1. Spirit Fanfics >
  2. Must >
  3. 06

História Must - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - 06


O reino de Yaneojja estava mais animado do que nunca, os cidadãos estavam animados com a chegada dos outros reinos e a família real fazia de tudo para agradar os convidados.

E com "família real", quero dizer "Boo Seungkwan", que encarava todo o salão procurando algum defeito, uma florzinha murcha sequer, estava inquieto pois era muito perfeccionista e juntar o sentimento de ter que agradar aos outros mais a sua cabeça paranóica, era de enlouquecer mesmo.


ㅡ Irmão, você deveria estar se divertindo, até Kyungsoo está se enturmando. - Jihoon disse olhando para um canto do salão, onde o pequeno alfa conversava mais outra criança. Kyungsoo sempre foi o mais tímido - depois de Jihoon claro -, e vê-lo conversando com outra criança era bem raro.


ㅡ Eu estou me divertindo. - Seungkwan respondeu olhando o irmão que soltou uma risadinha diante essas palavras.


ㅡ Minta para você mesmo até que acredite nas próprias palavras. - disse antes de suspirar ㅡ Vou ver a Soyeon. Com licença, vossa alteza. - se curvou em respeito, apenas para provocar o beta, sabia que o mesmo odiava formalidades por mais formal e educado que fosse.


Quando o ômega se retirou, Seungkwan voltou seus olhos para o salão, observando cada pessoa e conseguindo identificar algumas mas logo foi atrapalhado novamente com alguém cutucando seu braço, já ia se preparar pra jogar Jihoon pela janela mais próxima dalí quando viu seu pai ômega o encarando.


ㅡ Appa? Está tudo bem? Precisa de algo?


ㅡ Não, não estou nada bem. 


ㅡ O senhor está sentindo algo? Quer que eu chame a mamãe? - o beta já estava entrando em desespero mas apenas ouviu a risada de seu pai.


ㅡ Quero dizer que não estou bem, porque um dos meus filhos insiste em procurar farinha em areia.


ㅡ Você e seus ditados estranhos, papai. - suspirou olhando o salão mas logo voltou a encarar o ômega. 


ㅡ Sua mãe só me pediu para chama-lo, parece que chegará novos convidados e ela quer que você os receba conosco. - disse e Seungkwan não segurou o sorriso, acompanhar seus pais em compromissos tão simples como esse era mais importante do que poderia imaginar para si, significava que finalmente sua mãe alfa estava confiando nele, sabia que todo seu esforço estava trazendo resultados. 


....


ㅡ Soyeon, você achou seu irmão? - Jihoon se aproximou da beta que se encontrava no jardim. Desde que a beta bateu na porta do quarto de Seungkwan, que Jihoon não descolou dela - ou ao contrário assim dizer -, e fazia apenas algumas horas que se conheciam. 


ㅡ Não, Hoonie. Eu não faço idéia de onde aquele cachorro se meteu. - a beta cruzou os braços, desistindo de encontrar o irmão alfa.

Fazia bem duas horas que rodava por todo castelo atrás do irmão e nem pista do cheiro dele.


ㅡ Não se preocupe, ele irá aparecer. - Jihoon disse com uma voz calma e se sentou em um banco próximo alí, junto a beta.

Os dois ficaram alí conversando sobre coisas aleatórias quando escutaram um grito bem alto e aparentava ser de alfa pois Jihoon se encolheu imediatamente, Soyeon suspirou, já sabendo de quem era aquele grito.


ㅡ Seu-- Aí! Você tem sorte que estamos em terras alheias, se não eu te matava agora mesmo! - Soyeon reconheceu a voz de Somi e pediu para Jihoon ficar alí, se levantou rapidamente e andou em direção que as vozes vinham. Assim que dobrou o jardim, viu seus irmãos alfas brigando, Somi puxava o orelha de Jungkook com força enquanto este chorava de dor. ㅡ Você é um irresponsável e eu vou contar tudo pro papai! 


ㅡ Olha só quem resolveu aparecer  - Soyeon perguntou se aproximando ㅡ Seu cafajeste, onde estava? - perguntou dando um tapa na nuca do alfa que rosnou baixinho.


ㅡ Eu já falei, eu estava conhecendo a cidade. - disse e se soltou da irmã gêmea, logo pondo a mão sob a própria orelha e massageando.

ㅡ Eu não avisei porque vocês sumiram de vista, então eu simplesmente sai.


ㅡ Por que eu não consigo acreditar no que você diz? - Soyeon disse cruzando os braços, conhecia muito bem os irmãos que tinha.


ㅡ Vamos, precisamos falar com o papai, ele também está preocupado. - Somi disse pegando o braço do irmão e o puxando para dentro do castelo, enquanto Soyeon apenas voltou pra onde Jihoon estava.


....


ㅡ Baekhyun, não acha que seu irmão está muito próximo de seus pais? - Sehun disse abraçando o ômega de lado.


ㅡ Como assim? 


ㅡ Ele irá acabar pegando seu lugar como rei se você não ficar esperto. - disse e acariciou os cabelos do príncipe. Os dois estavam sentados no canto do salão, apenas observando a movimentação.


ㅡ Eu não ligo, não quero ser rei de qualquer jeito. - disse com um bico nos lábios. Baekhyun era espírito livre, odiava regras, obrigações e afins, nunca quis ser rei de fato.


ㅡ Mas você tem que ser... 


ㅡ Seungkwan está mais disposto a isso do que eu.


ㅡ Mas você é o primogênito, como a tradição diz, você tem que ser o rei. Além disso, ele é um beta, não será capaz de reinar como um ômega ou alfa.


ㅡ E o que você quer que eu faça?


ㅡ Que tal começar a fingir que se importa, pelo menos até a coroação e nosso casamento.


ㅡ Casamento? Você não pediu minha mão que eu me lembre.


ㅡ Pedirei qualquer dia, mas no momento você tem que se concentrar na coroa. Faça algo para impressionar os reis. - disse enterrando seu rosto no pescoço do ômega e lambendo alí. 


ㅡ C-como o que?


ㅡ Reuna os jovens herdeiros, uma união de reinos é sempre bem vista e se você for o responsável por isso, os reis vão deixar de olhar para aquele beta.. - disse se levantando da cadeira e saindo dalí, o ômega se levantou imediatamente indo atrás do alfa.


E não muito longe dalí, Taeyeon soltava risadas, Tiffany era bem engraçada e por algum motivo a fazia se sentir bem e confortável, por mais que se conheceram há apenas algumas horas.


ㅡ Nossa, você tinha que ver a cara de bunda que ele fez depois que disse que era da família real. - disse terminado a história e Taeyeon riu baixo encarando a alfa mas logo desviou os olhos. ㅡ Como se sente?


ㅡ Bem, muito obrigada por isso.


ㅡ Obrigado pelo o que? 


ㅡ Por perder seu tempo aqui comigo, eu não me sentia bem desde que cheguei aqui, mas você mudou isso.. - aquilo soou como uma declaração e Tiffany não deixou de sorrir.


ㅡ Não diga que perdi meu tempo aqui, pelo ao contrário, eu realmente gostei da sua companhia. - Taeyeon corou diante suas palavras — E se não for invasivo, por que não se sentiu bem aqui?


ㅡ Eu não fui muito de sair do castelo, eu nasci e cresci lá, apenas lá, se eu visitei os cidadãos pelo menos três vezes na minha vida, foi muito. Também tem meu pai que vive me pressionando pra casar pra aumentar as terras, só que eu não quero isso, entende? Eu acabei de fazer 18 anos. E quando eu cheguei aqui, não sei muito bem o que aconteceu, eu só comecei a chorar desesperada..


ㅡ Seu lobo está com medo, você se retraiu tanto nesses últimos anos que seu lobo está sumindo, Taeyeon.. - disse num tom preocupado. Quando uma pessoa se retrai muito, seu lobo tende a sumir aos poucos, entendendo como se seu ser humano não o quisesse alí e isso não é nada bom. — Se você não cuidar disso, será muito difícil depois. - a alfa disse e se arrependeu no mesmo segundos, a ômega começou a chorar silenciosamente.


Afinal, Taeyeon se sentia perdida, sempre se sentia sozinha mesmo tendo seus irmãos e pais por perto, era como se algo muito importante estivesse longe de si. A cada dia ficava mais confusa com isso, tinha sua família por perto e por mais que não tivesse uma vida social, aprendeu a lidar com isso, mas o que era aquilo que faltava em seu coração?


Nem reparou em estar se desmanchando em lágrimas e se tratou de chorar mais ainda quando sentiu os braços a alfa lhe rodearem.


...





Notas Finais


me perdoem qualquer erro 💔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...