1. Spirit Fanfics >
  2. Mundo Anime 2 >
  3. Nessa Guerra quem vai vencer?

História Mundo Anime 2 - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Está rolando algo entre eu e o príncipe, uma brincadeira de guerra sexual quem vencerá?

Capítulo 4 - Nessa Guerra quem vai vencer?


Fanfic / Fanfiction Mundo Anime 2 - Capítulo 4 - Nessa Guerra quem vai vencer?

E então Goku me convida para sair dali com ele, ele queria me carregar no colo eu recusei, ser carregada pelo o Goku?, ah por favor e além do mais eu tinha contas a tratar com um sayajim especial ali que ficou me olhando.

Goku respeitou a minha decisão e saiu voando dali, deixando só eu e Vegeta frente a frente:

Vegeta me olha com um olhar de safado e um sorriso de canto e então, eu vou em direção até a nave dele e entro.

Vegeta me vê sentada dentro da nave e então diz:

- o que está fazendo ai dentro?

Eu imediatamente me sento confortavelmente na nave e pego um lanche e começo a comer, e olho para ele meia que surpreendida com a pergunta:(imagem acima)

- o que você acha que estou fazendo Vegeta?

Vegeta me olha seriamente e diz:

- responda!

Eu então paro e olho para ele e digo:

- você me venceu, e o trato era se eu perdesse você me levaria contigo em sua nave não é mesmo?, pois bem aqui estou!

Vegeta se aproxima de mim com aquele olhar de mal mas com um misto de sensualidade e diz sorrindo:

- não brinque comigo mulher!

Eu olho para ele seriamente eu dou uma cruzada de pernas(detalhe aprendi num filme da Sharon Stone), e então começo a falar com uma voz calma e sedutora:

- você não me queria na sua nave, pronto aqui estou o que é que você vai fazer?

Vegeta toca em um dos meios ombros com aquela luva branca, sente um pouco o cheiro do meu perfume e diz:

- até que você não seria mal como minha escrava!

Eu fico meia sem graça e então indago:

- não vai me levar com você?

 

Então ele me olha seriamente e diz:

- não o trato era se eu vencesse,! você seria minha, e depois de eu a possuir iria te matar, mas não foi o que aconteceu você bem sabe disso!

Eu olho atentamente para os olhos escuros e negros daquele homem e digo:

- então você já sabia?

Ele fecha os olhos com uma cara de obvio e então diz:

- não subestime a minha inteligência!, quando eu lutei a primeira vez com você, percebi uma força enorme , uma garra e uma irá muito grande em você, parecia que você queria me matar, me olhava com desprezo e foco em combate, já quando lutamos a segunda vez, você não fez nada disso meio que se entregou a luta, se conformando com seu destino e com sua morte.

Eu apenas olho para Vegeta sentada na nave, com as pernas cruzadas e deixo ele continuar a falar:

- por que deixou que eu vencesse a luta?

Ele me olha friamente e seriamente e então respondo:

- Não posso responder a essa pergunta, mas eu tenho motivos para me render, eu vim de um outro mundo paralelo, já encontrei você antes eu sei quem você é hoje, e quem será amanhã!, parte disso implicaria no futuro.

Vegeta então abaixa a cabeça, entende que eu me rendi para salvar o seu futuro, e então ele pergunta:

- por que veio a esse mundo?(me olhando seriamente)

Eu fico sem graça com a pergunta um misto de raiva e ódio no coração e então coloco a minha mão no peito e viro o rosto e tento responder:

- eu vim.... aqui droga!

Eu não conseguia dizer meu motivo, que era por raiva porque eu tava triste e magoada com aquele que me magoou que me feriu, eu não conseguia dizer o nome daquele infeliz que esmagou o meu coração e quebrou em inúmeros pedaços e deixou caídos no chão, meu coração parecia vidro, pequenos pedaços de vidros no chão, mortalmente perigosos para mim e para ele, porque cada vez que eu tentava tocar em algum pedaço de vidro do meu coração eu me cortava, eu me doía, eu me quebrava sempre mais e mais.

Vegeta percebe a minha reação e então diz:

- não precisa responder, é evidente que você está com raiva de alguém!

Eu fiquei surpresa, afinal Vegeta lá entendia de sentimentos?, logo ele um poço de pedras, de gelo ao invés de um coração.

Eu então olho para ele e pergunto:

- você entende a minha raiva?

Ele mexe a cabeça como um sinal de afirmação e diz:

- mas é claro que entendo!, você tem raiva!, sente ódio assim como eu sinto do Freeza, de ter me manipulado e enganado durante todos esses anos, ele vai me pagar por tudo que fez a mim e ao meu planeta.

Eu abaixo a cabeça meia que sem graça e digo:

- é mais ou menos isso Vegeta!

Vegeta olha para mim e diz:

- como assim mais ou menos?

Eu olho para Vegeta e cruzo os meus braços ainda com as pernas cruzadas e digo:

- a minha irá foi por ter sido usada por alguém também, você não entende esse assunto!

Vegeta fica boladão e se aproxima mais perto de mim e senta do meu lado me encarando e diz:

- Do que eu não entendo de que assunto você está falando?

Eu fico meia sem graça como falar essas coisas para Vegeta ele não vai me entender, parecia que eu estava explicando a uma criança, procurando palavras para expor a minha verdade.

- bom Vegeta é uma coisa de homem e mulher entende?

Vegeta desvia o seu olhar sobre mim e lança para outro lugar e diz:

- ah sim!, já entendi, o cara que você estava não era bom em uma relação de homem e mulher  não é isso?, é realmente só os da minha raça são superiores.

Eu fico sem graça, morta de vermelha e dou maior grito:

- não é nada disso VEGETA!

Então ele volta o seu olhar pra mim e diz:

- ora mas você disse uma relação entre homem e mulher não é mesmo? e numa relação de homem e mulher eu entendo que seja....

O interrompi antes que ele falasse:

- eh.. Vegeta eu sei o que rola em uma relação de homem e mulher, eu sei de onde vem os bebes se é que você me entende?, mas eu digo numa relação de relacionamento mesmo, de sentimentos!

Vegeta me olhou meio que sem entender e então retrucou:

- sentimentos que raios está falando mulher?

Eu paro o meus pensamentos olho pro céu, e respiro fundo e então começo a falar:

- é uma relação que duas pessoas de sexos opostos se amam, e se fundem em uma só, numa relação de amor e de desejo, um elo que não seria quebrado, se uma parte não fosse quebrada.

Derepente eu paro os meus pensamentos fico um pouco triste confesso e então Vegeta indaga:

- o que foi que aconteceu?, por que parou de falar?

Eu me levanto da nave, e começo a mudar de assunto e então eu viro de costas e limpo a minha roupa de poeira da maquina o que faz atrair a atenção do príncipe que me deu uma olhada generosa de cima a baixo.

Eu me viro para ele com minha espada e então ele diz:

- já vai embora?, por acaso está correndo da nossa conversa?

Eu olho para Vegeta meia que sem entender, afinal que anime estou?, que Vegeta é esse que está na minha frente me secando me olhando e querendo saber da minha vida, e então olho para ele e respondo:

- não estou correndo de nada Vegeta!, já falei eu vim aqui com raiva para descontar minha fúria em alguém, por ter sido enganada por uma pessoa, por aquele individuo idiota!

Vegeta me olha com muita atenção parecia muito interessado com o que eu tinha para falar e então ele diz:

- o que ele fez?

Eu olho para qualquer lado menos para o do príncipe e começo a falar:

- estávamos em uma festa, ele juntou a nossa mesa com de outro grupo e então, uma menina que estava nesse grupo o chamou para dançar, os dois começaram a beber juntos, em nenhum momento eu fiz escândalo, mas numa hora eu sai, fui pegar um pouco d água para mim, e quando voltei vi ele nos braços da outra, minha visão ficou turva, eu poderia ver visivelmente que eles ali eram um só.

Eu paro de falar e puxo o ar e depois solto um sorriso:

- bem eu já me sinto bem melhor!, lutar contra você e Freeza me fez tirar toda a raiva que eu continha dentro de mim, sabe aquela energia que não serve nada para gente?, então eu a liberei, assim como eu fiz com ele, longe da minha vida para sempre!

Eu então olho para Vegeta e digo:

- bom já que não vai me levar na nave com você eu vou embora, eu fiquei apenas para cumprir com o prometido, mas como você percebeu a farsa, não me resta mais a ficar mais aqui!

Vegeta se levanta e com sua voz potente e grave pergunta:

- espera!

Eu olho para trás e pergunto:

- o que foi?

Ele solta um sorrisinho meio que de canto e diz:

- você ainda tem energia acumulada?, precisa liberar mais energia?

Eu olho para ele meia que sem entender e digo:

- acho que toda a energia de fúria de mim já passou!

Vegeta abaixa a cabeça meio que decepcionado e então diz:

- é uma pena!

Eu viro para ele e pergunto:

- por que?, você ainda quer lutar comigo de novo?

Vegeta me olha com um olhar meio que de safado e diz:

- queria lutar com você sim mas em outro lugar!

Eu fico como?, vermelha, rosa, bege!, Vegeta me dando moral?. É sério isso o príncipe dos sayajins me cantando?, como pode isso? se o outro Vegeta na outra saga nem me dará bola, será que aquilo que o velho me disse era verdade que Vegeta sentiu um pouco de atração sim mas sendo fiel, por isso não investiu no que via, mas esse Vegeta, era diferente era mal, era decidido, era livre!

Ahh gente eu também to livre !se é pra jogar vamos jogar, apesar que to com medo desse homão todo ai, e então eu olho com um sorriso malicioso e digo:

- não sou sua escrava Vegeta!, lembre-se você mesmo sabe da farsa, você não tem como me levar daqui!

Vegeta cruza os braços e visualizando cada parte do meu corpo, sentia meu ki, oscilando entre quente frio, coragem e medo e então ele diz:

- estou sentindo seu ki um tanto quanto nervoso por acaso está com medo de mim?

Eu olho para ele e dou uma risadinha de deboche:

- medo?, ah ta não brinca comigo Vegeta, eu lutei contigo duas vezes te encarei de frente!, e você acha que eu ainda tenho medo de você?

Vegeta continua me olhando parado como se fosse um gato esperando para me dar um bote, sorrateiro:

- pois devia ter!

- já disse que não tenho medo de você!, e eu não sou sua escrava, nem pense que vai me levar como tal!

Vegeta então retruca:

- se eu não percebesse seus truques eu a levaria daqui sim, como minha escrava sexual e depois a mataria!

Eu continuo olhando para ele então ele diz:

- você havia concordado vir comigo na nave, com aquela farsa toda o que faria quando estivesse comigo lá dentro?

Eu dessa vez solto um sorrisinho:

- concerteza você não faria nada comigo!, Vegeta eu não sou um brinquedo nem uma de suas fêmeas dos planetas que você destruiu, eu vim para esse mundo bem armada, muito bem preparada com grandes poderes, então eu sei que comigo você não pode!

Vegeta fica irado e solta um urro e diz:

- não me provoque mulher, não sabe com quem está se metendo!, não sou o verme do seu ex namorado, a qual a trocou por uma bêbada qualquer!

Vegeta VS Karla , príncipe 1 , eu 0, sim o Vegeta com esses foras, essas sacadas mentais, doeu, não precisava falar no infeliz, eu fico bolada, tocou na minha ferida não quero brincar mais já deu!

Eu então começo a andar e ele puxa o meu braço e diz:

- onde pensa que vai?

Eu olho com desprezo e digo:

- me solta!

Vegeta então me puxa para um beijo quente, carinhoso, afável e ao mesmo tempo safado, bruto e gentil!

Eu fico de olhos abertos não esperava aquela reação e então parecia que ele havia sugado todo o meu ar, até que ele afasta seus lábios dos meus e diz:

- entra naquela nave agora!

Eu fico boba!, olhando para ele, viro meu olhar para nave e digo:

- não!

Vegeta se irrita e diz:

- como assim não?

Eu olho para ele e respondo:

- você está querendo me levar daqui como sua escrava, não conseguiu me ganhar na luta, e mesmo assim se recusou a me levar de modo farsante, você está com o orgulho ferido de não me levar de como queria, e quer fazer isso de qualquer jeito, eu não quero isso!

Vegeta se ira e diz:

- se eu quisesse levar você como escrava já teria levado a força, independente do resultado eu sempre tenho o que quero, mas eu tenho honra em uma luta, se o que combinamos e eu perd,i eu reconheço isso.

Eu fico boba que homem!: Tem mais caráter que muitos por ai, bom pelo menos naquele momento ele foi legal comigo, ponto pra ele!

Então ele se aproxima bem atrás de mim e tira um pouco o meu casaco preto deixando meus ombros a amostra, e ele diz no pé do meu ouvido com aquela voz grosa e grave incrível que só quem ouve no anime, sabe o que eu to falando!.

- é que eu queria te mostrar que existem outros além do inseto do seu ex, e queria saber se você tem alguma energia acumulada para podemos treinar juntos?(falou ele encostando a sua língua quente nos meus ombros, na minha pele macia e branca)

Eu fico nervosa e acabo pegando um alfinete de cabelo e coloco na boca, meia nervosa e inconseqüente,  o decote de minha blusa está totalmente amostra, envolto do meu cordão prateado.

Ele me olha, de modo me secando por inteira, ele percebe o meu coração disparar, ele sabe que meu ki, está fraco e forte ao mesmo tempo, eu não queria e ao mesmo tempo queria Vegeta.

Vegeta então tira o casaco de minhas costas e começa a passar sua língua quente por todo o meu pescoço, a minha nuca, ele me segura pelo os meus cabelos e diz:

- eu já tive muitas fêmeas por ai, mas você é diferente, é uma guerreira, tem um cheiro doce e suave de mulher, com um gosto apimentado de uma mulher durona e eu gosto disso!(falou ele com um sorriso safado na boca)

Vegeta conseguiu me paralizar apenas com sua língua?, como pode?, o cara é um pegador nato, ele não estava me tratando como escrava e sim como alguém que ele sentia atração.

Eu continuo sem reação e dessa vez Vegeta se aproxima bem próximo de mim está bem atrás e encosta o seu membro na minha bunda, eu consigo sentir sua latência, sua força e sua vontade, a vontade de um sayajin em querer me possuir naquela hora e não mais e nem menos do que isso!.

Vegeta morde a minha orelha e fala baixinho no meu ouvido:

- vou te mostrar o que é um sayajin de verdade!, você me fez perder duas vezes o que acha que eu vou fazer com você?, é melhor que tenha medo!, pois eu estou doido por você, eu nunca beijei fêmeas, porque apenas fiz por carnal mas você, eu sinto vontade de beijar sua boca seu corpo, ti ter por inteira.

Eu paro penso no infeliz do meu namorado, e penso:, é tenho que viver né?, saber viver!, embora que isso aconteça apenas num anime aconteceu, e essa a única versão de Vegeta que me dará atenção, mesmo com uma história diferente da original, aqui não existe Bulma aqui não existe ex, aqui só existe eu e ele.

Antes de virar para Vegeta que já me deixava totalmente louca com sua língua no meu pescoço e sua intimidade atrás de mim, eu faço um sinal de stop, para a tela da TV e digo:

- velho idiota desliga a TV!

O velho já meio que taradão vendo aquilo diz:

- podem continuar eu não ligo!

Eu fecho a minha mão e digo:

- Velho eu prometo se não desligar essa TV, eu prometo que levo o Vegeta ai para pulverizar todo você!

O velho fica meio que com medo apesar de saber que não existe como levar um personagem para o mundo real, mas se tratando de mim, ele tinha medo e então se justificou:

- se eu desligar a TV, o que vocês estão tendo vai se acabar, se apagar, e teria que começar tudo de novo ou então traria você de volta para Cá!

Eu fico louca:

- que Mané voltar velho!, não vê que eu to ocupada?, você não queria me ajudar? então não me atrapalha!, coloca um pano na TV, e saia da sala porque esse episodio só vai passar entre duas pessoas, (falei eu olhando maliciosamente para o príncipe)

O velho me obedece, e acho que o amor ou o fogo estava no ar, que ele acabou que saindo, indo para o quarto com a senhora Rose.

Vegeta então me encara de um modo felino e desafiante, com seus olhos negros como a noite e diz:

- já ta com medo?

Eu sorrio para ele e diz:

- me mostra o que você tem príncipe?

Vegeta gosta do modo que eu brinco e diz:

- a minha luta com você é na minha cama!

Mas gente, para tudo! que cama?, Vegeta não tinha cama. Não tinha lar, só tinha aquela nave muito pequena que acho que só cabe um só.

Eu olho para nave e digo:

- você não pretende me colocar ai dentro né?, não cabe nós dois.

Vegeta me dá uma puxada mais pra perto dele e com aquela cara de safado e voz grave e diz:

- e quem disse que eu vou entrar?

E então Vegeta ahhh Vegeta!!, coradinha!, Vegeta começa a tirar a minha blusa e a massagear os meus seios, e a cair de boca nele, ele faz tudo me olhando intensamente se preocupando no que eu poderia sentir, ele queria me fazer experimentar algo que eu jamais iria esquecer, inclusive o meu ex.

Ele não só ficava ligado nas minhas expressões corporais, visuais, mas como também ao meus gemidos, minha voz é meia que rouca, meu ex sempre dizia que eu tinha uma voz sexy e isso despertava em Vegeta, ele nunca ouvirá tamanha voz suave e sexy na vida dele e fazia tudo para eu emitisse esse som direto em seus tímpanos de guerreiro.

Vegeta puxou a minha blusa por cima e logo depois tirou a minha parte de cima, deixando ele totalmente livre com meus seios fartos, ele já tinha sentido algo ao olhar para o meu decote, mas ver é diferente de tocar, sentiu algo agradável e delicioso de se tocar e de se experimentar!

Eu estava sentindo uma sensação incrível algo que jamais sentirá na vida, ele era diferente e então ele me puxa mais para perto dele, ele começa a apertar a minha bunda, numa pegada bem forte de um típico guerreiro sayajim, eu começo a ficar louca com tanta sedução, com tanto tato e com aquele olhar sempre me olhando o tempo todo dividindo a sua atenção entre meu corpo e meu ki que oscilava, fraca e forte ao mesmo tempo, então ele falou no meu ouvido:

- vou te fazer toda minha!

Eu fico olhando para ele e digo:

- é mesmo? É como você vai fazer isso?, te derrubei duas vezes, você não tem como me derrubar!

Ao dizer isso o orgulho de Vegeta se sobe, e o sangue o tesão a vontade se misturam entre si ele me puxa pela a nuca e diz:

- não me provoca mulher!, já disse que eu não tenho juízo e nem delicadeza!

Eu solto um sorrisinho:, é gostoso atiçar um príncipe orgulhoso, entre o medo e a curiosidade de saber o que ele irá fazer.

Então ele me puxa bem perto dele, um de frente pro outro começa a me beijar na boca um beijo, forte com muito desejo eu sabia que algo iria acontecer com um beijo daquele, foi então que aconteceu, no meio daquele beijo ele enfiando sua língua quente em minha boca, ele afasta o meu short preto para fora e começa a colocar aquela mão grande e quente dentro de mim, eu sinto, um êxtase eu tendo para-lo, mas ele não me deixa, me prende ao seus beijos usando de uma de suas mãos dentro de minha intimidade.

Eu tento me afastar e a todo o momento ele me prende com sua boca e seus beijos, eu já estava perdendo as forças estava ficando molinha já, a minha energia estava se acabando até que ele com seus dois dedos entra em mim e começa a fazer vários movimentos, eu não consigo fazer nenhum som, Vegeta havia me prendido na sua teia de prazer seu beijo preso com uma de suas mãos envolto ao meu pescoço e outra no meu sexo.

Eu ia cair, ele ia me derrubar, seria possível eu perder para ele assim?, pensava eu tinha que ser mais forte do que ele, não poderia perder e então eu uso as minhas duas mãos e seguro seu rosto bem perto de mim e começo a dar muitos beijos, quentes e macios do tipo que fazia ele pedir para eu não parar e eu não parei até que então, eu comecei a passar minha língua doce em seu corpo moreno definido, e eu fui descendo cada vez mais, puxei a parte debaixo do seu uniforme e disse:

- você vai cair príncipe!

Vegeta me dá aquele sorriso safado e diz:

- mostra o que tu sabe fazer!

 E então eu uso a minha língua e começo a acariciá-lo, com mordidinhas e com meus movimentos com minhas mãos, Vegeta fechava até os olhos e até segurava o meu cabelo coordenando os movimentos que queria que eu fizesse Vegeta ia cair, seus olhos mal se mantêm abertos, soltava alguns gemidos, e eu não parava, se ele quis me provocar conseguiu, eu ia derrubá-lo, eu estava com seu membro em minha boca, e olhei para ele com uma cara de sapeca e sorri, ele sabia!

Ele sabia que estava para cair, que minha tática sem querer estava deixando-o bem fraco, que seu ki não se mantinha forte mais muito fraco.

Vegeta percebeu e logo me deu um outro, olhar safado e um sorriso e disse:

- loira esperta!

Mas logo me afastou de perto dele e logo,me colocou de costas para ele e tirou o meu short e sem nenhuma delicadeza tirou minha roupa intima, ele estava com uma cara de campeão e vencedor, achava ele que poderia me dominar com aquele truque.

Vegeta me puxa pelos os meus cabelos e diz:

- não pense  que não sei o que está fazendo, não importa o que faça, eu vou vencer você aqui!

Ao dizer isso Vegeta coloca seu membro bem perto de minha bunda, batendo, com seu sexo e falando em meu ouvido:

- você vai cair, você vai ser minha garota!

Sem demoras Vegeta me penetrou numa só vez, sem delicadeza, sem aviso apenas o fez, eu estava me segurando no meio da poltrona na nave, Vegeta começou de leve, mas com intensidade, sempre com aquele sorriso safado de conquistador de muitas planetas, e sádico no rosto, ele queria vencer seu orgulho estava em risco e o meu também. Não importa que eu o tenha vencido 2 vezes, aqui também ganharei você!

Ao dizer isso Vegeta aumentou sua força e sua velocidade, estocando varias vezes em mim, puxando o meu cabelo comprido loiro, me segurando, olhando para minha bunda grande e redonda até que ele diz:

- se prepara!

Eu olho para ele sem entender e digo:

- o que?

E então o príncipe, começou a me dar vários tapas na minha bunda a primeira vez um estalo bem grande acho que até marcou a mão de Vegeta em mim, mas ele era assim queria deixar a marca dele em mim, queria me mostrar que o mundo tem muito homem melhor que o moleque do meu ex, Vegeta me fazia esquecer o que eu sentia antes e a ele se fazia se lembrar o quanto era bom fazer aquilo, mas de uma forma diferente, ele não me mandava e nem eu a ele, éramos dois lutadores que não queríamos perder um para o outro, e faríamos o possível para vencer!. 

 


Notas Finais


Eita que a parada está quente, crianças saiam da sala por favor! rsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...