História Muito Mais Do Que Uma Garota - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Sobrenatural, Suspanse, Terror
Visualizações 2
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Fantasia, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem a demora.
Espero que gostem.

Capítulo 8 - Sábado, 17 setembro


[14:47h]

Triiiin Triiiin

Acordei com o telemóvel a tocar. 

[Chamada Sandy]

Eu: CARALHO VAGABUNDA EU ESTAVA A DORMIR!!

Sandy: Estava a ver que nunca mais acordavas puta!!

Eu: QUE QUERES?

Sandy: Que me venhas abrir a porta para eu entrar, será que pode ser?!

Eu: Estas aí em baixo?

Sandy: Estou! Vem abrir logo a merda da porta que está frio porra!!

Eu: A caminho!

[Chamada Desligada]

Levantei-me e mal encostei o pé ao chão comecei a tremer como se fosse o fim do mundo, que frio da merda. Desci as escadas e abri a porta a Sandy, a Sandy vinha com um sorriso de orelha a orelha e eu nem entendia bem porquê. Mas realmente eu não me lembrava nem de metade do que tinha acontecido.

Eu: estás muito bem disposta... Que raio aconteceu??

Sandy: A noite de ontem foi maravilhosa. E tu então... [começa-se a rir]

Eu: Eu?? Eu o quê?? Que raio aconteceu??

Sandy: Nada de mais. Bebeste para caralho. Dançaste. Riste. Não parecias tu sabes. Parecia a Cassandra que não queres que ninguém conheça...

[Fiquei perplexa a olhar para ela]

Eu: Eu? De certeza que era eu? talvez até era... Mas e tu... Que andas te a fazer? [perguntei a mudar de assunto]

Sandy: Tive com o rapaz. E foi um sonho. Divertimos-nos muito. Mal acordei tinha mensagem dele. E ele disse que quer repetir. Então pensei que ele pudesse cá vir a casa hoje.

Eu: Pensaste o quê?? Não! Sandy! NÃO!

Sandy: Why? [faz olhinhos]

Eu: [eu própria fiquei a pensar... Porque não?!] Está bem Sandy o Rui pode vir.

Sandy: yes yes yes!!! [começa aos saltinhos] És a melhor amiga do mundo!

[Eu sorri ao vê-la feliz]

A Sandy ligou para o Rui e ele apareceu 10 minutos depois, de carro. Ela abriu-lhe a porta e enfiaram-se os dois a falar na sala. Eu deitei-me na cama e fiquei o resto do dia enfiada dentro da cama, a dormir, só me levantava pra ir á casa de banho, comida tinha ao lado da cama e água também. Fiquei o dia todo na cama e posso dizer que me soube super bem. Mas enquanto estava deitada ficava a pensar no Vicente e como continuo sem conseguir falar com ele, mas já nem quero saber, ele que fique lá e que se case ou que não se case já nem quero saber, farta de me preocupar e ele não dar valor a isso. Farta de o amar e não ser amada.
A Sandy e o rapaz continuam na sala a conversar. E quando me levantei para ir a casa de banho ouvi-os, e pelo que parece o rapaz dá-se bem com o irmão dela. Eu não sei, já não acredito no amor, fico feliz por a Sandy e o Rui se estarem a dar bem, mas se o amor existe mesmo porque é que só me apaixono por quem não me ama?! Porque é que tenho que estar a sofrer por amor tipo eu só queria se feliz e encontrar alguém que me amasse recíprocamente. Eu não sabia que o mundo conseguia ser tão cruel e ainda hoje me pergunto o porque de eu ter nascido, porque é que eu nasci se eu só sofro?! Se as pessoas só me conseguem magoar e não se importam com o que eu sinto ou deixo de sentir?! Tou farta de sofrer e gostava de saber, se eu morrer a quem é que faço falta? Isto é se eu fizer falta, coisa que não acredito. Se eu me matar quem é que terá deixado algo por dizer? Ninguém. Eu quero saber o porque de me sentir tão incompetente nesta vida, eu só peço que alguém apareça na minha vida para fazer a diferença, eu não quero mais pessoas a magoar-me nem a usar-me, eu quero alguém pra me fazer feliz, alguém que saiba o que eu quero mesmo antes de eu pedir, alguém que saiba o que sinto e alguém acima de tudo honesto e sincero em quem eu realmente possa confiar, pois eu tou farta de falsidades tanto vindo de rapazes como de raparigas, eu fartei me de pensar que as pessoas querem mesmo saber de mim e depois quando vou a ver ninguém se interessa realmente por mim, eu sei que vou encontrar alguém diferente só tenho que procurar não é? Não! Eu só tenho que esperar. E eu vou esperar.
Eu de repente deixei de ouvir tanto o Rui como a Sandy, desci as escadas e eles estavam os dois a dormir, a olhar para a televisão.
Voltei-me a deitar na cama e a pensar o que iria fazer amanhã, visto que é domingo. Não sei mesmo se ei de continuar na cama, se ei de sair e ir a praia, se ei de telefonar ao Vicente, não sei o que fazer mas sei que na altura eu vou fazer a escolha que me parece ser a certa.
De repente, olho para o relógio e vi 19:20h, fui acordar a Sandy e o Rui, tanto um como outro me agradeceram e foram para casa. Eu despedi-me deles e deitei-me no sofá a comer e a ver Netflix. E lá fiquei o resto da noite. Estava a espera que o sono aparece-se mas nem o sono quer algo comigo. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Não se esqueçam de comentar 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...