1. Spirit Fanfics >
  2. Mundano - "Through the Time" EXO Ver. >
  3. Capítulo I

História Mundano - "Through the Time" EXO Ver. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


💫 Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo I


Byun Baekhyun tinha sete anos quando se mudou pra casa, ele só brincava e brincava.

-VOVÔ! Posso brincar no porão?

-Pode, mas tenha cuidado!

-Tá bem!

Byun era muito curioso quando brincava, mexia nas coisas e não se importava. 

E se algo quebrasse, uma carinha de choro se formava em sua face.

O porão era escuro, e uma lanterna iluminava seu caminho. Esbarrando-se em algo, um baú abriu se sozinho. 

Curioso com ás folhas no chão, resolveu as ler então.

 Sentou se em um caixote, e abriu o primeiro envelope. 

"22 JUNHO 1954,  09:17 

Caro leitor, 

Mundano é aquele que sorri, e que chora.

Aquele que se machuca, e também fere. 

Aquele que fala, e que escuta. 

Aquele que está bem, mas também adoece. 

Mundano é aquele que vive, e que também está morto!"

Curioso com as palavras, o garoto então leu em voz alta, o que estava na segunda carta.

 "24 JUNHO 1754, 17:12 

Caro papel em branco,

Todos acham que ter depressão é pra chamar atenção, todos acham que ser tímido é algo fofo, todos acham que se cortar é algo pra poder se sentir um "suicida".

Mas eles realmente acham que tudo isso são coisas fracas?

Que são coisas inúteis? 

Que são coisas pra somente chamar atenção? 

Que são coisas fofas? 

Que são coisas que somente os suicidas fazem? 

Se tu pensou isso... Pode começar a rever teus conceitos e teus pensamentos pois nada disso é algo fraco, inútil, pra somente chamar atenção, que são coisas fofas e que somente os suicidas fazem.

Sinceramente... Tudo neste maldito mundo hipócrita, que é cheio de regras, cheio de padrões, cheio de pessoas preconceituosas e de mais mil e uma coisas inúteis...

Essas coisas... São coisas que me fazem mal, que me fazem sentir que não valho nada, que sou somente uma pessoa inútil que não vale pra nada, nem pra fazer uma pessoa feliz...E realmente... Eu sou assim..."

Byun com as palavras estava encantado, em si um sentimento havia despertado.

Quem era o dono das cartas, que o deixará sem palavras. 

Com uma curiosidade constante, leu as cartas restantes. 

"25 JUNHO 1954, 14:27 

Querido amigo, 

Bom... Acho que... Todos que tem aqueles pensamentos positivos de que ao longo da vida vão encontrar alguém que ama, que vai ficar com ela até o fim da vida, que vai casar e ter filhos com ela, que vai poder fazer ela feliz com coisa simples e pequenas...

Eu também pensava assim... Também pensava que... No fim, eu ia encontrar alguém que ia me fazer feliz, que ia poder me fazer esquecer tudo de ruim que já me aconteceu, que poderia me dar a chance de casar e ter filhos, de me fazer rir e me fazer bem com coisas simples e pequenas..."

"26 JUNHO 1945, 04:32 

Porém... 

Eu encontrei essa pessoa... Más... Eu acabei a machucando por conta de meus defeitos, de erros meus, de palavras e atos meus... E eu nunca vou me perdoar por ter machucado essa pessoa... Mas... Não foi só a ele quem eu machuquei... Eu também acabei machucando uma menina que... De certa forma... Ela cuida de mim como se fosse minha mãe, como se ela tivesse me gerado dentro dela, tivesse me criado e me dado todo o amor e carinho que uma mãe dá para seu filho...

Acho que... Se ela ler isso... Ela vai saber que eu estou falando dela... Então... Eu... Somente tenho algo a dizer a ela: Me perdoa.

Me perdoa por ter feito tu desistir de coisas por mim, de ter feito tu sofrer, de ter lhe magoado, por ter lhe tratado com tanta frieza... Porém... O modo que eu te tratava era somente pra te proteger de cair num abismo sem volta... Sem fim..."

"27 JUNHO 1945, 16:02 pm

 Oras... 

Do que estou falando... Nem eu mesmo pude me proteger deste lugar horrível... Eu mesmo acabei caindo neste abismo e não tenho mais como voltar atrás... Eu mesmo me joguei em um lugar onde eu mesmo criei, eu mesmo fiz ele crescer e se tornar um lugar sem fim, sem felicidade, sem cores, sem sorrisos, sem o direito de ser feliz...

Se... Tu que... Está lendo isso... Também tem teu próprio abismo no qual se jogou... Tu me entende e sabe o que eu tenho passado por essa vida..."

"28 JUNHO 1945, 00:00 

Olá,

Agora vamos a parte onde eu acabo falando o que fiz de errado com as pessoas a minha volta... Ah... Sinceramente... Eu... Somente fiz pessoas que se importavam comigo, que queriam o meu bem... Se... Machucarem por meus atos, por minhas palavras, por meus defeitos e também pelos meus medos...

Mas... Eles não entendem o que se passa comigo... Eles não entendem que tudo o que eu faço é... Somente para os proteger de uma pessoa como eu... Uma pessoa inútil e considerado uma parte ruim da própria família...

Por céus... Eles achavam que eu me cortava pra chamar atenção, que eu era uma pessoa fria pra chamar atenção, que eu somente era indiferente a tudo o que eles falavam pra mim somente pra chamar atenção, que eu falava palavras ruins pra chamar atenção, que eu chorava na escola pra chamar atenção...

Más... Tudo o que eu fazia... Não era pra chamar a atenção de ninguém, não era pra fazer as pessoas sentirem pena de mim, não era pra fazer as pessoas se afastarem de mim..."

"29 JUNHO 1945, 05:56 

Simplesmente era pra eu os proteger de mim mesmo, para eu os deixar longe de uma pessoa que tem depressão, que é tímido, que não se sente bem consigo mesmo, que cortava seu corpo por não gostar dele do jeito que ele era...

Mas... Ultimamente... Uma pessoa... Somente uma pessoa... Conseguiu fazer com que eu me sentisse "vivo" novamente, que eu ao menos ficasse de "bem" comigo mesmo... Que me fazia sorrir... Que fez eu parar de me cortar... E... Que me fazia saber as maravilhas daqueles sentimentos que todos chamam de: AMOR..."

"30 JUNHO 1945, 16:23 

Como vai? 

Vou contar um segredo pra vocês... Eu não sei o que é me apaixonar... Não sei o que é ser amado e desejado por alguém... Saber o que é dormir no aconchego dos braços da pessoa amada... Do que é sorrir somente por receber um "bom dia amor" ou um "durma bem e sonhe comigo"... Eu sequer sabia disso...

 Mas... Ele... Ah, ele... Ele me fez sentir isso, me faz saber o que era se sentir amada e desejada por alguém... Me fez saber o que era poder dormir no aconchego dos braços da pessoa amada, do que era sorrir ao receber mensagens de bom dia e de durma bem... Mas ele não me faz sentir o que era só isso... 

Ele me fez sentir coisas além disso...Ele soube me mostrar como era poder ser feliz e se sentir viva novamente..."

"31 JUNHO 1945, 19:12

Porém... de novo...

Como na minha vida tudo o que se é bom dura pouco... Eu acabei machucando ele... Fazendo ele se sentir uma pessoa sem valor, sem felicidade, uma pessoa que não é capaz de fazer a outra esquecer de seu passado... Pois... Ela esquece de uma coisa... Mas lembra de outras mil... Fiz ele me desafiar a ser uma pessoa menos... Tímido... Vamos dizer assim...

Não... Não vamos dizer assim... É assim...Tudo o que fiz a ele foi... Trazer desgraça, desgosto, medo, ódio, rancor e todos os outros tipos de sentimentos ruins neste mundo...

Estão vendo? Não sirvo nem pra fazer uma pessoa feliz... Acho que... Nunca vou servir pra tal papel... As palavras ditas por ti pra alguém importante pra vocês... Podem machucar, pode ferir, pode fazer uma pessoa chorar, sentir o coração se despedaçar em mil pedacinhos... E foi isso que fiz a ele..."

"01 JULHO 1945, 20:45

Amigo...

Agora... 

Enquanto escrevo essas palavras pra descrever o que anda acontecendo na minha vida... Estou conversando com esse guri que me fez sentir todas as maravilhas do amor... E novamente... Eu o machuquei com minhas palavras... Acho que... Eu sempre vou acabar o machucando com minhas atitudes, minhas palavras e o meu jeito de ser... E... Se... Caso ele um dia ler isso... O que tenho a dizer pra ti é... Perdoe-me por não ser livre como ti, não ter asas pra voar livremente ao teu lado... Somente... Me perdoe por tudo de ruim que já te fiz passar... Bom... Vamos deixar isso de lado por agora pois outro dia eu volto a falar sobre ele... Pois um dos assuntos principais dessa história é ele.."

"02 JULHO 1945, 14:37

Eu de novo, olá! 

Eu vou falar sobre um assunto delicado...

Ah... Mas como assim 'delicado' sendo que tudo o que tu está escrevendo é delicado?

Vocês tem razão... Tudo o que estou escrevendo aqui são assuntos delicados... Então... É melhor eu falar logo... Para aqueles que estão lendo isso e são gays, lésbicas, bissexuais ou que sequer sabem a tua opção sexual... Saibam de uma coisa... Esconder isso vai ser ruim pra ti... Mas contar também vai ser ruim...Então fica no meio a meio...

Mas eu mesmo... Passo por essas perguntas que todos devem passar quando começam a se questionar sobre sua sexualidade... Eu... Sei o que é passar por isso pois... Eu mesmo sou bissexual e acabei escondendo isso da minha família... Mas acabei contando pra duas de minhas tias que eu era bissexual... Mas não sei o que elas acham da minha opção sexual... Mas também não tenho vontade de saber sobre isso agora pois se não é capaz de eu acabar brigando com ambas..."

"03 JULHO 1945, 02:27

Ah... Eu somente vou dar um conselho a vocês que vão falar pra tua família que tu tem uma opção sexual diferente da que Deus fez... Pensem muito bem no modo em que vão falar sobre isso pra eles... Pensem muito bem sobre todas as palavras que vocês vão proferir a eles pois se vocês falarem uma palavrinha errada sequer... Vocês podem acabar se prejudicando.."

-BAEKHYUN! SUBA PRA JANTAR!

-Jantar!?

Ao olhar pela pequena janela do porão, Park notou que estava ali há um tempão. 

A janta estava pronta, nada poderia fazer. Como estava com fome, á essa vontade decidiu ceder. 

No dia seguinte, abriria as cartas finais. Com a esperança, de que as palavras o encantasse ainda mais.


Notas Finais


Olá...

Essa é apenas uma versão da história original: https://www.spiritfanfiction.com/historia/mundano--through-the-time-17535749

Agradeço @Eaha pela capa maravilhosa 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...