1. Spirit Fanfics >
  2. Mundos distintos: Min Yoongi >
  3. Esperança

História Mundos distintos: Min Yoongi - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Comente gente, isso nos ajida a prosseguir ♥ obrigado moranguinhos

Capítulo 13 - Esperança


Quando o dia clareou, e a fraca luz penetrou pela janela eu quase levei um susto ao ver Yoongi dormindo na poltrona, do seu lado havia uma bandeija com queijo, frutas e leite. Notei que meu estômago estava entrando em guerra com ele mesmo e finalmente ele não enjoava assim que via algo relacionado a comida. 

Puxei a bandeija sem tentar acordar Yoongi, mas uma faca caiu no chão despertando ele e o deixando em estado de alerta. 

* yoongi acorda assustado olhando para os lados sem entender o que estava acontecendo, logo ele se tranquiliza ao ver que ali só havia eu e ele * 

- bom dia! - ele falou discreto e serio

Por mais estranho que fosse aquele bom dia seco, mas cheio de sentimentos eu respondi com o mesmo vigor ( ou a falta dele) 

- bom dia.

Ele relaxou-se na poltrona e me encarava sem expressão, meu coração quase parou de bater no peito quando minhas paránoias apareceram porque aquela frieza vindo dele? 

- dormiu bem? Porque dormiu nessa poltrona? 

- na verdade eu havia acabado de cochilar - ele apontou para a bandeija em meu colo - não deixe de comer.

A briga do dia anterior havia me deixado mexida por dentro, tudo o que ele havia falado era realmente verdade, eu dava muita ênfase para Wonho e me colocando no lugar dele era realmente decepcionante. Suga era um cara misterioso, desconfiado e por muitas vezes desconfiado.

- obrigado!

* olho nos seus olhos para ver se ele tem alguma emoção* 

Ele abriu um sorriso que me fez tremer e disse apenas:

- apenas coma.

Eu comi pouca coisa que estava na bandeja e coloquei de lado, agora talvez seria minha hora de falar.

- Yoongi...

- fala.

- desculpa.

- pelo que? 

- tudo o que você disse ontem e realmente verdade, eu não fui uma boa namorada tanto quanto você.

Ele ficou me observando sem abrir a boca e não posso negar que quando ele ficava daquele jeito era pertubador e me deixava ansiosa. Com um pulo ele saltou da poltrona com certa dificuldade e sentou- se ao meu lado da cama.

* passou a mão nos meus cabelos e ne beijou no rosto, senti meu rosto corar e o puxei para beija-lo* 

Ele se surpreendeu com a minha atitude, mas abriu a boca para receber o beijo, naquele momento eu soube que estava com saudade dele, da boca dele,do calor do seu corpo, Yoongi ainda me beijava da mesma maneira que da primeira vez que nos beijamos, enquanto ele me beijava acariciava minhas costas e eu me entreguei aquele beijo.

ele se distanciou de mim e puxou levemente meu cabelo para que eu o encarasse. 

- eu amo você! 

- e eu amo você.

- não está mais com raiva de mim? 

- eu não vou mentir pra você, eu ainda sinto uma dor no peito quando lembro, mas não com a mesma intensidade que nos primeiros dias. Depois do seu acidente eu comecei a pensar mais em viver as coisas boas e tentar controlar a minha ira.

- isso foi uma decisão madura. 

- não sei se foi, ou foi apenas o meu amor por você...

- apenas seu amor por mim? Por cristo Laila, não foi apenas isso, foi o suficiente para estarnos aqui...

De repente ele ficou sério e desviou o olhar, eu sabia que havia algo errado... 

- o que foi meu amor?

- eu tenho uma coisa para falar para você, mas eu quero que fique calma... 

Eu já não estava mais calma.

- o que foi? 

Do criado mudo ele tirou o celular do carregador, desbloqueou o celular e me deu para ler... meu chão se abriu e fiquei suspensa flutuando em estranhos sentimentos...

- você me disse que não houve nada entre vocês dois... 

Esbravejei

- calma - ele me repreendeu com seu olhar e eu dei uma longa respirada 

- parece que esse inferno nunca vai ter fim... - eu disse angustiada

- eu não consigo me lembrar de nenhum momento íntimo com ela, se eu te disse que nunca fiquei com ela por favor acredite em mim. Mas há uma coisa que não se encaixa nessa história.

- e o que você acha que é? Que ela quer seu dinheiro? 

- eu não sei o que é, mas gostaria de lhe pedir uma coisa...

- o que? 

- eu preciso conversar com ela... e gostaria que você fosse comigo.

" o que? Ok, eu não estava preparada para ouvir aquilo" 

Yoongi era um cara que quando tinha que resolver alguma coisa ia sozinho, e agora queria que eu fosse com ele, o motivo? Não sei.

- porque está me pedindo isso? 

- porque eu quero que ela veja que estamos bem, e se ea der alguma ceninha você estará de prova de que eu não fiz absolutamente nada. 

- bem, só por isso? 

- e porque além de querer que ela saiba que estamos juntos, e depois de lá quero passar uma noite especial com você.

* eu não disfarcei o sorriso de satisfação, ele se aproxima e acaricia meu rosto e abre o doce sorriso* 

- posso acreditar que esse sorriso foi um sim? 

- sim! Pode acreditar que sim... 

Ele me abraçou e depois olhou as horas no relógio, Yoongi preocupado com as horas só podia significar uma coisa: ele tinha um compromisso!

- está tudo bem? - perguntei 

- sim, hoje eu começo minha vida normal - ele ia se levantando e puxei ele me deitando e fazendo- o deitar em cima de mim 

- o que quer dizer com isso? 

- estou dizendo que hoje tenho minha primeira sessão de fisioterapia, e depois pretendo ir a All Star... Não quero ficar trabalhando apenas em casa e tenho um jovem prodígio que precisa de mim para se aprimorar - ele fez ar de superioridade - precisar de um gênio como eu para ficar um pouco a cima dos meua pés.

- Yoongi... Você é terrível.

Nos rimos juntos e logo me preocupei

- você acha que é uma boa idéia?

- claro minha amada, eu preciso relaxar minha mente, meu espírito e meu físico. E acho que você deveria ir comigo para se consultar por causa da gravidez, quero você e o bebê bem.

- e a outra suposta mãe do filho teu?

- vou conversar com ela, vou pedir o exame de DNA.

Eu nada disse, por algum motivo eu acreditava nele e mais uma vez eu percebi que toda aquela raiva que eu sentia era uma tolice da minha cabeça, eu o abracei forte e chorei.

- por que ta chorando meu amor? 

- porque sou idiota, porque  tudo isso aconteceu por causa da minha impulsividade. Eu acredito em você Yoongi e quero te pedir desculpa por tudo.

Ele me beijou na testa e disse olhando em meus olhos

- se fosse o contrário acho qie teria matado Wonho, então não precisa se martirizar por isso... Eu amo você.

- e eu a você meu amor.

Depois daquela frase ele me beijou suavemente e depois se levantou, me deixando na cama e me fazendo me sentir a mulher mais especial do mundo.


---- no outro lado da cidade ----

Wonho acordou se sentindo meio deslocado, não sabia que horas eram  e sua cabeça parecia explodir de dor por conta do excesso de álcool consumido na noite anterior. 

* abre os braços para se espreguiçar e sente um volume ao seu lado, e dá um grito de susto o que fez a moça se assustar e acordar * 

- Sunmi? O que você está fazendo aqui? - Wonho tentou se lembrar, e acabou se lembrando da notícia qie a moça veio lhe contar.

- você não se lembra? 

Ele passou a mãos pelos cabelos e respirou fundo, não era surpresa acordar ao lado dela depois de uma noite de bebedeira. A algumas semana atrás havia acontecido com mais frequência do que ele queria e isso troixe uma consequência que ele ainda não acreditava.

- mas você mandou a mensagem pro babaca do Yoongi? 

- sim... mas...

- esteja preparada para o contato dele, ele vai pirar quando souber que vai ser pai.

Alguma coisa incomodava Sunmi que estava esperando o momento certo para falar...

- então você dá seu golpe certeiro, e o caminho vai ficar livre pra mim... Laila vai precisar de um ombro amigo quando souber que Suguinha vai ser pai com outra mulher. 

* sunmi se levanta desanimada* 

- o que houve? Não está feliz que vai conseguir o que tanto almejou?

- talvez eu tenha mudado de ideia.

- do que está falando? 

- nada.

Sem se importar com o drama notório da menina ele disse:

- acho melhor ir embora, a imprensa com certeza iria adorar me colocar na primeira capa de uma revista, e nossos planos serão arruinados. - ele falou se levantando da cama e colocando a calça, deixando a parte de cima desnudo e mostrando seu abdômen bem definido.

- acho qie você se esqueceu de uma coisinha importante... 

Ele se virou para encara-la

- a é? Então diga e vaza...

Ela se encolheu e não teve coragem para falar o que tanto queria.

- e então? 

- te falo em uma próxima vez. 

Ele deu as costas e saiu para algum canto da casa, deixando Sunmi sozinha perdida em seu mundo de anseios e medos. Ela sentiu no coração que algo iria sair muito errado naquela história.

------- yoongi----------

Quando eu cheguei na empresa depois de horas na fisioterapia, senti todos os olhares de respeito das pessoas por onde eu passava,dos treinees ao superiores da empresa, todos se curvavam respeitosamente e eu retribuia aquele gesto. Eu cheguei ao meu studio e ouvi o som do piano vindo de dentro, Jaemin estava lá quando abri a porta, tão concentrado na produção de uma música que não viu eu entrando. 

- está ficando bom - eu disse me encostando na parede - se continuar assim pode se tornar melhor que eu.

O garoto se assustou.

- hyung... que bom ve-lo novamente - ele se curvou - tentei visita-lo, mas os médicos disseram que você tinha visita de mais.

- não se preocupe, eu vi você no meio da multidão que esperava incansávelmente por notícias minhas. Como vê... estou muito bem. 

- sim, eu vejo. 

- pelas suas olheiras creii que não esteja dormindo direito...

Ele ficou embaracado, Jaemin era o meu predileto de todos os treineea por causa da sua dedicação, por causa da sua paixão... me lembrava muito de mim mesmo quando estava no bangtan e estava decidido a realizar o sonho do aspirante a repper.

- bem, eu estava trabalhando sozinho... o novo grupo irá debutar em breve e tenho que da meu melhor para conseguir debutar. 

- porém deve saber que descansar  também é muito bom , já pensou se na hora H você desmaia de fraqueza?

* jaemin coça a cabeça *

- bem, eu não tinha pensado por esse lado. 

- você é jovem ainda, mas quanto mais velho se tornar vai aprender que se dedicar não é o mesmo que se matar. 

* Suga faz uma careta de dor * 

- desculpe hyung, mas creio que esse conselho é válido para você também agora. Por favor sente-se! 

Fiquei parado por alguns instantes e percebi a admiração que aquele jovem tinha por mim. Me lembrei de quando tinha a idade dele que era pura rebeldia e Jin-hyung como mais velho havia sido uma peça fundamental para minha formação de caráter, e apesar de mais novos que eu também me ajudaram muito.

- eu gostaria muito de ficar mais tempo, porém acho que vou dar uma olhada em Namjoon e o Taehyung.

- precisa de ajuda para chegar lá? 

- oh, não preciso. Quero que descanse um pouco... assim vai ficar com a mente mais relaxada para rimar.

Ele sorriu e assentiu com a cabeça. Fechei a porta atrás de mim e partir rever meus amigos

Com uma certa dificuldade me pus a andar até a sala de Namjoon, sem bater na porta eu apenas entrei.

- eu não posso acreditar... Você está louco? 

- o que? 

- hoje mais cedo liguei para seu residencial, já que seu celular estava dealigado... Laila me disse qie finalmente havia ido para a primeira sessão de fisioterapia.

- verdade.

- deveria está em casa descansando, você não pode simplesmente forçar seus músculos assim... isso pode retardar o tratamento. 

- estou me sentindo ótimo.

Namjoon tinha ciência que discutie comigo era inútil e se manteve calado com expressão de poucos amigos, na verdade meu corpo doía, mas eu queria voltar para a vida que eu tanto morria de saudades.

- e o Tae? 

- do mesmo jeito, porém agora apaixonado.

Quase cai de costas

- como foi que disse?

- ultimamente ele tem se comportado esteanhamente interessado em Jade.

- minha cunhada? 

- exato! - Namjoon gargalhou - você tem que ver a cara de bobo dela quando estão perto, e posso dizer que até certo ciumes.

- mas que surpresa, estou feliz por ele. E ela?

- corresponde da mesma forma, porém se formos falar para ele, nega veementemente. - Namjoon riu 

- espero que ele não disperdice a oportunidade de ser feliz.

Fiquei na sala de Namjoon por mais alguns minutos enquanto ele analisava seus papéis, quando finamente meu pensamento voou até Laila. Estava na hora de ir para casa.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...