História Mut - Capítulo 2


Escrita por: , jiguk e btsonyeondaw

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Alfa!jimin, Bottom!jungkook, Bottomnochu, Bryie, Jikook, Jimin!tops, Jungkook!bottom Squad¹, Menção Yoonkook, Tops!jimin
Visualizações 1.399
Palavras 1.544
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


primeiramente oBRIGADA PELOS QUASE 300 FAVS E OS +300 SEGUIDORES EU TE AMO VOCÊS AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
(mayuri voltando a ser normal)
eu quero agradecer a @ParkJeonSayuri e a @TodynhoDoJimin2 por divulgarem o meu perfil e a fic espero que vocês tenham muitos bolinhos de maça na vida de vocês nyah!
btw vão ler as fanfics delas também e os links estarão nas notas finais (assim como a minha nova fanfic oiq)

boa leitura e até as notas finais <3333

Capítulo 2 - Primeiro


 

Era segunda de manhã e Taehyung tentava preparar um café da manhã caprichado e sem acordar o ômega que, agora, morava consigo e Jimin.

Sobre a mesa continha dois pratos e alguns talheres – já que Jimin já havia saído para o trabalho –, alguns doces e um suco. O Kim preparava alguns lanchinhos para comerem e esperava que tudo ficasse perfeito e arrumado. Não tivera tempo de receber Jeongguk de forma decente na noite passada, então agora, aproveitando que o Park não estava presente, escolhera fazer por si só.

Não era preciso ser um gênio para perceber que Jimin não fora com a cara do Jeon.

Já no quarto do ômega, o mesmo encarava o teto do cômodo sem piscar. Estava preocupado e ansioso, não havia recebido nenhuma mensagem de sua mãe e a mesma havia dito que mandaria uma assim que chegasse para evitar deixar o ômega mais novo tão preocupado consigo; como estava acontecendo naquele momento.

Suspirou, as pálpebras pesando e a cabeça latejando demasiado. O olhar caiu sobre o celular, o qual marcava ser quase oito horas; era tarde para si, já que costumava acordar seis horas... Mas não dormira durante a noite, então apenas deu de ombros com tais pensamentos.

Resolveu tomar um banho rápido e colocar uma roupa confortável. Talvez dormisse mais de tarde, não tinha nada para fazer, afinal.

~(...)~

O ômega viu a hora em seu celular e suspirou ao notar que já passava das oito. Talvez Taehyung e Jimin não tivessem acordado ainda, já que não ouvia nenhum barulho do lado de fora. Deu de ombros e saiu do quarto, estava pensando no que poderia fazer já que, bem, a casa não era sua e não a conhecia direito. Simplesmente não sabia o que poderia fazer.

Talvez preparar algo para eles comerem para demonstrar minha gratidão pelos dois alfas terem me acolhido, o Jeon pensou, logo sorrindo largo.

Foi até a cozinha e seu sorriso diminuiu. Taehyung estava pondo a mesa e, assim que notou a presença do mais novo, sorriu para este e o chamou para sentar consigo. Os lábios do Jeon se curvaram em um bico triste, não teria como colocar seu plano em prática, e isso o levava a pensar que os outros dois teriam uma imagem ruim de si, como alguém folgado.

— Bom dia, Kook-ah! Eu preparei o café da manhã para nós. Jimin já foi para o trabalho, ele sempre sai mais cedo. – o Kim parou de falar e tombou a cabeça para o lado em uma visível confusão. – Você esta bem? Não quer comer ou...?

Jeongguk ouvia tudo extremamente ensimesmado. Balançou a cabeça negativamente, logo fazendo um gesto para Taehyung em agradecimento e sentando-se a mesa junto deste após o mesmo sentar-se.

— Ontem eu não tive a oportunidade de te dar as boas vindas de forma decente, então eu pensei em preparar um café bem reforçado e com várias coisas, porque, né, eu não sei o que você gosta, então...

O Jeon sorriu largo com aquilo. O Kim falava com tanta facilidade consigo, como se fossem amigos há anos. Estava se sentindo confortável, deveria assumir.
Concordou com a cabeça e pegou um dos doces para provar e, céus, como aquilo estava bom. Taehyung definitivamente estava lhe surpreendendo, primeiro por tratá-lo tão bem como sua mãe e segundo por saber cozinhar daquela forma.

— E então, Jeongguk... Eu vou ter que sair para trabalhar daqui a pouco e queria saber se tudo bem para você ficar aqui.

O ômega concordou com a cabeça sem pensar duas vezes. Aquilo seria perfeito para si, poderia sair para comprar alguns ingredientes e preparar algo para o Kim e o Park comerem assim que voltassem em forma de agradecimento.

— Tudo bem, então. – o loiro voltou a falar e sorriu pequeno ao ver o mais novo pegar mais um doce e um dos lanchinhos no centro da mesa. – Sua mãe me disse que gosta de desenhar, você trouxe algum desenho com você? – perguntou, tendo como resposta um aceno positivo do outro. – Eu posso ver? Tenho certeza que são bonitos assim como você.

Ok, ou esse alfa esta tentando puxar assunto, ou tentando flertar de forma fracassada, pensou o mais novo, logo arqueando uma sobrancelha para o Kim.

— N-não é o que esta pensando! É que eu acho que podemos nos conhecer melhor... Vamos morar juntos por praticamente três meses, de qualquer forma. – Deu de ombros e desviou o olhar do ômega e começou a comer. O Jeon sorriu terno para o Kim e voltou a comer, deixando o assunto morrer por ali.

~(...)~

O ômega andava de um lado para o outro enquanto procurava uma blusa decente para poder sair daquele apartamento e ir, finalmente, ao mercado que havia ali perto para comprar o que precisava para poder cozinhar.

Estava ansioso e sabia ter pouco tempo para preparar tudo até os outros dois voltarem, apenas desejava que tudo desse certo e nada saísse do controle. Bem, havia feito uma lista mentalmente de tudo que precisava, então não tinha como algo dar errado, certo?

Pegou uma blusa azul clara e lisa e logo a colocou em seu corpo de qualquer jeito, estava com pressa, acima de tudo. Checou o cabelo no espelho, conferiu se a carteira tinha uma quantidade suficiente e se não estava esquecendo de nada.

Alguns de seus desenhos — que havia mostrado para o Kim — ainda estavam sobre a cama e o Jeon deu de ombros, arrumaria aquilo quando terminasse o que tinha para fazer, aliás, ninguém entraria em seu quarto durante todo aquele tempo, então não via nada demais. Saiu do quarto e se apressou em sair do apartamento, não sem antes trancar a porta, claro.

O elevador estava vazio e Jeongguk agradeceu mentalmente por aquilo. Quando chegou à recepção, cumprimentou brevemente a recepcionista e saiu normalmente. Taehyung havia lhe dito onde ficava o mercado caso quisesse comprar algo e não era muito longe dali, alguns minutos andando seriam o suficiente para chegar ao local.

Enquanto andava, sentiu o celular fremir em seu bolso e recuou um pouco por conta do susto, logo pegando o aparelho e desbloqueando a tela. Era uma mensagem de sua mãe.

 

Omma: Desculpe por não mandar nenhuma mensagem antes, bebê, eu só consegui um tempinho agora.

E como você está? Não tem dado problema ao Taehyung, certo, Jeongguk?

You: Yah! Claro que não, omma.
Mas acho que minha presença incomoda um pouco Jimin.
Enfim, eu estou bem, e a senhora?

Omma: Jimin? Quem é Jimin?

Jeon Jeongguk, você esta namorando sem ao menos me avisar?

You: Pelo amor de Deus, não!
Jimin é uma pessoa que mora com Taehyung.
E você ignorou a minha pergunta, aish.
Omma, eu preciso ir.
Mando uma mensagem assim que voltar para o apartamento deles.
Eu te amo e se cuida.

 

O Jeon riu com aquilo e guardou o celular em seu bolso. A relação que mantinha com sua mãe era deveras engraçada, parecia que os papeis se invertiam algumas vezes e o final daquela “conversa” fazia com que o ômega mais novo tivesse certeza daquilo.

Andou um pouco mais e assim que avistou o estabelecimento, apressou o passo e enfim entrou.
Comprou os ingredientes – e alguns docinhos para si – e saiu do mercado com as sacolas pesando em suas mãos. Metade já estava pronto, restava apenas preparar tudo e esperar dar a hora para os alfas chegarem.

~(...)~

22h00min.

Jeongguk suspirou pela incontável vez enquanto deitava a cabeça entre os braços. Havia feito tudo com pressa com medo de não dar tempo e no final poderia ter preparado aquilo com a maior calma do mundo, visto que os alfas demoravam para chegar.

Bom, pelo menos saberia até que horas ficaria sozinho naquele apartamento.

Se levantou e resolveu conhecer um pouco o local na qual moraria por um bom tempo. Bem, já conhecia seu próprio quarto, logicamente, a cozinha, a sala e o banheiro, mas havia um cômodo em especial que deixara o ômega curioso.

No final do corredor havia uma porta diferente das outras, e Jeongguk sentia que poderia entrar em uma tremenda encrenca por entrar ali sem a autorização de alguém, mas sua curiosidade era tanta que simplesmente não aguentou. Jimin e Taehyung iriam demorar mesmo, certo?

Colocou a mão sobre a maçaneta e a girou, logo abrindo a porta lentamente como se algo lhe esperasse do outro lado daquela porta.

Os olhos do Jeon se arregalaram e a boca abriu ao notar o tanto de papeis e livros ali. A quantidade vultosa de papeis espalhados por ali assustava um pouco o moreno.

Aquilo tudo deveria ser de Jimin, ouvira um pedaço da conversa do mesmo com Taehyung assim quando chegou e se lembrava do Park citando o seu escritório. Engoliu em seco. Não tinha proximidade nenhuma com Jimin e sabia que, caso o alfa descobrisse que esteve ali, provavelmente as coisas iriam piorar para o seu lado.

Se virou para sair dali e desejou para que ninguém chegasse. Mas não era como se tudo estivesse ao seu favor.

A porta foi aberta com estrépito e o alfa – um pouco menor que si – adentrou o cômodo, logo cruzando os braços e arqueando a sobrancelha, o rosto ficando levemente vermelho e a respiração acelerada.

— Posso saber o que você esta fazendo aqui, Jeon Jeongguk?

 


Notas Finais


boatos de que eu estou com preguiça de escrever um capítulo longo e betar e eu não nego
e sim os próximos capítulos serão maiores bomdia

aiai o jk é um nenê sim
e por favor nÃO FIQUEM COM RAIVA DO JM E É ISTo

os links das minhas fics favs delas (ester e sayu que eu citei nas notas iniciais aa):
https://spiritfanfics.com/historia/sweet-liar-10126490
https://spiritfanfics.com/historia/the-right-father-to-my-son-8865953

e minha nova fic yeeee:
https://spiritfanfics.com/historia/fragments-10963906

tenham uma boa noite com atum e não me matem rs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...