gentilmente e chamou Itachi:
- Itachi? Está na hora...
Foi a primeira vez que vi Shisui Uchiha.
Itachi se levantou e acenou em afirmação.
Antes que ele saísse eu terminei nossa conversa:
- Eu espero que seu Sharingan desperte logo.
Naquele momento eu firmava meus laços com os dois Uchihas.

Izumi - 8 anos

Depois de treinar arduamente, me graduei na Academia e fui promovida a Gennin.
Ainda não dominava completamente o Sharingan, mas evolui. Treinei também o controle do chackra e assim eu não desmaiei mais por conta dele.
Minha percepção visual ficou aguçada e melhorei minhas técnicas em Ninjutsu e Taijutsu.
Meu desafio ainda era utilizar o Genjutsu, a arte da ilusão.
Formei time com outras duas garotas: Shinko e Kagami. O Sensei responsável era Miroku.
Na Academia sempre tive muitas amigas, porém durante o tempo em que me aproximei de Itachi, elas se afastaram. Depois que Itachi se formou, os dois anos que se seguiram foram solitários.
Mas fiquei feliz com isso, pelo menos um amigo ainda me restara... Itachi Uchiha.
Saímos em missão no País da Grama. Kagami também era Uchiha, ela era excelente no Genjutsu, era bonita e estava sempre um passo a frente de nós, de mim e de Shinko, mas apesar de sua excelência ela ainda não tinha despertado o Sharingan.
Miroku sempre a elogiava, o que me deixava frustrada.
Nossa missão era escoltar um grande comerciante de tecidos, nada muito perigoso. Uma missão de rank D.
Estávamos à caminho quando Sensei Miroku sentiu pontos de chackra nos perseguindo entre as árvores. Miroku possuia o Byakugan, portanto podia ver à quilômetros de distância.
Para despistarmos quem quer que fosse que estaria nos seguindo, sensei fez a seguinte divisão: Ele, Shinko e o comerciante iriam para o sul, em direção ao País da Grama.
Eu e Kagami voltariamos para Konoha e pediriamos reforço. Certamente, Sensei desconfiava que nosso inimigo era um Ninja e continuaria seguindo - os. Talvez estivessem atrás do comerciante.
Miroku apostava em Kagami, por isso confiou a nós o dever de trazer reforços caso um combate acontecesse.
Nos dividimos e seguimos em direções opostas.
- Depressa, Izumi. - Kagami corria na frente rapidamente.
Enquanto íamos pulando sobre os galhos, senti um chackra forte por perto. Talvez fosse os perseguidores.
- SHARINGAN!
Ativado eu pude sentir uma movimentação ao leste e estava se aproximando. Sensei estava errado. Ele pensou que os inimigos os seguiriam, mas na verdade estavam atrás de nós.
- Kagami, espere. Eles estão ao leste, temos que dar a volta nas montanhas.
Kagami parou bruscamente e olhou pra mim:
- Você está louca, demoraria dois dias. Temos que continuar. Chegaremos em Konoha logo.
- Kagami, os inimigos estão vindo desta direção, se continuarmos eles irão nos atacar. - tentei convencê la.
Ela começava a dar indícios de que ia se irritar:
- Ouça bem, não é porque você tem o Sharingan que sabe melhor do que eu. Iremos por este caminho como Sensei ordenou.
Ela continuou correndo.
Eu a segui.
De repente uma kunai acertou sua perna, ela caiu do galho sem gritar. Eu me virei tentando encontrar o agressor.
Ele arremessou outra, mas sem êxito. Meu Sharingan previu seu movimento. Saltei do galho até onde Kagami estava caída.
- Eu estou bem...- Ela se encostou na árvore com a perna ferida.
Logo os inimigos apareceram. Eram três ninjas da Vila Oculta da Pedra.
O líder deles jogou outra kunai na minha direção. Com os punhos cerrados eu rebati num movimento de Taijutsu.
- Ela possui o Sharingan. - Um dos ninjas disse ao Líder.
O líder deles tinha metade do rosto tapado por uma faixa e esbravejava enquanto nos olhava.
- Uma Uchiha... como eu previa, peguem na!
Quando o lider ordenou, os outros dois ninjas vieram em minha direção rapidamente.
Os afastei com golpes de Taijutsu.
Eles usavam Estilo Água.
- JUTSU PAREDE DE ÁGUA.
Enquanto eles tentavam quebrar minha defesa, o líder aproveitou para raptar Kagami.
Então, usei o Estilo Fogo, um jutsu próprio do Clã Uchiha.
- JUTSU BOLA DE FOGO.
Os afastei por um momento e pulei na direção do ninja que levava Kagami nas costas.
Tentei o Jutsu Shuriken das sombras, mas ele não caiu.
Arremessava kunais contra ele e tentava desviar das que me atacavam por trás.
Estava perseguindo e era perseguida. Então eu soube, eles estavam atrás de nós. Dos Uchihas. Por causa do Sharingan. Um poder que eles almejavam ter.
Quando olhei para frente avistei um garoto esperando por nós num galho de árvore.
O lider dos ninjas patifes freou no ar quando o viu. Era um shinobi da Vila da Folha. Um Chunnin. Era ele... o amigo de Itachi que eu vira vez passada na beira do lago.
Shisui Uchiha, O Teleportador.
- Largue a, e eu deixarei você ir sem um arranhão.
Shisui os ameaçou, mas eles relutavam.
Os outros dois ninjas que estavam atrás de mim começaram a ataca lo.
Mas antes que eles pudessem encostar em Shisui, ele antecipou seus movimentos com o Sharingan.
- JUTSU DO TELEPORTE
E foi assim que eu soube o porquê dele ser chamado de Shisui, O Teleportador.
O líder deles ainda carregava Kagami nas costas, portanto decidi ataca lo.
- ESTILO FOGO, JUTSU BOLA DE FOGO.
Ele recuou e deixou Kagami cair.
Antes que ela chegasse no chão eu a segurei.
- Izumi... - ela estava escorregando.
O líder deles havia fugido, enquanto os outros estavam no chão depois que Shisui os derrotou em combate.
Eu acabei não suportando seu peso e deixei a cair.
Shisui estava bem abaixo e a pegou no colo.
Me senti aliviada.
- Obrigado... - Ela disse olhando para Shisui.
- Deveria agradecer à sua parceira de equipe, foi ela quem salvou você.
Shisui olhou para mim.
- Você tem um excelente Taijutsu, nunca vi alguém tão bom!
Kagami revirou os olhos pois não pôde fazer nada para ajudar. A kunai deixou um rasgo enorme em sua perna direita. Levaria alguns pontos...
- Eu não fiz nada, apenas o que pensei ser certo. - fui modesta.
- Temos que voltar...-Kagami interrompeu.
Ao voltar para a Vila, o Grande Hokage nos recebeu e me congratulou pelo feito.
Sensei Miroku e Shinko acompanharam o comerciante até o País da Grama sem problemas. Depois ele me elogiou:
- Muito bem, Izumi. Você foi excelente!
- Obrigada, Sensei.
Queria muito que Itachi soubesse daquilo. Ele ficaria orgulhoso. Meu pai ficaria orgulhoso.
Mamãe também ficou e saía pela vila contando o que eu havia feito para todos.
Como era boba!
Depois de uma semana, me encontrei novamente por acaso com Shisui.
- Obrigado pela Kunai. - Eu agradecia a Senhora dos Gatos pela faca comprada em sua loja.
Estava de saída quando ele entrou.
- Shisui Uchiha em minha loja, que honra. - Ela o bajulou.
Ele sorriu e me avistou.
- Olá, Izumi- chan.
Então ele se lembra de mim...
- Olá, Shisui..
- Já se acostumou com a popularidade? - Ele sorriu.
- Popularidade? - Não havia entendido.
- Sim, agora você é uma heroína.
- Eu apenas fiz o que.. - ele interrompeu.
- "Achou ser certo", você ja disse isso. Mas está sendo modesta. Itachi já soube, ele... - ele hesitou.
- O que ele disse?
Fiquei curiosa em saber logo o que ele havia pensado de mim, mas a Senhora dos Gatos nos interrompeu.
Eu peguei a kunai e sai. Ele ficou lá para ver alguma coisa.
Então, Itachi sabia do que meu feito. Já fazia alguns meses desde a ultima vez que falei com ele.

Izumi - 8 anos

- Então, ele despertou o Sharingan?
Shisui hesitou em responder e depois de uma pausa ele disse:
- Sim. Seu companheiro de equipe foi morto durante uma missão.
- Eu nem imagino o que ele esteja sentindo, gostaria de poder ajuda lo.
Shisui percebeu meu desejo de ver Itachi.
- Por que não vem conosco ao campo de treinamento? À tarde treinamos shurikens.
Shisui era muito gentil. Seus olhos eram profundos e cheios de ternura. Ele sorria muito mais que Itachi, que costumava ser sempre sério.
- Se não houver nenhuma missão, eu irei.
Me despedi dele depois de te lo encontrado andando pelo distrito. Nós sempre nos encontrávamos por acaso.
A tarde refleti muito se deveria ir ao encontro de Itachi. Talvez ele não quisesse me ver.
Mesmo assim, me arrumei depressa e fui.
Cheguei lá e vi os dois.
Itachi estava no ar com três shurikens nas mãos, usou o Sharingan para acertar os alvos espalhados pelos troncos das árvores. Houve uma pausa como se o tempo parasse e no fim: ele acertou todos.
Shisui estava sentado em uma pedra, ao me ver acenou com a mão.
Itachi olhou na minha direção. Seus olhos haviam mudado. Estavam mais velhos e cansados... como os meus.
As linhas de expressões debaixo de seus olhos estavam mais fortes que antes. Seu cabelo estava maior e preso a um rabo de cavalo.
Usava a mesma camisa azul com o emblema Uchiha nas costas.
- Olá, Shisui... Itachi.
Me sentei ao lado de Shisui.
- Olá, Izumi. Que bom que você veio. - ele olhou para Itachi - Itachi, não é legal? Chamei Izumi para treinar com a gente.
- Sim... - Itachi respondeu.
- Izumi, Itachi vai ajudar você com shurikens. Ele é muito bom. É melhor do que eu... - ele sorriu gentilmente.
Olhei para Itachi, ele estava um pouco envergonhado. Então eu disse:
- Tudo bem se não puder, Itachi.
Ele olhou para mim e disse:
- Podemos começar quando você quiser.
Ele foi andando na frente e eu fiquei sem entender. Shisui sorriu e disse:
- Bom, eu tenho uma missão agora. Nos vemos depois.
Ele foi e nos deixou sozinhos.
Itachi se preparou e disse:
- Observe com atenção.
Ele executou os mesmos movimentos de antes com as shurikens.
Quando terminou, ele me olhou e disse:
- Sua vez. - sorriu por um breve momento.
- SHARINGAN!
Minha percepção aumentou e eu me elevei. Dei um salto no ar e três shurikens entre os meus dedos apareceram. Olhei para os alvos. Tudo isso num milésimo de segundo. Acertei algumas enquanto outras ficaram de fora.
- Você foi bem, mas pode ser melhor. - Itachi disse.
Parei e respirei fundo. Tentei novamente.
Dessa vez, a maioria das shurikens foram diretamente para o alvo, algumas escorregaram. Dei um mortal esperando cair de modo certo, mas acabei torcendo o tornozelo ao fazer isso.
- Ai, acho que torci meu pé... - Cai sentada no chão.
Itachi se abaixou e pegou meu tornozelo delicadamente.
- Você torceu o tornozelo.
Ele vasculhou em seu equipamento ninja algo que pudesse usar para me ajudar.
Começou a enfaixar meu pé com o que encontrou.
- Pronto, assim você poderá coloca lo no chão.
Itachi estava sendo delicado comigo e isso me fez sentir acolhida dentro de sua vida. Não precisei forçar, ele me recebeu por conta desta vez.
Ao cair da tarde, Itachi me acompanhou até em casa.
- Obrigado por ter se preocupado comigo, Itachi-Kun.
Ele sorriu e disse:
- Tente não exagerar da próxima vez.
Acenei concordando, dei as costas e entrei. Ao abrir a porta, minha mãe apareceu.
- Este não é filho de Fugaku? Itachi? - disse minha mãe.
- Sim, mãe.
Minha mãe sorriu maliciosamente, mas não me importei.
Meu coração estava acelerado depois que Itachi cuidou de mim, eu só não sabia porquê.

Izumi - 9 anos

Meu time foi enviado em uma nova missão, agora no País das Ondas. Tínhamos que ajuda los a pegar uma quadrilha de bandidos que havia roubado o palácio do Senhor Feudal. Nível da missão: Rank C.
Kagami ainda estava ressentida pelo fato de não ter feito nada durante o ataque dos ninjas da Aldeia da Pedra.
Miroku e Shinko continuavam os mesmos.
Encontramos a tal quadrilha escondida numa caverna, como não eram inimigos ninjas, eles não ofereceram tanto perigo.
Ao voltarmos para a Vila da Folha nos deparamos com uma nova ameaça.
Ninjas saqueadores da Vila da Névoa.
Não estavam interessados em nós, mas shinobis de outras vilas eram vistos como inimigos por muitos ninjas.
- Time 9, formação de batalha Mandi. -Miroku gritou.
Shinko e eu ficamos na retaguarda. Kagami estava ao lado do Sensei.
-SHARINGAN!!
Decidi usar meu novo jutsu shuriken, o mesmo que aprendi com Itachi.
Dei um salto e como ele havia me mostrado, usei apenas três shurikens para ataca los.
Funcionou. Antes que executassem o primeiro ataque, os dois primeiros ninjas caíram mortos com uma shuriken na garganta.
Miroku disse surpreso:
- Muito bem, Izumi.
Enquanto isso, Kagami estava cada vez com mais raiva.
Os ninjas restantes começaram a atacar um por um.
Shinko usava a kunai para se defender, Kagami e Miroku usavam Ninjutsu e eu Taijutsu.
Kagami fora pega pelos braços, eu joguei uma kunai certeira em seu oponente para que ela pudesse se soltar dele.
- Eu não preciso da sua ajuda. - Ela berrou.
Um outro ninja me atacou por trás, impossibilitando meus movimentos.
- Me solte!!! - Eu esperneava tentando me soltar.
Antes que Kagami pudesse fazer algo, fui apunhalada. Comecei a perder a consciência quando Kagami usou Estilo Fogo:
- JUTSU BOLA DE FOGO.
Caí no chão pouco antes de ser carbonizada. O ninja da Névoa se transformou em cinzas.
- Não, Kagami... - sensei Miroku gritou.
Quando meu corpo bateu no chão, senti o mundo girar e escurecer. Naquele momento eu soube: Kagami tentou me matar.
Passei o dia no hospital.
- Olá, que belo susto!
Era Shisui...
- Onde está Itachi?... - me sentia fraca então minha voz saiu devagar e baixa.
- Ele está em missão, provavelmente nem sabe que você está aqui.
- Eu... ela... - não pude terminar, Shisui me cortou.
- Descanse. Vou trazer Itachi mais tarde.
Shisui sabia da necessidade que eu tinha por Itachi. Ele entendia que eu precisava ve lo.
Mas ele não apareceu. Não no hospital.
Um dia após o acidente, eu estava andando pelo Distrito Uchiha quando ele veio até mim.
- Izumi... - ele correu até mim.
Fiquei surpresa ao ve lo.
- Olá, Itachi-Kun.
Eu abaixei os olhos porque eu me sentia magoada. Ele não fora me ver e nem se preocupou comigo.
- Vamos a casa de chá? - Itachi apontou com o dedo.
Assenti com a cabeça e ao chegar lá, ele começou:
- Sinto que isso tenha acontecido. - Ele olhava diretamente pra mim.
- Não foi nada. Foi apenas um acidente.
- Você podia ter morrido...- Itachi se encostou na cadeira.
- Ninjas enfrentam situações de perigo, isso é normal. - Tomei um gole de chá verde.
- Por que você decidiu ser uma Kunoichi? Não era o único caminho...
Era isso mesmo, Itachi tentava me persuadir de me tornar uma shinobi.
- Eu quero me tornar uma Kunoichi porque... - eu hesitei um momento então continuei - ... porque meu pai deu sua vida por mim. Eu quero me tornar Hokage para proteger quem eu amo.
Itachi abaixou os olhos, suspirou e depois disse:
- Só por isso você pretende morrer? - Itachi me encarou.
Quando ouvi isso soar da sua boca eu não consegui segurar as lágrimas. Ele não fazia ideia de como eu me sentia.
- Você não entende... você não quer entender. - disse em meio aos soluços.
Saí correndo dali quase que imediatamente.
Uma antiga colega de time de Itachi trabalhava na casa de chá e ouvira tudo.
- Parece que não conseguiu persuadi la como fez comigo, Itachi-Kun. - Ela sorriu - Você fez pouco caso dos motivos dela.
- Não, acho que foi ela que não entendeu os meus motivos.
Eu não esperava que ele tratasse meus motivos como algo sem importância. Itachi Uchiha é totalmente indiferente.


Izumi - 10 anos

Finalmente me tornei Chunnin. Depois do exame e do combate final, eu sobrevivi.
Eu poderia liderar em uma missão agora. Kagami e Shinko também se tornaram Chunnins.
A cerimônia de promoção fora muito bonita.
Eu ainda sentia uma certa rivalidade entre mim e Kagami.
O Grande Hokage tomou partido e discursou sobre a coragem e temerança de um Shinobi.
Ao final da cerimônia, saí para fora pra respirar.
Itachi e Shisui estavam a me esperar.
Shisui abriu logo um sorriso como sempre.
- Parabéns, Izumi-chan. Você é uma Kunoichi esforçada e muito forte. O Clã tem orgulho de você.
- Obrigado, Shisui. Mas ainda há um longo caminho para eu me tornar uma verdadeira Shinobi da Folha.
Olhei para Itachi esperando ele falar.
- Izumi.. me... me desculpe. Você se tornou muito forte!
Eu sabia que ele não falava aquilo da boca pra fora, mas ainda sentia muito o efeito das palavras que ele proferira na casa de chá.
Havia se passado muitos meses depois daquilo, eu já estava com 10 anos.
Meu cabelo havia crescido e meu corpo estava se transformando, mas a camisa roxa com o emblema Uchiha nas costas ainda permanecia.
Itachi também mudou nesse meio tempo. Seus olhos estavam mais cansados do que antes. Suas marcas de expressões contiuavam a ficar cada vez mais fortes, talvez devido ao seu estresse. Depois que Itachi se tornou Chunnin, meses antes de mim, mudara seu visual e comportamento. Ele usava uma camisa preta com um emblema Uchiha e faixas nas pernas debaixo de um short cor de caramelo.
Devo admitir, meu coração acelerou ao ve lo. Ele deixara de ser um menino, estava se tornando um homem. Um homem muito bonito. Seus olhos... seus olhos eram os que mais me atraíam.
Shisui também mudou, mas pouco com relação a nós.
Ainda usava sua camisa preta, com sua espada e cabelo arrepiado sobre a bandana. Ele tinha 14 anos e era um Jounin. Um ninja de Elite.
Shisui era considerado o melhor usuário de Genjutsu do Clã Uchiha. O melhor usuário de Sharingan.
E Itachi estava alcançando ele com apenas 10 anos.
- Itachi- Kun...
Ouvimos uma voz diferente da nossa. Era Kagami.
- Itachi- Kun, a quanto tempo não o vejo. Você está cada vez mais bonito...
Kagami era muito atrevida. Disse isso e pegou no braço de Itachi enlaçando ao dela.
Itachi ficou envergonhado, mas deixou ser conduzido.
Shisui se aproximou de mim e disse:
- Izumi, ela é sua rival até no amor.
Quando ouvi isso fiquei vermelha.
- N-n-ão tem nad-da ver.
Virei o rosto. Itachi esperou que eu falasse algo, mas apenas abaixei a cabeça.
- Você também está muito bem, Kagami. - Itachi se atreveu a falar.
Kagami quase surtou de felicidade.
Shisui novamente falou comigo:
- Não fique triste, Izumi, você não fica muito atrás. - Shisui riu.
Ele estava debochando de mim e Itachi nem se importou.
Logo minha alegria por ter me tornado Chunnin se evaporou.
Itachi chamou Shisui para irem e fez com que Kagami largasse seu braço.
Itachi virou se para mim:
- Vamos, Izumi...
Eu queria era rir da cara feia que Kagami fez, mas mantive meu comportamento.
Ela ficou lá parada enquanto nós três íamos em direção à casa de chá.
Chegando lá, Shisui disse:
- Chá verde e dangos para nós. Vamos comemorar.
Itachi adorava ir à lojas de doces.
- Pensei que não viesse, Itachi-Kun.
Quando Itachi pensou em responder, Shisui interrompeu:
- Agora você poderá liderar as missões. Você é inteligente, se sairá bem, só precisa aprender Genjutsu um pouco mais.
- Eu ainda preciso aprender muitas outras coisas.
Itachi então disse:
- Eu posso te ajudar, como da outra vez com o jutsu shuriken.
Itachi estava tentando ser amável.
- Tudo bem. - Eu respondi.
Alguns membros do Clã se aproximaram e chamaram Shisui.
Ele se levantou e foi até eles. Senti um clima estranho que os rondava, mas tentei esquecer.
Itachi olhava para fora como se quisesse esquecer algo, mas depois se virou e começou a me notar:
- Desculpe, Izumi. Eu subestimei você da outra vez em que estivemos aqui. Eu pensei que você se machucaria, ou pior, morreria seguindo este mesmo caminho que eu. Agora olho para você e vejo que se tornou muito forte. Eu entendo seus motivos. São razões muito profundas, eu só tive medo de perder... - ele não continuou, mas sei o que ele estava prester a dizer.
- Eu sei, Itachi-Kun, mas não sou mais aquela garotinha que você salvou há quatro anos. Eu mudei e me fortaleci. Eu vou me tornar Hokage para proteger aqueles que amo. Essas são as verdadeiras razões para se tornar um Shinobi.
Eu havia refletido muito desde nossa discussão na casa de chá e descobri que esse era o meu destino.
Ele sorriu. Estava em paz pois sabia que eu lutaria por essa ideologia.
Ele continuou:
- Este clã... não merece alguém como você...
Eu não entendi o que ele quis dizer, mas assenti com a cabeça para que ele pudesse continuar.
- Temos o mesmo sonho, Izumi - Ele cortou a linha de raciocínio anterior - eu me tornarei Hokage também.
Ele continuava a olhar pra mim, sem desviar a atenção, então eu perguntei:
- Por que, Itachi?
- Para acabar com todas as guerras que deixam as pessoas infelizes. Sem guerras não haverá mais dor.
Eu sorri porque sabia que este também era um bom motivo para se tornar um Shinobi.
Por fim ele terminou:
- Este é meu destino como Ninja da Aldeia da Folha.
Depois da minha promoção à Chunnin as missões estavam cada vez mais difíceis. Agora não éramos mais em três. Saía em missões de rank B para enfrentar inimigos ninjas.
Também podíamos dar aulas técnicas sobre como manuseiar equipamentos ninja ou liderar Gennins em exercícios de sobrevivência.
Ainda faltava muito para me tornar uma Kunoichi completa, mas caminhava progressivamente.
O Grande Hokage havia me convocado para uma missão especial.
Cheguei ao prédio principal e Shukaku Nara estava na porta.
- O Terceiro Hokage está à sua espera. - Shukaku abriu a porta para mim.
Lá estava ele atrás da mesa e de toda papelada. O Grande Hokage já era um senhor e tinha uma voz serena. Mas ele não estava sozinho, Shisui e Itachi também estavam lá.
Então entendi tudo.
Shisui lideraria nosso grupo em uma missão.
- Agora que estão todos reunidos, podemos começar. Os convoquei aqui com um único propósito: tenho uma missão difícil que só pode ser realizada por vocês, herdeiros do Sharingan, os Uchihas. - O Terceiro Hokage, Hiruzen, andava de um lado para o outro enquanto falava - Há um mês, um rastreador esteve atrás de um ninja renegado do País da Terra. Ele possui uma Kekkei Genkai específico de um Clã já extinto e integrava o corpo de explosão do exército da Vila Oculta da Pedra. Porém, ele roubou uma técnica proibida que transforma chacka em argila explosiva e atacou sua própria Aldeia.
Itachi permanecia calado enquanto ouvia, porém Shisui ficou impaciente e perguntou:
- Se a Vila da Pedra tem medo de que seu ninja exponha os segredos de sua Aldeia, não seria responsabilidade deles captura - lo?
Hiruzen parou por um momento e olhou para a janela.
Depois continuou:
- A Vila Oculta da Pedra continua hostil à nós desde a Terceira Guerra Mundial Shinobi. Se a Folha o capturasse antes, descobriríamos seus segredos e teríamos vantagens sobre a Pedra numa possível nova batalha.
Dessa vez foi minha vez de perguntar:
- Qual é o nome dele, Grande Hokage?
O Terceiro então respondeu:
- Seu nome é Deidara. Está listado no livro Bingo como um criminoso rank S.
- Mas por que os Uchihas? - Itachi perguntou
- O Sharingan poderá detectar sua argila explosiva e além disso, será criada uma equipe ninja de elite sobre meu comando direto.



Notas Finais


Se você chegou até aqui, significa que leu até o final. Gratidão!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...