1. Spirit Fanfics >
  2. Music to my ears (música para os meus ouvidos) >
  3. Primeiro dia no inferno

História Music to my ears (música para os meus ouvidos) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Heyy gente! Eu ia postar esse capítulo ontem mas acabei esquecendo KKKKKK

Espero que gostem :) <3

Capítulo 3 - Primeiro dia no inferno


* Louise *


Ir pra escola devia ser contra lei, porque a gente não aprende nada naquele lugar. E eu odeio ir para uma escola totalmente nova que eu não conheço ninguém, mas cá estou, o Victor tem sorte que as aulas na faculdade dele só vão começar semana que vem. Só queria ficar na minha caminha dormindo.

- Vamos, Lise, se não você vai se atrasar - meu pai me chama
- Pai, eu tenho mesmo que ir? Não posso ir semana que vem? Ou nunca? - tento fazer uma cara fofa
- Não - e falho miseravelmente - Filha, é bom ir na primeira semana de aula porque você vai conhecer seus coleguinhas e fazer novas amizades
- Mas eu não sei fazer amizades - falo me sentando no banco do passageiro
- Claro que sabe, você só tem que descobrir como - ele fala como se fosse a coisa mais simples do mundo
- Ah, obrigada pai, me ajudou muito - reviro os olhos
- Você vai conseguir, Lise, eu sei que vai - ele sorriu e começou a me levar na direção do inferno. Ainda não tive tempo pra ver melhor a cidade. Na verdade eu só não quis mesmo. Ontem os meus pais e o Victor foram em uma praia chamada Iracema mas eu preferi ficar no meu quarto praticando mais no violão - E chegamos - meu pai fala e eu olho pra escola, ela é de três andares e a única coisa que eu sei é que eu tô no 2°ano.
- Uhuu, tô muito animada - falei ironicamente
- Você quer que eu vá com você? - ele me pergunta e eu só faço sorrir
- Pai, eu não tenho mais 10 anos de idade, vou tem que me virar sozinha mas ainda dá tempo de voltar - tento fazer uma cara fofa de novo
- Negativo, você vai ficar e quando chegar em casa me fala se foi realmente tão ruim assim - e falho de novo, parece que hoje o universo não quer colaborar - Tá bom?
- Tá bom, pai - ele beija a minha testa
- Tenha um bom dia - ele me fala quando eu tô saindo do carro
- O senhor também - falo de volta. Vejo a escola que tá bem na minha frente e o tanto de alunos conversando e entrando, coloco o meu fone e entro na escola.

Tento procurar a diretoria e na hora que eu tô guardando o meu celular sem querer eu esbarro em uma garota de cabelos loiros e com uma maquiagem um pouco pesada pra se usar de manhã.
- Olha por onde anda, garota - ela revira os olhos e sai rebolando
- Desculpa - falo mas provavelmente ela não ouviu, já vi que essa escola vai ser um pesadelo completo. A escola é muito grande, tento explorar ela e a cantina fica no primeiro andar e algumas salas, acho que o ensino médio fica lá no último andar. Vou pro segundo pra ver se consigo achar a diretoria.

Vejo um garoto sentado em um banco lendo alguma coisa e eu cutuco ele pra ver se posso tirar alguma informação.
- É... oi, sabe me dizer onde é a diretoria? - pergunto
- É aquela bem ali - ele aponta pra uma sala um pouco perto da gente onde tá escrito "diretoria" na porta
- Obrigada
- Por nada - pelo menos ele não foi arrogante.

Dou duas batidas na porta e entro na sala e vejo uma mulher que aparenta ter uns 30 anos, cabelos preto, olhos escuros e usa  óculos.
- Bom dia, eu sou aluna nova e eu queria saber onde é a minha sala, sou do 2°ano B - falo quase explodindo de tanta vergonha
- E você é?
- Eu sou a Louise Carvalho - abro um sorriso
- Ah sim, eu sou a pedagoga, se tiver qualquer dúvida sobre a escola, pode vim falar comigo - ela fala com um sorriso no rosto
- Tá bom
- Perai que eu vou pegar a chave do seu armário - ela fala e entra em uma outra sala que fica dentro da sala que a gente tava. É impressão minha ou parece que eu tô dentro de uma escola dos EUA? Nunca vi uma escola no Brasil que tem armário pra cada aluno - Voltei, tá aqui - ela me entrega uma chave preta que tem o número 13 - Seu armário e a sua sala ficam no último andar, vem que eu vou te mostrar - sigo ela, não demora muito escuto o sinal tocar, merda. A aula já vai começar. Chegamos no terceiro andar e ela me mostra a última sala do lado direito - É essa aqui, querida
- Okay, muito obrigada - falo quase pedindo pra ela me tirar dali
- De nada, anjo - ela vai embora e eu fico parada por uns 5 segundos na frente da porta até que escuto uma voz um pouco grossa falando atrás de mim
- Você vai entrar? - me viro pra ver quem é e vejo um garoto alto, magro, cabelo médio castanho claro ondulado, olhos verdes escuros, usa óculos no estilo Harry Potter e um estilo de roupa bem interessante, ele parece ser meio indie alternativo - Vai me responder ou vai ficar me olhando? - até que eu me lembro que ele tinha me feito uma pergunta
- Desculpa, pode ir na frente
- Obrigado - ele me olha meio confuso mas entra na sala e eu vou logo atrás
- Olha só, dois atrasados - o professor um pouco gordinho fala pra mim e pro garoto
- Desculpa professor, dormir muito - o garoto fala se sentando atrás de um menino e na frente de outro
- Sei, sei e você? É aluna nova? - o professor me pergunta
- Humm, sim... - percebo que todo mundo da sala tá me olhando e um pânico começa a surgir dentro de mim
- Pode se sentar, se quiser - algumas pessoas riram e eu só queria ter um poder de me tornar invisível. Me sentei na frente de uma garota de cabelo preto, morena, um estilo legal mas não consegui ver muita coisa, ela sorri pra mim e eu retribuo
- Oi, meu nome é Gabriela mas pode me chamar de Gabi - ela fala comigo e eu fico aliviada por não ter que puxar assunto
- Oi, meu nome é Louise mas pode me chamar de Lise - nós duas rimos
- Você não é daqui né? - ela me pergunta
- Não... como você sabe? - pergunto
- Dá pra perceber pelo sotaque
- Ah simm, você é daqui mesmo?
- Sim, sim. Mas quando eu tinha uns 5 anos tive que me mudar pra São Paulo mas três anos depois eu voltei e aqui estou - ela sorrir e eu também
- Me apresenta também né, vai me deixar de fora? - um garoto que senta perto da Gabi falou com ela e eu fiquei sem entender nada
- Ahh, Lise, esse chatão aqui é o Caio e Caio essa daqui é a Louise mas pode chamar ela de Lise - ela nos apresenta
- Oi, prazer - falei
- Prazer, gatinha - ele fala e eu fico envergonhada - Desculpa se te deixei desconfortável
- Não se preocupa - falei
- E nem da bola pra ele, o Caio gosta de outra fruta se é que me entende - ela fala dando uma piscadinha e abro um sorriso, pelo que eu entendi o Caio é gay
- Ah simm, ainda bem - falo como se fosse um alívio e eles começam a rir
- Ei vocês dois, parem de distrair a garota nova - o professor chama a atenção da Gabi e do Caio - Inclusive, qual é o seu nome?
- Louise, mas pode me chamar de Lise
- Lise, você pode tirar os fones? Mesmo que eles não estejam no seu ouvido - ele me pede
- Claro - tiro o fone e guardo no bolso do meu moletom
- E o meu nome é Rogério, sou o professor de biologia - assenti. A aula ocorreu tudo bem, os professores se apresentaram e falaram o que iria cair esse ano, falaram sobre o enem também e outros assuntos. Até que não foi tão chato assim, a Gabi e o Caio tornaram a aula mais interessante e divertida, eles são bem engraçados e extrovertidos, duas coisas que eu não sou.

A gente tava no intervalo, fiquei sentada no pátio da escola junto com a Gabi e o Caio.
- Qual é o nome daquele garoto? - perguntei pra Gabi
- Qual, amiga? - ela olha pra ver pra quem eu tô olhando
- Aquele de cabelo loiro
- Acho que ela tá falando do Lucas, Gabi - o  Caio fala
- Ah sim, aquele é um dos garotos mais populares da escola. Ele tá no terceiro ano, joga no time de futebol daqui da escola e praticamente pega todas as meninas que ele puder - ela fala tentando disfarçar
- Achou ele gatinho né? - o Caio me pergunta e abro um sorriso sem mostrar os dentes - Não tem problema, flor. Todos acham esse cara um pedaço de mau caminho, mas não fica muito caidinha não, ele é um grande babaca quando quer ser
- Acho mais fofo o irmão dele - a Gabi fala
- Quem é o irmão dele? - pergunto
- É o garoto que chegou junto com você na sala - tento me lembrar e me vem na cabeça a imagem dele
- Qual é o nome dele? - perguntei
- Théo - ela me responde
- A Gabi já teve uma caidinha por ele - o Caio fala sorrindo
- Cala a boca - a Gabi da um empurrão de leve nele
- É sério, mas o Théo é muito na dele e acho que ele só namorou uma garota na vida que foi ano passado, mas ele não parecia gostar dela - o Caio fala e eu fico pensativa
- Acho que ele nunca gostou de nenhuma garota - a Gabi fala com a voz um pouco decepcionada
- Não fica triste, amiga, você vai encontrar alguém legal - o Caio fala de consolo
- Você ainda gosta dele? - pergunto pra ela
- Não, isso foi no 9°ano e eu não ligo mais pra isso - ela fala com um sorriso no rosto
- Humm, que bom né - continuei comendo a minha maçã e voltei a olhar pro Lucas e ele tava olhando pra mim, na hora desviei o olhar e quando olhei de novo pra ele, o mesmo ainda tava olhando pra mim com um sorrisinho no rosto, ele deu uma piscadinha e eu sorrir de leve
- Que diabos aconteceu aqui? - o Caio fala e eu olho pra ele
- O que foi? - pergunto
- É impressão minha ou o Lucas acabou de piscar pra Lise? - ele pergunta meio surpreso
- Não deve ter sido pra mim
- Com certeza foi pra você, amiga - o Caio fala
- Bem provável, mesmo que o Lucas pegue geral, ele escolhe com bastante "sabedoria" as meninas que ele quer - a Gabi faz aspas com as mãos na palavra sabedoria
- É verdade - o Caio concorda. O sinal toca e a gente volta pra sala.

Fiquei pensando no que a Gabi disse, o Lucas é bem bonito mas não sei se ele é o meu tipo, o último cara que eu peguei foi o amigo do meu primo e faz uns 4 meses, não me importo muito com isso mas acho eu ficaria com o Lucas se ele pedisse.

- Bom dia, pessoal - uma mulher entra na sala, ela tem um estilo meio vintage e parece ter uma vibe bem relaxante
- Bom dia - todos respondam
- Pra quem não me conhece, prazer! Meu nome é Rosália e eu sou a professora de sociologia - ela fala com uma voz bem calma. Não demora muito e a pedagoga entra na sala com uns papéis na mão.
- Oi, galera. Tô passando com a listinha que todos conhecem, pra quem não sabe, essas listas são dos programas escolares daqui da escola. A gente tem: artes, música, capoeira, esportes, competições de jogos e leitura. Não é obrigatório, só participa quem quiser, coloque o seu nome na modalidade que você quer participar e todas as terças e quintas esse pessoal que vai participar ficam uma hora à mais do horário normal - ela entrega a lista e cada aluno vai anotando o seu nome e entregando pro próximo - Quando terminarem, entreguem na minha sala, obrigada! - ela sai da sala e eu fiquei olhando pra lista que tava na mão de uma garota, acho que o nome dela é Hannah, da pra saber de alguns por causa da chamada.
- Você vai se inscrever em algum? - a Gabi me pergunta
- Acho que sim e você?
- Também, vou me inscrever em artes
- E eu em música. E você Caio? - pergunto pra ele
- Eu não vou me inscrever em nenhum - ele fala dando de ombros
- Por que? - pergunto
- Nenhuma dessas modalidades me interessa
- Ah sim - a lista chega em mim e eu anoto o meu nome na categoria música e passo a lista pra Gabi. Acho que vai ser bom fazer uma modalidade que eu gosto.




Notas Finais


as coisas por aqui só estão começando...


Desculpa pelos erros ortográficos :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...