História Mundos diferentes (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jungkook, Mundos Diferentes
Visualizações 67
Palavras 1.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Capítulo 6: Mate um alpha e se torne um


(S/N) olhou atentamente para o rosto de Seulgi, a mesma podia ouvir o coração de Seulgi pater cada vez mais rápido, até que ela, então, abriu a boca e gritou bem alto. Lee colocou as mãos no ouvido e caiu no chão.

- (S/N) me desculpa – disse Seulgi após gritar – eu não sei por que isso acontece, começou de repente...

- Tudo bem, depois conversaremos – levantou do chão um pouco tonta – onde está minha mãe?

- Na floresta, numa casa grande que estava meio, como vou dizer...

- Destruída? – assentiu – eu sei onde que é,  vou indo.

- Eu vou junto – segurou o braço da garota – por favor.

Assentiu. Saiu puxando a garota rapidamente para o carro da mesma, entraram rapidamente, enquanto Seulgi dirigia, (S/N) mandava mensagem para Sooyoung e Jin.

Em minutos chegaram à casa dos Kim – fica aqui esperando a Soo, qualquer coisa grita – Kang assentiu entrando no carro novamente, Lee saiu correndo para dentro da casa, ao entrar, recebeu uma pancada na cabeça.

- O que você fez com ela? – a mãe da garota gritou, a morena demorou um pouco, mas levantou novamente.

- Eu estou bem – passou a mão do rosto – Namjoon? – procurou o homem e o achou amarrado com corrente no chão completamente inconsciente.

- Achou que era ele? – uma voz masculina foi-se ouvida, Lee olhou para os lados e viu um homem com os olhos vermelhos – olha só, a lobinha do Namjoon.

- Fica longe dela – o mesmo acordou e soltou-se das correntes – o que quer com ela?

- Quero os poderes dela – Jin chegou ao local junto de Soo – podemos dizer que ela é especial.

- Foda-se seu especial, eu vou matar você – Jin mostrou seus olhos azuis e pulou no alpha não identificado. A mãe da garota observava o mais novo em forma de lodo lutando (lê-se perdendo).

(S/N) não podia o deixar fazer isso sozinho, transformou-se em lobisomem e foi para cima do homem. Apesar de ser uma beta, ela é forte, mas não para derrota-lo.

Namjoon também foi para cima dele, mas não para o do outro alpha e sim, para cima de Seokjin, jogou ele com tudo para o outro lado.

- Você? Um simples alpha vai roubar o que dela? Ela é uma simples beta, uma qualquer – todos pararam e olharam para ele, (S/N) estava um pouco machucada, mas isso não impedia de ajudar a sua mãe. Foi para perto da mesma, só que ela recuou com medo.

- Ela não é uma simples beta, você sabe no que ela vai se tornar – foi a ultima coisa que ele disse antes de Namjoon rasgar a garganta dele, todos ficaram perplexos com o que aconteceu.

- Se alguém vai roubar os poderes dela, esse alguém sou eu – a transformação de Kim foi diferente, ele ficou em forma de lobisomem mesmo, aquele ser com cara de lobo de 2 metros, um lobo-demônio.

- Fica longe dela – agora Jin começou a defendê-la.

Nam pegou no pescoço dele e o levantou, não tinha como sair dali, todos iriam morrer. Uma mente brilhante como da Sooyoung conseguiu pensar em algo, isso seria, pegou uma madeira afiada e fincou nas costas do alpha, o fazendo cair no chão.

Isso não o mataria, mas daria para todos fugir, se não fosse Seokjin repetir a mesma coisa que seu tio. Ele matou o próprio tio.

- Jin... – Sooyoung colocou as mãos na boca e começou a chorar.

- Desculpa meu amor...

- O que você fez? Por que fez isso? – gritou (S/N).

- Mate um alpha e se torne um, ele matou a minha irmã, ele foi o culpado do incêndio aqui na minha casa – berrou ele completamente furioso (S/N) não aguentou olhar mais pra cara dele e saiu correndo.

Correu rapidamente para floresta, ignorou os gritos da mãe, de Seulgi e da amiga. Ela apenas queria ser livre, esquecer aquilo, que foi manipulado pelo namorado da mãe, já que ele queria roubar algo dela que nem a mesma sabia o que era.

Foi correndo até a rua onde um carro bateu nela fazendo a mesma cair, não havia sido muito forte, só de raspão, mas a fez desmaiar. De dentro do mesmo, Jungkook saiu para ajuda-la, ele a colocou no carro e deu partida no mesmo.

Ao chegar a casa, retirou ela do carro e foi levar para o quarto, mas ao abrir a porta, deu de cara com seu pai.

- Quem é essa? E porque ela está – chegou mais perto – desmaiada?

- Eu não a vi e acabei atropelando ela, mas ela está bem – gaguejava completamente nervoso, com medo, entre outras emoções.

(S/N) já havia acordado só que não abriu os olhos, preferiu deixa-los fechados até chegar ao quarto do mais velho. Ela podia sentir o cheiro do medo nele, medo e outras mil emoções, tanto negativas como positivas.

- Tá, depois a gente conversa, leve-a pro quarto que eu vou pedir pra sua mãe fazer algo para ela comer – pronunciou-se indo para cozinhar.

O garoto subiu para o quarto e quando ele foi coloca-la na cama, a mesma abriu os olhos e saiu do colo dele um pouco tonta.

- (S/N)? Você tá bem? Eu te machuquei muito? – o garoto mantia um olhar preocupado em cima da garota a sua frente.

- Estou bem sim, mas como pode ver – aponta para a roupa – você me jogou pra uma poça da lama – fez cara feia – e também você tirou minha camiseta e colocou seu casaco em volta do meu corpo seminu.

- Desculpa – corou – você pode colocar uma roupa minha e tomar um banho, minha mãe está fazendo algo para você comer e depois eu levo você pra casa – entregou uma roupa para ela.

Pegou a roupa e foi para o banheiro tomar o banho, durante o mesmo, ela pensava em tudo o que ela passou nas ultimas semanas; a mordida, a primeira transformação, o namorado da sua mãe que ela estava começando a confiar, etc...

Namjoon, nas ultimas semanas, havia tomado a confiança dela, não completamente, eles estavam próximos – mas não tanto para (S/N) revelar o seu segredo – só que tinha um problema com o homem, ele estava próximo demais. Ao descobrir realmente a intenção dele, sentiu pena da mãe dela, visto que a mesma estava apaixonada por Namjoon, isso deve ter á destruído quando o viu rasgando a garganta do outro alpha.

Seokjin mostrou-se ser de confiança, um amigo – até estava tendo um caso com sua melhor amiga, Kang Sooyoung – mas depois do que ele fez, matou o próprio tio, vulgo Namjoon, ela não saberia se podia ou não perdoa-lo e confiar no mesmo novamente.

Sua mãe – Lilian, uma mulher alta, de cabelos pretos cacheados – mantia uma face de medo, o cheio era perceptível de longe, não conseguia imaginar como a filha poderia ter se transformado naquele monstro, ao ver de (S/N).

Lee não fazia a mínima ideia de como Seulgi sabia onde e o que aconteceria com Lilian, o porquê o grito dela é alto e insuportável. Algo dizia na mente da morena, que Seulgi não era humana, não totalmente, ela possuía algum dom, desconhecido ao ver de (S/N).

Sua melhor amiga aceitou tudo numa boa, sobre Lee ser um lobisomem, mas no fundo morria de medo dela fazer algo, ou até mesmo matar ela. Tirando o fato que ela é a melhor amiga de (S/N) e não a abandonaria por nada, nem que custasse sua vida, já que as duas se consideram irmãs.

Jungkook escondia algo e Lee sabia disso, mas não sabia o que ele escondia, mas podia sentir, era bem perceptível. Apesar disso, ela ainda o ama, sim, ela resolveu admitir que o que ela sente pelo garoto é amor, algo que ela acha impossível, porque – segundo ela – são de mundos diferentes, ela é o predador e ele é a presa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^
comentem o que acharam, não só um "continua"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...