História My Baby - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chloë Grace Moretz, Justin Bieber
Personagens Chloë Grace Moretz, Justin Bieber
Tags Amor, Baby Girls, Chloe Moretz, Daddy, Infantilismo, Justin, Romance, Sexo
Visualizações 981
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente essa atualização não é muita coisa, só estou postando porque achei essa ideia boa e só para vocês não ficarem sem atualização essa semana.

Boa Leitura :-)

Capítulo 5 - O que é pau papai?


-Mas Papai, eu não gosto de ficar aqui sozinha. - a mais nova dizia fazendo birra.

-Dollores, eu tenho que trabalhar. - o mais velho argumentava.

-Eu sei Daddy, mas Doll não gosta de ficar sozinha. - concluiu ela se sentando no sofá e cruzando os braços na altura do peito com uma cara emburrada.

-Senhor... Dollores o que você quer que eu faça? - pergunta o Bieber.

-Me leva com você d
Daddy. Doll plomete que vai ficar quietinha. - ela junta suas mãozinhas emplorando para oh pai.

-Realmente te deixar em casa sozinha não vai ser muito legal... Então pode ir trocar de roupa que nós saímos em cinco minutos. - o mais velho pronuncia e a loira vai em direção ao seu quarto dando pulinhos.

O mais velho voltou com seus afazeres e continuou recolhendo todos os papeis que iria precisar hoje em seu trabalho e organizou tudo em sua pasta e logo após conferindo se estava tudo ali. Ele caminhou até a cozinha, abrindo a geladeira e de lá tirando uma garrafa de vidro que continha água, pos o líquido no copo e ali tomou.

O mais velho se encostou na bancada da cozinha e deu uma olhada em seu telefone enquanto esperava sua filha terminar.

Apos uns minutos ali o loiro ouviu um som de saltitadas sobre o piso de sua casa, ele levantou sua vista encarando a loira a sua frente.

-Bola Papai? - indagou sugestiva.

-Vamos bebê. - ele pegou sua pasta em cima do sofá e estendeu a sua mão para que sua filha pegasse. Os dois andaram pelo o prédio ate a saída onde Taylor os esperava para partirem. Com todos já dentro do veiculo e muito bem acomodados eles seguiram viagem. Doll ia pelo caminho cantarolando uma música infantil qualquer enquanto brincava com seu ursinho de pelúcia, o loiro olhou para trás encarando sua filha e soltou um suspiro.

-Muito difícil a vida como pai senhor Bieber? - indagou Taylor.

-Sim. Muito mais do que eu esperava. - disse encostando sua cabeça sobre o banco.

-Doll é muito levada? - perguntou o mais velho.

-Não Taylor, antes fosse isso.

-Então por quê a dificuldade? - o mais velho parou em um sinal vermelho e encarou o loiro.

O loiro precisava conversar com alguem sobre o que ocorreu na noite anterior, porem Taylor não era uma boa opção no momento, não que ele não seja confiável, ele só não se sentia muito bem para contar para ele, não tinha esse nivel de intimidade.

-Só não estou acostumado Taylor, só isso. - disse ele por fim.

O mais velho não levou muita fé nas palavras de seu chefe, mas Justin era seu chefe e sabia muito bem o que estava fazendo, então decidiu deixar isso pra lá. Eles seguiram viagem e em poucos minutos eles já estavam com o carro parado em frente a empresa do loiro. Justin e Doll se despediram de Taylor e logo entraram do grande prédio.

Dollores achou aquele lugar muito grande e com bastante gente desconhecida ali, ela ficou bastante assustada com o local então apertou seu passo e ficou ao lado de Justin segurando sua mão. Justin percebeu o desespero da filha então lhe lançou um sorriso confortante.

Muitos no local lançaram os olhares para o Bieber e sua filha e ficaram curiosos, muitos deles não pensaram que Dollores fosse a filha dele, pois ela é muito grande para isso, eles já começaram a imaginar a loira como uma nova namorada. Justin ignorou todos eles e continuou andando por ali, e Doll ficava ao seu lado acenando para todos que passava por ali. Eles chegaram ao 12° andar e foram ate a sala do mais velho.

-Bom Dia senhor Bieber. - cumprimentou Carla, sua secretaria.

-Bom Dia Carla. - disse o mais velho.

-Bom Dia moça. - disse Doll.

-Bom dia querida. - devolveu a secretaria.

-Carla teria como você pedir algum lanche para Dollores tomar café por favor? - indagou o loiro.

-Claro senhor Bieber. - disse ela. -As papeladas já estão em sua sala.

-Obrigado Carla. - agradeceu o loiro e voltou o caminho para sua sala.

-Obligada Carla.

{...}

A manhã no escritório do Bieber foi bem tranquila, Dollores havia tomado seu café da manhã e quanto eles assinava alguns papeis, nesse momento Justin estava em uma ligação com um empresário muito importante enquanto a mais nova estava sentada em um sofá que havia no canto de sua sala mexendo em seu celular.

A mais nova estava vendo a sua time line do Twitter, ela havia criado a rede social a dois dias por um pouco de pressão de Joana, que alegou que seria muito bom para ela se interagir com o mundo, ela via a publicação das outras e se divertia com o que elas postavam.

Ela viu uma publicação que lhe chamou muita atenção. Uma menina havia postado uma foto com uma banana em sua boca com a seguinte legenda:

"É claro que eu queria um pau, mas vai a banana mesmo"

Doll ficou bem encabulada com o que leu, como alguem prefiria comer um pau do que uma fruta, pau era como se chamava a madeira, não é? Ou não? Ela preferiu tirar suas duvidas pesquisando. Ela foi em um aplicativo de pesquisa que Joana havia lhe ensinado e digitou, "Pau que não seja madeira". Logo os resultados apareceram e ela clicou o primeiro que apareceu ela começou a ler...

"Pau é um nome muito comum que as mulheres deram para o órgão genital masculino, o pênis. As mulheres escolheram esse nome pelo o pênis do homem em seu momento de ereção ficar duro e grande, assim como uma madeira."

-Pai você tem pau? - indagou a mais mova derrepente. O mais velho que já havia terminado sua chamada, parou imediatamente o que estava fazendo e encarou a filha.

-O que? Que pergunta é essa Dollores? - perguntou ele assustado.

-É que eu vi aqui que homens tem pau, então plovavelmente o senhor deve ter também né. - disse ela soltando uma risada no final.

-Não Doll eu não tenho pau, eu tenho pênis, é assim que se chama, pênis. - disse ele especificando a palavra.

-Ata. - ela disse e parou um pouco para pensar. -O do senhor é glande. Porquê aqui diz de tem tlês tamanhos, os glandes...

-Acabou Dollores, me dê esse telefone agora! - ordenou o mais velho.

-Mas pai...

-Sem mais Dollores, o telefone. - disse ele.

A mais nova se levantou de seu assento e caminhou ate o pai lhe dando seu celular e voltando para onde estava com uma cara emburrada.

-Não quero mais você vendo essas coisas tá. - disse ele.

-Tá bom Daddy. 


Notas Finais


Desculpem-me qualquer erro e espero que tenham gostado.

Ate a próxima ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...