História My angel of guard (snowbarry) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon (Vibro), Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dr. Martin Stein (Nuclear / Firestorm), Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Eddie Thawne, Iris West, Personagens Originais, Wally West (Kid Flash)
Tags Snowbarry
Visualizações 408
Palavras 1.155
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - I want to be the thing you love the most in the world


Fanfic / Fanfiction My angel of guard (snowbarry) - Capítulo 12 - I want to be the thing you love the most in the world

A porta se abriu violentamente, e Kara entrou na frente, abrindo espaço enquanto Barry, vinha logo atrás, com a garota ferida e desmaiada em seus braços.

- Coloca ela aqui! - Kara disse indicando a cama do quarto de hóspedes de sua casa. Mon-El veio atrás, e começou a abrir os armários em busca de um kit de primeiros socorros.

Ele achou, e correu até a cama onde Kara instruía a forma como Barry deveria colocar Caitlin, de bruços.

Ralph se aproximou se ajoelhando ao lado da cama, e examinando os cortes nas costas dela.

- O remédio que o Conselheiro deu, está funcionando, mas vai demorar pra ela acordar - ele disse.

- Se afasta,Barry - Kara disse o empurrando. Ele passou as mãos pelos cabelos nervoso,  enquanto Mon-El fazia um curativo com todo o cuidado, em cada um dos enormes cortes nas costas dela.

Assim que acabou se levantou, limpando o suor da testa. Todos se aproximaram de Barry, que esperava o veredito dos amigos.

Eles o guiaram para fora do quarto e fecharam a porta.

- Ela vai ficar bem - Mon-El disse o fazendo soltar um suspiro aliviado - Mas vai demorar, talvez até uma semana para estar completamente bem. O antídoto do conselheiro funcionou, e em dois dias é possível que ela esteja acordada.

Barry riu. O alívio por saber que Caitlin ficaria bem, e que nada mais a impedia de estar com ele, era indescritível. Sentiu seu peito parar de apertar, enquanto ainda sorria sem acreditar que havia conseguido.

- Mas - Kara disse o fazendo parar de sorrir. Claro que havia um mas - Não vai ser simples fazê-la se adaptar a essa nova vida. Barry, agora ela vai sentir fome, sono, cansaço, vai adoecer, sentir dor facilmente e até...ter TPM.

- E acredite a primeira vez é tipo Satanás te atormentando - Mon-El riu e Kara o fuzilou com um olhar, o fazen baixar a cabeça.

- Fora que você vai ter que construir uma vida pra ela - Ralph completou de braços cruzados.

Kara acentiu.

- Vai precisar inventar um histórico, pais mortos, uma data de nascimento, um sobrenome, onde estudou, trabalhou...Enfim! Vai ser a parte mais difícil.

Barry acentiu.

- Tudo bem - ele disse voltando a sorrir - Quer dizer...A mulher que eu amo está se recuperando lá dentro, ela vai ficar bem e tudo vai se resolver...Está perfeito.

✴✴✴

Ele parou diante da porta de casa. As luzes acesas indicavam que ninguém havia dormido ainda. Viu o carro de Eddie na entrada, o que indicava que ele estava ali.

Barry puxou todo o ar. Sabia que seria interrogado. Sabia que estava sujo. Machucado. Que estava exausto e desaparecido a uns três dias.

Mas mesmo assim, ele abriu a porta, já imaginando o que viria a seguir.

Avistou Joe, Íris, Wally e Eddie, sentados na sala. A primeira a vê-lo foi a morena, que se levantou ainda descrente e correu até ele, se jogando nos braços de Barry e o apertando, com as lágrimas correndo soltas. Barry a abraçou. Joe veio atrás.

- BARRY! - Íris gritou - Nem acredito...Onde você estava?!!

Ele se afastou sorrindo.

- Resolvendo uns assuntos importantes - Barry disse. Joe o abraçou ainda sem acreditar.

- Te procuraram em toda parte! - Joe disse emocionado.

- Eu estou aqui agora - Barry disse - E mais feliz que nunca estive em toda minha vida.

3 dias depois

- Allen? Terminou aquele caso que pedi pra você acelerar? - Singh perguntou adentrando o laboratório. Barry acentiu, puxando a pasta da mesa e entregando. Singh foleou e olhou Barry - Estou impressionado, Sr. Allen. Todo esse seu empenho nos últimos dias, teve haver com seu sumisso ou com essa namorada que ninguém nunca viu?

Ele suspirou e sorriu.

- Os dois - Barry disse. Singh riu e se virou para sair - Ah, Capitão! Semana que vem é meu aniversário, gostaria de ir a um jantar lá em casa?

Singh se virou.

- Vou conhecer essa sua namorada misteriosa? - ele perguntou. Barry riu.

- Eu espero que sim.

- Pode contar comigo, até mais Allen - ele disse e saiu. Barry se escorou na mesa e sorriu sozinho. Ele realmente esperava. Já haviam se passado três dias e a garota nem dava sinal de que ia acordar. 

- Ei, Barry - ele levantou os olhos para ver a loira entrando e arrumando os óculos sorridente.

- Kara! - ele cumprimento ela com um beijo na bochecha e ela sorriu animada.

- Aconteceu! - ela disse. Barry franziu o cenho - Caitlin acordou!

✴✴✴

A porta estava fechada e suas mãos já suavam. Seu coração estava acelerado e respiração descompassada. Como se fosse a primeira vez.

"Meu nome é Caitlin...E eu sou seu anjo da guarda"

Ele sorriu com a memória. 

E assim abriu a porta, a primeira coisa que viu, foi a garota deitada na cama, com um pijama de bolinhas que era de Kara. Ele sorriu ao olhar nos olhos dela. Ela sorriu de volta. 

Se aproximou passo a passo, e se ajoelhou ao lado da cama. Sua mente rodava, e ele não conseguia processar nada, além de um:

- Oi!

- Oi - ela disse com um longo suspiro. Barry riu ao ouvir a voz dela. Ainda não podia acreditar que era real.

- Não sabe a vontade que tenho de te beijar agora! - Barry disse sorrindo.

Ela sorriu.

- E não sabe a vontade que tenho de te dar um soco agora!

Ele ficou sério.

- Que?! - perguntou.

- Você me renegou, seu panaca! - ela disse - Eu estava decidida e você tirou mes direitos de escolha.

Ele baixou a cabeça envergonhado.

- Você tem razão eu fui...fui um idiota. Fui fraco e imaturo.

Ela levou a mão ao rosto dele, alisando delicadamente e causando arrepios por todo o corpo dele e fazendo o rapaz fechar os olhos como prazer que a pele dela trazia.

- Mas você voltou pra mim - ela susurrou - E eu te amo mais ainda por isso.

Ele sorriu e abriu os olhos.

- Eu também te amo...mais que tudo!

Ela sorriu.

- Você já criou uma identidade falsa pra mim? - ela perguntou.

- Estava esperando você acordar - ele disse - Sabe, é melhor deixar você escolher quem quer ser.

- Quero ser a namorada de Barry Allen - ela disse. Ele sorriu.

- Digamos que já cuidei de espalhar isso - ele disse.

O silêncio predominou enquanto os dois se olhavam. Aquilo proporcionava êxtase a eles. Apenas aproveitar a presença um do outro. 

Caitlin entrelaçou seus dedos nos dele, enquanto Barry acariciava seu rosto. Ela sorriu.

- Sabe como quero me chamar? - ela perguntou num susurro ainda com sua voz fraca. Ele sorriu ainda mais.

- Ahn?

- Caitlin...Snow - ela susurrou.

- Snow? - ele perguntou sem entender se havia ao certo um significado para aquilo - Porque "neve"?

Ela suspirou.

- Lembra quando...Você era criança e sua mãe perguntou qual era a coisa que você mais amava no mundo? - Caitlin fez a pergunta retórica - Você tinha só seis anos e respondeu...neve. E é o que eu quero ser pra você, a coisa que você mais ama no mundo.

Ele alisou os lábios dela sorrindo.

- Você já é...


Notas Finais


Espero que tenham gostado 💜
O próximo capítulo é o último 😢😢
Prontos pra se despedir de My angel of guard?😭😭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...