1. Spirit Fanfics >
  2. My angel - Imagine T3ddy - Lucas Olioti >
  3. Passeio no parque Part: 2 de 2

História My angel - Imagine T3ddy - Lucas Olioti - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura a todos, espero que gostem.

Okay, capítulo 30 então eu resolvi fazer uma coisa meio especial, fazendo o casal ter um dia de casal.

Próximo capítulo eles já devem voltar para São Paulo... Então a rotina volta ao normal.

Capítulo 30 - Passeio no parque Part: 2 de 2


Fanfic / Fanfiction My angel - Imagine T3ddy - Lucas Olioti - Capítulo 30 - Passeio no parque Part: 2 de 2

              Capítulo anterior

Quando estávamos quase acabando, sinto uma sensação ruim e me apoio na parede, respirando fundo. 

             Capítulo de hoje

 Uma mão toca em meu ombro e eu vejo que era a mão do Lucas. 

- Você tá bem? Tá pálida. - Sinto sua mão tocar em minha testa. 

- Tô bem sim é só... Cansaço. - Desligo o chuveiro e me enrolo na toalha.

Sigo até o nosso quarto e encaro aquela roupa que eu havia escolhido. Sinto Lucas me abraçar por trás e eu sorrio. 

- Você tá doente S/n, tá nítido no seu rosto. - Ele me vira e alisa meu rosto. 

- Lucas, eu tô bem. - Dou um selinho em seus lábios e começo a me vestir.

Ele faz a mesma coisa e me olho no espelho, dando um sorriso. 

- Talvez eu esteja com anemia. - Pego minha bolsa de maquiagem e faço uma make básica, não usando muito batom, nem muita base. 

- O que? Desde quando? Por que não me contou? - Vejo ele ficar preocupado. 

- Um pouco antes de virmos pro Canadá eu já... A questão é que eu não quero que você se preocupe comigo. - Olho pra ele e lhe dou um selinho rápido. 

- Como não vou me preocupar? Você tá doente S/n e não me falou. - Sinto sua mão alisar minha bochecha e eu seguro em sua mão. 

- Eu tô tomando uns remédios, são fortes mas, tô melhorando aos poucos. - Ele fecha os olhos e junta nossas testas. 

- Há uma grande possibilidade do Mauro perder a Ana... Eu não quero te perder também. - Ele deixa uma lágrima cair de seus olhos. 

- Não chora tá bom? Vou melhorar, promessa. - Dou um selinho nele e o mesmo volta a se arrumar.

Pego meu perfume e passo um pouco em meu pescoço, em seguida, saímos juntos até a sala.

Verifico se tinha pego o cartão do hotel, a minha câmera e meu celular, juntamente de baterias extras.

Saímos do apartamento e fomos até o parque onde ele me levaria.

Resolvemos andar um pouco até o Stanley Park. Seguro sua mão firme. 

- Então... Estamos indo até o Stanley Park. - Digo após ligar a câmera. - Lucas, quer falar alguma coisa? 

- Eu só queria deixar meu protesto, ela me forçou a sair de casa então... Se meus vídeos demorarem pra sair, culpem ela. - Deixo um sorriso escapar. 

- A gente pensou em tirar o dia de folga, já como esse senhor aqui fez questão de gravar três vídeos agora de manhã. - Ponho uma mecha do meu cabelo atrás da orelha. 

- B3ars que estão assistindo esse vídeo, não reparem no cenário que está atrás de mim. - Paramos em um sinal vermelho para pedestres. 

- A gente vai pra São Paulo na sexta feira então, tudo voltará ao normal. - Penso um pouco e sorrio. 

- Eu tenho uma surpresa pra você! - Ele diz e o sinal fica verde. 

- É uma surpresa boa ou ruim? - Ele dá um sorrisinho fofo. 

- Depende do seu ponto de vista. Não posso contar exatamente o que é, mas daqui uns meses eu posso falar. - Não fazia o tipo do Lucas tanto suspense, só um pouquinho.

O mesmo pega a câmera, juntamente do tripé e começa a gravar. 

- Ele ainda é novato em fazer daily vlogs, então não liguem se ele deixar isso alto de mais ou baixo de mais. - Falo olhando para a câmera. 

- Não me culpe, não tenho culpa se você tem o tamanho de uma smurf. - Ele diz e eu o encaro com um olhar mortal. 

- Eu só sou alguns centímetros mais baixa que você, talvez uns cinco. - Digo e logo avistamos o parque na nossa frente. 

- É uma longa caminhada por todo esse lugar. - Ele vira a câmera e analisamos aquele lugar.

Juntamos nossas mãos novamente e começamos a andar por todo aquele parque. 

- Você lembra da primeira vez que seus pais te levaram em um parque? - O mais velho me pergunta e eu penso um pouco. 

- Eu era muito nova mas, eu consigo lembrar de algumas coisas. - Arrumo meu cabelo. 

- Minha primeira ida ao parque, Lembro-me como se fosse ontem. - Ele encara a câmera novamente. - Eu tava andando de bicicleta e eu acabei levando um tombo e bati a cabeça no chão. 

- Tadinho do meu bebezão. - Abraço ele de lado e sorrio feliz. 

- Doeu de verdade. - Pego a câmera e começamos a fazer uma caminhada naquele lugar. 

- Me pergunto quais são as possibilidades de aparecer um urso ou um coiote aqui. - Digo encarando o local. 

- Acho que se tivesse ursos ou coiotes aqui, eles não iam permitir a entrada das pessoas. - Ele fala e eu guardo minha câmera. 

- O que pessoas que saem de casa geralmente fazem em parques como esse? - Pergunto o encarando. 

- Que tal tirar algumas fotos? O dia tá lindo, você é linda e eu... Sou muito gostoso todos os dias. - Sorrio e faço que sim. 

- Tá, vamos andar mais um pouco e vamos tirar essas fotos. - Seguro sua mão e começamos a andar mais um pouco.

Achamos um lugar que era perfeito para as fotos e assim fizemos, ele tirou várias fotos minhas e eu fiz o mesmo com ele.

Andamos mais um pouco, até chegar no final do parque e vimos há alguns metros uma sorveteria. 

- Do que você gosta? - Ele me pergunta enquanto abre a porta pra mim. 

- Baunilha ou morango ou chocolate. - Falo e fizemos nosso pedido.

Saímos daquele local e voltamos até o nosso hotel. 

- Tava pensando em fazer mais vídeos com você. - Ele diz enquanto subimos as escadas. - Acho que realmente gostaram muito de você. - O mesmo dá um sorriso. 

- Podemos fazer tag's de casal se quiser, ou então podemos jogar outros jogos. - Entramos no nosso apartamento e eu me jogo no sofá. 

Ele se senta ao meu lado e eu sinto sua mão tocar em minha cintura. 

- Você fica tão linda nessa roupa. - O homem fala em meu ouvido. 

- Mas você nunca me viu com essa roupa. - Falo baixo em seu ouvido. 

Sorrimos e fomos até a cozinha, fazendo o almoço. 

               Quebra de tempo

Lucas estava montando tudo para fazermos o vídeo. Pego minha câmera e a posiciono em um outro ângulo. 

- Me admiro como você sempre consegue enquadrar uma cena. - Ele diz olhando as imagens no computador. 

- Não é atoa que me chamavam de senhora enquadramento na escola. - Ele me encara sem entender. 

- Que? - Nós dois acabamos rindo juntos. 

- Fez as perguntas de quem é mais provável? - Pergunto a ele. 

- Tão aqui. Eu fiz as minhas e você fez as suas? - Faço que sim e nos sentamos na frente das câmeras. - Okay. - Ele liga a câmera as câmeras. - Fala aí galera... Hoje eu tô com uma pessoa que vocês amam tanto que é o Luba. Mentira é a S/n. 

- Alguns de vocês provavelmente queriam que fizéssemos isso então, resolvemos trazer e dividir esse vídeo em dois. - Explico alternando meus olhos entre as câmeras. - É um quadro de quem é mais provável. Eles fez as perguntas dele e eu fiz as minhas e enfim... Ninguém sabe o que o outro vai perguntar. 

- A primeira parte vai acontecer agora e a segunda, acho que amanhã às 18:30 no canal secundário da S/n. - Ele explica como iríamos dividir os vídeos. 

- Eu começo com as perguntas? - Ele faz que sim. - Quem beijou primeiro? - Leio a minha primeira pergunta. 

Errinho de gravação

- Eu pensava que eram perguntas tipo... Quem é mais provável pegar geral em uma festa, tendeu? - Ele me pergunta e eu faço que sim.

- É que eu quis fazer algo meio diferente. - Sorrio.

De volta a programação

- Ele. - Nós dois falamos ao mesmo tempo. 

- Pra constar, eu tava puta da vida com ele. - Digo arrumando meu cabelo. 

- Mas ela gostou. - Ele diz me encarando. 

- Gostei um pouquinho. - Beijo a bochecha dele. 

- Quem é mais provável chorar em um filme de romance? - Ele pergunta olhando em seu bloco de notas. 

- Ela. - Falamos juntos ao mesmo tempo, novamente. 

- Eu sou meio sensível. - Ponho uma mecha do meu cabelo atrás da orelha. 

- Meio sensível? Você chorou assistindo Titanic. - Ele diz e eu dou um tapa em seu ombro, sem muita força. 

- Quem é mais provável pôr um piercing? - Olho para meu celular e encaro a câmera. 

- Depende, eu tenho piercing. - Ele aponta para seu brincos na orelha. 

- Mas são piercings em outros lugares, se é que me entende. - Faço uma cara maliciosa.

- Ela, eu não gosto de furar outros lugares porque eu sou cristão. - Tento ficar séria mas ele falando daquele jeito era meio engraçado. 

- Eu vou pôr dois piercings ainda esse ano. - Falo olhando para a minha câmera. 

- Quem é mais provável doar dinheiro pra caridade. - Ele pergunta e eu penso um pouco. 

- Ele. - Falo e ele me encara profundamente. 

- Por que eu seria mais provável? - O mesmo me pergunta e eu penso em uma resposta rápido. 

- Você faz eventos para caridade. Eu também faria mas... Ele é mais solidário, não que eu não seja, mas o Lucas é o homem mais solidário que eu conheço. - Vejo os olhos dele lacrimejar. 

- Não faz eu chorar em público. - Ele me abraça de lado. 

- Quem é mais provável participar de um reality show? - Ele parece pensar um pouco. 

- Ela... Ela saberia lidar com tudo aquilo que acontece lá dentro. - Ele arruma seu cabelo. - Pelo o menos, eu não consigo me ver em um reality show. 

- Se eu tivesse em um reality show, eu ia ser a primeira eliminada. - Encaro meu celular com as minhas perguntas. 

- Que pensamento positivo você tem né? - Ele perguntou e eu acabei rindo. 

- Tá, não a primeira mas... Não seria a ganhadora, existem pessoas mais merecedoras de um prêmio do que eu. - Explico melhor para eles.

- Tá vendo gente, ela é muito humilde. - Sinto ele beijar minha testa e eu sorrio fraco. - Quem é mais provável de fazer uma festa surpresa pra alguém? - Acho que estava quase no final das perguntas. 

- Ela. - Falamos juntos novamente. 

- Eu e o Luba fizemos uma festa surpresa pro Henrique. - Falo olhando apenas para uma daquelas câmeras. 

- Ela é mais carinhosa com os amigos. - Ele me abraça novamente. 

- Quem é mais provável ficar bêbado em uma festa? 

- Nenhum dos dois. - Ele responde e eu ponho meu celular de lado. 

- Eu poderia facilmente fazer isso. - Digo aquilo meio convencida. 

- Não faz o seu tipo. - Ele sorri e eu acabo concordando.

              Quebra de tempo

Finalmente o vídeo já estava pronto, Lucas e eu estávamos editando algumas partes. 

Amanhã iremos gravar a segunda parte do vídeo. 

- Prontinho, já finalizei minha parte. - Dividimos o vídeo em duas partes para cada um editar tal parte. 

- Eu também. Agora me envia isso aí e eu posto o vídeo. - Faço que sim. 

Mando o vídeo pra ele e ele junta aquilo e logo começa a enviar para o YouTube. 

Me aproximo dele e me sento em seu colo. 

- Eu tô completamente cansada. - Sorrio e jogo minha cabeça para trás. 

O mesmo beija meu pescoço e eu fico de frente pra ele. 

- Que tal uma massagem? - Podia sentir um tom de malícia ali mas resolvi ignorar. 

- Tá bom. - Sorrio e tiro minha blusa. 

Me deito de barriga virada para baixo e sinto ele subir em cima de mim. Sinto ele tirar meu sutiã. 

- Fica melhor sem sutiã. - Escuto sua voz em meu ouvido e sinto um arrepio. 

Ele começa a massagear meus ombros, fazendo eu soltar alguns gemidos baixos. Suas mãos angelicais iam percorrendo meu corpo. 

Após alguns minutos de tanta massagem, ele se deita ao meu lado. O mesmo também estava bem cansado do dia que tivemos, gravamos outros vídeos além daquele que irão no ar apenas na próxima semana. 

Aliso o rosto dele e fico lhe encarando sem falar absolutamente nada.

- Eu te amo. - Ele diz cruzando nossas mãos. 

- Eu também te amo. - Beijo a bochecha dele e fecho meus olhos e sinto o sono vir com tudo. 

.

.

.

.

Continua... 



Notas Finais


Minha nova fanfic de Teen Wolf

https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-story-never-told--teen-wolf-19216020

Espero que tenham gostado.
Até a próxima.
Bjs, se cuidem. ♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...