1. Spirit Fanfics >
  2. Música e Amor - Imagine Tamaki >
  3. Capítulo Único

História Música e Amor - Imagine Tamaki - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


-- Você deveria chamar ela para sair! -- Mirio diz simplesmente do nada.

-- O que? -- Pergunto confuso parando de observar (S/N) e olhando para ele.

-- Para quem você estava olhando? -- Ele pergunta e Nejire da uma risadinha.

-- É fácil para você dizer, você é o Mirio. -- Reclamo enquanto tomo meu suco de uva.

-- Tamaki, ela claramente gosta de você! -- Nejire diz e eu olho para ela para com uma sobrancelha levantada. -- A garota cora toda vez que te vê, é como se vocês estivessem competindo para ver quem fica corado mais rápido! -- Ela diz gesticulando de forma exagerada.

Porque esses dois sempre são tão chamativos?

-- Como eu fui acabar amigo de vocês mesmo? -- Pergunto tentando mudar de assunto, mas considerando o jeito que Nejire estreitou os olhos para mim acho que não foi dessa vez.

-- A gente ajuda você a chamar ela para sair e a se declarar! -- Ela diz espetando a alface.

-- Você pode treinar com a gente também, é só fingir que somos a (S/N). -- Mirio diz sorrindo.

Até porque isso é muito fácil.

Ignoro eles o máximo que posso e volto a tomar o suco, sei que não estão errados, eu gosto dela desde o ano passado, quando ainda não tínhamos tantos problemas. Mas eu morro por dentro só de me imaginar falando o que sinto em voz alta.

-- Já sei! -- Nejire diz como se tivesse encontrado a receita para a paz mundial. -- Você morre de vergonha de falar com ela, mas nada te impede de escrever pra ela!

Será que ela tem idéia do quão cliche isso é?

-- Cartas não são meu forte também. -- Explico suspirando.

-- E quem falou em cartas? Eu estava pensando em bilhetinhos anônimos com letras de músicas que te fazem pensar nela. -- Ela diz rápido sem parar para respirar e vejo Mirio ficando empolgado do meu lado.

-- Você pensou nisso tudo agora? -- Pergunto desconfiado.

-- Quem se importa? Talvez eu esteja preparando o casamento de vocês secretamente, mas quem liga? -- Ela diz esfregando as mãos com um sorrisinho. -- Aqui, escreve nesses quando se sentir confortável. -- Diz me entregando um bloquinho de papel cor de rosa e uma caneta preta.

Ela realmente preparou tudo isso sem me perguntar não é?

Olho para os papéis e estremeço, não é uma má idéia, mas e depois que eu começar, uma hora eu vou ter que aparecer não né?

Escondido dentro de meu quarto eu penso em uma música que ela possa gostar. Suspirando eu procuro a letra da música e em seguida começo a escrever.

DIA 1
Você é o sol que iluminou outra vez a minha vida
Uma reencarnação dos meus sonhos de infância
Eu não sei o que são essas emoções
Eu ainda estou sonhando?

Sr. T


Penso em rasgar o papel, porque a assinatura ficou incrivelmente tosca. De qualquer forma eu não tenho como fazer isso porque o Mirio simplesmente invadi o meu quarto e sequestra o papel.


Fico me corroendo por dentro penando no que aqueles dois vão fazer. Cinco minutos depois eu recebo uma mensagem, é uma foto de (S/N) encontrando o bilhete dentro de seu armário.


Ela está tão vermelha! Agora eu estou vermelho!


-- Já pode escrever os próximos, vamos entregar dia sim dia não! Plus ultra! -- Nejire diz colocando só a cabeça para dentro da porta.


Preciso trancar essa porta! Mas é perigoso eles arrombarem...


DIA 2
Pude te reconhecer assim que te vi
Como se estivéssemos chamando um ao outro
O DNA nas minhas veias me diz
Que você é quem eu venho procurando


Sr. T


DIA 3
Não importa o quanto a chuva caia, não importa o que a escuridão apague
Eu definitivamente vou te salvar, você não está só


Sr.T


DIA 4
Mesmo que estejamos longe
Estamos olhando para o mesmo céu
Mesmo que algo aconteça
Se você está aqui eu não tenho mais medo


Sr.T


DIA 5
Tudo isso não é uma coincidência
Apenas, apenas eu pude sentir isso
O mundo inteiro está diferente do que era ontem
Apenas, apenas com sua alegria


Sr.T


-- Tamaki! Ela respondeu, na verdade ela entregou diretamente ao Mirio e a mim... Acho que ela viu a gente colocando os bilhetes no armário dela. -- Nejire diz rindo de nervoso e eu quase infarto.


Ela me entrega um papelzinho amarelo, e eu fico encarando por uns cinco minutos até que Nejire grita comigo para eu abrir logo de uma vez.


Tamaki senpai, eu não sei muito bem como lidar com tudo que esses bilhetes fizeram no meu coração.


Mas quero ouvir tudo isso cara a cara e também falar o que eu sinto, pode me encontrar na sorveteria em frente a escola ás 14hs?


(S/N)


-- Você vai! -- Nejire diz e eu me pergunto quem foi que deu a liberdade de ela ler antes de mim. -- O Mirio concorda comigo. -- O outro, pior ainda.


-- E o que faço quando chegar lá?


-- Primeiro de tudo! Se ela quiser dividir a conta você deixa, não aja como um macho babaca controlador.


-- Eu sei disso Nejire, eu respeito às decisões e a forma de pensar dela. -- Respondo sinceramente.


-- Ótimo, pode incluir essa frase no seu pedido de namoro!


-- Que?!


-- Vamos escolher a roupa! Você ainda não tomou banho? -- Mirio diz enquanto entra no meu quarto. -- Já são 13:23!


-- Tá legal, nunca pensei que fosse dizer isso, mas me ajudem! -- Falo tentando não me desesperar.


Eu vou me declarar para a garota que eu gosto a um bom tempo e aparentemente ela também gosta de mim.


Eu não bem...


Eles me ajudam a me arrumar enquanto me enchem de idéias e eu sinto que vou explodir a qualquer momento. Mas eu não vou fugir! Gosto dela de verdade e se há uma chance de ela gostar de mim então, eu vou aproveitar isso.


Corro pelo caminho gigantesco do dormitório até o portão da escola, totalmente desnecessária essa distância enorme. Consigo atravessar o portão faltando dois minutos para as duas horas.


Entro na sorveteria um pouco ofegante e olho ao redor. (S/N) esta no fundo em uma das mesas perto da janela, ela sorri quando me vê e acena timidamente. Caminho até ela admirando sua beleza iluminada pelos raios dos sol.


-- O-oi. -- Digo gaguejando e me sento na cadeira a frente dela.


-- Olá. -- As vezes eu esqueço, mas (S/N) pode ser tão anti social quanto eu sou.


-- Então... -- Falamos ao mesmo tempo, ela ri baixinho e se ajeita na cadeira.


-- Você quer pedir primeiro ou prefere conversar?


-- Conversar! -- Digo meio desesperado, não quero perder a coragem. -- Eu não sei bem por onde começar.


-- Bom eu acho que "eu gosto de você" parece bom, principalmente porque é assim que eu me sinto. -- Ela diz e meu coração falha uma batida.


...Eu sou correspondido mesmo...


-- E-eu sou apaixonado por você, por tudo em você! Pelo seu sotaque, seu sorriso, seus olhos, suas manias, a sua voz e principalmente pelo seu jeito de encarar a vida. -- Digo apertando a barra da minha camisa. -- Eu não só gosto de você (S/N), eu te admiro e te respeito e ...


-- E? -- Ela incentiva se inclinando para me ouvir melhor.


-- E-e eu... eu quero namorar com você, s-se você quiser também é claro! -- Digo meio afobado vendo o sorriso dela crescer.


-- Você ainda tem dúvidas? Eu adoraria namorar você Amajiki! -- Ela diz meu nome bem devagar me fazendo corar e sorrir.


Acho que tenho que agradecer aqueles malucos por suas idéias mais malucas ainda.


Afinal eles me ajudaram a conquistar o amor da minha vida.



Notas Finais


Espero que tenham gostado!

Obrigada por ler e desculpe qualquer erro! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...