1. Spirit Fanfics >
  2. Muito mais que amigos >
  3. Sakura - Señorita

História Muito mais que amigos - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Sakura - Señorita



 

O dia de hoje segue normal como o de costume, o trabalho tedioso e pessoas irritantes ao meu redor conversando entre si, felizes. Tudo seria 50 vezes mais chato se não fosse por ele, o meu chefe Uchiha Sasuke. Não sei como explicar, mas eu sinto uma atração tão intensa por ele mesmo não sabendo absolutamente nada sobre sua misteriosa vida. 

Bebo um pouco do café que está em minha caneca e me preparo para minha hora favorita do dia, o momento em que eu entro na sala dele e levo os documentos que ele deve assinar. Meu coração bate  forte e eu começo a respirar fundo incontáveis vezes, hoje, em especial eu estou mais nervosa do que nunca, como se eu fosse enfrentar um  enorme desafio. 

Ando a passos rápidos até a sala do Uchiha e bato algumas vezes, os segundos que geralmente levo para virar a maçaneta dessa vez mais me pareceram horas, na medida que a porta ia se abrindo pude observar sua imagem, logo vejo que o mesmo me encara com uma expressão indecifrável. 

_Bom dia senhor Uchiha. - Caminho até à frente da sua mesa como de costume, talvez dessa vez eu esteja fazendo isso mais devagar pois são poucos os momentos em que posso vê-lo e ficar totalmente extasiada Obrservando-o. 

_Bom dia senhorita Haruno. - Todas as vezes ele me chama de Senhorita Haruno é sempre que acontece eu não consigo evitar o sorriso bobo que vem ao meu rosto, provavelmente ele deve imaginar que seja um sorriso gentil retribuindo o bom dia que o mesmo desejou, mas na verdade eu amo quando ele me chama de senhorita. 

_Aqui estão os documentos. - Entreguei-os devagar ditando suas orbes negras, e por mais que eu negasse, eu sentia como se algo estivesse me puxando até ele. Por mais que eu tentasse evitar - Afinal o que um homem como aquele veria em uma simples funcionária de sua empresa. - Era como se algo estivesse me fazendo correr até ele. 

_Obrigado. - Ele agradeceu, forçando um sorriso gentil que não combinava com ele. Eu pude observar poucas vezes, o sorriso mais bonito daquele homem inalcançável, é um maldito sorriso de canto que me faz ficar maluca. 

_Se precisar de algo, sabe onde me encontrar. - Eu sempre digo  isso antes de sair, mesmo com ele não precisando de nada. 

_Na verdade, dessa vez eu preciso sim. - Sua expressão mudou, ele levantou da cadeira e fechou a porta da sala, sentando-se novamente ele apontou pra cadeira em frente a sua mesa, indicando que eu sentasse. - O que eu vou lhe pedir é algo muito pessoal, observei nos últimos dois dias e não há ninguém melhor que você para tal coisa. 

_E do que se trata? - O nervosismo tomou conta de mim, algo pessoal? Não tem ninguém melhor pra isso? Onde ele quer chegar? 

_Eu me meti em uma furada. - Ele estava envergonhado, era totalmente evidente. - Eu contei uma mentira e infelizmente não posso voltar atrás do que eu falei, por isso Senhorita Haruno, você poderia fingir ser minha namorada em um jantar? 

Eu respirei fundo pra não desmaiar ali na frente dele, é lógico que eu iria aceitar, um momento com esse homem duvido que alguém negaria, mesmo que seja de mentira. 

_Tudo bem... - Fingi um pouco de vergonha, não quero deixar meus sentimentos por ele na cara.

_O jantar é esta noite, tem algum compromisso pra hoje?

_Não, eu estou livre. - E mesmo que houvesse algum eu recusaria meu bem. Ri mentalmente. 

_Ótimo, Me envia seu endereço por mensagem, irei te buscar às 20h. 

_Espera. - Falei nervosa. - O que eu devo vestir? - Ele riu um pouco, mas afinal eu nem sei do que se trata o jantar, vai que eu apareço lá de calça jeans e recebo um olhar de repreensão de todos. 

_Umhh Vejamos. - Ele parecia pensar. - É um jantar com a minha família, prometi apresentar minha namorada hoje, eu sou péssimo pra essa de roupas então vá com algo do tipo, jantar na casa do meu namorado rico. - Eu sorri com a última frase.

_Tudo bem. Então nos vemos as 20h. 

_Até, senhorita Haruno. 

 

Caralho, isso é quase um encontro com o Uchiha gostoso, meu deus eu vou conhecer os pais dele logo de cara. Eu sei que isso não vai passar de algo falso, mas quem sabe isso não faz com que eu pare de gostar dele depois? 

Foquei 100% no meu trabalho e fiz tudo pra que eu terminasse um pouco antes do meu expediente acabar, avisei o Uchiha que terminei tudo mais cedo e que iria pra casa me arrumar. 

Entrei no meu carro vermelho, que qualquer um enxergava a 10km de distância e dirigi até minha casa com o som no máximo. 
 

Eu adoro quando você me chama de senhorita
Eu queria poder fingir que não preciso de você
Mas cada toque é tipo oh, la, la, la
É verdade la, la, la
Oh, eu deveria estar fugindo, mas você me mantém indo ao seu encontro.

 

Cheguei em minha casa, simples porém minuciosamente organizada, e só de saber que tudo ali dentro fora conquistado por mim eu me sinto imensamente feliz. Abro meu armário de roupas e começo a tirar diversas peças, peguei alguns dos meus vestidos de festa e coloquei na cama todos lado a lado pensando em qual seria mais adequado para a ocasião. Enfim depois de um tempo pensando, escolhi um vestido vermelho com um pequeno decote em V, aberto nas costas. Peguei meu melhor par de saltos e fui tomar um banho, lavei e hidratei meus cabelos e os sequei, terminei meu banho e em seguida fiz uma maquiagem básica, quase não dava pra notar, sempre achei as coisas naturais mais belas. 

Me olhei diversas vezes no espelho com aquele vestido, eu sempre me acho maravilhosa nele. Calcei meus saltos e peguei uma bolsinha pequena de mão, coloquei meu colar da sorte o mesmo que eu uso todos os dias e brincos discretos. 

Meu cabelo está preso em um coque frouxo com umas mechas bagunçadas, sempre me acho muito bonita desse jeito. Enfim eu estou pronta. Encaro o relógio e já são 19:55, pra minha surpresa o Uchiha já havia chegado a estava me esperando em frente a minha casa. Tranquei a porta e o mesmo desceu do carro e abriu a porta. 

_Obrigado por isso Senhorita Sakura. 

_Por mais que eu goste que me chame de Senhorita, vai ser estranho fazer isso em frente aos seus pais não acha? - Fui sincera com ele até por que podemos nos considerar um pouco amigos agora que estamos nessa. 

_Tudo bem. - Ele sorriu. - Você está muito bonita. 

_Ah obrigada. - Observei-o rapidamente, ele estava vestido em um terno mais simples que o do trabalho, Seu cabelo está mais bagunçado de um jeito bonito. - Você também não está nada mal. 

_Sakura, pode me falar um pouco sobre você? Tipo coisas que eu não saiba. Vai ficar estranho não saber nada sobre minha namorada no primeiro jantar. - Ele riu Junto comigo.

_Bom, eu estou no primeiro Terceiro ano da faculdade de medicina, eu tenho 21 anos. 

_Essas coisas eu já sei. - Ele me interrompeu.

Me perguntei, por que ele sabia sobre isso? 

_Bom então, vejamos, meus pais moram em outro país e eu saí da casa deles assim que terminei o ensino médio, comecei a morar aqui por causa da faculdade. Fora o trabalho e a faculdade eu gosto de ir no karaokê as vezes. - Dei um sorrisinho tímido, o que eu acabei de falar saiu do nada, sim eu adoro tagarelar sobre diversos assuntos, isso resulta em as vezes eu falar o que não deveria do nada. 

_Então você canta? - Ele perguntou surpreso. 

_Talvez um pouco. 

_Acho que você já sabe bastante sobre mim, mas de forma geral eu terminei minha faculdade recentemente, tenho 24 anos e eu gosto de escrever. - Ele falou a última frase pra não me deixar tão sem graça por ter revelado sobre cantar. 

_Então o misterioso Uchiha Sasuke gosta de escrever? - Ri muito, essa foi de matar mesmo. 

_Hey, eu não te zoei. - Ele fingiu magoa rindo a seguir.

_Eu gosto de ler, quem sabe um dia você não me mostra algo que escreveu, não é.

_Quem sabe. chegamos. 

Ele estacionou em frente a gigantesca mansão Uchiha, a casa era uma maravilha da arquitetura e qualquer pessoa sã gostaria de morar aqui, o jardim, só o jardim é maior que a minha casa inteira. 

Sasuke abriu a porta do carro para que eu saísse, combinamos de entrar de mãos dadas pra realmente incorporarmos o papel de namorados, Sasuke me levou até a sala de estar e meu coração palpitava pelo que viria a seguir. 

Chegamos em frente a porta e ele pegou minha mão me surpreendendo um pouco, senti uma sensação tão boa, eu quero me aproximar mais dele sentir mais dele, não sei explicar, é como se algo estivesse me puxando até ele. 

_É agora. - Ele falou me fitando com uma expressão indecifrável. 
 

Adentramos a sala e eu pude ver a família Uchiha, todos sentados nos sofás da casa conversando, meu coração quase saiu pela boca pois todos me encaravam tão indecifráveis quanto Sasuke. 

_Pai, Mãe, essa é a minha namorada, Sakura Haruno. 
 

 


Notas Finais


Oiii espero que tenham gostado da proposta da fic, deixa um comentário aí bjss😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...