1. Spirit Fanfics >
  2. My american boy >
  3. Festa do pijama

História My american boy - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Oii mores,como v6 estão?
Sei que demorei muitoo,peço desculpas por isso. O capítulo estava marcado pra quarta feira,e até hoje nada,mas imprevistos aconteceram e eu não consegui postar. E o imprevisto me trouxe um gesso logo na mão direita (como eu falei,lá em ''Mais do que você possa imaginar''),mas,graças a Deus já estou melhor e voltei a escrever
Sobre o capítulo de hoje: se preparem pra última cena do capítulo de hoje,porque vai trazer muitas mudanças pros próximos capítulos hehe *só joguei
Enfim,boa leitura <3
Nos vemos nas notas finais <3

Capítulo 9 - Festa do pijama


                                                                                               Por Any

As vezes,uma festa do pijama com as amigas é tudo o que uma menina precisa. Comer besteira sem se importar com as espinhas que virão em consequência ou com os quilinhos a mais que vai ganhar,falar das outras pessoas,assistir filmes clichês ou de terror enquanto se afunda em um pote de sorvete de creme era tudo o que eu precisava no  momento,principalmente depois de toda a tensão que rolou nos últimos dias por conta do namorado da Sina.

A idéia foi de Sabina: Uma festa só das garotas,sem hora pra acabar,com direito a muita comida,segredos revelados e tudo mais que acontece nessas festas do pijama dos filmes americanos.

- Abre o jogo Diarra,todo mundo aqui sabe que você e o Lamar estão ficando sério - Sabina pressiona a morena enquanto saboreia a colher de brigadeiro em sua mão

- Não temos nada sério Sabi,estamos vendo como vão as coisas ainda - Diarra dá de ombros,fazendo o mesmo que Sabina com sua colher de brigadeiro

- Mas se depender dele,vocês já tinham! Esse menino tá caidinho por você Dih - Heyoon deita no monte de almofadas coloridas juntas no tapete felpudo da sala da casa de Hidalgo - Ele sabe que pra você vocês não tem nada sério?

- Sabe,já conversamos sobre isso - Diarra mantém a colher na boca,enquanto faz um coque em seu cabelo com as mãos

- Tem certeza? Porque tipo, a foto de bloqueio do celular dele é a sua foto,então...- falo como se não quisesse insinuar nada.

 Tivemos a oportunidade de conhecer Lamar a um dia atrás,e com toda a certeza,todos podemos afirmar que ele está completamente apaixonado por Sylla,é visível a maneira como ele a ama,como seus olhos brilham quando a olha e como ela mexe com ele,sem falar que ao Sabina o perguntar as horas e ele tirar o celular do bolso para ver,assim que ele ligou a tela podemos ver claramente que a foto de bloqueio dele é a foto de Diarra.

Não acho que isso seja atitudes de alguém que não está levando a sério um rolo qualquer!

- Eu não quero nada sério agora gente - ela tira a colher da boca - O Lamar é uma ótima pessoa,mas um namoro é muito sério pra mim...  A gente nem se conhece direito - Diarra fala,causando um ''engasgo'' teatral em Sabina

- Vocês tão ficando a praticamente mais de um mês,tem certeza que não se conhecem? - fala assim de acabar sua cena do ''engasgo''

- É preciso mais pra um namoro Sabina. Eu não quero um relacionamento sério agora,preciso aproveitar primeiro,aproveitar a banda,vocês,não estou preparada pra me prender a ninguém por agora

- E o que o Lamar falou sobre isso? - pergunto apoiando meu braço no chão

- Ele disse que tudo bem,que vai esperar pra ''oficializar'' as coisas comigo - faz aspas com as mãos

- É gente,a Diarra tem razão. Namoro é uma coisa muito séria mesmo,se ela não quiser oficializar as coisas agora,tudo bem - Joalin entra no assunto,brincando com as pontas loiras do cabelo liso

Loukama ganha a atenção de todas nós quando profere tais palavras,provavelmente por acharmos que a frase que ela acaba de dizer se refereriu mais a vida amorosa dela,do que de Diarra

E bom,foi isso o que eu pensei mesmo... Mesmo sabendo que no momento ela está solteira

- Que foi gente? Eu não disse nada demais - para de mexer no cabelo,e olha para cada uma de nós - Só disse que pra algumas pessoas, o namoro é um passo muito grande pra ser tomado,como é no caso da Diarra e do Lamar - aponta com o braço para Diarra,que com certeza deve ter agradecido por não ser mais o motivo da nossa conversa

- Fala isso por causa do Bailey Jo? - me atrevo a perguntar o que todas aqui queremos saber

- O Bailey?

- É Joalin,todas aqui sabemos do rolo de vocês... Não se faça de desentendida - Sabina aponta para a finladesa,que mostra a língua por Hidalgo ter sido extremamente direta

- Não existe um ''rolo'' entre a gente - faz aspas com o dedo

- Mas vocês não iam sair ontem? - Heyoon pergunta

- Tive que desmarcar - suspira,como se parecesse aborrecida - Sabe como é,com a faculdade acabando,não tenho tempo nem pra respirar direito de tanto trabalho que tenho pra fazer,não consigo nem sair pra me divertir

- E o que ele falou? - é a vez de Diarra perguntar

- Disse que tudo bem,que entendia por ele também estar na faculdade - sorri sem humor olhando para um ponto qualquer na sala,talvez se lembrando da conversa que teve com May

Era inegável,os dois estavam se envolvendo amorosamente. O brilho no olhar de cada um quando escuta falar no nome do outro,é impossível não enxergar! E era isso que tava acontecendo agora,os olhos de Joalin estavam brilhando,mesmo que seja contando um ''encontro sem sucesso'' dos dois.

- Mas não rolou nada entre vocês até hoje? O Bailey já foi mais rápido! - Sabina bufa,revirando os olhos

- Mal temos tempo de nos falar Sabi,imagina pra rolar alguma coisa

- Mas não que você não queira né? Quero dizer,que o Bailey tá dando em cima de você não é novidade pra ninguém,mas e você,quer também? - pergunto

- Ah,ainda estamos nos conhecendo Any... Mas...

- Mas...? - Hidalgo sinaliza com as mãos,para que a loira termine a frase

- Mas o Bailey faz bem o meu tipo,talvez role alguma coisa sim - sussurra,mesmo estando só nós na casa. Um grito de felicidade é solto no ar,e mesmo não tendo visto quem gritou,afirmo e reafirmo com certeza

A dona do grito escandaloso,foi Sabina Hidalgo!

Caímos na gargalhada pela animação da mexicana,que tampou a boca assim que gritou estérica,mostrando ter sido sem querer.
01:35 da madrugada,todo mundo está dormindo a essa hora,isso se não tiverem acordado com o grito! Os vizinhos devem estar nos xingando mentalmente agora,caso estejam acordados,mas dane-se,é a noite das meninas,devemos aproveitar!
                                                                                                            (...)

03:25 da madrugada!

Um completo silêncio percorre pelo meu prédio e tudo o que pode ser ouvido é o barulho das minhas chaves destrancando a porta do apartamento.

Provavelmente,as câmeras de segurança vão mostrar essas imagens para o porteiro do prédio e ele não vai pensar coisas muito boas a meu respeito,principalmente sabendo que ''namoro'' com Noah e estou chegando a essas horas em casa,sozinha e apenas de pijama. O que,apesar de ser uma roupa, não conta muito por ser apenas um short de seda de tecido fino cor verde água e um cropped de renda branco.

Abro a porta cuidadosamente para não fazer barulho e entro na sala escura. Noah já deve estar dormindo...Ou melhor,a essa hora todo mundo está dormindo! São 3 horas da manhã.

Fecho a porta com o mesmo cuidado com que entrei e a tranco lentamente. Caminho nas pontas dos pés para não fazer barulho,apesar de estar usando pantufas que proíbem totalmente que o som dos meus passos ecoem no ar.

Ótimo,tudo indo bem! Até agora não fiz nenhum barulho nem deixei nada cair no chão! Noah não vai nem perceber que eu cheguei agora.

- Isso são horas de chegar Any Gabrielly? - escuto Noah falando e automaticamente me viro para a cozinha,onde uma luz tinha se acendido,por ele estar lá.

Como ele foi parar lá?

- Noah?!

- Achei que você ia dormir com as meninas - ele vem até mim. Seus cabelos não estavam rebeldemente bagunçados como geralmente fica quando ele acaba de acordar,e nem seu rosto estava marcado pelo travesseiro.

Noah ainda não dormiu até agora!

- Eu ia - deixo minha mochila cair no chão,já sem me importar se iria fazer barulho ou não,afinal, Urrea não estava dormindo - Mas resolvi vir pra casa,você não está em condições de ficar sozinho num apartamento - sorri sem humor,indo até o sofá,onde o mesmo estava se sentou após sair da cozinha

- Eu não ia fazer nenhuma besteira Moana - sorri,como se a minha justificativa de ter voltado pra casa não foi motivo o suficiente para sair da casa de Sabina.

Mas na realidade,Noah sabia muito bem que eu estava certa! Ele não mede muito bem as consequências de seus atos quando está triste,e poderia acabar jogado no banheiro depois de se embriagar por causa de Sina caso eu não voltasse

- Achei melhor voltar pra prevenir,vocês homens não medem muito bem as consequências dos seus atos as vezes - dou levemente de ombros,e Noah sorri

- Isso doeu Any - teatraliza colocando a mão no peito,me fazendo sorrir - Você veio sozinha? Poderia ter me mandando uma mensagem pra eu ir te buscar - tira a mão do peito,parando com a brincadeira

- Achei que você já estive dormindo,então pedi pra Sabina me deixar aqui - dou uma pausa - Falando nisso,posso saber porque ainda está acordado? Já são... - olho para o relógio na parede - 03:27 da manhã,deveria estar dormindo!

- Tentei fazer brigadeiro com o leite condensado que tinha sobrado aí,mas não deu muito certo - ele sorri,coçando a nuca. Meu olhar automaticamente se direciona para a cozinha e então avisto uma panela queimada até do lado de fora,em cima do fogão.

Tá vendo,não é exagero meu quando digo que Noah as vezes não pode ficar sozinho em certas ocasiões!

- Noah - sorri negando com a cabeça,poderia estar preocupada com quem vai lavar aquela panela que agora está impossível de se enxergar sua cor verdadeira pelo borrão do queimado,mas a verdade é que tudo o que eu consigo fazer é rir por alguém conseguir queimar a esse ponto um brigadeiro de panela

- Foi a minha primeira vez tentando,não fui tão mal assim - ele se justifica,me fazendo unir as sombrancelhas numa testa franzida e forçar um sorriso amarelo,não concordando com o que ele acaba de dizer

Na verdade, Noah foi mal sim,bem mal,ele foi péssimo! Mas tudo bem,é a primeira vez dele tentando fazer brigadeiro,me surpreendo do mesmo não ter incendiado a casa nessa tentativa mirabolante.

- Quer que eu faça pra você? - sorrio fraco

- Eu comprei uns brownies quando vi que meu brigadeiro não ia dar certo,deu pra matar a minha vontade de comer doce  - ele sorri fraco - E a Sina? - muda de assunto,fazendo o semblante sério resplandecer em seu rosto

- O que tem ela? - franzi a testa.

- Ela foi na festa de vocês? - pergunta baixo,como se não quisesse fazer a pergunta que acaba de fazer.

- Não - suspiro,me aconchegando no encosto do sofá - Ela precisa de um tempo pra ela Noah... Hoje quando fomos no apartamento dela,ela abriu a porta e nem parecia ser a mesma Sina de antes - olho para um ponto qualquer,que não seja os olhos do americano a minha frente

Sina estava devastada! Pela primeira vez,durante anos de amizade,vi Deinert naquele estado. Seu olhar carregava um vazio e não estavam com o mesmo brilho de antes,seu cabelo estava preso em um rabo de cavalo não muito arrumado e as roupas largas só a deixou com mais tom de quem não quer guerra com ninguém,pelo contrário,só quer se isolar desse mundo e esquecer por um momento de todos os seus problemas. Não era nem de longe a mesma Sina de antes de se envolver amorosamente com Andrey... Não mesmo

- Ela tá bem? - Noah mantém seu olhar sério,mas dessa vez,a preocupação com a alemã está visível em seu olhar

- Ela vai ficar... - tentei esboçar um sorriso,para acalmar Urrea,por mais que eu não me encontre nada calma com essa situação. Mas Noah precisa de mim,e eu vou estar aqui para ajuda-lo,mesmo que eu também precise de ajuda pra assimilar tudo o que está acontecendo - A Sina só precisa... - busco a palavra certa na minha mente - De um tempo! Ela mesma tem que decidir acabar com tudo isso,nós não podemos fazer nada,por mais que seja difícil ver ela assim. Principalmente,pra você - seguro sua mão,para conforta-lo

Sem sombra de dúvidas,tirando Deinert,o mais abalado de toda essa história com certeza é Noah. O olhar dele e de Sina estão quase que iguais,sem cor,sem brilho,ambos os dois estão sofrendo!

- É... - Noah expira pesado,encarando a cerâmica do chão

- E você? Como tá? - acariciei seu anti braço,levemente,como forma de demonstrar apoio

- Eu vou ficar bem também - sorri sem humor,um sorriso triste,sorriso que só vi em Sina hoje mais cedo quando nos despedimos.

Sinto um aperto doloroso se formar em meu coração ao ver meu melhor amigo dessa maneira,Noah Urrea nunca esteve tão quebrado por alguém,na verdade,ele nunca esteve dessa maneira

Sem pensar duas vezes,abraço Noah e afago minhas mãos em suas costas,acariciando o local que minha mão está. Noah me aperta forte e expira pesado,ele estava se confortando através desse abraço. Ele precisa de alguém,e agora,esse alguém sou eu!

- Vai ficar tudo bem - sussurrei alisando as costas do meu melhor amigo

- Obrigado Any - Urrea agradeceu,em baixo tom

- Eii,não precisa agradecer - sorri genuinamente,nos separando do abraço para olhar em seus olhos

- É sério Any... Você esteve comigo durante todo esse tempo,nunca me deixou sozinho em nenhum momento - Noah estica seu braço até meu rosto e o acaricia levemente com seu polegar - Eu tenho sorte de ter alguém como você do meu lado - sorrio de lado - Obrigado - agradece mais uma vez,e antes que me prontifico a responder,Noah se aproxima de mim,de uma maneira diferente,o que me deixa totalmente confusa ao não saber o que que Urrea pretende fazer

Nossos narizes se tocam e antes que eu possa me dar conta do que ele vai fazer,Noah me beija,um selinho do qual não consigo entender

O que diabos ele está fazendo?

Fico parada,apenas esperando Urrea se afastar,o que não demora muito a acontecer

Sinto minhas bochechas queimarem e ainda me encontro sem nenhuma reação

Noah Urrea acaba de me beijar?

O que aconteceu aqui?

- É... - me pronuncio,percebendo o desconforto em Urrea,tanto quanto o meu. Isso não foi nem um pouco planejado por Noah,não mesmo!  - Eu... Eu acho que vou dormir... - gaguejei ainda sem entender o que acaba de acontecer. Noah não disse nada,na verdade,eu nem esperei que ele dissesse nada e logo sai da sala,vindo para meu quarto

Fecho a porta do quarto e me encosto na mesma,apenas pensando no que aconteceu nos últimos minutos

Depois de tanto tempo, Noah Urrea me beijou... Sem ninguém olhando,sem ser por atuação na frente de algum familiar ou amigo,sem ser forçado.

Noah me beijou,e eu não consigo descrever o quão confusa isso me deixou...

 


Notas Finais


Teve beijo Noany
Repito: B-E-I-J-O N-O-A-N-Y
Estou pasma,passada,perplexa com essa atitude do Noah,de simplesmente DO NADA beijar a Any
A Any toda sem graça e apenas indo pro quarto depois do beijo kkkkkk,ai ai,eu amo ela gente
O que vocês acharam? Será que Noany vai render? Será que Noah está se apaixonando pela nossa Moanaa?? AAAA
Eu vou surtar aqui kkk
Eu só digo é: vixeeeee
Sina e Josh que lutem para não deixar os dois se juntarem kkkk aquelas kkkkkkk
Enfim mores,foi isso
Espero que tenham gostado
Lavem bem as mãos de vocês
Até maiss <3
Bjs bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...