História My Beautiful Ghost Vampire - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Kim Taehyung (V), Personagens Originais, Suho
Tags Bangtan Boys, Bts, Exo, Girl_darkkfics, Junmyeon, Kim Junmyeon, Kim Taehyung, Suho, Tae, Taehyung, Vampire
Visualizações 7
Palavras 1.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAA OI GENTEEE!
dps de milênios eu apareci hahaha ~rindo de nervoso~ mil perdões pela demora, mas agr to de volta com um capítulo fresquinho pra vcs.
Boa leituraaa ❤❤

Capítulo 7 - VI


6


Uma semana depois

Após ser pego pelo irmão no quarto, Taehyung passou a ficar muito misterioso. Debalde seu irmão tentava o pressionar. Uma mistura de preocupação e curiosidade rondava Junmyeon.

Enquanto todos estavam em um jantar silencioso, uma cabeça ali estava a pensar no que uma aluna de seu filho teria falado naquele dia de manhã.


-Quem é você? -questiona a rainha vendo uma menina de corpo pequeno, cabelos até os ombros com uniforme escolar e um sorriso perverso curvando-se em veneração. 

-Olá rainha Eunji! Me chamo Aurora e sou aluna do Suho, ou devo dizer, seu filho, Kim Junmyeon. -a soberana tem espanto em seu olhar ao ouvir as palavras proferidas da boca da jovem que sorria com maldade.

-O que estás dizendo? -ela não podia acreditar que seu herdeiro foi descoberto. Mas como isso aconteceu?!

-Eu sei que está espantada, em seu lugar também ficaria, mas não precisas ficar aflita. Seu segredo está a ser guardado às 7 chaves. -dizia naturalmente.

A mais velha podia sentir que Aurora não era humana, talvez fosse o ser que ela mais abominava do mundo subrenatural.

-Que segredo? Do que estás falando? -insistia em se enganar, mas a mesma sabia que a moça à sua frente não era tola e sabia de muita coisa que nem a própria poderia imaginar.

-Contarei desde o começo, minha rainha. -sorria perversa. -Não percebes que seu herdeiro está à sair bastante? 

-Ele sempre fez isso. Não será uma novidade se veio falar das diversões do Junmyeon. -falou com soberania.

-Mas acredito que vossa majestade iria adorar saber da nova "diversão" do futuro rei de Florensia.

-Creio que não. -levantou-se seu trono. -Siga-me! -ordenou à menina que atendeu prontamente e a seguiu até o jardim do palácio, onde havia 3 bancos rodeando uma fonte que jorrava água, exalando vida, coisa que ali não tinha. 

-Me trouxe aqui para admirar a esta fonte? Por sinal, muito bela. -dita sarcástica recebendo um olhar raivoso da rainha.

-Além de encomodar-me sem ao menos me conhecer ou ser de minha confiança, ainda me vem com piadas. Deveria jogar-te na fogueira por falta de respeito com sua soberana.

-Fazes isto e ficas sem saber do que teu filho anda fazendo. -fala ao sentar em um dos bancos e cruzar as pernas como se fosse a dona de toda a riqueza que ali se via e escondia. 

-Anda e diz o que tens a dizer. -senta ao lado da moça com uma certa distância. 

-Como havia começado antes de a senhora me interromper, -fala como se fosse íntima da poderosa Kim Eunji. -Já devias perceber que teu primogênito anda por lugares fora do reino. -a majestade teria percebido a ausência do filho, mas não queria admitir, não queria acreditar que o Kim mais velho estava metido em rumores vergonhosos.

-Meu filho? Andando fora do reino? O que pensas que está dizendo? -se altera e levanta do assento.

-Acalme-se, majestade. Quer um chá para aliviar os nervos? -gargalha com sua pergunta retórica. 

-Tu és muito desafiadora. Não tens medo de morrer? 

-A morte tem medo de mim, senhora. -a rainha não queria admitir, mas sentiu um arrepio na espinha com tamanha frieza. A mesma ficou calada. -Seu filho finge ser um professor em uma escola pública, na qual estudo. Ele tira suspiro das alunas por onde passa, inclusive os meus. -respirou fundo fechando os olhos imaginando a beleza de seu professor. -E como sou uma garota muito curiosa, fui investigar sua vida. Embora que seja bem difícil de se acompanhar, não há nada que passe despercebido de Aurora Goulart. -gargalha ao se gabar de sua maestria. -Seguindo seus passos, além de descobrir sua verdadeira identidade, também vi que ele está no colégio por um motivo em especial. -deu pausa. 

-Que motivo seria? -pronunciou a rainha que até agora estava a concentrar-se nas palavras de Aurora.

-Uma aluna da minha sala que se destaca em suas notas impecáveis, mas ninguém tem sua amizade. Ela sempre foi misteriosa e tímida. Nunca a vi enturmar-se com alguém, mas os professores sempre gostam dela por suas notas e seu comportamento em sala de aula. Mas o interesse de sua majestade, Junmyeon, parece ser outro bem diferente... ele vive a conversar com ela e ir atrás da mesma. Sempre com um olhar malicioso por trás.

-Fale de uma vez! -exclama raivosa.

-Ainda não sei o que pode ser, mas se vossa senhoria aliar-se a mim, eu posso desbrir quem é essa garota em um piscar de olhos! -estala os dedos recebendo uma gargalhada da rainha.

-Ah por favor! Achas que eu iria acreditar em algo tão mentiroso? Quanto mais aliar-me à você. -riu ainda mais. -Só fizeste mesmo arruinar minha manhã. Pensei até de vires falar coisas realmente importantes, mas como esperado, és apenas uma parva querendo se beneficiar às custas da corte. Mas saiba que estas enganada!

-Está duvidando de mim, majestade? Se não fizer minhas vontades, todo o reino saberá quem é o futuro rei de Florensia. E não adianta vir com ameaças com seu exércitos de soldados, já deve ter percebido que posso acabar com todos apenas em brincadeira. -seus olhos se transformam em vermelho rubi assustando Eunji, mas ela não se rendia. -Se ainda duvidas de mim, eu sou o motivo da miséria do reino vizinho. Pergunte à seus súditos imigrantes de lá se eles ouviram falar no nome de "Calie". -a rainha arregala os olhos com a revelação que acabara de ouvir.

-Vo-você é a Calie? A que assassinou toda a família real de Richarville? -pôs suas mãos à boca vendo a outra gargalhar ao ver o espanto que fizera. -Mas... você não pode ser a Calie, todos dizem que ela era uma mulher adulta, atraente e de olhar maldoso, como você pode ser ela? A não ser que...

-Sim, eu sou uma bruxa. -falou simplista. -E eu posso fazer coisa pior com Florensia se não fizer o que eu peço. -aproxima seu rosto da rainha Eunji que se afasta até quase cair do banco onde estava sentada.

-O que você quer de mim? -fala com voz falhada.

-Hum... deixa eu pensar -fala andando de um lado para o outro enrolando uma mexa de seu cabelo no dedo indicador. -Se aliar-se a mim e eu te ajudar a fazer teu filho afastar-se da aluna plebéia, você me fará ser esposa dele. A futura rainha de Florensia. -diz saudosa e rindo como uma psicopata.

-Como? Está louca? -grita a soberana.

-Ainda achas que estou a brincar? -falou com um tom de voz mais grave, o que fazia o coração da rainha bater mais forte com tamanho susto. -Eu ajudo-te, em troca cumpres meus desejos, e o primeiro deles é me tornar esposa do seu filho. Não se sinta pressionada -rir ladino. -Darei uma semana para que pense melhor na minha proposta. -disse e logo se afastou. -Até mais, minha rainha! -curvou-se e saiu a gargalhar pelos corredores do palácio sem ter medo de ser apanhada por guardas.


-Taehyung, após o jantar, quero falar com você na sala do trono. -diz e se levanta sem esperar resposta do filho.

O garoto franziu a testa em estranhamento, mas não a contestou, mas eu irmão parecia mais curioso do que ele próprio.

-Taehyung, meu filho. -levanta do trono.

-Sim, minha mãe! -curvou-se.

-Preciso que me faça um favor. Será um tanto estranho para ti, mas sei que posso confiar em você para esta missão. -diz pondo a mão sobre o ombro do Kim.

-Missão? -questiona Taehyung. 

-Missão? -questiona Junmyeon que acabara por seguir o mais novo até a sala do trono para ouvir a conversa. O mesmo acreditava ter algo a ver com as atitudes estranhas do irmão. 

-Sim, missão. Semana que vem voltaras à escola


Notas Finais


Iihh mais essa Aurora? Ou Calie... o que será q essa bruxinha irá aprontar? Comente aqui oq vc achou dessa nova personagem que já chegou causando.
Obrigado por leer e até a próxima ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...