História My Baby - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Chloë Grace Moretz, Justin Bieber
Personagens Chloë Grace Moretz, Justin Bieber
Tags Amor, Baby Girls, Chloe Moretz, Daddy, Infantilismo, Justin, Romance, Sexo
Visualizações 878
Palavras 2.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 📖 💜

Capítulo 20 - Vem nadar comigo


Fanfic / Fanfiction My Baby - Capítulo 20 - Vem nadar comigo

-É tão estlanho pai... - Dollores diz.

-O que querida? - ele pergunta e se posiciona ao lado da filha.

-Botar o pé no chão. Palece que eu nunca pisei. - ela diz e dá uma risada.

-É normal, vai se acostumar com isso. - ele diz e então ajuda a filha a ir até o sofá e se sentar.

-O tio Ryan vem hoje? - ela pergunta e se ajeitar um pouco mais em seu acento.

-O Ryan felizmente não mora com a gente Doll. - Justin fala.

-Mas ele podia. Chama ele pla molar com a gente pai. - a garota pede.

-Tá doida? Terei que aturar duas crianças? Você já está de bom tamanho, anjo. - ele diz divertido e vai até a cozinha.

-Mas o tio Ryan não é cliança. - ela diz confusa.

-Mas age como uma, isso é ainda pior. - ele diz e bebe um pouco de água. - quer um copo de água? Ou quer comer algo?

-Quelo só água. - ela diz e o mais velho lhe leva um copo com a bebida.

{...}

-Você pagou um boquete para ele?! - a garota pergunta eufórica.

-O que é isso? - indaga Doll.

-É quando você chupa o cara. Tipo, faz massagem. - explica ela.

-Então, sim. - confirma a Bieber.

-Mas como foi? É grande o pau dele?

-Jazz, não fala assim! - a Bieber mais nova a repreende.

-Desculpe Doll, mas responde aí, é ou não? - pergunta novamente.

-É sim. Bem grande. - disse Dollores e sentiu seu rosto inteiro corar.

-Nossa! Sempre achei que Justin tinha um pau pequeno. Vejo que ne enganei. - Jazmyn diz e Doll ri sem graça. -Mas como tá a relação de vocês?

-Normal, eu acho. Depois daquilo não fizemos nada demais, ele só me beija na boca as vezes. - diz a garota tímida.

-Justin é cuzão mesmo, não liga. - ela fala.

-Mas eu acho tudo isso estlanho. - Dollores fala confusa.

-Por que Doll? - Jazmyn indaga.

-Ele é meu pai, eu acho que pai e filha não se beijam e nem fazem massagens. - a garota fala.

-Doll, você sabe que o Jay não é seu pai biológico né? - ela fala e a garota assenti. -Então não tem que se preocupar com isso.

-Certeza? - ela indaga.

-Absoluta. - ela garante. -O Justin pode ter todos os defeitos que for, mas eu aposto que ele nunca faria algo para te magoar ou algo que você não queira.

-Tem razão.

-Mas o que você sente quando tá com ele? - Jazmyn pergunta curiosa.

-Eu fico bem, ele é semple calinhoso comigo, como ninguém nunca foi, ele além de meu pai é meu amigo e a única pessoa em que acho que realmente posso confiar de olhinhos fechados. - a garota fala de forma meiga e com um singelo sorriso em sua face. 

-Ai que fofo!

-Jazmyn! - ela ouve sua voz ser chamada no corredor.

-Oi. - responde ela e em seguida Justin aparece no quarto.

-Pode me ajudar com o jantar? - pergunta o Biber.

-Posso sim! - ele fala e se levanta. - vai ficar bem Doll?

-Sim, pode ir. Vou ligar para o Josh. - ela fala e Justin a olha irritado.

-Não tem Josh nenhum. Pode pegando um caderno e ir estudar um pouco. - ele fala e pega o celular da filha em cima da mesinha.

-Mas pai...

-Mas porra nenhuma. Pode começando. - ele fala e então se vira e sai do cômodo sendo segundo por Jazmyn.

-Precisava ser um ogro assim? - pergunta a garota furiosa.

-Ogro? Sabe quanto tempo essa garota não estuda ou faz algum exercício?

-Eu sei disso, mas nós dois sabemos que você não falou assim com ela por conta dos estudos. - a mais nova lhe lança um olhar duro.

-E eu falei em que intuito? - ele indagou.

-Você não queria que ela falasse com o Josh. - a garota diz.

-Claro que não! Esse garoto é uma peste. - ela fala

-Realmente ele não é um dos melhores garotos, mas a Doll tem dezessete anos, tá na hora dessas coisa. - a garota pega um avental e põe em seu corpo e em seguida começa a lavar sua mão.

-Mas ela tem uma mente de criança, não tem noção dessas coisas, vai que ele se aproveita disso? - o Bieber diz e vai até o armário para tirar uma panela de lá.

-Engraçado que você não pensou nisso quando ela tava pagando um pra você. - a menina diz e o loiro no mesmo instante a olha estático.

-Da onde você tirou isso Jazmyn? Ela é minha filha.

-Não se faz de doido Justin, ela me contou. - a garota diz e então pega uma verdura começando a picar a mesma.

-É por quê ela te contou isso? - ele indaga.

-Além de ser "tia" da Doll, ela é minha amiga e temos a mesma idade, eu transmito confiança o suficiente para que ela me conte as coisas por eu ser da mesma idade que ela. - ela explica.

-Mas isso foi algo momentâneo e irracional. - ele diz firme.

-Por que você faz isso? - a garota indaga.

-Isso o que?

-Mente assim. Mente pra você mesmo, o que é pior. - ela fala. -Nós dois sabemos que não foi algo momentâneo nem irracional.

-Mas para mim é mais fácil acreditar que sim, ela é minha filha Jazz.

-Mas não é biológica. Vocês podem sim ter alguma coisa, e só vocês mesmos podem impedir isso. - ela fala.

-Vejo que esses anos na Inglaterra fizeram bem para essa pequena Bieber. - Justin fala e dá uma bagunçada nos fios loiros da menor.

-Fizeram sim, os ingleses são bem mais evoluídos que nós. - ela diz.

-Vejo que sim.

Os irmão começam a fazer a refeição entre brincadeiras e piadas, e como todos seus programas juntos eles se divertiram bastante.

-Jay, sabe o que eu estava pensando aqui? - Jazmyn indaga.

-O que?

-Você poderia levar a Doll para aquela casa na praia que meu pai tem em Miami. - a menos fala enquanto coloca os pratos a mesa.

-Não sei Jazz, fiquei dois messes sem ir no trabalho, não sei se consigo mais tempo sem ir na empresa. - ele fala receioso.

-Fala com o Ryan, não é como se fossem passar uma semana lá, só um final de semana está bom. - a garota incentiva. -Vai ser bom para você e a Doll, um momento só para vocês dois para que possam pôr suas emoções no lugar.

-Você acha?

-Eu tenho certeza, e aposto que a Doll vai adorar. - a menina fala.

-Vou falar com Ryan e ver isso. - ele diz. -Obrigada Jazz.

-Não tem que me agradecer, estou fazendo isso pela Doll. - ela diz e ri em seguida.

-O que por mim Jazz? - Doll pergunta entrando na cozinha.

-Eu dei a ideia do Jay te levar esse fim de semana na nossa casa de praia em Miami, e ele vai. - ela diz e Dollores sorri animada.

-Selio pai? - ela pergunta alegre.

-Filha, eu...

-Sim Doll, é sério! - a garota se apressa e diz.

-Eu nunca fui em uma casa de plaia, na verdade eu nunca fui em uma plaia. Lá e bom? - ela pergunta entusiasmada e se senta a mesma.

-Sim é muito bom, sem contar que tem um lugar lá que vende um peixe frito maravilhoso. - ela diz e se senta de frente para Dollores.

-Eu gosto de peixe flito! - ela fala com brilho nos olhos.

-Quando acabarmos aqui, eu vou com você em uma lojinha no shopping que eu adoro comprar biquínis, aí nós aproveitamos e compramos uns para você e uns chapéus e saída-de-praia também. - Jazmyn fala. -Enquanto isso o Jay vai resolver as coisas do trabalho né?

-Isso. - o Bieber diz derrotado.

{...}

-Olha quem temos aqui. Achei que já tinha se esquecido de quê é dono de uma empresa, Bieber. - Ryan fala e se levanta de sua mesa para cumprimentar o amigo.

-Na verdade eu já havia mesmo, mas aí vem o meu amigo mala e me lembra isso toda hora. - ele fala e faz seu cumprimento com Ryan.

-O que lhe trás aqui? Já voltou a trabalhar? - indaga o Butler e volta a se sentar.

-Na verdade vim aqui para dar uma checada nas coisas e te pedir uma coisa. - ele diz e se senta na poltrona dos visitantes.

-As coisas estão de boa por aqui, até por quê quem tá no comando é o pai aqui né. - Ryan diz convencido. -Mas qual tu manda dessa vez?

-Queria saber se tem como você ficar só mais esse fim de semana no comando.

-Por quê? A Doll não está melhor? - ele indaga preocupado.

-Não! Ela está ótima, mas eu queria fazer uma viagem com ela. - ele diz.

-Vão para onde?

-Miami, na nossa casa de praia.

-Esse lugar é perfeito, ainda lembro que o verão que passamos lá foi quando peguei mais mulheres. - ele diz com uma cara de como se estivesse tendo a melhor lembrança.

-Foi perfeito. Mas o que me diz?

-Posso ficar sim, mas com uma condição. - o Butler diz sério.

-Qual? - Justin indaga.

-Ser me der um aumento. Do jeito que tô trabalhando deveria ganhar um milhão por mês. - ele fala.

-Para de ser dramático Butler, mas se quer um aumento eu lhe dou, nada mais justo como retribuição pelo que tem feito por mim. - ele diz.

-Hey, eu não estou fazendo nada por você, é pela Doll.

-Agora eu entendo minha mãe quando ela dizia que depois que temos filhos nós não existimos mais.

{...}

-Biquíni? - pergunta Jazz com um bloquinho de notas em mãos.

-Está aqui! - garante Doll.

-Roupas do dia-a-dia?

-Okay! - afirma ela.

-Chapéu?

-Confele. - fala Doll.

-Protetor? - pergunta Jazz.

-Aqui!

-Então acho que está tudo certo. - garante Jazmyn.

-Tá mesmo. - a garota diz e fecha sua mochila.

-Vou ver se Justin já esta pronto. - a garota fala e vai até o quarto do irmão. -Justin já acabou?

-Cabei sim. - o mais velho abre a porta de seu quarto com uma mochila em mãos. -E Doll?

-Estou plonta! - A menina aparece com sua mochila nas costas. -Vamos?

-Sim, amor. - ele diz e todos começam a caminhar para fora do apartamento.

-Comprou um Jeep? - perguntou Jazmyn assim que todos chegaram no estacionamento.

-Não. Esse é do papai, ele emprestou. - o mais velho explica e destrava o carro. Todos eles entram e se arrumam dentro do carro, dollores sentada na frente com Justin e Jazmyn atrás.

Eles seguiram viagem, antes de pegarem a estrada eles passaram para deixar Jazz em casa, e depois que fizeram isso eles prosseguiram  com seu caminho pelas estradas. Justin ligou o rádio, no começo só o mais velho sabia cantar alguma das músicas que ali tocavam, mas logo uma música bem conhecida pelos dos tocou.

-Eu conheço essa! - a menina diz animada.

-Eu adoro essa! - fala o mais velho.

E então a melodia da musica She will we be loved dos Marron 5 começou a tocar.

- Beauty queen of only eighteen
She had some trouble with herself
He was always there to help her
She always belonged to someone else

(Rainha da beleza de apenas 18 anos
Ela tinha alguns problemas com si mesma
Ele sempre estava lá para ajudá-la
Ela sempre pertenceu a outra pessoa) - os dois começam a cantar a música melodiosa.

A cada verso cantado eles se olhavam e riam um para o outro, Doll estava encantada com a voz que Justin tinha ele cantava muito bem e tinha uma voz maravilhosa. No último verso da música ela parou de cantar e apreciou apenas a voz suave e linda de Justin terminar a canção.

-I don't mind spending everyday
Out on your corner in the pouring rain
Please, don’t try so hard to say goodbye

( Eu não me importo de passar todos os dias
Do lado de fora, na sua esquina, na chuva torrencial
Por favor, não se esforce tanto pra dizer adeus ).

-Pai, você canta muito bem. - a menina diz animada.

-Obrigado amor, você também tem uma voz linda. - ele elogia.

-Obrigada.

{...}

-Vem pai! - a menina o chama.

-Doll está tarde, nós podemos pegar algum resfriado. - o mais velho avisa. Doll continua a caminhar pela areia da praia até o oceano.

-Pai é só um mergulho, por favor. - ela pede.

-Doll, essa água deve estar um gelo, vamos entrar e amanhã bem cedo nós voltamos. - ele pede novamente.

-Então o senhor entra. - ela fala e antes que Justin pudesse proferir suas palavras, a mesma começa a se livrar de suas roupas, tirando peça por peça, sem exceção de nenhuma ficando completamente nua. - Vem nadar comigo, Daddy.


Notas Finais


✔Obs: Eu simplesmente ADORO a música She Will Be Loved dos Marrom 5, e foi a música que eu realmente achei que combinaria.

✔Eu queria mandar um beijão para as meninas que estão lá no grupo do whats, elas são simplesmente demais e me ajudaram muito a montar esse cap e o próximo.

Se querem entrar também é só mandar seus números para mim que colocarei todos.

Espero que tenham gostado, e me desculpem qualquer erro de escrita.

Até a próxima 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...