História My Babysitter - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jin, Mark, Rap Monster, Yugyeom
Tags Bts, Jin, Namjin, Namjoon
Visualizações 285
Palavras 1.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Festa, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey Armys!

Voltei rapidinho pra vocês! E teremos mais Namjin ❤❤❤

Capítulo 20 - Capítulo 19: Recordações de uma noite


Fanfic / Fanfiction My Babysitter - Capítulo 20 - Capítulo 19: Recordações de uma noite

Namjoon's P.O.V


Eu não conseguia acreditar no que minha memória tentava me dizer. Agora eu estava começando a recordar o que houve quando estava bêbado e o que me recordo é de Seokjin.

Me lembro de o encontrar em casa e... céus! Eu dei em cima dele?! Isso mesmo?! Eu paquerei o babá do meu filho?!

"Sabe Seokjin...eu reparo muito em você desde que te vi."

"Não posso negar o quanto você é atraente"

Não creio que falei isso. Pelo menos ele a todo momento tentava me afastar. Eu estava cego pela bebida e com certeza faria besteira se Seokjin deixasse.

Passo a mão por meus cabelos. Estava com uma leve dor de cabeça. Me encosto em minha cadeira suspirando e fecho meus olhos, deixando-me recordar de qualquer burrada que eu tenha feito.

Flashback on

Entrei em casa, caindo de bêbado. Tanto que fui me apoiar logo onde tinha um vaso caríssimo, que logo se espatifou no chão em vários pedaços.

Avisto Seokjin descendo as escadas. Naquele momento, não sei o que havia dado em mim. Ele me parecia estranhamente muito atraente nessa hora.

— Senhor Namjoon.— disse ele e olhou a hora no relógio em seu pulso

— Seokjin...ainda aqui? — perguntei um pouco arrastado

— Taehyung não queria que eu fosse até o senhor chegar.

Ele se aproxima mais de mim e eu já não tinha ideia do que fazia. Só sentia a estranha vontade de agarrar aquele homem tão belo.

— Ah sim haha — disse rindo — O Tae...gosta muito de você.

— Eu sei, mas...

— Entendo, você é uma pessoa incrível sabia? — digo e sorrio ladino — E muito bonito também.

— O s-senhor está bêbado...— disse corado pelo elogio

— Eu...estou muito bem

Com certeza não estava. Havia enchido a cara e agora estava daquele jeito, igual um adolescente bêbado e cheio de hormônios.

— Acho melhor o senhor ir pro quarto...

— Ah mas está tão bom aqui com você.— digo fazendo um biquinho até fofo e seguro sua cintura

— Senhor, realmente acho que...

— Me chama de Namjoon! Não sou tão velho.

— Sabe Seokjin...eu reparo muito em você desde que te vi.— disse ele — Não posso negar nem um pouquinho o quanto você é atraente...

Acaricio seu rosto e ele fechou os olhos com o toque. Aproximei meu rosto do seu, deixando nossos lábios a menos de 2 centímetros de distância.

— N-Namjoon...

Então selei meus lábios contra os seus. Ele colocou as mãos em meu peito, tentando me empurrar, mas ele eu sou mais alto e muito mais forte que ele, então foi em vão.

Ele acabou por ceder, levando suas delicadas mãos ao meus cabelos. Cedeu passagem a minha língua que adentrou sua boca, explorando cada canto. O beijo era necessitado, afoito, muito distante do calmo.

Minhas mãos apertavam sua cintura com certa força. Ele puxou levemente meus cabelos, me fazendo arfar entre o beijo. O guio até o sofá, onde o deito e fico por cima de si.

— Namjoon...— soltou um leve gemido ao eu morder seu lábio inferior

Meus lábios descem para o meu pescoço, o fazendo arfar. Gemeu surpreso ao eu lhe dar um chupão que com certeza vai deixar uma marca difícil de esconder. Volto a o beijar, de forma mais intensa que antes. Somente após um bom tempo, ele acaba com tudo.

— Namjoon.... Namjoon! — me empurro levemente, fazendo eu me afastar

Flashback off

Aigoo! Eu não acredito que fiz isso. Eu beijei Seokjin e ainda fui quem fez aquela marca em seu pescoço. Nem quero imaginar como ele deve estar se sentindo.

Preciso recordar de exatamente TUDO o que aconteceu, para então conversar seriamente com Seokjin. E somente espero que nada que eu vá me arrepender tenha acontecido naquela noite.

— Olá Namjoon.

Abri os olhos imediatamente ao ouvir essa voz. Cerro os punhos, me levantando e encarando meu irmão mais velho que estava a minha frente.

Kim Jongdae, o que pensa que está fazendo aqui?!

— Ora, não posso visitar meu irmãozinho em sua empresa?

— Empresa a qual você quase leva a falência!

Jin's P.O.V

— Jin...canta pra mim? — Taehyung pediu sonolento

— Claro Tae.— sorrio carinhoso, acariciando seus cabelos

Respirei fundo, começando a cantar uma música que costumava cantar para o Yugyeom antes de dormir, quando ele era menor. Era uma música que minha irmã cantava para mim e meus irmãos quando eu era pequeno.

Logo vejo que ele dormiu e lhe dou um beijo na testa, antes de sair de seu quarto. Acabei ficando até agora porque Taehyung insistiu que queria que eu o colocasse para dormir.

Então, agora já deveria ir para casa. Fui até o escritório de Namjoon, onde o mesmo estava desde que chegou. E não estava de muito bom humor...

— Senhor Namjoon? — o chamo batendo na porta

— Entre.— ouço sua voz séria

Abri a porta devagar e entrei. Encontro ele sentado em sua mesa, com uma garrafa de Whisky pela metade e um copo quase vazio nas mão.

— Eu só vim avisar que Taehyung já dormiu e que já estou indo pra casa.— falei

— Seokjin, venha aqui.— fez sinal para eu me aproximar

Ainda relutante, me aproximo de sua mesa e ele se levanta, deixando o copo sobre a mesa.

— O-o que foi, Senhor?

— Eu...queria me desculpar.— disse me olhando nos olhos

— Pelo quê?

— Por causa da noite em que cheguei bêbado e meio que...te agarrei.— corei no mesmo instante

— O-o S-Senhor se lembra de tudo?

— Não tudo, mas o suficiente. Desde quando cheguei... até te beijar no sofá.

Então não se lembra do resto que houve depois. Não sei se me sinto mal ou aliviado por não se lembrar.

— Bom, e-eu...

— Eu peço desculpas. Não estava raciocinando direito.

— T-tudo bem...eu entendo.— falei abaixando o olhar

— Por acaso não houve mais nada que possamos nos arrepender, houve? — perguntou e levantei o olhar

N-não! — menti

Ele deu a volta na mesa, se aproximando cada vez mais de mim e eu comecei a ficar nervoso. Me arrepiei ao sentir sua mão encostar na minha.

— Por que sinto que está mentindo?

— N-não é mentira.— gaguejei e fechei os olhos sentindo sua mão em meu rosto

— Está mentindo...

Suspiro. Por que ele insistia?!

— Seokjin...— abri meus olhos e o encarei, enquanto ele acariciava meu rosto suavemente — me desculpe por isso.

— Tudo b...

Sou interrompido por seus lábios junto aos meus. Apesar da surpresa, não demoro a me entregar ao momento e corresponder ao beijo que se iniciava.

Me sinto se encostado contra a mesa e suas mãos envolvem minha cintura, enquanto as minhas sobem por seu peito, até seus cabelos.

— Por que não falou comigo sobre aquilo? — perguntou se afastando um pouco — Por que me deixou lembrar de tudo só agora?

Mordi o lábio, sem saber o que responder.

— Se lembrou de tudo?

— Cada detalhe...

Senti meu rosto corar violentamente. Meus lábios são tomados novamente por ele e eu não neguei, somente me deixando levar por seja lá o que vá acontecer.


Notas Finais


NAMJIN ❤❤❤❤

Espero que tenham gostado! Comentem o que acharam ok?

Beijos de uma army, bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...