História Music - TaeTen - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece né.

Capítulo 3 - Dance For Me


02 de abril de 2017

Taeyong parecia mais alegre.

Sempre foi muito tímido, fechado, ousa-se dizer até mesmo solitário. Mas nas últimas duas semanas ele estava... Radiante? Isso, radiante, alegre, estava sorrindo mais, conversando mais com as pessoas do seu curso, saindo mais com os amigos também.

Ninguém sabia o motivo da mudança de humor, mas também não ousavam perguntar, todos gostavam daquele Taeyong sorridente e extrovertido, pode-se até mesmo dizer que o rosado ficava ainda mais bonito daquele jeito.

Ele mesmo não sabia o motivo daquela mudança repentina, mesmo que no fundo soubesse que o causador daquilo era um moreno baixinho que cursa dança.


Ten, que Taeyong descobriu ser o apelido se Chittaphon, estava cada vez mais próximo do rosado. Passou a procurá-lo durante as aulas vagas da faculdade, começou a levar o mais velho para tomar café da manhã algumas vezes durante a semana em uma cafeteria da esquina, que aliás, virou o lugar favorito dos garotos, saíam juntos algumas noites e também sempre ia vê-lo no dormitório. Taeyong gostava da companhia de Ten, gostava de tê-lo por perto, gostava dos abraços e principalmente das mensagens de boa noite que Ten mandava, sempre sendo carinhoso e o agradecendo pelo dia agradável ao seu lado.

Em uma dessas saídas noturnas, Taeyong descobriu que o mais novo amava pizza, muito mesmo, e que o mesmo dormia com um ursinho de pelúcia, o que achou bem fofo.

- Hyung, qual seu sabor de sorvete preferido? - indagou o mais novo, enquanto atravessavam o campus para ir para o dormitório.

- Menta com chocolate, - os dois então pararam no corredor, seus quartos eram em lados opostos - e o seu?

- Credo, tem gosto de pasta de dente, - Ten fez uma careta, e Taeyong queria se bater por achar aquele ato tão natural a coisa mais adorável do mundo - o meu preferido é cereja, o que você acha?

Taeyong não respondeu sua pergunta, na verdade, tudo que ele fez foi rir soprado e dizer um "até amanhã, Ten" e caminhar para seu quarto.

Mas Taeyong queria dizer que queria muito descobrir se Ten tinha o gosto de cereja em seus lábios. E o garoto se pegou pensando nisso pelo resto da noite, querendo provar dos lábios vermelhinhos e bem delineados do tailandês.

                           [...]

Como de costume, acordou um tanto cedo para o horário que teria aula, colocou os costumeiros jeans pretos, uma blusa branca e por cima um moletom cinza, calçando os famosos vans pretos. Ajeitou os fios rosados, agora já desbotados e com algumas partes do descolorido evidente, com os dedos da melhor maneira que pôde, nunca foi de se preocupar muito com a aparência, além do mais, todos dizem que Taeyong é bonito de qualquer jeito, o que não é mentira e ele sabe disso.

O garoto nunca foi de ficar com muitas pessoas, mas tinha em mente que muitos gostariam de dar um beijinho que seja no estudante de fotografia.

Normalmente, Taeyong não toma café da manhã, apenas tomava quando Ten o levava na cafeteria. Pegou o celular e checou as mensagens, algumas da mãe, que agora estava morando em Busan e banca o filho em Seul, dinheiro nunca foi um problema para a família Lee, e como sempre apoiaram o garoto, não se importavam de o manter em outra cidade e até dar dinheiro extra para suas saídas. Tinham também algumas mensagem de Jaehyun, perguntando do trabalho que teria que fazer, e uma de Ten, nela o tailandês desejava um bom dia para o mais velho, com muitos emojis e super carinhoso, também falava que não poderia ir na cafeteria hoje por estar organizando suas aulas.

Seria mentira falar que Taeyong não gostava desse carinho todo que recebia, e por ser Chittaphon, até aceitava os vários emojis.

A manhã de Taeyong passou relativamente rápida, gostava de estudar, o curso que fazia era sua paixão, nem percebeu que já tinha dado a hora do almoço.

Nesse dia, acabou almoçando com Chittaphon por acabarem se esbarrando no corredor e o moreno o chamar para almoçar consigo. Normalmente seus horários não batiam, apenas quando tinham alguma aula vaga ou o almoço, esse último sendo mais raro.

Taeyong passou sua uma hora livre com Ten, os dois aproveitavam da companhia um do outro, davam risadas de coisas bobas e contavam um pouco mais sobre sua vida e o que gostavam de fazer. O rosado admirava o mais novo por ter tido coragem de sair do país de origem, aprender outra língua totalmente diferente para seguir seu sonho, Taeyong tinha absoluta certeza de que nunca faria algo tão radical, o faltava coragem e determinação, o que para ele, eram dois defeitos gigantescos.

Logo, o tempo de ambos acabou, os fazendo retornar para suas salas para as últimas aulas, essas que durariam um pouco menos.


O dia terminou bem, já eram quase 16h quando Taeyong sentiu seu celular vibrando no bolso, logo o pegando e vendo que havia uma mensagem de Ten.

Chittaphon sz [15:52]: Me encontra no estúdio de dança? Sabe onde fica, não é?

Chittaphon sz [15:52]: Gostaria de te mostrar uma coreografia que montei.

Já estou indo. [15:55]

O estúdio não era longe de onde estava, chegou em poucos minutos, notando que a iluminação estava mais fraca, mas não chegava a ser escura, podia observar Chittaphon no meio do espaço, se olhando no espelho, havia trocado de roupa, agora estava vestindo uma calça branca com vários rasgos nas duas pernas e uma regata vermelha. Aquela roupa marcava ainda mais o corpo do garoto, não era tão magro, tinha músculos, as coxas torneadas e a cintura fina, claramente chamavam muita atenção.

- Achei que não viria mais, -se aproximou do mais velho, dando um pequeno selar em seu rosto, era um costume que tinha - senta ali, depois me fala o que achou.

Então voltou para sua posição inicial e deu play na música. 

Taeyong não sabia que era uma coreografia um tanto quanto sensual. Chittaphon acompanhava a batida com seu corpo, sendo preciso nos passos, dando pequenas reboladas quando a música permitia. Seu corpo todo era embalado pela melodia, Taeyong estava adorando ver o mais novo dançar, sabia que aquela era a maior paixão de Ten.

A música foi aumentando gradativamente, Taeyong não tirava os olhos de Chittaphon, apreciava aquele espetáculo querendo guardar cada momento para sempre em sua memória.

Mas então, Chittaphon virou-se, ficando de frente para o rosado, encarando-o nos olhos, como na primeira vez em que estava no palco e o viu, olhando profundamente os olhos castanhos de seu hyung.

Foi se aproximando, Taeyong engoliu a seco, não sabia o que o mais novo faria, então, este deu a volta na cadeira, ficando por trás de Taeyong e desceu suas mãos pequenas e delicadas pelos ombros deste, passando pelo seu peitoral e parando um pouco acima do umbigo, e aí, se aproveitando da vulnerabilidade do outro, aproximou seu rosto da orelha do rosado, beijando o lóbulo levemente. 

Novamente rodou a cadeira, e agora, sentou-se no colo de Taeyong, ficando tão perto que suas respirações quentes puderam se misturar. Chittaphon, não aguentando aquela proximidade sem poder o tocar como queria, mordeu o lábio inferior do outro, sugando e passando a língua de maneira suave, e aí, Taeyong não se permitiu mais deixar o menor o torturar, pressionou com força a cintura do moreno sentado no seu colo e o trouxe para mais perto, podendo assim, finalmente o beijar como tanto queria.

Era um beijo afoito, ambos exalavam desejo e mostravam isso muito bem, com mordidas, sugando o lábio um do outro. Chittaphon tinha suas mãos na nuca do mais velho, puxando os fios e mostrando o quão bom estava, dando pequenas reboladas em seu colo, já Taeyong, mantinha uma mão na cintura deste, que agora tocava diretamente a pele do moreno, arranhando a carne levemente, enquanto a outra dava fortes apertos em sua coxa direita. 

Ficaram longos minutos nesse beijo necessitado, até que Chittaphon se afastou.

- Você ainda não me disse o que acha do sorvete de cereja, hyung.

- Eu acho o gosto maravilhoso, mas nenhum sorvete supera o gosto de cereja que os seus lábios tem.

Estavam ofegantes, mas não relutaram para dar início a outro beijo, ainda mais intenso, Mesmo que tiveram que continuar no dormitório do mais velho.



Me entrego à você, meu coração lhe pertence, meu corpo pede por você, eu peço por você.




Notas Finais


ME DESCULPEM A DEMORA AAAAAA
Assim, eu tive um bloqueio criativo enorme, e como devem saber, essa é minha primeira fanfic, então estou MUITO insegura com minha escrita.
Desculpem a tia pfvr.
Eu amei escrever esse cap, espero do fundo do meu coração que vocês gostem.

A, a fanfic tem caps mais curtos pq eu quero focar apenas nessa relação do tae com o chitta, okay?
Me digam se gostaram :(
As atualizações serão mais frequentes, prometo szszsz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...