História Mundos diferentes (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jungkook, Mundos Diferentes
Visualizações 165
Palavras 1.626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5: Kim Namjoon


Seokjin foi retirado da sala pelos enfermeiros, saiu completamente furioso do centro psicológico. Continuou andando pelas ruas, era mais ou menos 3 da tarde quando chegou à casa de Soo, pulou a janela assustando a garota.

- Ah! – berrou deixando a toalha cair mostrando seu corpo nu.

- Bonito corpo – disse malicioso enquanto a garota pegava a toalha e cobrindo o corpo, fez um sinal para que ele se virasse, assim fez.

- O que faz aqui Jin? Não se vira – começou a vestir-se enquanto o mais velho começava a falar.

- Como havia dito só os alphas podem transformar um humano em um lobisomem – ela mandou ele se virar depois de colocar a roupa – só tem um  na cidade.

- Quem é?

- Meu tio – falou serio, Soo abriu a boca em forma de se expressar que estaria assustada, foi falar algo, mas Seok foi mais rápido – ele é o único alpha que eu sei só que tem um problema...

- Qual?

- Eu te mostro, vamos.

Saíram da casa dela e foram direto para o centro psicológico, ao chegar lá, Soo teve que convencer a recepcionista a deixa-los entrar, o que só foi resolvido com dinheiro.

Ao entrar na sala, a loira colocou as mãos na boca assustada, andou em volta do homem a sua frente, todo deformado.

- Ele é seu tio? – perguntou abismada já que o homem parecia ter a mesma idade que ele – quantos anos ele tem? Parece ser bem novo.

- É sim e não sei como ela ficou assim tão novo – olhou para ele, que nem se mexia – o corpo dele parou no tempo.

- Tá, me conta tudo Jin – sentou-se na cama do cara olhando para Seokjin com uma cara fofa, o mesmo não conseguia encarar sua face.

- A história não é tão longa, alguém colocou fogo na minha casa quando eu e minha irmã não estávamos lá, Namjoon foi o único sobrevivente, porém ficou assim.

- Ah sim, Namjoon é o nome dele né? – assentiu – se ele está assim e não poderia morder ninguém? Então quem foi a (S/N)?

- Não faço a mínima ideia, vamos embora, ele não será útil – Seok colocou a mão na costa da loira guiando ela para saída.

Foram cada um pra sua casa, Soo deu uma carona para Seok levando-o até a casa dele, em seguida, foi para sua. (S/N) estava em casa, fazendo alguns trabalhos da escola, sua mãe, então, entrou no quarto mostrando sua roupa.

- O que achou? – a garota não respondeu, apenas sorriu.

- Está linda, vai sair?

- Sim, vou terminar de me arrumar, se a campainha tocar, atende pra mim – assentiu.

A garota ainda continuava fazendo o trabalho até que a campainha toca, ela vai lá e atender, ao abrir a porta, deu de cara com um homem alto, cabelo castanho escuro, olhos da mesma cor e os lábios carnudos, sua pele era um pouco clara.

A garota olhou atentamente o homem, cada detalhe dele, ela reparou até o cheiro dele. A mesma começou a ficar assustada com aquele homem a sua frente, ele era diferente, Lee sabia disso, mesmo não tendo provas. 

- Mi-minha mãe já vem - ela disse se virando e indo para a escada, mas parou ao ouvir a voz do homem. 

- Deve ser a (S/N) não é? Prazer, meu nome é Namjoon - a garota sussurrou um "o prazer é meu".

Após a mãe da garota sair, ela foi para o quarto tomar banho. Como não queria ficar sozinha, foi dar uma volta na cidade, sabia que era perigoso, mas precisava agir como antes; ser uma adolescente normal de 16 anos.

Era noite já, estava um pouco frio e vetando, ela andava tranquilamente pra cidade, sem Seokjin, sem Sooyoung, sem sua mãe, sem ninguém, somente ela. A mesma sentiu que estava sendo seguida, parou e olhou para trás... Não havia ninguém. 

Continuou andando, o medo havia consumido ela, ao lembrar-se que é uma lobisomem, respirou fundo, pensou na possibilidade de ser um caçador que quer matar ela.

Escondeu-se no beco, encostou-se à parede esperando a pessoa passar, ao ouvir os passos bem perto. Pegou na garganta do cara e prendeu na parede.

- Quem é você é porque tá me seguinte? 

- Me de-desculpa não e-estava se-seguindo v-você...

- Jungkook? - olhou bem para o garoto e reconheceu o mesmo - desculpa, eu pensei que... Desculpa mesmo - o soltou - o que estava fazendo aqui?

- Sem problemas, eu estava indo ali na cafeteria encontrar com uns amigos novos, quer ir comigo? Você parece legal, quero te conhecer melhor - abriu um sorriso, mostrando seus dentinhos de coelho. 

- Claro! 

(S/N) e o garoto foram juntos para a cafeteria, ao chegar lá, a morena viu Hoseok e Seulgi sentados na cadeira de frente para uma mesa grande, não estava somente eles, mais algumas pessoas, amigos de Hoseok estavam juntos - praticamente o time inteiro de lacrosse.

- Oi gente - Jungkook acenou para os garotos se aproximando. 

- Eae cara, trouxe a namorada - falou se referindo a morena ao seu lado - como vai (S/N)?

- Cala a boca Hoseok e eu vou bem, e você? Quando vai sair da minha vida? - sentou-se na frente do mesmo. 

- Talvez nunca - sorriu sínico. 

- Parem os dois - exclamou Seulgi – semana que vem depois do jogo farei uma festa para comemorar nossa vitória e todos irão.

- Como tem tanta certeza que ganharemos? - um dos jogadores perguntou para a garota, que olhou para Lee.

- Soube que a (S/N) vai jogar - arregalou os olhos - o treinador disse que ela poderá jogar porque jogou bem hoje, Hoseok também jogará, ele é o melhor. 

- Não exagera - Jungkook expressou-se rindo – Não sabia que as garotas podiam jogar, tirando o fato que é agressivo e as garotas podem se machucar.

- Relaxa Jungkook, sua namoradinha vai ficar bem – Hoseok sorriu e olhou para a morena a sua frente, a mesma franziu o cenho.

- Eu vou ficar bem, você eu acho que não – retrucou Lee vitoriosa.

Passaram mais algumas horas, (S/N) insistiu em acompanhar o garoto até em casa, o mesmo dizia que era estranho uma garota acompanhar um garoto, o certo era o garoto acompanha-la. Ela apenas discordou sorrindo.

- Então amanhã conversamos – a garota despediu-se do mais velho e foi embora.

O caminho todo ficou pensando em Jeon, tudo nele a encantava, o sorriso, o olhar, o tom de voz, tudo. Um sorriso bobo escapou dos lábios dela, era bem tarde já e ela ali pensando no garoto.

Talvez ela estivesse apaixonada por ele, não sabia ao certo o que era mal conhecia o garoto, estava apenas há dois dias na cidade. Era tudo confuso para ela, a mesma sabia que poderia ser apenas coisas de lobisomem.

Alguns dias passaram até chegar o jogo, Seokjin e Sooyoung trabalhavam juntos para descobrir quem havia dado a mordida em (S/N) e fazer Namjoon sair do coma para ajudar. A morena aproximou-se mais de Jungkook, ela realmente estava gostando dele, mais do que imaginava.

Sua mãe começou a namorar aquele cara estranho, o qual Lee sabia que havia algo muito errado, resolveu não comentar com ninguém.

- Ei, preparada pro jogo de hoje? – Soo atrapalhou a conversa da amiga com Jeon, a morena assentiu – oh desculpe atrapalhar o casalzinho, mas eu preciso roubar sua namorada um segundo.

- Que? Ela não é minha namorada, ainda – sussurrou a ultima palavra, Lee ouviu e corou.

Sooyoung puxou a amiga para uma sala qualquer e começou a falar com a mesma – eu e o Jinnie...

- Jinnie? Que intimidade – riu.

- Vai se ferrar, voltando, passamos dias pesquisando e só tem um alpha na cidade, o tio do Jin, mas não tem como ele ter mordido você porque ele tá – fez uma pausa – impossibilitado.

- Ah...

- Mais ainda conseguiremos achar ele, só que apenas se preocupe com o jogo hoje, ele é importante – sorriu indicando para saírem da sala.

Após a escola, (S/N) foi embora, sua mãe havia saído com seu namorado. A mesma estava no vestiário, pronta para jogar, havia saído de casa a algumas horas por causa do jogo, sua mãe disse que viria vê-la jogar pela primeira vez, a mesma disse que o orgulho estava presente em seu coração.

Recebeu uma mensagem da melhor amiga, dizendo que precisava urgente falar com Lee.

- Oi, me explica direito isso – ligou para a melhor amiga.

- Presta atenção, o tio do Jin fugiu do hospital psiquiátrico, não fazem ideia de como ele saiu do estado em que estava isso foi a algumas horas e foi ele quem te mordeu, depois o Jin te explica melhor.

- Qual o nome dele?

- Namjoon, Kim Namjoon.

- Espera, eu já ouvi esse nome, minha mãe está namorando um cara que tem o mesmo nome, ele é muito estranho.

- Vou te mandar uma foto – a garota enviou uma foto para a outra, quando viu, (S/N) se assustou.

- Esse cara é o namorado da minha mãe!

- Onde ela tá? Ele vai mata-la! – era a voz de Jin.

- Eu não sei, vou tentar sentir o cheiro dela para rastrear.

- Não, você não vai fazer nada, eu vou achar ele e salvar sua mãe, você vai jogar – Jin intrometeu-se novamente.

- Mas

Desligou o celular na cara dela, a mesma fechou a porta do armário com muita raiva, fechou os olhos respirando fundo tentando se acalmar. Ao abrir, deu de cara com Seulgi, seus olhos estavam vermelhos por causa do choro.

- Seulgi, o que houve?

- Sua mãe... Eu sei onde ela está e... – limpou as lagrimas – ela não tem muito tempo, ela está morrendo (S/N)!


Notas Finais


1° Coloquei lacrosse porque é um jogo bem legal e interessante, não por causa de Teen Wolf.

2° Tá parecido com Teen Wolf, não muito mais sim, tem algumas referências; minha inspiração é aquela série, por isso.

Leitores fantasmas, não sejam assim, comentem, por favor,
Comentem algo que me incentive a continuar escrevendo para vocês, não só um "continua"...

Espero que tenham gostado...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...