História My adventure in Neverland - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Peter Pan
Personagens Capitão Gancho, Personagens Originais, Peter Pan, Tinker Bell
Tags Amor, Capitão Gancho, Hentai, Ódio, Peter Pan, Romance, Sexo, Terra Do Nunca
Visualizações 10
Palavras 516
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii mores, mais um capítulo feito com carinho.
Espero que gostem.
O da capa é quem pensei que daria um bom modelo para o Capitão Gancho.

Capítulo 2 - Primeiras Impressões


Fanfic / Fanfiction My adventure in Neverland - Capítulo 2 - Primeiras Impressões

- Meu nome é Bianca, mas todos me chamam de Bia. Então você é real? – Termino de me vestir e sento na cama. – Pode se virar Peter. – Ele se vira e me olha, faço um sinal para ele sentar ao meu lado. – Ela era velha, morreu, pois estava passando mal, sabe doenças vindas com a idade.

                - Entendo Bia. Ela falou de mim? – Ele senta ao meu lado e pude notar a curiosidade em seus olhos.

                - A minha vida toda ela falou de suas aventuras com o Peter Pan na terra do nunca, pensava que isso era apenas histórias para dormir.

                - O que ela falou? – Ele olhava cada detalhe do meu rosto.

                - Ela falou sobre você, piratas, fadas, meninos perdidos, sereia e pó mágico. – Ele sorri.

                - Tem curiosidade de conhecer a Terra do Nunca comigo? – Fico surpresa com o convite, não esperava isso.

                - Mas e minha família? Não posso abandonar minha mãe, ela só tem apenas eu em sua vida – Olho ele preocupada.

                - Bianca Darling, ela não vai sentir sua falta por causa do tempo de lá passa mais rápido que aqui. Vamos você vai se divertir.

                - Está bem, aceito sua oferta.

                Ele sorri se levantando e estica a mão para mim, pego a sua mão, caminhamos juntos até a janela, eu olho para baixo. Isso é loucura, pular do segundo andar de uma casa. Recuo um pouco para trás, ele me olha e passa o seu polegar na minha mão fazendo carinho, esse gesto me passou confiança, então pulamos juntos pela janela. Fecho os olhos esperando o impacto que nunca veio, quando abri os olhos eu e Peter estávamos voando.

                - Isso é incrível. – Sorri olhando as luzes da cidade.

                Minutos depois chegamos à terra do nunca, descemos na praia, o local e lindo, ando perto da água, estava bem gelada. Vejo uns garotos de 12 anos mais ou menos, vindo correndo em nossa direção, junto com uma fada que se aproximou de mim.

                - Nossa você é linda. – Olho a fada. – Seu nome e sininho? – Ela concordou com a cabeça.

                - Wendy deve ter te contado. – Peter me olha, depois ele viu minhas tatuagens. – Que lindas, deve ser ter doido para fazer.

                - Um pouquinho. – Sorri.

                Vejo um homem vindo em nossa direção, ele e bem bonito e no lugar da sua mão tinha um gancho, ele está acompanhado com um homem gordinho baixinho.

                - Olha Smee quem encontramos Peter Pan e Wendy com essas crianças e fada inúteis. – Smee? O pirata que navega com o gancho?

                -Não sou a Wendy, meu nome e Bianca. Wendy é minha bisavó. – Falo olhando o homem que sorri me olhando.

                -Senhorita Bianca, é um prazer conhecê-la. – ele pega minha mão e a beija. – Sou o Gancho.

                - Eu sei quem é você. – Ele me atraiu e muito, sorri timidamente.

                -Pena que não posso dizer o mesmo, mas podemos nos conhecer melhor. – Ele pega no meu rosto sorrindo e eu mordi meu lábio inferior.

                - Não toque na Bia com suas mãos imundas. – Peter fala tirando a mão dele de mim.

                                


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...