História Must be love (Jeon Jung-kook - BTS) - Capítulo 4


Escrita por: e luaapinky

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Personagens Originais
Tags Anjos, Bias, Bruxos, Bts, Cryviih, Danger, Death Fic, Demônio, Ecchi, Fluffy, Hentai, Híbrido, Hot, Imagine, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lobos, Longfic, Mistério, Rap Monster, Romance, Shifters, Sobrenatural, Suga, Taehyung, Vampiros
Visualizações 251
Palavras 1.905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Bite


Fanfic / Fanfiction Must be love (Jeon Jung-kook - BTS) - Capítulo 4 - Bite

Se sentir assim é como segurar um elástico, quem sair primeiro vai machucar o outro. ”

Chapter IV 

POV's Jungkook

Essa noite eu fiquei sem dormir, era como se o sono não aceitasse vir. Pensava em como fui adiando meu encontro com a ___________ por esses dois longos anos e que por uma pegadinha do destino nos encontramos, e agora, eu estou apaixonado por uma pessoa que sei que não poderei ter. Era simplesmente frustrante pensar nisso, depois de tanto tempo sem sentir qualquer coisa por alguém, eu começo a sentir algo assim por ela, por que justo ela?

Levantei-me da cama indo até a escrivaninha, acendi um abajur para pegar algumas folhas e papel, aparentemente todos estavam dormindo, não escutava vozes ou passos pela casa. Comecei a desenhar em uma folha alguns traços soltos, os dando forma e aos poucos vendo-os se tornando o rosto da __________. Não à tirava da cabeça, o nosso beijo, o encontro, a forma que a conheci e até mesmo a primeira vez que à vi. Ela me lembra de a Cassie de certa forma, seu jeito de falar, de ver o mundo e as coisas que nele habitam, mesmo sendo totalmente diferentes ela me lembrava dela algumas vezes.

Abri a porta sem fazer barulho e desci as escadas indo até a garagem, peguei uma das chaves e liguei o carro saindo dali. Não haviam mais tantos carros pela rua a maioria estavam estacionados e poucos andavam. Eu fui até o condomínio onde a ___________ morava, estacionei em um local escondido pelas árvores que o rodavam, aqueles seguranças podiam ser considerados incompetentes demais se não fosse eu quem estivesse passando. Fui até a casa dela entrando como já havia feito antes

Ela dormia profundamente. Sua pele lembrava uma estrela ao ser vista na noite, seus lábios e olhos eram perfeitos assim como tudo o que a pertencia. Sua beleza era mesmo cativante independente de quando fosse vista, eu poderia ficar a eternidade a olhando daquele jeito, me sentei em um canto da cama com todo o cuidado para não acorda-la e segurei sua mão levemente dando um beijo em sua testa. A senti despertando lentamente, sua respiração estava calma e seu corpo ainda estava um pouco mole, ela sorriu ao me ver mesmo que surpresa com a minha presença.

- O que faz aqui? -Disse lentamente se sentando na cama-

- Eu queria te ver... -Ri fraco-

- Ainda não me acostumei com as suas aparições contínuas... Mas eu confesso que gosto de imaginar que você pode estar sempre por perto... -Eu sorri meio bobo-

- Desculpa te acordar -Me levantei ao lembrar a razão de eu ter saído daquele jeito. Só de imaginar que nunca poderia ficar com ela me sentia mal. Ainda mais agora- É melhor eu ir. -Ela segurou a minha mão antes que eu me afastasse-

- Não quero que vá -Olhei para trás a vendo ainda um pouco sensível pelo sono- Não quero ficar sozinha -Assenti deixando um mísero riso escapar, não sei o que deu em mim, eu não consegui dizer não. Ela abriu espaço para que eu me deitasse em um lado da cama, me deitei de lado olhando para ela que se deitava no outro lado a mesma posição que estava- Promete que vai ficar comigo? 

- __________... -Comecei a falar até que ela me interrompeu, ela provavelmente nem tinha consciência do que estava falando-

- Me promete, por favor... 

Eu não sabia o que responder, eu sei que chegará uma hora em que ela descobrirá sobre mim, tenho medo da reação dela ao saber, a verdade é que eu também não posso mais me afastar dela

- Eu prometo -Disse sincero- 

- Você leu a minha ficha. Sabe o que eu passei. -Ela fechou seus olhos como se lutasse contra o sono-

- Eu te prometo... Que não vai mais perder ninguém -Fiquei a vendo dormir por horas até que finalmente adormeci-

O dia amanheceu calmo, quando acordei ela não estava mais ali, desci as escadas lentamente, caso ela estivesse acompanhada, ela estava na cozinha sozinha aparentemente, eu continuei me movendo com cuidado até abraçar sua cintura, retribuiu se virando de frente para mim. 

- Bom dia -Disse calmo-

- Bom dia, o que aconteceu? Parece triste? 

- Não aconteceu nada. A sua presença me acalma. -Selei nossos lábios a puxando para outro abraço- 

- É uma pena que seus olhos não podem mentir pra mim -Ri fraco assentindo, ela segurava com cuidado o meu rosto e me olhava profundamente- O que aconteceu?

- Não é nada demais. Juro. Ontem à noite quando eu estava vindo pra cá eu vi vários desses em frete o colégio -Mostro para ela o panfleto de um tipo de "baile" que teria em alguns dias- Já viu?

- Já tinha visto sim, por que? Você quer ir?

- Sim, com você -Ela riu aparentemente surpresa-

- Então agora somos um casal? -Disse sorrindo de canto e lhe dei um selar demorado-

- Só depende de você __________, você aceita namorar comigo?

- O-O que? -Eu ri vendo a sua expressão surpresa-

- Namora.... Comigo....? __________. -Disse lentamente me aproximando da garota-

Ela me abraçou iniciando um beijo calmo, sorrindo no curto espaço que demos para recuperar o ar 

- Sim! -Respondeu- Claro que sim!

Sorri à levantando em meus braços, era um momento perfeito, mas infelizmente ele acabou. Ouvi alguém batendo palmas na porta da cozinha e nós nos viramos de imediato para ver quem era.

- Sinto muito atrapalhar esse momento tão bonito entre vocês, mas eu soube que o Kook estava com um novo brinquedinho e tive que conferir. 

- Jaewon... O que ta fazendo aqui!? -Disse sentindo meu sangue ferver, vi a cara de confusa da _________ que estava ao meu lado. 

- Ora mas eu já disse Jeon Jungkook. Vim conferir se era verdade essa história de novo namorico. O Kyunsoon vai adorar saber disso, a última vez foi tão divertido pra ele... 

- Ele não vai saber. Porque você não vai contar nada. -Me coloquei na frente da _________ mudando os meus olhos para um tom vermelho ensanguentado

- Está se irritando Kook? Vai se transformar na frente dela? -Virei para a _______ que não estava entendendo nada- Quer ajuda pra contar a verdade? 

Ele correu tão rápido quanto meus olhos puderam o ver e agarrou a ___________ por trás precionando seu pescoço a afastando de mim e apertando suas unhas no pescoço dela. 

- Solta ela! 

Ela se debatia tentando se soltar, ele passava suas unhas em crescimento contínuo pela pele nela a arranhando em várias direções, o sangue dela caía, era um cheiro viciante, era doce, forte e puro ao mesmo tempo, eu desejei morde-la por alguns segundos, mas não, eu jamais faria isso.

- Não quer provar Jungkook -Ele disse irônico- Está como o da última vez. Ou tão forte quando... Não sei dizer se é porque desta vez estou mais perto -Passou a língua lentamente por um dos arranhões os quais jogavam sangue-

- EU VOU MATAR VOCÊ!

- Pois tente. É realmente admirável esse relacionamento de vocês... Uma pena que ele acabou. -Disse segundos antes de morde-la. Ela ficou totalmente imóvel por alguns segundos e então caiu no chão de uma única vez quando ele a soltou- Agora sim digo. Você nunca aprende.... Híbrido! -Ele desapareceu antes que eu pudesse fazer alguma coisa. 

Corri até a ___________ os olhos dela estavam se fechando depressa. Não sabia o que fazer, não podia deixa-la morrer 

- Maldito! -Gritei socando o chão logo a pegando no colo e a colocando no carro, sua pele estava esfriando isso me preocupava muito. Dirigi até a minha casa o mais rápido de pude a pegando nos braços ao chegar, fui para dentro com ela correndo

- Aonde está o Jin!? -Disse desesperado, Taehyung a olhava surpreso e Hoseok se levantou indo até nós- Eu preciso do Jin rápido!

- Ele estava com a Soohyun no escritório. O que aconteceu com essa garota? 

- O Jaewon... Aquele desgraçado voltou, e ele está do lado do KyunSoon agora... Ele à mordeu na minha frente e eu não pude fazer nada..... 

- Isso é uma mordida de um lobisomen! Jungkook você sabe que a mordida dele é mortal! Ela não tem tempo pra ser examinada pelo Jin! -Jimin entrou gritando nervoso-

- Você precisa transforma-la -Falou Taehyung-

- N-Não... Isso... Isso não... 

- Jungkook ela vai morrer se você não fizer nada! É isso o que vice quer!? -Jimin estava se alterando.

- Opa, parece que temos fest.... -Aaron disse em um tom irônico enquanto entrava no cómodo porém ao vê-la ele foi substituído por um tom sério e irritado- O que está acontecendo aqui? O que ela tem!? -Levantou a cabeça em direção a _________-

- Quer saber -Hesitei- Que se foda... -Eu mordi meu pulso fazendo jorrar sangue e joguei na boca da garota que estava entreaberta, sua respiração tinha diminuindo e ela estava quase desacordada- Me desculpa... -Mordi seu pescoço novamente, ela apagou nos seguintes segundos, soltei seu pescoço lentamente quando o Jin e a Soohyun entraram na sala. 

- O que esta acontecendo? Nos ouvimos gritos... -Disse o Jin-

- Foi o Jae. -Disse a Soohyun- Não foi? -Assenti cabisbaixo, eu a segurava em meus braços com força esperando que ela começasse a demostrar os sinais da transformação mas ela parecia tão fragilizada quanto antes. 

- O que ta acontecendo com ela? -Disse com medo da resposta- Jin, ela não deveria mostrar os sinais da transformação ou alguma coisa eu sei lá.... 

- Você a condenou! -Disse Aaron irritado, ele parecia estar tão preocupado quanto eu- Quando vai aprender que você é um perigo para as pessoas!? Jeon Jungkook! O híbrido especial! MAS QUE MERDA! -Gritou derrubando as coisas de cima da mesinha-

- Aaron olha eu entendo! -Disse Jin em seu tom mais calmo o possível- Mas a última coisa que precisamos agora é desordem...

- Ela não deveria estar se transformando? Alguma coisa! -Jimin voltou a falar se direcionando ao Jin-

- Em alguns casos demora mais. É melhor vocês a levarem pra um hospital. Quando ela acordar não temos certeza de como vai estar. -Respondeu Jin-

- Não. -Disse Soohyun- Eu sei que em alguns casos demora, mas, o sangue dela... Não parece estar se corrompendo de maneira alguma... -Ela disse surpresa- É como se ele não aceitasse o “novo componente”

- Mas como isso é possível? -Disse Taehyung em coro com Hoseok, eles pareciam surpresos

- Eu não sei! Só sei que isso não é normal... Na verdade é um milagre se for verdade. Nunca ouvi falar de alguém que sobreviveu ao sangue de vampiro ou à mordida

- Não temos tempo pra isso agora. -Disse Jimin- Precisamos a levar pra algum lugar onde ela possa receber tratamento adequado. -Ele estava preocupado, isso era visível-

- Eu levo ela -Disse a levantando em meus braços- A culpa dela estar assim é minha -A olhei com pesar-

- Por que se preocupa tanto com ela? -Disse Aaron-

- Porque... Eu não posso perder ela. Não posso. -A expressão de todos mudou e em especial a do mesmo, eu a levei até o carro a sentando no banco.

- Eu vou junto -Aaron foi até o carro-

- Não

- Jungkook isso não foi um pedido. Você não vai levar ela sem mim! Entendeu agora? 

Essa insistência começava a me irritar, por que ele se preocupava tanto com a minha namorada?

Entrei no carro esperando Aaron entrar e arrastei o pneu até o hospital mais próximo. 

- Você vai ficar bem. Vai sim... -Segurei sua mão com uma das mãos no volante. 

POV's Jungkook off... 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...