História My baby boy - (ChanBaek) - Capítulo 59


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, HyunA
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, HyunA, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lay, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Sehun, Suho, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Baek, Byun Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Exo
Visualizações 1.041
Palavras 1.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura amores 😘💖

Capítulo 59 - "A culpa não é minha, mas me puna daddy"


Fanfic / Fanfiction My baby boy - (ChanBaek) - Capítulo 59 - "A culpa não é minha, mas me puna daddy"

- Eu já disse que não quero... Me deixa Baekhyun - diz indo em direção as escadas, mas parou no meio do caminho e deu meia volta vindo em minha direção, seu olhar, antes cansado, agora parecia irritado.

Assim que ele chega perto de mim segura meu rosto com certa força tendo a visão de meu pescoço todo marcado.

- Mas o que é isso?

.*.*.*.

- Calma Chany, n-não é o que está pensando... F-Foi o T-Taemin... - digo sentindo meus olhos marejados - P-Por favor, não vamos brigar.

- Calma meu amor, não vamos brigar - diz acariciando meu rosto - Vá para o quarto e me espere lá - seu tom de voz muda para um jeito autoritário. Resolvi então obedecer indo para o quarto...

Fiquei lá andando de um lado para o outro pensando no que Chanyeol iria fazer até que sinto meu corpo ser jogado na cama, nem tinha visto ele entrar. O mesmo sobe em cima de mim segurando minhas mãos acima de minha cabeça.

- Vou mostrar para Taemin que você já tem dono Baekhyun.

- Não sou objeto e nem cachorro para ter dono...

- Não importa, você passou a ser meu depois que aceitou a ser meu Baby Boy, lembra? Só eu posso te tocar, mais ninguém.

Eu apenas fiquei quieto escutando, não tenho culpa, foi Taemin que fez isso e agora quem se da mal sou eu.

- Cadê as crianças?

- Estão na casa de Soo!

- Jimin?

- Saiu com Jungkook e Naná foi pra casa de uma amiga que fez esses dias.

- Que bom, não quero que me atrapalhem.

- O-O que vai fazer? - pergunto com um pouco de medo.

Eu estava a espera de uma resposta mas Chanyeol simplesmente atacou meus lábios em um beijo selvagem, suas mãos rasgaram minha blusa, tentei toca-lo mas o mesmo não permitiu. Logo a falta de ar se faz presente, Chanyeol puxa meus cabelos fazendo com que erguesse a cebeça tendo visão de meu pescoço todo marcado. Meu corpo estremece ao sentir o toque de sua língua passando pelo meu pescoço.

- AH! Chany... - o mesmo morde meu pescoço com certa força e em seguida começa a marca-lo por cima das de Taemin.

- Se prepara amor, que essa noite eu vou te fazer gritar - diz rouco com sua voz grossa em meu ouvido.

- Achei que estivesse cansado - digo quase em um sussuro.

- Não estou mais!

Chanyeol amarra minhas mãos para trás com o cinto que ele usava, o mesmo tira sua gravata e sua blusa social me dando a visão se seu corpo definido e tatuado, mordi meus lábios e o mesmo percebe dando um sorriso malicioso. Suas mãos percorre meu corpo indo até o cós de minha calça logo a tirando, suas mãos eram quentes, eu suspirava com cada toque seu, Chany volta a beijar meu pescoço descendo pelo meu corpo.

- Chany... - digo manhoso enquanto ele brincava com meus mamilos.

- Chany? - diz parando com o que estava fazendo - Tem nada de Chany! Hoje é Daddy - Chanyeol tira minha última peça de roupa me deixando completamente nu, em seguida me vira de bruços.

Vejo o mesmo tirar suas últimas peças de roupa que usava e se posicionar atras de mim, sinto uma forte ardência em minhas nádegas e logo sinto Chanyeol prensar seus dentes ali me fazendo dar um grito meio abafado, feito isso, ele se posiciona em minha entrada.

- S-Só vai com... AAH! D-DADDY - Chanyeol me penetra de uma vez sem preparo algum.

- Você é meu baby... Só meu - diz puxando meus cabelos enquanto estocava sem dó alguma.

- D-Daddy, t-ta doendo... AAWWN - meu rosto estava molhado pelas lágrimas que caiam, tinha horas que eu até soluçava, Chanyeol estava sendo agressivo de mais, tapas, puxões de cabelo, talvez seje o estresse na empresa e a raiva de Taemin, mas se eu disser que não estou gostando estarei mentindo. Eu sentia uma dor insuportável em meu interior, uma dor misturada com prazer, Chanyeol sabia como me levar a loucura - D-Daddyyy aawn...

- Não precisa chorar bebê, eu sei que você está gostando - diz próximo ao meu ouvido - Mas se quiser que eu pare...

- N-Não! Não pare... Sei que a culpa não é minha, mas me puna Daddy.

Chanyeol volta com os movimento acertando diversas vezes minha próstata... O mesmo tira o cinto que prendia minhas mãos o colocando ao lado da cama, meus pulsos estava vermelhos, quase roxos. Pequei sua mão que estava em minha cintura e levei até meus cabelos para que o puxa-se, adoro quando ele faz isso...

Dessa vez eu que estava por cima, Chany ajudava nos movimentos enquanto nossas línguas brigavam por espaço em nossas bocas.

- Daddy... Aah!

- Ah baby... Fica de quatro empina essa bundinha pra mim hum.

Faço o que ele manda, eu estava suando, ofegante, com aquele gostinho de quero mais que ele sempre me deixa. Vejo Chany pegar a cinta que estava ao lado e sinto o mesmo passar o couro da mesma em minha coxa.

- Você é tão branquinho Baek - diz passando sua mão pela minha perna - E se der-mos uma corzinha a você.

- AAH! - sinto uma forte ardência em minha coxa esquerda.

- Por que tem que ser tão perfeito, tão gostoso? - diz rouco puxando meus cabelos novamente - Por isso ficam te olhando...

- N-não tenho culpa de ter nascido assim... Mas e-eu só sou seu...

- Mas é claro que é meu e outra...

- AAAH! - sinto o couro daquela cinta contra a minha pele.

- Eu não lhe disse que era para falar... Então fique quietinho, só abra a boca se for para gemer meu nome.

Chanyeol me penetra novamente ainda com os movimentos rápidos, fortes e fundos, sentia diversas vezes sua cinta contra minha pele, minha perna estava queimando.

- Aaawwnn daddy...

- Você gosta hum? - sussurra em meu ouvido e morde o lóbulo de minha orelha.

Chanyeol leva sua mão até meu membro fazendo movimento de vai e vem, sinto meu primeiro orgasmo vir, deixei um gemido alto escapar me desfazendo na mão de Chanyeol, o mesmo leva sua mão até minha boca para que chupa-se seus dedos, fiz isso sentindo meu próprio gosto. Minutos depois Chanyeol chega ao seu limite, sinto uma leve dor assim que ele tira seu membro, sei que amanhã vai estar pior.

- Vamos tomar um banho - o mesmo me pega no colo indo em direção ao banheiro, reclamo de dor assim que ele me coloca no chão.

Entramos no box e ele liga o chuveiro, tomamos nosso banho mas ficamos mais um tempo ali trocando carícias.

- Aish... Ta doendo Chany - reclamo.

- Desculpa pequeno... Foi o estresse e a raiva quando vi essas marcas, acabei deixando me levar - diz acariciando meus cabelos.

- Eu não sou pequeno... - digo me afastando.

- Ah não? Então vem cá me dar um beijo.

Vou para beija-lo mas não alcanço, mesmo com dor eu pulei, fiquei na ponta do pé, mas nada adiantava. Desisto ficando com um bico em meus lábios e Chanyeol acaba rindo.

- Vem cá meu pequeno - ele me pega no colo e eu entrelaço minhas pernas em volta de si. Logo nossos lábios de encontram em um beijo calmo, mas tivemos que nos separar pela falta de ar e por estar-mos bastante tempo no chuveiro.

Saimos do banheiro, Chany vestiu somente uma boxer e eu roubei uma de suas blusas. Me deito na cama e ele logo deita ao meu lado após apagar a luz.

- Meu bebê ficou todo vermelhinho - diz apalpando minhas nádegas.

- Aigooo, ta doendo - digo tirando sua mão dali.

- Você fica bem melhor com as minha marcas do que as daquele garoto - diz tocando seus dedos em meu pesco, sinto sua mão tocar meu rosto fazendo uma breve carícias, ficamos nos encarando por um tempo até que sinto um breve selar em meus lábios - Me desculpa por ser meio agressivo, eu não...

- Está tudo bem Chany, eu gostei - digo sentindo meus rosto corar - Só acho que não vai dar para mim ir para a universidade amanhã...

Um silêncio fica pelo quarto, escuto a porta principal sendo aberta, provavelmente era Jimin e Jungkook, ignoro me aconchegando mais nos braços de Chanyeol. A dor em meu interior incomodava um pouco, mas logo consigo dormir...


Notas Finais


Hehehe 🌚🌚

Espero que tenham gostado
Até a próxima😘💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...