História Mulata (Jungkook - BTS) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Bts, Drama, Escravos, Fanfic-época, Indígena, Jeon Junggk, Kim Anastacia, Kim Taehyung, Min Yoongi, Mindarkfics, Park Jimin
Visualizações 262
Palavras 1.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente linda!
Vim aqui estilo Flash e já to indo embora!

Desculpe qualquer erro de digitação

Boa leitura!

Capítulo 13 - Apenas o começo da verdade


Fanfic / Fanfiction Mulata (Jungkook - BTS) - Capítulo 13 - Apenas o começo da verdade

Assim como letras na areia

Onde as ondas estavam

Eu sinto que você vai desaparecer

Para um lugar distante

Eu sempre sinto sua falta, sinto sua falta -  Through the nigth

 

Capítulo 12 - Mulata

 

 

Índia

 

Abro meus olhos lentamente  me acostumando com a claridade do local, porém  aquilo foi falho.  Minhas  vistas estavam embaçadas , minha  cabeça  estava  pesada e doía  como nunca. Tento me levantar  mais à  um peso sobre meu abdômen.  Esfrego meus olhos e logo a imagem estava ficando mais clara à  meu olhar, quando vejo uma grande mão  com  veias pulsantes  sobre meu estômago.  Na verdade ele  estava perto demais, aquela distância  que  nos encontrávamos  era totalmente arriscada. Eu iria gritar mais  pensei duas  vezes e por  fim o olhei. 

Sua respiração era mesclada, seu abdômen  coberto por um tecido branco, seu corpo totalmente  trabalhado... mas como eu vim parar  aqui? Será que fiz coisas desnecessárias?  Mas  ainda  permaneço  com minhas  peças – Olho para meu corpo – E ele também.  Me remexo mais  um pouco tentando me livrar de seu peso quando  vejo seus olhos serem abertos e ele  tentar  processar o que estava acontecendo .

- Me desculpe , não  tive intenções  - Ele fala se virando  para o lado oposto da cama e eu permaneço olhando para o teto. – comprimo meus lábios – Eu deveria sair  daqui? , eu – eu ....

Me levanto da cama e ele faz o mesmo. Paramos frente à  frente  e ele me encara com seus  cabelos  bagunçados e sua face amassada.

- Menina...ah – Ele tenta falar  mais logo se vira ficando de costas para mim.

- Vamos para a fazenda? – pergunto  relando em seu ombro e sinto sua pele tremer. 

- Vamos, se arrume – Sinto passos rápidos  saindo do quarto,  que sentimento...constrangedor? 

 

 

Park Jimin

Bato várias  vezes sobre a porta da cozinha  da casa apressado. Porque ela não  estava  na senzala  ontem anoite?  Porque ninguém  a viu ontem? Oque estava acontecendo? Porque eu  estou preocupado com ela?

- Menino se você  continuar assim vai fazer um buraco na porta – Luzia aparece atrás de mim com uma enorme  jarra que continha  leite dentro.

- Graças  a Deus, preciso falar  com você – Digo logo entrando  na cozinha junto a ela.

- Me digas,  oque é ? -  Ela pergunta deixando  a jarra  de lado.

- Tem alguém  na casa? – pergunto olhando  para os cantos.

- Claro que sim , senhorita ChoHee e  Senhora Anastácia  estão  dormindo – Diz simples

- E o Jeon  Junggk?  Onde está  ele? – pergunto  olhando dentro dos olhos da negra.

- Eu não  sei – da os ombros se virando.

- Bá você  estas mentindo – comprimo meus lábios se aproximado  da mucama.

- Eu  não estou mentindo  menino! – ela me encara depois desvia seu olhar. – Mas porquê  a pergunta Jiminzinho?

- Bá, a Menina sumiu  - Digo desgostoso. 

- Ah, a irmãzinha  está  com o senhorzinho ! – ela diz sorrindo.

Bingo! 

- Oque me disse bá? – pergunto  a ela que logo  leva suas mãos à  boca tapando as mesmas.

- Eu realmente  tenho uma boca grande  - choraminga.

- Luzia  eles saíram dês  de ontem a noite? – pergunto perplexo enxugando  meu suor que escorria em grande quantidade. 

- Acho que sim menino. Agora não  me atrapalhe mais! – ela simplesmente  me tira  da cozinha. 

 

Kim Taehyung 

 

Encarava a carta que  estava  sobre a mesa já  selada , eu estava  fazendo a coisa certa  mesmo que aquilo tudo  me levaria a morte. Eu apenas honraria minha  amizade  com  Jeon e fazeria ele ver quem realmente  Anastácia  é. 

Me levanto da cadeira  desabotoando alguns  botões da camisa social , respiro  fundo colocando minhas  mãos dentro do bolso. Olhava  pela janela que emanava uma luz  solar realmente  quente.  

Ouço  o bater na porta e logo trato de atender a mesma.

- Me chamou senhor Kim? – O garoto  pergunta sorridente. 

- Sim , o chamei . Entregue isto a Jeon Junggk.  – Entrego o papel com as duas  mãos  ao garotinho. 

- Entendi – balança  a cabeça  positivo. 

- Apenas para  Jeon Junggk . E diga que é anónimo  esta bem? – pergunto  dedilhando os cabelos escuros do garoto. 

- Tudo  bem senhor  Kim – Ele acena com uma despedida saindo da sala.  Agora eu apenas deveria esperar minha morte? – Penso comigo mesmo  respirando aflito.

 

- Taehyung lembre-se , somos  amigos para sempre me ouviu? – Junggk me cutucava com seu indicador fazendo um beicinho.

- Claro – sorrio quadrado.

- Promete? – estende  o dedo mindinho.

- Prometo – selo nosso compromisso com meu dedinho.

 

Me relembro do passado mais uma vez passando  minhas  mãos  pelos cabelos, seria um adeus  para nossa amizade?...

 

 

Kim Anastácia. 

 

 

Me olho no espelho passando o batom de tonalidade  vermelha lentamente  em meus  lábios  tentando  esquecer o fato de que Junggk  passou  uma noite  fora. Sem ao menos  se preocupar de me avisar . Me levanto  caminhando  lentamente  pelo quarto. Eu estava trancada por aqui à  um dia  inteiro. Nem  ao menos dei moral para ChoHee que aparecia aqui  algumas vezes para perguntar  sobre meu estado.

Aquela  Índia  asquerosa está  presa no castigo. Mas oque será que ela deve ter feito para estar lá?  Realmente Jeon fez isso?

Eu estava  inquieta com isso tudo , e pressentia que nada disso estava  certo. Coloco meus sapatos  descendo as escadarias quando vejo  Jeon entrar  com aquela garota.  – comprimo  meus lábios – Ando devagar observando  tudo por completo. 

Ela não  estava  trancada? Porque está  em ótimas  condições?.

- Junggk – Chamo o mesmo e tomo a atenção  de todos, fazendo  o sorriso do mais novo desaparecer  como fumaça. 

- Quero  falar com você  - Olho para o mesmo que me encara. Junto  meus braços  acanhada. 

- Estou indo – Ouço  o mesmo  murmurar.  Subo as escadas fingindo ter dificuldades e o sinto os olhares de todos em minhas  costas. 

Fecho a porta  do quarto logo me deitando na cama em seguida.  Tirando  o batom vermelho  com um pequeno pano que estava  ao lado da cama encima da mesinha. 

Ouço  a porta ranger  e ver o homem de boa forma aparecer  no cubículo. 

- Oque queres? – pergunta  se aproximando.

- Que fique comigo.- Digo simples dando espaço  para o mesmo.

- E porque eu deveria?  - sorri  desgostoso. 

- Jeon não  me sinto bem por causa da gravidez, seu filho está  me deixando  doente – choramingo  mentindo.

- É você  está  realmente pálida. – murmura. – Você  está  se alimentando bem?  - pergunta 

- Bem, acho que sim – murmuro.

- Você  acha? E a vida do meu filho que está  em jogo – diz  com grosseria.

- A única  coisa que importa é seu filho? – pergunto encarando-o

- Sim, apenas  ele – diz entre dentes. 

- aonde você  foi ontem à noite?  - vejo-o comprimir os lábios. 

- Fui visitar  um amigo – diz simplista. 

- Visitar um amigo à noite?  - cemicerro meus  olhos e o mesmo  me encara.

- Se quiser  acreditar bem – Dá  os ombros se levantando  da cama.

- Eu acredito ! – puxo o mesmo  novamente fazendo-o ficar  mais perto de mim , sinto seu cheiro inebriante. Amo essa fragrância  única  que  emana do corpo dele.

- Anastácia  não  se aproxime  muito  - diz  se afastando um pouco.

- Pelo menos dê  um agrado.  Nós  não  somos nem mais íntimos  - Choramingo . Vejo o mesmo passar suas mãos   pelos fios de meu cabelo me fazendo  uma carícia . Fecho os olhos tentando aproveitar  o momento.

 

Jeon Junggk

 

A mais velha já  dormia tranquilamente, me levanto da cama logo indo em direção  a porta. Minha vida é realmente uma bagunça  - penso comigo mesmo.

Desço  as escadarias saindo para fora da casa . – respiro fundo inalando todo aquele bom ar – Vejo Park Jimin  o cocheiro de aproximar.

- Senhor – Ele diz  se curvando.   – Isto é para ti – me entrega. 

Pego  o envelope  agradecendo  em seguida.  Não  tinha remetente... estranho. Abro a grande porta  da entrada logo  indo à  caminho de meu escritório.  Fecho a porta  do mesmo  em seguida.

Sento em minha  poltrona abrindo o envelope lentamente  para não  danifica-lo . Retiro o papel que continha dentro. Logo  vendo uma caligrafia  garranchada .

 

 

Olá  Jeon Junggk..

Sou eu, seu grande amigo. Prefiro não  dizer meu nome.  Você  pode me odiar para o resto  de sua vida. Bem meu amigo , sei bem oque ti tem passado todo  esse tempo... e se  eu estivesse em seu lugar  acho  que já  teria  enlouquecido.

Mas vamos chegar  ao ponto principal; Jeon  Junggk  marque bem minhas  poucas  palavras  em sua memória.  Sua vida é uma mentira,  seu casamento  é uma mentira,  sua criança  é uma mentira.  Você  meu velho amigo, está  afundado em  um mar  de  mentiras.  Por favor abra seus olhos , aquilo  que tu chamas de  “ esposa” não  é nada daquilo  que você  pensa  sobre ela.

Fuja!  Corra! Se afaste dela! Vá  viver! Vá  correr  atrás  de  sua verdadeira felicidade...

Obrigada  pelos nossos  anos de amizade.

Acho que isso é um adeus.

 

- Seu grande amigo Anônimo.

 

 

Fecho o papel novamente, me sento sobre  a poltrona passando minhas  mãos  sobre o maxilar,  minha  vida realmente é uma emboscada...

 

 


Notas Finais


Obrigada por ler! sz
Até nos comentários!
Bye bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...