História Mundos opostos - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Tragedia
Visualizações 8
Palavras 1.499
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Mundos opostos - Capítulo 4 - Capítulo 4

ALYCIA POV.

Cheguei em casa e vi meu pai na sala bebendo. Subi para o meu quarto e fui tomar banho.

Depois de um banho relaxante me vesti e escutei meu celular vibrar em cima da cama, era uma mensagem do Tyler.

Mensagem on.

Tyler: Oi sei que você não gosta de mim, por isso queria te chamar pra dar uma volta. Quero mudar essa mal impressão que você tem minha

Alycia: Deixa pra outro dia, hoje eu vou sair com uma amiga

Mensagem off.

Menti e ele não respondeu mais, acho que ficou chateado. Melhor assim, deixei meu celular na cama e desci pra comer alguma coisa, quando estava passando pela sala meu pai me chama.

André(Pai): -Alycia vem aqui -Ele estava jogado no sofá e parecia estar bêbado

Alycia: -Não, você está bêbado e eu estou indo almoçar

André: -EU ESTOU MANDANDO VOCÊ VIR AQUI AGORA -engoli em seco e me aproximei dele -Me fala quem foi que você trouxe pra casa ontem

Alycia: -Foram dois amigos, eu já disse que saco

André: -NAO MENTE PRA MIM PORRA - segurou meus braços com força

Alycia: -Você está me machucando - falei começando a chorar

André: -Você vai aprender a me respeitar sua pirralha -disse e deu um tapa no meu rosto me fazendo cair no sofá. Ele tirou o sinto e só senti a ardência no meu braço e pernas. Eu não conseguia sair porque ele me segurava pelo braço e eu só conseguia chorar, nunca pensei que ele faria isso comigo.



TYLER POV.

Não sei o que deu em mim só seu sei que essa menina está me deixando louco. Eu nunca corri atrás de mulher nenhuma, todas caem ao meus pés, acho que isso que me atrai nela, ela me rejeita e me faz quere insistir cada vez mais.

Mandei uma mensagem a chamando pra sair, mas ela disse que ia sair com uma amiga. Mas com eu não sou homem de aceitar "não" como resposta, fui até a casa dela e Fiquei em frente esperando ela aparecer.

Liguei o som do carro e depois de um tempo vejo ela saindo de casa correndo. Ela estava chorando eu estava meio longe, mas deu pra ver. Saí do carro e corri atrás dela, quando me aproximei dela, a puxei e coloquei a mão em sua boca pra ela não gritar. Ela tentou se soltar, mas quando me viu parou, tirei a mão de sua boca e ela voltou a chorar.

Tyler: -Por que você está chorando?

Alycia: -Não é nada, agora me deixa ir - segurei seu rosto de leve e vi marca de dedos. Não só o rosto os braços dela estava o com marcar também.

Tyler: -O que aconteceu? Quem fez isso com você? - Perguntei encarando ela

Alycia: -Foi meu...meu pai

Tyler: -Eu vou ir lá e quebrar a cara daquele desgraçado - Quando ia sair ela segurou minha mão. Olhei pra nossas mãos juntas e um choque correu pelo meu corpo, acho que ela também sentiu porque ela soltou minha mão

Alycia: -Você não vai fazer isso, ele é capaz de mandar te matar se fizer isso

Tyler: -Ele não pode te bater assim e ficar por isso mesmo

Alycia: -Até parece que você se importa, sou apenas mais uma que você quer levar pra cama

Tyler: -Você não sabe de nada

Alycia: -Não precisa saber de muita coisa pra ver que você não presta

Tyler: -Vou te mostrar que não sou esse mostro que você acha que eu sou. Vem, vamos sair daqui antes que seu pai nos veja

Alycia: -Eu não vou ir pra lugar nenhum com você - Não pensei duas vezes e peguei ela no colo a levei até meu carro. Ela ficou se debatendo, mas consegui coloca-la no carro, entrei também e dei partida até minha casa. Eu nunca levou ninguém lá, mas ela eu sei que posso confiar.

Ela foi o caminho todo sem falar nada, só ficava olhando a paisagem pela janela.

Chegamos em quarenta minutos, desci do carro e ela também.

Alycia: -Pensava que não ia chegar nunca

Tyler: -Para de reclamar e vamos ver se a Ashley tá em casa, ela vai gostar de ver você aqui - estendi a mão pra ela

Alycia: -Só vou entrar por causa da Ashley - ignorou minha mão e saiu andando na frente me fazendo sorri de lado e acompanhar ela. Essa garota vai ser minha nem que seja a última coisa que eu faça na vida.

Quando entrei em casa encontrei um bilhete da Ashley avisando que tinha saído com um amigo.

Tyler: -A Ashley não tá em casa, Vamos subir pra passar alguma coisa nesses hematomas

Alycia: - Já que a Ashley não está eu vou embora - disse abrindo a porta. Fechei a porta e encontrei ela na mesma

Tyler: -É sério Alycia eu quero começar de novo com você - disse encarando aqueles olhos azuis que anda me deixando perdido ultimamente - Me dá uma chance pra te mostrar que não sou esse idiota que você acha que eu sou - Ela pareceu pensar

Alycia: -Tá bom eu vou te dar essa chance, mas vai se a única - disse sorrindo e que sorriso. Não sei o que ela está fazendo comigo

Tyler: -Vem comigo - disse e ela me acompanhou até meu quarto


ALYCIA POV.

Meu pai estava descontrolado me batia como se eu fosse um nada, sorte que consegui dar um chute nele e sair correndo. Quando seguraram meu braço pensava que era meu pai, mas quando vi que era o Tyler me senti aliviada.

Ele anda me tratando melhor e isso é tão bom, mas eu não demonstro. Por trás daquela casca eu sei que tem um homem bom e carinhoso. Quando  ele me pediu uma chance eu não consegui negar e Subi com ele até seu quarto. Era todo em preto e branco, tinha algumas fotos na parede e tinha duas guitarras. Ele foi até o banheiro e trouxe uma pomada, sentou do meu lado e começou a passar nas marcas do meu braço. Ele estava tão diferente, nem Parecia o Tyler de antes.

Alycia: -Não sabia que você tocava - disse quando ele terminou

Tyler: -Tem muita coisa sobre mim que você não sabe

Alycia: -Então por que não me conta?

Tyler: -O que você quer saber? - levantei e fui até a parede onde tinhas as fotos. Tinha algumas dele com a Ashley e os dois com um casal que parecia ser seus pais

Alycia: -Quem são esses? -Perguntei apontando pra uma fotos que estavam os quatro juntos

Tyler: -Meus pais - disse parando ao meu lado com a mão no bolso olhando pra foto - Ele morreram quando eu tinha 18 anos

Alycia: -Eu sinto muito. Minha mãe também morreu quando eu tinha 10 anos - falei pensativa

Tyler: -Vamos mudar de assunto. O que você acha de uma partida de vídeo game? - olhei pra ele é sorri animada, amo vídeo game

Alycia: -Acho ótimo, vou adorar te ver perder

Tyler: - Vamos ver se você sabe jogar mesmo, toma - disse me entregando um dos controles. Sentei na cama e ele sentou do meu lado.

Ele colocou um jogo de corrida de carros, melhor impossível, sou muito boa nesses jogos.


[...]


Tyler: -Não quero mais jogar, cansei -disse jogando o controle na cama

Alycia: -Cansou de perder queridinho? – disse divertida

Tyler: -Claro que não, você só me ganhou 2 vezes, para de ficar se achando

Alycia: -Ata sei. Posso usar o banheiro?

Tyler: -Vai lá, só toma cuidado pra não descer pelo vaso - disse sorrindo e eu revirei os olhos

Quando eu cheguei no banheiro me assustei, tinha uma arma em cima da pia. Não sabia o que Fazer, fiquei olhando pra ela tentando pensar. Peguei ela e fui tirar satisfação com o Tyler. Cheguei no quarto e ele estava deitado na cama olhando para o teto.

Alycia: -De quem é isso aqui? - quando ele me viu segurando a arma deu um pulo da cama e ficou me olhando assustado

Tyler: -Me da isso Alycia, você vai acabar se machucando - disse tentando se aproximar, mas eu me afastei

Alycia: -Me responde, essa arma e sua? Por que você tem uma arma Tyler?

Tyler: -É minha e eu tenho ela porque eu trabalho para o MGK

Alycia: -Você tá dizendo que faz parte da quadrilha do maior traficante de Los Angeles? - todo o mundo sabia quem era MGK por ser o bandido mais procurado do estado

Tyler: -Nos exagera, deixa eu te explicar

Alycia: -Toma aqui o seu brinquedinho -entreguei a arma pra ele que colocou na cintura -Agora esquece que você me conhece, não quero ficar perto de um bandido

Tyler: -Você me chamou de que? -Me prendeu na parede segurando me rosto

Alycia: -Me solta seu BANDIDO, não quero você perto de mim -empurrei ele e desci correndo. Peguei o primeiro táxi e fui pra casa da Brenda....


Notas Finais


BEIJOSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...