História Multiversos de Stony - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Jovens Vingadores (Young Avengers), Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Edwin Jarvis, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Janet Van Dyne (Vespa), Loki, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Steve Rogers, Thor, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Avengers, Boyxboy, Guerra Civil, Oneshots, Romance, Spideypool, Steve Rogers, Stevextony, Stony, Stonyxstony, Super Family, Superhusbands, Tony Stark, Universoalternativo, Vingadores, Yaoi
Visualizações 160
Palavras 949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Sci-Fi, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uma historinha curta para vocês, essa tem meu selo de garantia.

Capítulo 14 - As duas caras da moeda


Fanfic / Fanfiction Multiversos de Stony - Capítulo 14 - As duas caras da moeda

Eu não sei ao certo quando minha vida mudou completamente os eixos, mas eu sei de quem foi a culpa. Foi de um certo sorriso, juntos com um par de olhos azuis-piscina, um físico impecável e um cabelo loiro queimado. Ah, Steve... Se me dissessem a um dia antes de eu te conhecer que um dia eu me apaixonaria, eu riria da cara deste ser até minha barriga doer.

Eu era estiloso, inteligente, gato, gostoso e rico. Sonho de consumo de qualquer um, certo? Errado! Pelo menos para você não, você não se importava se eu era tudo isso, o que importava era a minha personalidade, sentimentos, o que tinha por baixo da armadura grossa de titânio e ouro, só o Tony, não o Tony Stark... Mas pra ser sincero eu acho que nem isso você  ligava.

O que eu não entendo é como eu não me lembro do dia que te conheci, ou como te conheci, isso é frustrante já que eu era acostumado a saber de tudo, mas em um dia da minha vida você simplesmente apareceu e fez o que bem entendeu com ela, bom eu meio que não posso te julgar, você era o meu amor e eu era a sua missão.

Mas eu me lembro o dia que eu me apaixonei perdidamente por você. Eu estava em uma festa, e fazia coisas de que não me lembro exatamente, mas você estava lá, assim como todos os "nossos" amigos, eu tinha bebido demais, e você veio até mim e me levantou do chão, carregando como se eu fosse sua noiva, me levou pro meu quarto, tirou as minhas roupas e me jogou no chuveiro de água congelante, eu te odiei naquele instante, aquele pequeno segundo onde reparei que você era um homem muito melhor que eu, eu não conseguia aceitar que você era somente bom, sem ter um porquê envolvido, então você me enrolou em um roupão, tentou colocar uma cueca em mim mas, como eu não funciono tão facil assim, você apenas me deitou na cama e me cobriu, antes de sair do meu quarto você passou a mão aos meus cabelos até que eu dormisse. No dia seguinte eu acordei com uma dor de cabeça infernal, mas você estava lá para me dar um comprimido e me alimentar, eu continuei sentindo ódio, mas não era de você, era de mim, pra ser mais preciso do meu coração, ele disparava, doia parecia que ia sair pela boca, eu quase fui a um médico, mas Rhodes me dizia que era drama da minha parte porque estava apaixonado, e de fato, ele acertou em cheio.

Nós não chegamos a casar, mas você dizia que sonhava com isso, em ter filhos, dois cachorros e um gato, dizia que iríamos casar na praia e quando fôssemos marido e homem(?) fogos de artifícios iriam explodir no céu escuro fazendo o mar ficar iluminado. Eu nunca te contei, mas toda vez que você narrava esse "sonho" uma parte de mim queria fugir de você, e a outra te segurar bem forte em um abraço eterno. Eu não sabia por que você nunca ter me pedido em casamento, mas eu iria te pedir naquele dia.

Você era sempre tão amável, fofo, gentil, e sexy ao mesmo tempo, até nas brigas, você sempre era paciente comigo, não teve uma vez sequer em que você levantou a mão para mim, diferente de mim que batia a mão na mesa e fazia você me escutar aos gritos igual uma criança mimada. Você dizia que eu não te amava, que era gelado quando precisava ser quente, quando deveria ser quente, e eu tentei, tentei demonstrar que te amava, que você incentivava o melhor de mim, que era entregue a você como nunca nem sonhei em ser com alguém. Mas que ironia do destino pra mim...

Uma coisa memorável pra mim foi nossa primeira transa. Eu não sei como você descobriu que eu tinha uma tara em uniformes, você estava mais que uma delícia naquela roupa de bombeiro, mal você sabe que seu uniforme de capitão era o que mais me atiçava. Você me prendeu, me machucou e descobri que eu era masoquista, talvez eu nem fosse realmente, talvez eu só ficasse louco quando era você, quando você exercia sua dominância, me pegava de jeito com suas mãos grandes e fortes, puxava-me pelos cabelos e mordia meu ombro com força. Eu nunca que imaginária que você, e você com tesão fossem a mesma pessoa, e não, realmente não eram.

Isso tudo me leva a acontecimentos recentes, é você sabe o que falo, aquele dia onde você me arrastou para uma praia a meia noite, me embebedou de um vinho caro que eu havia comprado, me fez perguntas cuja as respostas eu não me lembro, tirou minhas roupas e me levou para o mar, local inclusive que você me fodeu forte e lentamente, dos dois jeitos possíveis. Você me puxou pelos cabelos e sussurrou ao meu ouvido "Heil hydra", senti um arrepio percorrer minha espinha, arregalei meus olhos, eu não tinha processado a informação, eu não precisei, pois uma faca perfurou minhas costas, não sei da onde você tirou aquela faca já que estavamos nus, mas isso não importa. Eu sabia, em algum momento eu descobri que você era mau, é claro que neguei mentalmente, infelizmente eu sempre estou certo.

Mas agora lhe pergunto Steve Grant Rogers, Você sabe qual foi meu erro? Foi me apaixonar pelo seu demónio disfarçado de anjo, mas o que eu poderia fazer? Você tinha uma pele de cordeiro e um lobo interior, o qual a íris vermelha brilhava toda vez que me via, eu sei que você me via como uma presa, mas eu sempre amei ser caçado.



Notas Finais


Me digam o que acharam 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...