História My Bad Boy Fighter (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Personagens Originais
Tags Bts, Ciumes, Dançarina, Hoseok, Hot, Imagine, Jimin, Jungkook, Lutador, Milly_jurudkrgg, My Bad Boy Fighter, Nessa, Sonho, Taehyung, Você, Yoongi
Visualizações 2.184
Palavras 2.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLOOOOOO

COMO VÃO MEUS XUXUS? Sei que vocês estão irritados (das) comigo, eu sei, eu sei, tenho alguns motivos.

Primeiro: Estava estudando e fazendo algumas provas para o colégio e para um concurso aí.

Segundo: Tive que fazer uma viagem de uma hora para outra, quem me conhece sabe do que estou falando.

Terceiro: ESTOU MORRENDO DE SAUDADES DE VOCÊSSSSS

Cês não tem noção, fiquem esse tempo sem escrever e quase fiquem doente dkskskskd ainda mais essa fic, que é minha atual no momento, a que vocês mais gostam também (eu acho sksksl) mas assim, mil perdões, vou atualizar o próximo capítulo logo, já que estou guardando uma "surpresa" para ele hehe.

Estou enrolando muito né?

Boa Leitura xexus!

Capítulo 11 - "Only When You Ask"


Fanfic / Fanfiction My Bad Boy Fighter (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 11 - "Only When You Ask"

9° Capítulo ㅡ "Só quando você pedir"                            My Bad Boy Fighter 


Jungkook não parava de me olhar com um sorriso no rosto, e um tom de sem entender também estava escrito em sua testa, á espera que eu diga alguma coisa para ele.

- Olha – Me afastei do mesmo – Nem sei porque eu falei isso pra você, Jungkook –Saí correndo até a porta, mas Jungkook puxou meu braço.

- Perai, perai, perai. Calma, eu nem falei nada – Ainda segurava meu braço.

- Nem precisa, eu sei que você deve tá achando que eu sou uma louca mesmo – Tentei sair de novo, mas o mesmo me impede – Aish. Me deixa sair!

- Não! – Por impulso, comecei a bater em seu peito, tentando me controlar e não chorar, pois, estava fazendo papel de idiota ali.

- ME DEIXA – O mesmo tentou me parar.

- Ei... Ei... Calma – Passou a mão em meu rosto – Não fica assim, não tem nenhum problema.

- Como não?! Falei coisas que não devia, e que deveria guardar para mim...

- Não às guarde – Me fez o olhar – Eu gostei de ter ouvido isso de você.

-Não me acha uma louca? – O mesmo negou devagar. Sorri e tentei me aproximar, tentando o dar um beijo. Mas o mesmo segura meus dois pulsos, me impedindo de fazer o que estou querendo fazer agora.

- Te prometi, você tem que pedir primeiro.

- O que?! Eu nunca vou fazer isso, Jungkook – Me soltei do mesmo, me afastando – Esquece o que eu falei, e aproveita – Uma lágrima, sem que eu percebe-se saíu – E me esquece também – Coloquei a mão na boca e sai pela porta, ouvindo Jungkook gritar meu nome, mas eu não tava nem aí pra ele, apenas queria ir embora e esquecer essa humilhação que ele me fez passar, e que na verdade, eu provoquei.

Atravessei a rua e voltei para a academia, tentei passar direto para que ninguém me visse assim. Mas acabei me esbarrando em alguém.

- S/N? O que aconteceu? – Fala tentando me acalmar.

- Não aconteceu nada, Yoongi. Nada.

-Mas você tá chorando... Vem comigo. – O mesmo se aproximou de mim, colocando meu braço em meu ombro, me abraçando de lado. Fomos até uma sala fechada, é enorme, mas não tem nada – Senta aqui – Puxou á cadeira para eu sentar. Logo sento e o mesmo fala – Irei pegar uma água, calma – O mesmo saíu da sala, me deixando sozinha. A sala é muito grande para não ter nada, e ainda possuí eco. O que indica que ninguém talvez nunca tivesse mexido nela, ou talvez sim. Vi Yoongi entrar novamente com um copo de água, me dando – Toma – Pego o copo com a água de sua mão.

- Obrigada – Sorri. Bebendo um pouco da água.

- Bom, agora pode me falar o porquê de está assim? – Se baixou em minha frente.

- Eu... Briguei com um amigo. Só isso –Menti.

- Tem certeza que foi só isso, S/N? – Desconfia.

- Tenho, só foi isso mesmo – Insiste. Tomando o resto da água – Obrigada por me perguntar, Yoongi – Me aproximei do mesmo, passando minha mão em seu rosto.

- Eu sempre estarei aqui, sou seu amigo agora, mesmo eu não sendo o melhor para confortar as pessoas – Sorriu meigo.

- E você é um ótimo amigo, disso eu sei.

- Então... Podemos ir? Você já tá melhor? – Pergunta Yoongi.

- Tô melhor sim, graças a você, amigo.

- Ainda bem, amiga – Rimos juntos. Yoongi se levanta, estendendo sua mão para mim – Vamos? 

-Vamos – Respiro fundo e levanto da cadeira, ficando de pé. Yoongi e eu saímos da sala, indo para o lado de fora junto à Yoongi.



                                     [...]


Chegando em casa, sou recebida pela minha mãe, que logo me abraçou. Não entendi muito bem, mas retribui o abraço. Talvez ela esteja preocupada comigo, isso é normal. Nos afastamos um pouco, a mesma me afastou dela, me olhando de cima a baixo.

- Aconteceu alguma coisa, filha? – Olhou para mim 

- Não mãe, porquê a pergunta? 

-Chegou essa hora em casa, fiquei preocupada com você.

- Mas tá tudo bem sim, foi só...– Não queria mentir, mas...– O táxi atrasou um pouco...

- Eu entendo – A mesma deu passagem para eu passar – Entra, filha – Não pensei duas vezes e logo entro dentro de casa, procurando pelo sofá e me jogando no mesmo.

- E o Tae, mãe? – Pergunto, tirando o sapato da escola, o jogando em qualquer canto da sala. 

- Foi atrás de você – A olhei.

- Mãe... A senhora fez o garoto ir, não foi? – Falei sorrindo.

- Eu...– A mesma parou – Quer saber, eu mandei ele ir sim. Poxa filha, estava preocupada, você nunca chega tão tarde em casa. Achei estranho.

- Coitado, agora vai ter que voltar. Tem muito tempo que ele saiu? 

-Acho que uns minutos, não tem muito tempo não.

- Então tá, vou tomar um banho e já, já eu desço para comer algo, pois estou morrendo de fome – Peguei meus sapatos do chão e fui até as escadas, subindo e entrando em meu quarto.

 Jogo os sapatos em qualquer canto e fui até o banheiro, fechando a porta e tirando meu uniforme – Tinha tirado a roupa que uso para dança, pois está encharcada e tenho que colocar para lavar, e amanhã usar ela novamente. Terminei de me despir e fui até o chuveiro, o ligando. A água estava morna, é a temperatura perfeita para mim. Entro no chuveiro, sentindo a água passar pelo meu corpo inteiro, assim eu posso esquecer tudo que aconteceu comigo hoje. Eu praticamente me declarei para Jungkook, e o que ele fez? Levou tudo em uma brincadeira, uma coisa que não era para ser. Sei que não era pra ter me precipitando tanto com ele, fui muito radical em falar essas coisas para ele, sendo que o garoto nem me conhece. Deveria ter adivinhado que ele iria agir assim, e não teria sido tão humilhada como fui hoje. Me sinto um nada agora, e apenas o que eu quero é enfiar minha cabeça dentro de um bueiro, e nunca mais sair, e nem ver mais a cara de Jungkook em minha frente. 

Pego o shampoo e passo em minha cabeça, na verdade, passei um tempão com ele na cabeça, só pensando em tudo que passei hoje. São tantos acontecimentos que nem sei por onde começar, só espero que Jungkook esqueça o que aconteceu hoje, e nem toque no assunto sobre isso. É capaz de esquecer que ele existe e nem ao menos falar com ele, seria ignorância? Talvez, mas eu fiz errado também, e mesmo assim prefiro deixa isso quieto. 

Me enxaguo e enrolo a toalha em meu corpo, saindo do banheiro e indo até meu quarda-roupa. Não quero uma roupa apertada, o que eu preciso nesse momento é dormir, e acordar apenas amanhã. Pego qualquer peça que vi pela frente e á vesti, junto com as peças íntimas. Ouso meu celular vibrar, havia chegado uma mensagem. Fui até o mesmo, enxugando meu cabelo com a toalha. Desbloqueio e vejo que é uma mensagem de Jungkook. Jogo o celular em cima do lugar onde estava, apenas li uma simples frase "A gente ainda precisa conversar" claro que não iria responder. Passo a mão no rosto e vou até a porta, desligando a luz que estava ao lado dela. Volto para cama e me deito, mas quando eu ia fechar o olho para dormir, alguém bate na porta.

- Pode entrar! – Falo, vi minha mãe, a mesma ascendeu a lâmpada.

- Filha.– Veio até mim – Está dormindo cedo por quê? 

- Apenas estou com sono, mãe.

- Tem certeza que não é nada? Não está com fome? – Pergunta. Neguei as duas – Então tá bom – Se aproximou de mim, me dando um beijo.

- Boa noite, mãe.

- Boa, filha – A mesma foi caminhando até a porta, mas antes que saísse, descide perguntar.

- Mãe! – Olhou pra mim – E o Tae? 

- Ah, tá revoltado por dar viagem perdida, agora tá dormindo – Dei risada – Tchau – Fechoa á porta. Agora sim eu poderia dormir tranquila. 



                                     [...]


A aula de matemática havia acabado, tinha que fazer um trabalho pra semana que vem, estou cheia de coisa pra fazer, ainda tem isso. Acho que um dia minha cabeça com certeza vai explodir de tanta coisa ao mesmo tempo, não sei como eu aguento tudo isso. A única coisa que realmente me acalma é a dança, fora isso, é tudo uma grande merda em minha vida. Hoje nem o Tae e nem a Nessa vieram, eu achei coisa errada também, mas vi que o Tae não tem aula e Nessa está com febre, então deixa isso pra lá, todos nós temos ploblemas. Eu principalmente. 

Pego minha mochila e saí da sala, não gosto quando o Tae não vem pra escola, eu fico sozinha e ainda tenho que pagar o táxi, sendo que meu irmão tem um minhaeuro em mãos para todos os táxis. Saí da escola, o sol não está muito forte e nem muito fraco, está normal. Mesmo que eu goste de chuva, esse tempo também é muito bom pra mim. 

Entro no carro, não estou com pressa, pelo contrário, esse horário que eu saí está ótimo pra chegar na academia hoje.


                                      [...]


A aula não havia começado, como eu disse também, saí em um horário legal, então dá até um tempo para me aquecer antes da dança. Percebi alguém ao meu lado, fazendo os mesmo movimentos que os meus. Não é difícil de imaginar quem é, não tenho amigos aqui, por incrível que pareça, o único amigo aqui, é o Yoongi mesmo.

- Oi...– Olho para o lado e vejo Yoongi, sorri para o mesmo.

- Oi! – Olho pra frente novamente.

- Você está melhor? – Se referiu ao acontecimento de ontem.

- Não foi nada, só caiu um cisco no meu olho.

- Não foi essa versão que você me contou ontem – Olhou para mim desconfiado. Bufei e me sentei, vendo o mesmo se sentar junto à mim também.

-Era mentira o que eu te contei ontem –Abaixei a cabeça.

- Eu sabia disso, sei quando as pessoas mentem pra mim. 

- Sabe?

- Muitos já mentiram pra mim – O olho –Cada mentira de partir o coração, mas eu superei, e estou aqui agora.

- Mas... Se você não se importar, eu prefiro não falar o que aconteceu.

- Tudo bem... – Segurou minha mão – Não se esqueça que estou aqui sempre.

- Obrigada, Yoongi – Me aproximo do mesmo, dando um abraço no mesmo, que não pensou duas vezes em retribuir.

- Mas vamos continuar treinando, precisamos nos sair bem nessa apresentação que a professora falou para gente – Nos afastamos um pouco. 

- É verdade, temos que ir logo, antes que a professora cheque – Nos levantados e começamos a fazer nossos passos, como as outras duplas da sala fazia. Precisava me sair bem, mas eu confio em Yoongi, ele não vai deixar a gente se sair mal.

 Tenho certeza que não.



                                        [...]


Estava no banheiro há um tempão, minha cabeça está começando doer. Coloco água em minha mão e passo em minha testa, tinha tanta coisa em minha cabeça que não consigo parar só em uma e focar nela até à resolver e passar para á outra, não consigo fazer isso. Respiro fundo e saí do banheiro, indo até a escada, mas assim que ia subir, alguém segura meu braço. Me viro pra ver quem é.

- Por que não me respondeu ontem? ㅡ Pergunta. 

-Jungkook, me deixa em paz ㅡ Tentei subir, mas o mesmo me impede, me puxando para ficar frente à frente com ele.

- Me responde! – O mesmo fala um pouco alto, segurando agora meus pulsos.

- Eu não vi – Falo rápido.

- Como você visualizou e não viu?! Tava fazendo o que para não me responder? 

-Não te interessa! – O mesmo não falou mais nada, apenas me olha feio e começa puxar meu braço para fora da academia – Pra onde você tá me levando?!

- Pra onde você acha? – O mesmo atravessou a rua, indo em direção a loja onde trabalha. 

- Para! Eu vou te morder – O mesmo não deu importancia, abriu a porta de vidro da loja e entrou comigo lá dentro – Me larga...– O mesmo trancou a porta – ME LARGA – Gritei.

- Espera! Espera! – Me debatia, não queria saber de nada dele. – MANDEI ESPERAR ,MERDA – Gritou ao pé de meu ouvido, me fazendo parar de reagir contra ele.

- O que você quer...? – O olho.

- Quero saber por que agora está me evitando.

- Então me larga que eu falo – O mesmo me olhou torto, mas logo me empurrou de seus braços.

-Agora fala! – O seu tom de voz está alterada.

- Eu não posso mais ser sua amiga.

- Por que isso agora? Estávamos bem até ontem.

- Ontem? – Assentiu – Ontem eu falei uma coisa que nunca deveria falar para você.

-Então é isso? 

- Isso o quê?! 

- Você não quer saber de mim só porque falou comigo que gostava de mim? – É exatamente isso.

- Você tá ficando louco?! – Tentei passar por ele, mas o mesmo me impede – ME DEIXA, SEU CHATO.

- JÁ DISSE QUE NÃO – Apertou meu braço.

- Você tá me machucando...– O mesmo me soltou, seus olhos realmente emitia raiva.

- Você quer ir embora? – Assenti. O mesmo foi até a porta, a destrancado com brutalidade – Vai! Pode ir, inferno – Deu passagem para eu passar, mas não o fiz. O mesmo passou por mim, ficando de costas, apoiando suas mãos no balcão. Fechei a porta, não iria sair e deixar ele aqui. Tomei coragem e fui até o mesmo.

- Eu não queria falar aquilo, porque eu sei que você é assim – Coloco meu queixo em seu ombro– O que falam de você não é coisa boa.

- Então por quê está aqui, ainda, não mandei você ir embora? – Falava ainda de costas para mim.

- Porque sinceramente, eu não te acho uma pessoa ruim. Acho que o que eu sinto por você, é mais forte que tudo que falam de você – Fiz cara de choro, mas não desceu nenhuma lágrima, ou apenas queria descer.

- É sério isso? – Me olha de canto de olho.

- Eu só quero que a gente fique bem, mas parece que você não quer...– O mesmo se virou para mim.

- Eu quero ficar com você, mas eu não posso fazer isso sem sua permissão.

- Mas você já tem minha permissão –Passei minha mão em seu rosto. Delicadamente, enquanto a outra, Jungkook segurava firme.

- Isso quer dizer que...– Tentei me aproximar dele, mas o mesmo segurou meu braço – Só quando você pedir.

-Me beija, por favor – O mesmo ficou sem reação com minhas palavras, não sei se irei me arrepender, mas fiz o que meu coração mandou agora. Não posso mas voltar atrás.


Notas Finais


Iai? Continua?

UOUUUUUU O KOOKIE É UM SAFADINHO, FALOU Q A MINA IA PEDIR, E NÃO É QUE PEDIU MSM SKSKSKSKKS ADORO ESSAS COISAS vem cá, só vocês acharam esse título um pouco safado? Skksksksk

Mas iai gente, gostaram do capítulo? Estou fazendo os caps pequenos agora, mas fácil para corrigir, quando é grande d+ eu levo mais um tempo para corrigir, mas pode deixar que não ficará só 2mil o tempo todo, pode sair tanto de 3mil quando de 5mil, ainda estou tentando fazer um com 5k, mas por enquanto não.

Quem sabe no capítulo Hot tenha 5k skskskskssk

Muito obrigada por ler até aqui, vocês são uns amores, deixe um comentário para ajudar a fic chegar em 500 comentários, eu sei que vocês conseguem! Mas é isso, fiquem com Deus e não fume sksksksks

Meu perfil: @milly_jurudkrgg

BJSS MEUS NENÊSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...