1. Spirit Fanfics >
  2. Mundo Anime! >
  3. Artefato Místico!

História Mundo Anime! - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu encontro com um velho estranho, ele ama animes, e me diz que pode me levar para o mundo mágico dos animes, será que isso é possível?

Capítulo 1 - Artefato Místico!


Fanfic / Fanfiction Mundo Anime! - Capítulo 1 - Artefato Místico!

Olá meu nome é Karla moro no Brasil na cidade do Rio de Janeiro hoje irei contar algo incrível que aconteceu comigo, antes que pensem que pode ser nada incrível, tudo bem podem ficar a vontade.

Mas eu vou contar a minha história, mas primeiro alguém já viu o filme “Jumanji”?, é isso mesmo daquele jogo que transporta as pessoas para o mundo virtual do jogo, mas tudo é de verdade, se você morrer no jogo, tipo você nunca mais volta a sua vida de verdade?.

Então o que aconteceu comigo foi um pouco diferente, menos dramático e podemos dizer um sonho realizado e engraçado, claro que ao me lembrar de tudo que passei , hoje eu rio, acho muito engraçado.Mas quando eu tava lá vivendo aquilo não tinha graça não, eu queria matar o responsável que me colocou naquela situação. Vocês querem saber da minha história aposto que sim, porque o que vivi qualquer um iria querer, claro para aqueles que curtem animes.

Bom tudo começou quando eu fui ao mercado comprar alguns molhos de tomate, pois eu havia decidido de fazer uma pizza para mim, tudo ia bem mas derepente na saída do mercado um idoso, acaba que tropeçando nesses sacos plástico de mercado e cai no chão, claro que um idoso tropeçar nas coisas e perder o equilíbrio é totalmente normal, mas o que não era normal é que muitos viram a cena e ninguém o ajudou, pois eu era diferente já dizia a minha mãe: você não é todo mundo!.

Então eu me aproximei do idoso e o ajudei a levantar do chão, eu me ofereci para levá-lo até a sua casa, pois me parecia que ele não iria muito longe sozinho, ao chegar na casa dele eu o coloquei sentado no sofá e ele me deu liberdade para entrar na cozinha dele para buscar um copo d água para ele, além do mais eu pego um pouco de gelo e o coloco em sua testa pois tinha se ferido havia nascido um galo muito grande ali.

Deixei ele a vontade e derepente eu comecei a reparar na instante enorme que ele tinha, e sabe o que tinha nelas?, exatamente muito livros de animes, nossa eram centenas de milhares eu fiquei maravilhada, foi então que ele me perguntou:

- você gosta de animes?

Eu fico de boca aberta com tudo o que vejo e digo:

- se eu gosto?, eu me amarro!

O idoso olha para mim com um sorriso e pergunta:

- o que você faria se pudesse entrar no mundo dos animes?

Eu fico surpresa com a pergunta mas como ele era um Otako era normal esse tipo de pergunta e então respondi:

- ora, eu ia curtir muito tirar o melhor proveito possível!

O senhor me olha com um olhar do tipo, que menina bonitinha rss, ou sei lá o que só sei que me olhou com uma cara de sujeito bom sem segundas intenções ,se é que vocês me entendem!

Enfim ele então ligou a televisão dele junto de um aparelho estranho que nunca vi na vida e então eu pergunto:

- que aparelho estranho é esse vovô?, é de qual TV de assinatura?

O idoso olha para mim com uma cara do tipo sabe de nada inocente e então ele começa a me explicar:

- isso aqui é um aparelho mágico, que foi usado há milhares de anos, pelos os antigos fárao!

Quando ele falou aquilo já me liguei que o velho não era bem da cabeça e então, como me ensinaram a não contrariar os loucos eu entrei na pilha dele:

-ah ta então os farao usava isso?, mas para que? qual a finalidade disso?

E ele me respondeu para entrar nas memórias dos reis do passado, eles competiam entre si para fazer uma pirâmide melhor para o seu tumulo, ele acreditava que o melhor tumulo, era indicio de que você teria uma boa morte na outra vida.

Eu fico sem entender nada, afinal nunca na minha vida ouvirá falar disso, e então o idoso me conta que ele era um historiador muito famoso, ele já havia estudado durante muito tempo sobre as artes místicas.Ele me contou que pegou o objeto com o objetivo de entrar no mundo da TV, especialmente nos jogos de futebol pois ele queria fazer a diferença e ter a chance de falar umas verdades pros jogadores em campo.

Ao me explicar tudo aquilo ele me diz:

- por você ser uma boa menina e ter me ajudado e ter cuidado de mim tão bem, vou deixar que você viaje para o mundo dos animes, como uma recompensa, uma gratificação por sua grande ajuda.

Eu fico olhando meio que sem reação e digo:

- que isso não precisa não vovô!, imagina eu no mundo dos animes não ia dar certo não, rss(falei tentando disfarçar)

Ele olha espantado para mim e pergunta:

- mas por que não?, por acaso está duvidando de mim?, acha que eu sou louco?

Eu fico com medo, afinal eu estava sozinha, na casa dele, se ele fosse um assassino maníaco?, um louco tipo Coringa que matava apenas porque achava engraçado?(eu acho que eu vi muito Batman na minha infância,) com tanto bandido real eu podendo comparar na minha mente, me lembro do Coringa, porque não me lembrei do Beira-Mar, Nem!,, esses bandidos que a gente já ouviu falar na TV, talvez porque o guadro psicótico do idoso tivesse mais haver com o Coringa, enfim, fiquei com medo sim mas eu não era boba já tava manjando de pegar aquele copo de vidro e lacrar na cabeça dele, mas ele então olhou para mim sorrindo e dizendo:

- acalme-se garota não se preocupe, não farei nada contra você, eu já disse que não sou louco, você foi muito boa e bondosa comigo, por isso me deixa agradecer!

Eu fico desconfiada, em alerta, então penso que era melhor de jeito nenhum contrariar aquele velho, e deixar ele pensar que pudesse me levar para o mundo dos animes, pensei vou entrar no jogo dele.

E então ele me pergunta :

- e então se fosse pra você ir a algum anime qual seria?, pois existem tantos!

Eu olho para ele coçando a cabeça e digo:

- humm são tantos animes, eu curto Dragon Ball, Cavalheiros do Zodiaco, Yu Yu Hakusho!

Mas logo ele me interrompe e diz:

- só pode escolher apenas um!

Eu olho para ele desacreditada mas mesmo assim continuo no jogo dele e digo:

- mas por que tem que ser apenas um?

O idoso me responde:

- porque eu não tenho tempo para ficar levando você a todo quanto anime que você quer apesar de ser velho eu tenho uma vida sabe?

Eu olho para ele e penso: Que tipo de coisa um velho acabado como esse tem que fazer?, vai ver tem que dar comida pra algum gato, ficar perambulando pela a casa, acordar cedo para varrer a calçada, eu sei lá mas se ele disse vamos de um mesmo né?

Eu fico pensando, dúvida cruel então ele solta um comentário para me ajudar na minha escolha:

- pense em algum personagem que você gostaria de vê-lo, que você se encontra mais próxima dele atualmente.

Eu não entendo e pergunto:

- como assim mais próxima do personagem?

Ele responde:

- ora se você por acaso, estiver escrevendo alguma fanfic de algum personagem logicamente você está ligada a ele, pense nele como inspiração para sua próxima fanfic.

O que e o vovô falou fazia sentido, eu estava escrevendo fanfic de Bulma e Vegeta, inclusive a mais recente foi “ A Monarquia de Vegeta e seus Sucessores”, pensei ta ai, mundo anime Dragon Ball pode ser!, se for pra brincar com o velho vou brincar direito, vou escolher o universo z.

Eu olho para ele bem decidida e digo:

- quero ir no mundo do dragon Ball!

O velho olha para mim com uma cara de espanto e então diz:

- ah não esse anime tem muita violência só tem briga, um monte de caras lutando sem camisa com peitoral definido.

Eu olho para o velho com um olhar saliente e digo:

- exatamente! Rsss

O velho entendeu que de inocente eu não tinha nada, e então ele falou:

- tudo bem a escolha é sua!, vou levar você para esse universo z então!

Quando ele se prepara para ligar o aparelho, eu o interrompo e digo:

- perái, vovô acho que tem razão eu indo pra esse anime, sendo eu mesma, vou acabar que sendo saco de pancadas, eu já lutei jiut-jitsu, Judô, já até fiz aula de espada com meu mestre Kizzy. (ps: pura verdade), mas eu não tenho força de um sayajim, não sou dessa raça, não tenho nenhuma força para poder entrar nesse anime, e eu não quero ir apenas para ser personagem secundário não!, eu quero causar, você entende?

O velho entende os meus motivos e preocupações e então diz:

- posso fazer você como uma personagem com as habilidades que você quiser!

Caraca!, brincou! eu imaginei todos os poderes possíveis, vingadores entrou na minha mente, x-mem, cavalheiros dos zodíaco nossa eu fiquei pensando muito até ele me interrompe e dizer:

- posso fazer uma pergunta?

Eu me acalmo e digo:

- sim claro vovô!

- você disse que escreve fanfics não é mesmo?

Eu olho para ele olhando seriamente mexendo a minha cabeça com sinal de afirmação e então ele diz:

- então por acaso você já fez alguma personagem original, para o anime escolhido por você!

- eu respondo :sim eu fiz uma personagem chamada Kay, filha adotiva do Vegeta, mas se eu for pra esse anime eu não quero ir como filha do Vegeta não, eu quero ir como se fosse alguém mais(falei eu com um sorriso malicioso nos lábios) He,He!

Mas o velho me corta e então me pergunta:

- mas ela tem poderes não tem?

- tem sim, lógico!

- então me diga quais são? (perguntou ele)

- bom ela manipula uma espada, controla todos os fenômenos da natureza, tem poder psíquicos , e grande habilidade de artes marciais e muita velocidade!

O velho me olha surpreso e diz:

- desse jeito você vai tirar o protagonismo do personagem principal!

Eu olho para ele boladona e respondo:

- mas é isso mesmo que eu quero, eu quero tirar a marra do Goku, quero mostrar pra ele que existe alguém mais forte que ele!

O velho fica me observando e então diz:

- não sei não, mas essa sua atitude agora me lembra de outro personagem do dragon Ball, um que é muito arrogante qual o nome dele mesmo?....

- VEGETA! (falei com os olhinhos apaixonados)

Eu olho para o velho e digo:  - sim ,sim talvez eu tivesse um pouco de influencia do príncipe dos sayajins mas não importa, o importante que verei Vegeta cara a cara, mas que amor!!(falei mais apaixonada do que nunca)

O Velho percebe que eu amava Vegeta e então ele diz:

- ta tudo bem! Bem então eu vou anotar aqui suas habilidades para quando você entrar no anime aparecer com elas está bem?

- ok!(falei eu animada) – eu sabia que aquilo tudo não era real mas que mal poderia fazer entrar no mundo da fantasia?, a melhor fase da vida da gente é, quando se é criança, viver no mundo da fantasia, isso era bom de se sentir, e parecia que o vovô também estava se divertindo, um velho com um espírito jovem, Peter Pan talvez?, eu continuava em seu jogo!

Então ele programou lá as coisas lá a Tv e o aparelho místico dele e colocou a folha de papel com minhas habilidades de personagem tocando-a na tela da TV.

Assim que ele termina ele me pergunta se eu estou pronta, antes dele apertar o botão liga da TV, eu dou um grito:

- ESPERA!!!

Ele me olha apavorado e então diz:

- o que foi?, aconteceu alguma coisa não quer ir mais nesse anime?

Eu olho para ele super séria e digo:

- mas é claro que eu quero!, mas vovô, eu não posso ir para esse anime com essa roupa né?

O velho me olha e então pergunta:

- ué e por que não?

 - ora vovô todo o mundo sabe que um bom anime, tem aquelas roupas top né?, que marcam o personagem, eu não vou assim, vestida com uma calça jeans e uma blusa preta e um tênis de all star preto, não rola né?, o que o Vegeta vai pensar quando me ver assim de calça jeans?(ps: apesar que Bulma usa )

O idoso me olha assim com cara do tipo, nossa essa ai vai me dar trabalho!, mas não me interessa, eu sou do tipo que quando é pra brincar dou o meu melhor e brinco direito, senão eu nem desço pro play.

O velho então me dá um monte de folhas brancas e diz:

- toma faça sua própria roupa!

Eu fico segurando milhares de papeis e digo:

- mas que Mané desenhar vovô!, o único que sabe desenhar na minha família é meu sobrinho, e ele não está aqui, não tem como o senhor quebra esse galho não?, faz umas roupas maneiras pra mim!

O velho então me responde:

- garota eu não sei desenhar vá desse jeito mesmo garanto que ninguém vai reparar!

Eu cruzo os braços e digo:

- uma virgula! que vou entrar ai nesse mundo desse jeito,pareço mais uma rockeira sem banda, eu quero entrar linda e bela, porque eu mereço sou iluminada vovô e essas roupas estão apagando o meu brilho!

- então porque anda vestida desse jeito então?(perguntou o velho)

- porque essas são roupas ocasionais, confortáveis próprias  para usar no dia – a –dia!

Então eu olho para sala do velho e percebo que tem um computador e então pergunto:

- aquele computador está funcionando?

- ta sim! (respondeu ele olhando para o PC)

- e aquela impressora ali?(falei eu perguntando)

- também!, sou um historiador, eu estudo e imprimo coisas importantes dali!( se justificou ele)

Eu abro um baita sorriso e digo:

- ah então fechou vou tirar minhas roupas de anime dali, eu vou imprimindo e você vai colocar todas elas pra eu levar ok?

O velho me olha com tamanho abuso, fazer o que? sou assim mesmo rss! E então ele diz:

- mas pra que tanta roupa?, nesse anime os personagens quase nem trocam de roupa, vivem com as mesmas vestimentas!

Eu fico olhando para a tela do PC, pesquisando tudo e o respondo:

- ah vovô, isso se chama estilo e se eu for mesmo entrar numa luta com qualquer que seja lá dentro, provavelmente minhas roupa pode rasgar, você não se lembra que nesses animes as roupas deles sempre se rasgam, eles não mostram nudez, mas..é ...(tento achar a palavra certa mais sou interrompida)

nudez?, os caras ficam de peito aberto o tempo todo se isso não é nudez, eu não sei o que é mais!(falou o velho achando tudo uma pouca vergonha)

Enfim eu consigo umas roupas legais, top da balada fico toda contente e peço para o vovô, escolher uma roupa de uns dos desenhos da impressão para eu ir já vestida já!

O velho olha, a todos os estilos com cuidado, e então eu pergunto:

- não esqueça da minha espada!

O velho percebe que tem alguns estilos de roupas que estão já com uma espada, e então ele percebe que tem que escolher um dos estilos que vinha com uma katana.

- pronto já escolhi!, peque essa maleta!

Ele me dá uma maleta preta e pergunto:

- pra que essa maleta preta vovô?

- com essa maleta você levará todas as roupas que você imprimiu!

- show!

- agora está pronta?(perguntou ele)

Eu então respondo:

- perai!, uma pergunta quando eu for pro anime eu vou como eu mesma? ou tem como eu mudar a minha aparência?

O velho olha para mim não entende a pergunta:

- como assim mudar de aparência, você queria ir como?

- ah queria ir como uma dessas garotas de anime, gatas, poderosas, cabelos lindos e tal!

O velho me olha com uma cara de essa garota ta abusando!, e então eu pergunto:

- tem ou não tem?

O velho me olha e então pergunta:

- o que de errado com sua aparência?, não se acha bonita?

Galera !bonita eu sou!, sou loira, com olhos castanhos escuros mas o único problema que sou baixinha, cara pelo o amor de Deus a minha altura e de 1,62, que tipo de heroína gostosona iria parecer com essa medida?, nenhuma né?, até porque em todos os animes as mulheres belas são altas, no anime ta gente?, no mundo real isso não faz menor diferença!(prova euzinha aqui modéstia a parte, brincadeira!

E então o velho diz:

- não você tem que ir como você mesma, seus cabelos!, seus olhos seu corpo! E sua altura!

Eu fico meia triste como vou conguistar Vegeta sendo tão baixinha assim?, eu sei que Vegeta não é alto mas é claro que ele curte mulheres um pouco mais alta, bulma é mais alta que eu, afe! Não gostei e então o velho diz:

- sendo anime menina, eles devem reforçar a sua beleza de acordo com o próprio desenho, do tipo que o porte físico não vai ser nada exagerado, vai do padrão do anime!

Eu dou uma respirada de alivio e digo:

- hum então ta bom né?, o que seria reforçar aqui minha beleza?

Então o vovô me respondeu:

- com todo o respeito, ao meu ver são seus lindos longos cabelos loiros, isso vai chamar maior atenção no anime!

Eu me animo coloco um sorriso no rosto e digo:

- é verdade finalmente vou curtir o gostinho de ter o cabelo lindão no anime com ele batendo no meu rosto, recebendo o vento e sem despentear!, ahh o mundo dos animes é tão belo!(falei muito animada)

Já estava pronta para ir, mesmo que fosse pro mundo de Nárnia eu estava levando de boa, a interação do vovô,e o interesse de fazer as minhas vontades, era algo muito legal, dessa vez quem estava se divertindo era eu.

- estou pronta ! (falei animada)

E então o vovô se prepara para ligar a TV ,mas antes ele faz uma pergunta:

- por que você quer tanto ir nesse anime?, e por que quer tanto ver Vegeta?

Eu fico sem graça como eu poderia explicar pro vovô eu tinha más intenções com Vegeta sim, sorry sou humana, apaixonada pelo o príncipe dos sayajins e então tento arranjar uma desculpa:

- bem.. é que gosto muito dele, acho ele muito gato!

O velho me olha devia estar pensando:

- essa garota ta taradona no Vegeta!,coitado dele, do jeito que ela ta saindo daqui parece que vai obstinada !

Mas eu não ligava foi ai que me despertou uma curiosidade e eu falei:

- ah você!, você pode me levar pro anime no tempo, em que o Vegeta era solteiro?

O velho olha pra mim preocupado e diz:

- mas se eu colocar você nesse período, ele vai te matar!, nesse tempo eu me lembro que Vegeta era um sujeito mal não é mesmo?, porque não vai para serie que ele já estar bonzinho!

Eu fico boladona com a pergunta e respondo:

- porque ele vai estar CASADO! (falei com uma irá enorme)

Eu olho seriamente para o vovô e pergunto:

- tem como me colocar na serie em que ele está solteiro ou não?, porque se você não conseguir me colocar para o tempo que eu quero a brincadeira parou por aqui!(falei muito nervosa)

- brincadeira?, é isso que pensa?(indagou o vovô)

Eu olho para o velho e dou uma risadinha e um olhar irônico e digo(definitivamente o Vegeta me influenciou rss) – Mas é claro que é uma brincadeira, estava até divertido mas você cortou o meu clima e eu não quero brincar mais!

O Velho me olhou com raiva e disse:

- ora você é muito malcriada!, coloque a mão em cima da TV, para eu mostrar pra você que não to brincando, eu já configurei tudo só basta tocar na TV, o que foi garotinha está com medo?(disse ele me provocando)

Eu olho e dou risada, o velho era muito abusado, se eu pequei influencia do Vegeta pela a arrogância o velho pegou essa marra de que personagem do tempo dele?, pensei eu.

Mas como não sou medrosa (apenas com baratas, e insetos até nisso eu combino com o Vegeta rsss), tirando esses bichos nojentos o resto eu encaro, então eu coloco a mão em cima da TV, segurando a maleta preta, por um momento nada acontece mas logo, rapidamente eu sou transportada para uma outra dimensão, um outro universo, um universo chamado z.


Notas Finais


Gente!, eu fui transportada realmente para o mundo anime Dragon Ball, e que será que vai acontecer? leiam a fic!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...