História My badboy! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Elizabeth Liones, Meliodas
Tags Baine, Kiane, Melizabeth
Visualizações 125
Palavras 592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um cap pra vocês pessoal! Muito obrigado pelos comentários e favoritos do prólogo! Esse cap ta um pouco curtinho, mas o próximo volta ao normal. Vamos lá e boa leitura!

Capítulo 2 - Visita inesperada.


[Pov’s Elizabeth]

Acordei no outro dia com mil ligações e mensagens no meu celular de Diane e Elaine, cheguei em casa ontem e me joguei na cama, chorei até dormir e só acordei hoje. Por sorte hoje era sexta-feira e feriado, as aulas da faculdade tinham começado tortas, na quinta-feira. Levantei e fui fazer minha higiene matinal, ainda de pijama desci para tomar algo de café da manhã, meu pai e Verônica estavam na mesa, me olharam curiosos, Diane e Elaine deviam ter ligado em casa também. Aposto!

- Ellie, o que houve ontem? Chegamos e você estava dormindo, Diane ligou quinhentas mil vezes atrás de você.  – perguntou verônica-

- Cheguei cansada e me joguei na cama. Dormi até agora pouco. – Menti. Eu não queria perguntas sobre o Howzer, meu namoro com ele já estava acabado!

- Nossa, como consegue dormir tanto? – ignorei a pergunta de Verônica-

Tomei meu café rapidamente e subi pro meu quarto novamente, abri o guarda roupas e peguei um vestido do armário. Me joguei na cama novamente, peguei meus fones e comecei a ouvir Send my lover-Adele. Diane me ligou mais mil vezes, não aguentava mais ela no meu pé, então decidi mandar uma mensagem.

 

“Diane, estou bem. Só quero ficar em casa hoje, amanhã nos falamos, ok?”

“ Ok nada Elizabeth! Você tem que me explicar o que aconteceu ontem!”

“Diane, já disse que amanhã nos falamos! Vou desligar o celular!”

 

[Quebra de tempo]

 

Já era noite, meu dia tinha sido péssimo, levantei da cama e fui tomar um banho, me troquei e desci até a cozinha procurando algo para comer, já que estava faminta. Peguei qualquer coisa no armário, percebi que estava sozinha em casa, fui até a geladeira e vi que tinha um bilhete.

 

“Ellie, saí com Griamor e papai foi para o dominó. Não me espera, volto tarde e papai também. Beijos, Verônica.♡”

 

Que ótimo, assim não fariam nenhuma pergunta a qual não queria responder. Fui em direção a sala e me joguei no sofá e liguei a tv, não estava passando nada interessante. O que poderia ser interessante começava 12h no MTV. De repente ouço alguém bater na porta com força, como um furacão.

Já vai! Não precisa derrubar a porta ! - Gritei irritada-

Fui até a porta, estava abrindo a porta, mas quando vi seus cabelos castanhos tentei fechá-la desesperadamente. O que foi em vão, pois ele segurou a porta e a empurrou com uma força assustadora, com apenas uma mão! Por Kami! Eu estou em sérios apuros! Ele entrou cambaleando enquanto eu me levantava, estava visivelmente bêbado. Chorava e suplicava meu perdão.

Elizabeth! Me perdoe, eu não queria, juro! Mas você não me dava muita escolha.

Eu não te dava escolha!? Seu cachorro! Acabou, ouviu? Acabou!! Suma daqui! - Eu gritava chorando enquanto tentava me afastar-

Não acabou não! Cansei de esperar a princesinha! Eu quero vocÊ aqui e agora! - Gritava enquanto me prensava contra a parede me apalpando-

Tentei me soltar, mas não consegui, ele me apertava cada vez mais forte e me arrastava para o sofá. Gritava socorro sem parar, mas parecia em vão mesmo que a porta estivesse escancarada, era noite e ninguém parecia estar em casa ou se importar. Ele me jogou no sofá com uma força violenta, que me fez bater a cabeça na mesinha ao lado do sofá, eu já não conseguia mais protestar contra, ele abria os botões da calça e puxava meu vestido para cima. Comecei a perder meus sentidos, quando algo tirou Howzer de cima de mim e apaguei.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...