História My baby boy - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Tags Baby Boy, Got7, Noona, Yugyeom
Visualizações 18
Palavras 1.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi mochis, mais um cap!
Desculpe se houver erros ortográficos.
Boa Leitura!!!

Capítulo 5 - "Ele sempre atrapalha"


Fanfic / Fanfiction My baby boy - Capítulo 5 - "Ele sempre atrapalha"


S/n on

Tá, no começo eu não queria muito dançar com o Yug, fiquei inventado alguns desculpas, mas esse garoto é muito insistente, acabei aceitando, que mal havia em uma dança, so fiquei um pouco envergonhada pois ele é um ótimo dançarino e eu dou horrível nisso, mas ele falou que iria me ensinar, até ai tudo bem, a primeira música era agitada, ele me ensinou uns passos, tentei imita-lo, foi ate engraçado.

Depois começou um música lenta, ele veio se aproximando de mim, tentei não demonstrar meu nervosismo por estar tão perto e consegui, até que colocou a mão em minha cintura, colando nossos corpos, senti um arrepio, ele começou a se movimentar e eu tentando acompanhar olhando para seus pés, mas colocou as mãos no meu queixo, fazendo o olhar, seus olhos são tão atraentes, quase impossível não ficar hipnotizada, então me deixei levar naquele momento, como esse garoto consegui ter esse efeito sobre mim, eu sinto ele me apertar mais e fazendo movimentos suaves ai som daquela música lenta se aproximando e selando nossos lábios.

Eu demorei um pouco a ceder, pois fiquei em dúvida se eu queria, mas a boca dele era tão deliciosa que acabei não resistindo e aprofundei nosso beijo, foi calmo mas cheio de desejo, estava tão bom, mas nos separamos por falta de ar e nos olhamos por um momento, tá eu fiquei um pouco constrangida, ainda bem que o Jae apareceu e acabou com aquele momento.

Youngjae: e ai gente, opa tô atrapalhando alguma coisa? – nos olhou desconfiado.

S/n: o que? C-claro que não! – aish, porque eu gaguejei.

Yug: atrapalhou sim – olhei para a ele com os olhos arregalados, queria que ele não contasse – atrapalhou nossa dança ué – sorriu.

Youngjae: ah isso, não tem problema, depois vocês continuam, vamos beber um pouco – saiu me puxando e o Yug ficou parado, olhei para trás e o chamei até que ele veio.

Chegamos a mesa e eu logo me sentei, pois estava com os pés doendo, o Jae sentou do meu lado, o Yug um pouco mais afastado e logo os outros meninos chegaram junto com a Leslie, ela e o Mark não se desgrudavam estavam muito fofos juntos, estávamos bebendo e rindo até o Bambam me chamar para dançar.

BB: a senhorita não vai dançar comigo não, por acaso? Só quer dançar com o Yug.

S/n: Q-que? Claro que não – droga, porque eu gaguejo todo hora aish – vem Bambam, vamos dançar. – quando ia saindo alguém fala.

JB: também quero dançar com você.

Jack: Vai ter que dançar comigo também.

Jae e Jinyoung: é, comigo também – falaram uníssono.

Leslie: nossa, como está sendo requisitada hein S/n – me olhou maliciosa e rindo junto com o Mark.

S/n: aish, pare vocês dois – claro meninos, tem S/n pra todo mundo – sai rindo puxando o Bambam e o Yug só olhava sem dizer nada.

Depois que dancei algumas músicas com o BB, o JB chegou dizendo que era a vez dele, o Bambam não queria, mas teve que sair, então o comecei a dançar com o JB, tenho que confessar que antes eu tinha uma queda por ele, nem o Jae sabe disso, nunca contei pra ninguém, mas o JB nunca me deu bola, me tratava como uma irmã mais nova, detalhe sou mais velha que ele, mas mesmo assim ele dizia que eu era a maninha dele, então com o tempo eu superei esse sentimento que foi substituído pelo de amor de irmão mesmo, só que mesmo assim ele ainda me deixava nervosa quando se aproximava.

JB: você está muito linda hoje, sabia S/n, quer dizer você sempre é, mais hoje está muito mais – corei, ele quase nunca me elogiava.

S/n: Ah, muito o-obrigada – tenho que parar com essa mania de gaguejar.

JB: fica muito fofo vermelha – sorriu.

S/n: aish, para, a culpa é sua – dei uma risadinha tímida.

JB: so falei a verdade, sei que não faço muito isso, mas hoje realmente tive que falar. – falava olhando nos meus olhos, mas não conseguia o encarar por muito tempo.

A nossa proximidade foi ficando mais curta, sua respiração estava batendo no meu rosto, espera ele vai me beijar, é isso mesmo, eu não sei se devo, se o Yug ver, ah porque eu estou preocupada se ele vai ver ou não, mas eu não posso beija-lo, antes dele chegar mais perto, o Jack nos interrompe dizendo que já era a vez dele, ainda bem, não poderia beijar dois garotos, que são amigos na mesma noite, o que deu em mim, preciso ir embora, depois de dançar com o Jinyoung e o Jae dou um jeito de ir.

Dancei com eles e voltamos para a mesa, eu não conseguia olhar para o Yug, tava com vergonha, ele não parava de me encarar, o clima estava meio estranho, será que ele viu eu e o JB, não quero que fique com raiva de mim, depois do nosso Beijo não fiquei mais perto dele, não estou mais aguentado isso, tenho que ir. E essa era a hora começou uma confusão no meio da pista de dança e eles correram pra ver, então eu peguei minha bolsa e sai de fininho, ninguém percebeu, fui em direção a saída e peguei um táxi.

Finalmente em casa, tirei aqueles malditos saltos, joguei minha bolsa e celular em cima do sofá e fui em direção ao meu quarto, não avisei a Leslie, porque a mesma me avisou que iria dormir na casa do Mark, então foi mais fácil de fugir de lá. Cheguei no quarto tirei aquele vestido de estava me apertado e fui tomar um banho, sai me sequei e vesti me pijama, um shortinho curto e uma blusa que ia ate metade das minhas coxas e fui em direção a cozinha, estava com muita fome, não tinha comido nada antes de sair, então fiz um sanduíche e peguei um refri, porque sou dessas e fui para a sala assistir, quando terminei fui lavar o que tinha sujado e peguei um chocolate pra encerrar a noite em frente a TV.

Olhei meu celular e tinha varias mensagens dos meninos e da Leslie, tanto no grupo quanto no privado e também algumas ligações, então resolvi responder antes que me matassem.

Chat on

Sunshine: S/n menina, onde você se meteu

Sunshine: me responde

Double B: você sai e nem avisa garota

JB: responde S/n, cade você?

Leslie: eu vou te matar se não responder logo

Jack: calma gente, amanhã essa mocinha estará encrencada.

S/n: calma gente, estou em casa

Jiny: já ia chamar a polícia garota

S/n: aish, se esqueceram que eu sou a mais velha, sei muito bem me cuidar.

Sunshine: mas deveria pelo menos ter nos avisado –

Mark: isso mesmo senhorita “eu sou a mais velha”, a gente ficou preocupado.

S/n: ponto agora já sabem onde estou, boa noite!

Leslie: af que grossa, amanhã a gente vai ter uma conversinha.

Chat off

Escuto a campainha tocar, quem será essa hora, já passava das 2 da manhã, assim que abro a porta, meu coração dispara, era ele me olhou e dei espaço pra o mesmo entrar.

S/n: Y-yug, o que faz aqui? – olhei surpresa.

Yug: eu só vim saber se estava tudo bem, você saiu sem falar com ninguém.

S/n: ah, está tudo bem sim.

Yug: olha S/n, depois que a gente se..., depois do que aconteceu entre a gente, parece que ficou um clima meio estranho, não quero que isso continue, então se é pra isso não continuar, vamos esquecer o que aconteceu, eu prefiro fazer isso do que perder sua amizade, vamos fingir que nunca aconteceu. – falou nervoso e fui me aproximando .

S/n: sabe Yug, você fala demais – coloquei as mãos em volta da sua nuca e o beijei, ele pareceu bastante surpreso com minha atitude e ficou sem reação, porém logo voltou a si e aprofundou nosso beijo, colocando seus braços em volta da minha cintura, separamos por falta de ar.

Fui empurrando ele até chegar no sofá, fazendo ele sentar e em seguida subi em seu colo e voltei a beija-lo, suas mãos foram para minha cintura apertando e me pressionando contra seu corpo me fazendo sentir que ele já estava bastante excitado, senti um arrepio percorrer todo meu corpo quando começou a beijar meu pescoço , descendo as mãos para minha bunda e apertando me fazendo arfa, então desço as minhas mãos até a barra da sua camisa tirando e jogando em um canto qualquer da sala, como esse garoto é gostoso, quando a coisa estava começando a esquentar, escutamos a campainha tocar e uma voz bem familiar me chamando

Jae: S/n, sou eu abre, quero saber como você estava. - falou batendo na porta.

Yug: aish, ele de novo atrapalhando – bufou e eu ri.

S/n: to indo Jae, so um minuto – sai do colo dele – veste sua camisa Yug – susurrei e o mesmo fez o que falei, me recompus e fui abri a porta – Oi Jae, entra.

Jae: E ai como voc... Yug, o que ta fazendo aqui? – noa olhou desconfiado

Yug: É... eu também vim ver como ela estava.

S/n: como podem ver estou ótima, então não é por nada meninos, mas estou com sono, então... – falei na porta e ambos entenderam, o Yug me olhou como se dissesse “Sério que não vamos continuar”.

Jae: ta ok sua chata, noa expulse mesmo, a pessoa se preocupe e é posta pra fora – revirei os olhos.

S/n: para de drama Jae, sabe que te amo – beijei seu rosto e depois o do Yug – mas eu estou com sono.

Então nós despedimos, eles foram embora e eu fui pro quarto e fiquei pensando como eu me deixei levar pelo beijo, se o Jae não tivesse chegado realmente iria até o final com o Yug, aish S/n, ainda bem que ele nos atrapalhou, eu não posso me envolver com aquele garoto, vai ficar mais difícil de resistir a ele agora, mas tenho que tentar.


Notas Finais


Obrigação por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...