1. Spirit Fanfics >
  2. My Alpha Mobster >
  3. Capítulo 3

História My Alpha Mobster - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi desculpa a demora, passei por uns problemas familiares e se saúde, além de estar com uma puta crise existencial mas voltei e me sinto um pouco melhor.

Fiquem com esse capítulo novinho em folha♥️

Capítulo 3 - Capítulo 3


Jimin ainda estava perdido em pensamentos, pensando em como seria sua vida dali em diante e como seria o tão falado Jeon Delyon, até escutar duas batidas na porta de seu quarto.

O Park se levantou e viu sua mãe com os olhos lacrimejantes na porta.

- Eles chegaram para lhe buscar querido - Disse a ômega com a voz embargada, recebendo de imediato um abraço de seu filho que também sentiu seus olhos aguarem ao saber que iria para longe de sua família.

- Vai ficar tudo bem Omma, eu vou voltar a ver a senhora logo logo - Disse o ômega com a voz falha, não tendo certeza de suas palavras, sabia que a partir do momento que pisasse o pé fora de casa, sua vida estaria nas mãos da sorte.

O ômega se afastou do abraço da mãe e limpou as lágrimas da mais velha com as mãos forçando um sorriso, pegou sua mala no canto do quarto e caminhou para fora carregando a mala que cá entre nós, não estava pesada devido às poucas roupas que o mesmo tinha.

Quando chegou na sala viu seu pai sentado de cabeça baixa no sofá enquanto um alfa que aparentava ter a sua altura estava de pé ao lado do mesmo.

O Alfa era realmente bonito, de pele branca como neve e cabelos loiros que combinavam com os olhos castanhos escuros, que o encarava enquanto caminhava até próximo a eles.


- Senhor Park - O alfa fez uma pequena reverência e voltou a sua posição normal - Sou Min Yoongi, eu irei o conduzir até a mansão Jeon - Disse educadamente e sem deixar o ômega falar, pegou a mala do mesmo e saiu da casa deixando apenas o ômega e os pais no recinto.

- Meu filho..eu... - O Alfa mais velho se levantou do sofá.

- Não precisa se preocupar pai, apesar de tudo eu perdoo o senhor - o ômega disse e se aproximou do pai e o abraçou - Por favor cuide da mamãe.

- Oh querido!..- A mãe do ômega se juntou ao abraço que se desfez depois de escutarem o carro buzinar indicando que o jovem Park teria de ir.

- Eu amo vocês - deu um beijo na testa da mãe e um último abraço no pai antes de sair de casa e entrar na BMW preta que o aguardava fora de casa.

Entrou no carro e não se surpreendeu ao ver que além de Yoongi, tinham o motorista e outro alfa ali dentro que parecia ser um segurança.

Pôs o cinto e suspirou, encostando a cabeça no vidro do carro assistindo sua casa se tornar cada vez mais e mais distante, sentindo seu coração apertar.

"O que será que vai acontecer daqui 'pra frente?"

Pensou e suspirou, se deixando relaxar no banco, o ômega fechou os olhos e sucumbiu ao sono, torcendo para acordar em casa e tudo aquilo não passar de um simples pesadelo.






_________________________________






- POR FAVOR TENHA PIEDADE DE MIM SENHOR JEON! - Gritava o homem em sua frente, desesperado não aguentando mais a dor dos chutes e socos, além dos diversos cortes por seu corpo provocados pelo ômega que estava ali de braços cruzados e expressão séria encarando seu chefe.

- Senhor Lee... - pronunciou Jeon calmamente, se aproximando lentamente do alfa acorrentado na cadeira - Achou mesmo que podia me  roubar e sumir como se não tivesse feito nada?

Desferiu um forte soco na cara do alfa que caiu junto a cadeira no chão.

- E-Eu ia devolver o dinheiro senhor - Disse com dificuldade, na esperança do lúpus acreditar em si e o liberar.

- Claro que ia sim, mas você acha que eu estaria lhe torturando por algo tão trivial mon cher Hyunjae? - Disse com sarcasmo - Acha mesmo que eu não sei sobre o tráfico ilegal de ômegas que você vem fazendo parte, ainda por cima na minha área, DANS MON TERRITOIRE* - Gritou com a voz de lúpus, e viu o ômega e os outros 3 alfas ali presentes se encolher levemente. 

O alfa jogado no chão gelou da cabeça aos pés, sabia muito bem que Jeon criára regras em seu bando e entre elas era estritamente proibido mexer com crianças ou ômegas seja para bater, abusar ou vender como escravos.

Claro que tinham os idiotas que passavam por cima das regras do alfa, idiotas gananciosos, que por não verem o rosto do lúpus achavam que sairiam impunes se fizessem alguma besteira no território do lúpus, bem, não é como se algum deles estivesse vivo hoje para poder contar história não é mesmo?

- E-Eu estava precisando de dinheiro.. - Respondeu temeroso, o alfa sabia que não escaparia dali com vida, mas queria pelo ou menos que o alfa parasse de o torturar e o matasse de uma vez, uma morte rápida e indolor, mas estávamos falando de Jungkook Jeon Delyon.

- Mais dinheiro do que você tentou roubar de mim? - Perguntou mais uma vez com o sarcasmo carregado em sua voz. - Sei que você teve ajuda de algumas frutas podres que estão pelo bando.

- Po-Posso dar os nomes para o senhor!! - Exclamou alto, fazendo a voz ecoar pelo ambiente enorme com pouca iluminação.

Jeon sorriu com escárnio e esticou a mão, vendo um dos alfas ali, (mais especificamente, seu outro braço direito, Hoseok) presente se aproximar e lhe entregar um papel, o Lúpus olhou para a o papel e tensionou a mandíbula, lendo o que estava escrito.

- Lee Hyunjae, Kim Taewon, Kim Yeonwook e Desmond White que trabalha de segurança na alfândega. - citou os nomes e direcionou o olhar para o alfa que estava estático e suando.

- Se-senhor Jeon por favor...

Jungkook não deixou o Alfa terminar e se virou para os 3 alfas e o ômega presentes ali

- Hoseok e Jongin - apontou para os dois alfas mais altos ali - venham comigo, agora Kyungsoo e Jennie - Olhou para a alfa e o ômega - dêem cabo desse merda.

Falou e ouviu apenas um "Sim senhor" da alfa e do ômega antes de sair do "abatedouro" como muitos ali gostavam de chamar.

Mesmo já estando no corredor, o Lúpus ouvia os gritos do alfa preso, mas como sempre aquilo não era nada para ele.

Passando pelo corredor, viu um alfa alto como ele, de orelhas avantajados e expressão séria no rosto. Assim que viu a figura vindo em sua direção, o Jeon parou de andar e olhou bem para o maior.

- O que faz aqui Chanyeol? Alguma novidade? - Perguntou já que Byun Chanyeol além de ser seu advogado também era como um "mensageiro".

- O ômega Park chegou a sua casa nesse exato momento senhor - Respondeu diretamente.

Jeon rapidamente sentiu seu peito aquecer e deu um sorriso de lado, virando a cabeça para os dois alfas que estavam atrás de si.

- Estou indo para casa agora, meu ômega me espera, resolvam o resto das coisas aqui e depois ajudem Kyungsoo e Jennie a se livrarem do corpo. - Ordenou e viu os dois assentirem com a cabeça, e caminhou ao lado do Chanyeol até a saída, completamente perdido em pensamentos agora que seu ômega havia chegado.






______________________________________






- Senhor Park, acorde - Escutou alguém lhe chamar, logo abrindo os olhos e vendo Yoongi que estava sentado ao seu lado o chacoalhando para acordá-lo.

- Já chegamos? - Perguntou sonolento, passando uma das mãos pelos olhos afim de melhor um pouco mais sua visão.

- Sim senhor - O ômega suspirou meio incomodado por aquele alfa constantemente o chamar de senhor, desfivelou o cinto e saiu do carro.

Assim que teve a visão da mansão dos Jeon o Park ficou em choque.

"Como alguém pode ter tanto dinheiro?!" Pensou ainda surpreso com o tamanho da residência.

- Bem-vindo a mansão Jeon, senhor - pulou de susto ao ver Yoongi do seu lado. - Desculpe por assusta-lo senhor Park.

Jimin suspirou - Sem problemas Yoongi, e pare de me chamar de Senhor, me chame somente de Jimin.

- Claro sen- quer dizer, Jimin - Se corrigiu, fazendo o ômega rir levemente da ação do alfa.

- Me siga Jimin, vou levá-lo até o senhor Jeon - O alfa, ignorando a tentativa falha do ômega de esconder uma risada, andou até a porta da grande mansão sendo seguido por Jimin, e abriu a porta deixando o ômega entrar primeiro.

- Bem vindo a sua nova casa Jimin.

O pequeno Park ao entrar completamente na casa ficou surpreso e maravilhado com o tamanho da mansão, se por fora era grande, por dentro era como estar em um verdadeiro castelo só que muito mais moderno sem deixar a elegância de lado.

Tudo em madeira escura e móveis em sua grande maioria pretos e brancos, o chão brilhava com o piso de madeira escuro e bem limpo, o canto da entrada mais para a direito pôde ver um lindo piano preto com alguns detalhes em dourado, só aquela entrada dava o triplo do seu quarto.

- Por aqui Jimin - Chamou Yoongi subindo as escadas principais com Jimin logo atrás de si.

Enquanto andavam por aquele corredor cheio de quadros pintados e fotos, o Park viu um em específico que chamou sua atenção, nele uma mulher muito linda estava sentada no que parecia ser uma poltrona de couro preta, a mesma tinha um menino de cabelos e olhos escuros sentado em seu colo, enquanto segurava um bebê enrolado num manto rosinha e sorria junto ao garoto olhando o pequeno pacote em seus braços como se aquele fosse o melhor momento de sua vida.

Por um momento Jimin esqueceu de Yoongi que já se encontrava um pouco mais a frente do Park, parado ao lado de uma porta dupla que parecia enorme.

- Jimin? - Chamou a atenção do pequeno que rapidamente voltou a atenção para ele e timidamente andou na direção do mesmo.

O alfa, sem dizer mais nada abriu a porta, revelando uma grande biblioteca que logo no final dela tinha o que parecia ser uma mesa de escritório e em sua volta ao passar o olho, viu título de livros dos mais diversos gêneros. O Park virou para o alfa para perguntar o porque de Jeon não estava ali, mas foi interrompido pelo mesmo

- O senhor Jeon vai vir ao seu encontro assim que chegar, essa é a biblioteca e escritório particular dele, pode pegar algo para ler enquanto ele não chega, tem chá e doces na mesa de centro que o cozinheiro da casa fez especialmente para você. - Explicou calmamente e viu o ômega assentir, ouvindo atentamente o alfa e se sentindo ansioso porque a qualquer momento conheceria de verdade Junkook Jeon Delyon.

- Vou me retirar, sente-se e aguarde, Park - O alfa terminou de falar e saiu do escritório fechando a porta atrás de si deixando o ômega sozinho.

O ômega sentou em frente à mesa de escritório, mexendo nas pequenas mãos por causa do nervosismo, depois de quase meia hora sentado o Park, tentando deixar os pensamentos relacionados a Jeon de lado, resolveu dar uma pequena volta no escritório, vendo ali a diversidade de livros, quase se sentindo como se estivesse no paraíso. 

O pequeno Park amava livros, lia em sua grande maioria Romance, Fantasia e Ficção. Quando os pais do ômega ainda tinham dinheiro Jimin tinha uma coleção incrível de livros que eram como seus bens mais preciosos, mas devido à falta de dinheiro em casa ele vendeu a maioria, ficando com dois ou três do seus livros para poder colocar comida em casa já que os mesmos valiam um bom dinheiro.

Jimin suspirou e viu um livro de capa preta sem título, curioso, puxou o mesmo da estante, vendo que se tratava de um álbum de fotos e não de um livro.


O Park folheou o álbum vendo mais fotos daquela mulher linda e das crianças também, mas algumas estavam partidas ao meio como se estivessem tentando apagar uma presença a mais nas fotos, o Park parou de folhear quando viu uma foto cair do álbum, fechando o mesmo e colocando de volta na estante, Jimin se agachou e pegou a foto vendo finalmente a figura que tanto sumia nas fotos.


Era uma única foto de um homem sozinho sentado na mesma poltrona de couro preta que a mulher estava sentada na foto do corredor. O homem parecia ser alto e muito forte, ele devia estar na casa dos trinta e poucos anos, não deixando se ser bonito é claro. O mesmo tinha uma barba rala e não parecia ser asiático, tinha olhos escuros como a noite e cabelos tão pretos quanto.

A figura parecia encarar até mesmo a alma do Park mesmo sendo apenas uma fotografia, sentindo os pelos de sua nuca arrepiar, Jimin colocou a foto entre os livros quando ouviu a porta abrir.

Ao se virar rapidamente, encontrou um homem alto e forte, com os olhos tão escuros quanto o homem da foto que vira, exceto que.. aquele não era o homem da foto, por mais que fossem bem parecidos tirando os traços asiáticos do homem a sua frente.

- Vejo que já está bisbilhotando não é pequeno anjo? - Perguntou com a voz rouca e por um momento Jimin podia jurar que quase entrou no cio só de ouvir a voz do alfa a sua frente.

- Que-quem é você? - O Park perguntou temeroso já sentindo o cheiro e a presença forte do homem.


Um Lúpus.


- Ora ora... Acho que devo ter assustado você não é? Sinto muito anjo - Disse o alfa docemente e sorrindo para o ômega a sua frente. 

Jimin nada respondeu e ficou encarando o mesmo, era como se seu corpo tivesse entrado em transe, sentia seu lobo interior se revirar dentro de si pedindo para sair e ceder a qualquer coisa que o alfa dissesse mesmo que não fosse do seu feitio.

O Lúpus vendo que o ômega não dizia nada, limpou a garganta levemente e sorriu mais uma vez em direção ao Park.

- Bienvenue Park, a sua nova casa - Falou com seu sotaque italiano, segurando o riso ao ver o pequeno ômega estremecer. - Me chamo Junkook Jeon Delyon, plaisir - Disse com a voz agora rouca e sedutora, fazendo o ômega engolir seco.

E naquele exato momento, Park Jimin soube que estava fudido, e não era no sentido bom da palavra...


Notas Finais


É isso gente, não sei quando vou postar dnv, vai depender mt da minha saúde e estado mental kk.
Comentem e Favoritem pra ajudar e até o próximo cap♥️
Espero que vcs tenham gostado♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...