História Mundo sobrenatural - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~GukkieDiriza

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Namjin, Originais, Romance, Sobrenaturais, Treta, Vmin, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 23
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Buuh

Capítulo 4 - Clima


~ Hoseok ~

- Bom... Já que terminamos... Podemos ir? - Encaro o chão enquanto arrumo as coisas em minha mochila logo sinto uma mão em meu rosto.

- Na verdade... Eu queria falar com você antes de irmos. - O encaro e ele fez o mesmo.

- T-tudo bem... Pode falar... - Desviei o olhar prestando atenção em outro lugar rezando para todas as divindades existentes que ele não notasse que eu estava corado.

- Queria me desculpar por ter sido grosso com você mais cedo, você não merecia aquilo. É que, às vezes, eu não consigo controlar meu lado demônio e acabo machucando as pessoas ao meu redor, mas eu não queria te magoar... Me perdoa, Hoseok?

- Me chame de Hobi, ou J-Hope. E, sim, eu te perdoo, Yoonnie. - Sorri fofo para ele vendo o mesmo desviar o olhar e rir bem baixo.

- Sabe, meu lado demônio gosta muito de coisas fofas, apesar de ser levemente atraído por você... Então, caso eu reaja mal, não estranhe. - Encarou o chão quieto.

- Está tudo bem. - Segurei sua mão e ele encarou as duas juntas ficando em silêncio apenas olhando, eu fiz o mesmo.

Ficamos assim por longos segundos olhando as duas mãos entrelaçadas, logo levantamos o olhar lentamente, assim, um encontrando o olhar do outro, nos aproximamos mais. Ficamos tão próximos que podíamos sentir a respiração um do outro.

Ele levou sua mão lentamente até minha cintura e me puxou para si, colando meu corpo ao dele. Encarei seus fartos e avermelhados lábios que foram ficando cada vez mais perto dos meus, assim, iniciou-se um beijo lento e calmo.

Obviamente eu respondi. Era o calor do momento? Ou eu simplesmente queria aquilo? Não sei. Eu apenas retribui. Fiquei alguns segundos parado apenas sentindo os lábios dele junto aos meus, mas logo senti ele mexer seus lábios contra os meus, acabei fazendo o mesmo instintivamente. 

Logo nos afastamos quando senti uma presença lá.

Kim Taehyung

- Ei, vocês já termin... - Parou de falar assim que viu nossos lábios ainda próximos. - Opa, desculpe... Não queria atrapalhar o momentos " deminho & anjinho " - Ele riu se afastando.

- Idiota... - Yoongi falou se levantando e indo até ele o socando. Me levantei às presas para socorrer Tae antes que ficasse sério.

- Yoongi, para, por favor! - Falei entrando na frente de Taehyung, impedindo que o outro à minha frente continuasse a bater nele. Ele bufou e parou batendo o pé no chão.

- Tudo bem... Mas só por que você pediu. 

- Obrigado. - Sorri fraco me agachando para ajudar o Tae. 

- É-é o a-amor... - Ele falou baixo e com dificuldade... O ser está todo arrombado, mas não perde oportunidade de ganhar mais.

- Cala boca! - Yoongi falou bravo dando um chute em seu estômago, o que fez o que estava no chão cuspir sangue e desmaiar.

- Ai ai ai... Pobre coitadinho! Viu o que você fez com ele, seu mal? - Passo o braço de Tae por trás do meu pescoço o ajudando a levantar.

- Ele mereceu - Bufou

- Tudo bem, tudo bem... Vamos, TaeTae? - Falei sem resposta, pois ele estava inconsciente.

- TaeTae? - Yoongi falou me olhando, ele parecia bravo...

- É-ér... Eu falei Taehyung... F-foi, Taehyung... Vamos, Taehyung? Antes que o Hyung me bata também... 

- Hose... - Não terminou de falar, pois na mesma hora eu sumi. - Aishi!!! - Bufou baixo

 

- Na sala -

Logo cheguei com o corpo mole de Tae em meus braços. Jimin já veio correndo com esse instinto de preocupação dele. Ainda mais com Tae, esses dois combinam muito juntos... 

- O que aconteceu?!?! - Ele disse se agachando ao lado de Tae

- É-ér... Ele e Yoongi Hyung brigaram... - Não contei da parte do beijo por medo do Yoongi não gostar.

- Oh, céus! - Exclamou o outro preocupado com o que estava desacordado.

- Calma, ele vai ficar bem... 

- Vai sim, eu vou cuidar dele.. - E assim ele o pegou no colo e sumiu.

- E eu vou andar por ai... - Tentei ir até a porta, mas percebi Yoongi Hyung me encarando de braços cruzados encostado na porta.

- Onde vai?

- Eu ia andar, não posso mais? - Tentei passar por ele, tentativa falha.

- Não sem minha permissão! 

- Hyung...

~ Enquanto isso... No fundo da sala ~

~ Deiji ~ 

Estava, como sempre, sentada na última banca que ficava perto da parede olhando pela janela quieta enquanto escutava música tranquilamente... Até sentir alguém se sentar à minha frente...

Pensei ser Yoongi, mas me enganei.

Jeon...

- Oi, Deiji! - Ele se sentou de frente para mim, ficando com as pernas cada uma de um lado na cadeira enquanto me encarava sorrindo.

- Oi... - Tirei meus fones pausando a música sem parar de encarar o que tinha fora da janela.

- Então... Tá tudo bem? 

- Sim, sim... E com você? 

- Sim. Eu sei que não te conheço à muito tempo... Mas, você parece estranha... Aconteceu algo? 

- Não, está tudo bem, não precisa se preocupar. - Finalmente o olhei e sorri fraco para o mesmo.

- Eu queria saber se...

- Se...?

- Ér... Deixa pra lá...

- Fala, Jeon. - Fiquei séria o encarando.

Se queria sair comigo hoje... - Ele disse bem rápido, mas eu consegui ouvir.

- Claro. - Ri baixo o olhando.

- Pera, sério? - Me olhou com os olhos arregalados.

- Sim, ué. Até de noite, então! - Pego minha mochila e levantei bagunçando seus fios e logo saindo de lá.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...