1. Spirit Fanfics >
  2. My Arrogant Brother - Hwang HyunJin ( Incesto ) Reescrita >
  3. Capítulo 2

História My Arrogant Brother - Hwang HyunJin ( Incesto ) Reescrita - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olha eu de novoooooooooo

Capítulo 2 - Capítulo 2


         *Point of View MiRae*

Ligação on:

- Alô? 

Annyeong minha TTal 

- Jung Daehyun!

- Meu Deus! O que houve querida? 

Que história é essa de que eu tenho um Oraboni? E pior! Como eu não sabia disso? Appa ele não quer me levar para a Halmeoni, eu vou ficar com ele? 

- Do que está falando?? 

- Eu estava esperando o motorista e vi um garoto segurando uma placa com meu nome, aí fui até ele e o perguntei como sabia sobre mim e então ele disse: " Então você é a irmã mais nova do Jinnie" 

- Você já viu seu Oraboni?

- Sim, um arrogante!

- Vou conversar com sua Halmeoni e depois te ligo, estou muito ocupado agora, estou em Tokyo querida! Beijos Annyeo

Beijos Appa

Ligação off:

Como é que eu não sabia que tinha um Oraboni? 

Saí do aeroporto e vi os três conversando. Meu "Oraboni" tem a boca e o sorriso idênticos ao Appa e os olhos tem o mesmo formato. Quando me aproximei, eles me olharam. 

-- Finalmente em... chorou que tanto pro Appa em princesinha? - o tal Jinnie perguntou sarcástico e riu com o voz grossa. 

-- Cala essa coisa que você chama de boca e me diz quantos anos você tem - falo e ele revira os olhos. 

-- 20, por quê? - falou com cara de tédio. 

-- Você é só 3 anos mais velho que eu...Appa e Omma estão juntos há 18 anos - falei e ele riu. 

-- Você fala como se não soubesse da minha existência e das outras duas famílias - ele falou bravo e foi até um carro preto e entrou. 

-- QUE? - grito assustando os outros dois que me olharam. 

-- É melhor vir conosco... - o esquilo loiro falou e foi até o porta malas. 

-- Tá bom - falo e abro a porta do passageiro. 

-- Eu vou na frente! - exclamou o voz grossa e o olhei com deboche. 

-- Claro... - falei e entrei fechando a porta. 

Ele entrou atrás e o esquilo loiro veio para dirigir. 

Minutos depois o esquilo quebrou o silêncio. 

-- Como era no Brasil? - tentou ser simpático e o encarei. 

-- Bom, na medida do possível. Assim, o centro econômico de lá é o sudeste, mas o Sul é maravilhoso. Morava em Chapecó - falei dando um sorriso para ele. 

-- As meninas de lá são chatas e metidas como você? - o voz grossa perguntou colocando a cabeça entre os bancos. 

-- Não... e chato é você! Além de intrometido é um abusado - falei e mostramos nossas línguas ao mesmo tempo - Ah! a propósito, como você se chama Esquilo Loiro? - perguntei e ele me olhou sorrindo. tão fofo 

-- Me chamo Han Jisung, mas pode me chamar de Han - falou sorrindo e sorri automaticamente. 

-- E você voz grossa? - olhei para trás, porém ele ainda estava com a cara para dentro e quase acertei minha testa na dele. 

Santo cristo, o que ele tem de chato, tem do bonito!

-- Lee Félix, mas me chama de qualquer coisa - falou.

-- Qualquer coisa então - falei sorrindo de lado. 

-- E você como se chama? - perguntou. 

-- MiRae - falo.

-- E seu nome brasileiro? - Han perguntou.

-- Ah... sempre me chamei MiRae - falei dando de ombros. 

-- Já eu acho que Anã de Jardim combina mais - Félix falou e nos encaramos, eu brava e ele sorrindo. 

-- Chegamos! - Han exclamou.

Mal desci do carro e vi ele com minha mala em mãos já. 

-- Obrigada Han! - sorri fofa. 

-- Disponha fofinha - ele fez o mesmo. 

-- Vou sair daqui a pouco, sumam daqui - Jinnie falou aparecendo do nada e me assustando e depois me olhou feio e foi para dentro da casa. 

-- Quem ele pensa que é? - pergunto com desgosto. 

-- Hwang HyunJin, o cara mais gostoso de Seul - Félix falou e se esbarrou em mim para entrar no carro. 

-- Só se for o mais estúpido - falei brava. 

-- Quer ajuda? - Han falou e o olhei. 

-- Não, tudo bem!! - sorri. 

-- Então até outro dia MiRae - ele falou acenando e foi para o outro lado do carro. 

- Até - acenei sorrindo. 

Entrei em casa e vi que ela era tão grande que dava três da minha no Brasil. Com muito custo subi as escadas e vi uns seis quartos e todos de porta fechada, com exceção do último. Fui até e acabei de empurrar a porta e vi que os móveis era fediam a novo e sem falar da cor das paredes, rosa bebê. Entrei e fui organizar minhas coisas. 

 

                                            (........)

 

Desci as escadas e já era quase hora do almoço. Fui até o armário e não vi nada que prestasse ou fosse pelo menos comestível. 

Não acredito que vou ter que sair para comprar comida....

Subi as escadas e procurei o quarto do babaca, assim que achei, fui procurar por seu cartão de crédito. O meu só vai ser liberado amanhã. Mas aí ouvi um barulho na porta da frente e corri para fora do quarto. Se sou pega lá... O aguardei no corredor e nada. Desci, mas no meio das escadas ouvi um barulho no armário. Quando entrei na cozinha vi a porta da geladeira aberta e alguém atrás dela. Quando se fechou, vi uma criatura que não era o Jinnie bebendo leite direto da caixa. 

-- QUEM É VOCÊ? - exalto e ele pula para trás colocando o leite na pia e a mão no peito. 

Ele era pouco maior que eu, era magrinho, cabelos pretos e queixo pontudo. 

-- Ai que susto doida - ele fala com sua voz rouca e dá uma risada - Eu sou Seo Changbin, mas pode me chamar de Binnie - ele sorriu e se aproximou estendendo a mão e peguei - Você deve ser a pirralha, MiRae, não é? - perguntou e afirmei. 

-- Peraí!!! ME CHAMOU DE PIRRALHA? - perguntei e ele riu. 

-- Calma aí... é que o Jinnie ligou pro Jin-Hyung e pediu para ele vir aqui e ver se a casa não tava pegando fogo ou se você tinha fugido - ele falou e riu brevemente e pegou a caixinha de leite novamente e deu uma boa golada - Mas aí o Hyung disse que iria passar no mercado e vir fazer as coisas para você comer, já que por mais incrível que pareça, essa casa enorme não tem nada que preste para comer e quando tem tá velho ou vencido, aí ele me pediu para vir antes dele - ele disse olhando desconfiado a validade do leite e voltando a beber e passou por mim indo até a sala. 

Ele se jogou no sofá e ligou a TV. ele é bem folgado, mas tem um jeito engraçado. Fui até o sofá e me sentei do seu lado. 

-- Gosta Elite? - perguntou e neguei - Nem eu, vamos ver Riverdale - falou e colocou a série. 

-- Por que será que o babaca arrogante mandou vocês aqui? Ele nem liga para mim - falei. 

-- Deve ser por que você é menor de idade. Yah! Você é uma bebezinha, ainda mais com esse tamanho - ele falou e riu. 

--Narigudo - falei e ele me olhou como se estivesse ofendido, mas logo voltou a rir e joguei uma almofada nele. 

-- Aish.. foi só uma brincadeira! Eu em Jagiya - ele falou e logo em seguida nos encaramos surpresos - Desculpa... eu. 

-- Tudo bem... Oppa - sorri fofa para ele que corou. 

-- Vejo que estão se dando muito bem em - olhei para trás e vi um moço que se fosse modelo seria um World Wide Handsome. 

-- Hyung! Estou faminto - Changbin falou e ri dele. 

-- Sou Kim Seokjin, mas pode ser Jin - ele sorriu para mim - Você é a MiRae, certo? - perguntou e afirmei - E você senhor gula, vinte minutos o frango está pronto - falou e Changbin sorriu largo me fazendo sorri também e nos viramos para TV. 

 

                                            (...........) 

 

Depois de jantarmos, Jin, que era como uma Omma, estava lavando a louça e eu estava com Changbin na sala. 

-- Yah! Nunca comi isso... quando nos vermos de novo você faz? - pediu. 

Estávamos vendo algumas das receitas mais famosas entre os brasileiros e ele está completamente apaixonado por brigadeiro. 

-- Vamos embora Binnie - Jin apareceu na sala. 

-- Não! Fiquem mais que eu vou fazer brigadeiro - pedi e Jin olhou Changbin que fez um ayego. 

-- Ok! - Jin falou e fomos os três para cozinha. 

-- Só preciso de leite condensado e chocolate em pó - falei mexendo nos armários. 

-- Não tem chocolate em pó - Jin falou e Changbin fez um beiço. 

-- Aish... que dia vocês voltam aqui? - pergunte,. 

-- Depois de amnhã vamos nos ver ué! Vai ter um festa na piscina na casa do seu cunhado e o HyunJin vai te levar sim - Changbin falou. 

-- Ah, não sei... - falei. 

-- Leva sim!! Ele só tem o jeito babaca, mas é um fofo e também o Tae é muito legal e deixa você usar a cozinha dele - Jin falou e sorri em resposta - Vamos o preguiça - ele chamou Changbin que estava bocejando - Até lá Mi! - ele me abraçou e correspondi. 

-- Até Jin! - falei e nos soltamos e fui até Changbin o abraçando que correspondeu me abraçando bem forte - Até BinnieOppa - falei e ele corou. 

-- Até Jagy - falou e nos soltamos. 

Eles foram para a porta e fui atrás trancando e subi para dormir. 

 

                                                 (........)

 

Acordei do nada com muita sede. Olhei no celular e eram pouco mais que cinco da manhã. 

Sai do quarto bocejando e levei um susto quando vi uma moça de lingerie saindo de um dos quartos e descendo as escadas e logo um barulho na porta da frente. 

Onde eu moro é na verdade um puteiro? 

Quando ia passando pelo quarto de onde ela saiu, HyunJin saiu de uma vez de samba canção e quase nos esbarramos. 

-- Olha por onde anda! Quase encostou em mim - falou nojento e arqueei uma sobrancelha. 

-- Você fala como se fosse um príncipe... se pudesse te jogava escada a baixo - falo e me esbarro com ele para descer as escada, mas ele segurou meu pulso me puxando e fazendo nossos troncos se chocarem. 

-- Você se acha de mais garota! Só por que é a preferida do Appa... Garota insolente, preste atenção: Você pode ser a preferida dele, mas aqui é minha casa e quem manda sou eu, capiche? - perguntou. 

-- Babaca... eu já disse que não sabia sobre você - falei e ele riu me fazendo revirar os olhos - E que história é essa de outras duas famílias? - pergunto e ele me solta. 

-- Além de metida se faz e sonsa. Uma biscate mesmo - falou e se virou para descer as escadas.

Me apressei e peguei minha pantufa e joguei em suas costas e ele me olhou com fogo nos olhos. 

-- Biscate é a mulher que tava aqui com você - falei e ele iria responder mas levei um susto quando duas garotas passaram por mim  foram até ele e cochicharam algo e saíram e ele veio até mim.

Que horror... 3 ao mesmo tempo? 

Mas também né... bonito desse jeito! 

QUE PORRA EU TO PENSANDO? 

-- Fecha a boca, se não baba vai escorrer - ele falou e segurou meu queixo fazendo nossos rostos ficarem próximos. 

- Tira a mão de mim! - bato em sua mão e vou para a cozinha beber a merda de água da qual eu me arrependo de ter querido. 

Quem ele pensa que é? BABACA! 

Depois de beber água, me inclinei e coloquei a garrafa em baixo na geladeira. Me virei e vi ele me encarando sério. 

-- Você não pode usar apenas uma camiseta e sair andando como se a casa fosse só sua - falou e revirei os olhos. 

-- Qual foi? É tão vagabundo de secar a própria Jamae? - pergunto indo até ele, que fechou a cara. 

-- Pirralhas como você não me chamam atenção. Eu gosto de mulher sua inocente - ele falou rindo - É que meus amigos ficam muito aqui e eles pegam qualquer coisa - ele me olhou de cima a baixo - Como você - falou e sorriu ladino e saiu da cozinha. 

Desgraçado....

Ia subindo na escada também, mas ele se virou me fazendo parar. 

-- Amanhã vamos no Tae e se eu te ver com gracinha com alguém lá eu te deixo trancada aqui o resto do mês - falou e me aproximo mais dele fazendo cara de deboche. 

-- Pra sua informação eu fico perto de quem eu quiser, mas eu vou estar muito ocupada com o ChangbinOppa - falei e passei por ele, que estava boquiaberto. 

             *Point of View HyunJin

Como é? Como ela conhece o Changbin? 

-- Aí pirralha, como você conhece.

-- Ele veio aqui com o Omma Jin - falou e entrou no quarto. 

Aquele viado deu em cima dela com certeza... e ela parece ser facilmente manipulada. Acho que vou brincar com ela um poquinho! 


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...