História My Beautiful Hybrid (Kim Namjoon-BTS) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, G-Friend, Got7, Monsta X, Red Velvet, TWICE
Personagens Eunha, Irene, Jackson, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Joo Heon, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Momo, Moonbin, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sanha, Sehun, Seulgi, Tzuyu, Umji, Yeri, Yuju
Tags Assassinato, Drama, Kpop, Mistério, Revelaçoes, Romance
Visualizações 18
Palavras 1.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boo~~!'³'

Capítulo 6 - Chapter 5 - Questions And Revelations


•2018.02.04,Saturday,10h23 a.m•

 A claridade tomava conta de todo o quarto,como consequência,batia em meus olhos.Uma explosão de dor tomava conta de minha cabeça.E de minha cintura,dois braços grandes me abraçavam com força...ESPERA, NÃO!
 Abri os olhos rapidamente e me deparei com um peitoral definido coberto por uma blusa preta.Meu coração batia acelerado,parecendo que estava revirando tudo lá dentro para achar a garganta e sair pela boca.Podia ter certeza que dava para ouvir meus batimentos.
 Ergui meu olhar e vi NamJoon.Seu rosto era sereno e calmo.Naquele momento meu coração se estabilizou.É como se ele me transmitisse paz.Por uns segundos,tive vontade de dormir novamente.
 Mas não.Teria que chegar se estava tudo certo.Comigo,com a casa e,de certa forma,tudo certo com ele.
 Me desprendi de seu abraço delicadamente,indo até o banheiro e me analisando no espelho.Tudo bem,tudo ótimo,pelo jeito, não havia acontecido nada ontem,o que era um alívio.Mas há um porém.Eu estou horrível.A minha maquiagem que algumas horas atrás estava impecável e perfeita,agora estava borrada e destruída.O cabelo,que estava com um brilho perfeito e ondulações de dar inveja,estava todo embaraçado e liso novamente,com alguns lugares com ondas que dava a impressão de que foi feita por uma pessoa com muita pressa.
 Respirei fundo e lavei o rosto com um sabonete esfoliante,secando o mesmo e passando um creme para manter a pele hidratada.Prendi o cabelo em um rabo de cavalo e desci para procurar minha bolsa.
 A mesma estava no chão,ao lado de nossos sapatos.Peguei meu celular e como prometido a Nayeon, contei a ela o que havia acontecido em 2 mensagens longas,mas ela apenas recebeu a mesma.Não via suas mensagens a 2 horas atrás.Devia estar dormindo. 
 Não olhei para onde joguei o celular,mas também não ouvi barulho algum de algo caindo no chão.Provavelmente caiu no sofá.
 Subi as escadas novamente e fui ao meu quarto, peguei as primeiras roupas confortáveis que vi pela frente e as vesti.Calça de moletom e uma regata branca.Deixando o jeans de lado e a blusa um tanto apertada.
 -Se eu preparar alguma coisa para comermos, provavelmente não irei morrer...-Dei de ombros e o fiz.
 Coloquei na mesa, primeiramente,frutas,açucar,manteiga,geleia,leite e melado.Peguei o necessário para fazer panquecas,torradas e café.
 Fui para o fogão.
 Nunca que em minha vida me imaginara cozinhando para alguém que havia dormido comigo noite passada.Muito menos para NamJoon.
 Ri sozinha.
 -Do que ri? -Uma voz rouca e grossa ecoou pela cozinha.Eu gelei pelo susto.
 - Nada de mais... -Respondo.- Só estava vendo como sou...Sei lá, trouxa,talvez?
 Ele arqueou uma sobrancelha e veio em minha direção.
 -Por que diz isso? -Ele coçou os olhos.-
 Dei de ombros.
 -Nunca imaginei que iria fazer café para alguém.
 Ele sorriu largo.
 -Hm... Está insinuando que sou especial?
 -Não é isso,seu convencido!-Eu ri,te dando um tapa no ombro.
  Ele pegou meus ombros delicadamente e me deu um beijo na testa de bom dia.Eu só não fiquei mais vermelha que os morangos na mesa porque não tinha como.
 -Vamos ver se você é uma boa cozinheira...
 Eu o olhei sentar numa cadeira qualquer na mesa.Quando seu olhar encontrou o meu,eu mostrei a língua.Ele,para minha surpresa fez o mesmo.O que fez com que nós dois gargalhassemos.
 Sentei-me na mesa e começamos a comer.
 
  [..]

 Estávamos na sala,conversando sobre livros quando a campainha soa aguda duas vezes,sem nenhum intervalo entre as precionadas.
 Olho para NamJoon.Ele estava confuso.
 -Você está esperando alguém?—Ele perguntou,olhando para a porta.
 -Ninguém...—Respondo,me levantando para atender a porta.
 A abri quando a destranquei e...
 -Srta Kim?—Um homem alto,com a barba desenhada, cabelos negros e bagunçados estava parado de frente para mim.Olhei seu traje.Hm,era um policial.Rezei para que não houvesse feito nada noite passada.—Viemos te fazer algumas perguntas,sim?
 Levei meu olhar ao outro que te acompanhava.Segurava um bloco de notas e uma caneta.Estava sério.Não era tão alto e seu cabelo era levemente arrumado para a direita.
 -Ah, claro, claro.Entrem por favor... —Pude ver de canto de olho, NamJoon se levantando.
 -Com licença...—Ambos falaram em coro e tiraram seus sapatos antes de entrarem.
 -Fiquem a vontade para sentar onde quiserem...—Me sento no canto do sofá,próxima ao loiro.—Aceitam algo para beber?Comer?
 -Não,não,viemos te perguntar algumas coisas sobre o seu pai,Kim MinSeok.
 Gelei.
 Pigarreei antes de falar,o que fez o policial do bloco de notas me olhar.No seu crachá estava Choi.
 -Falarei tudo o que quiserem saber...
 -Pois bem,sem nenhuma enrolação, então... —O policial alto,que parecia um galã de dramas pareceu aprovar meu comportamento.Em seu crachá: Song.— Como era o relacionamento de vocês?
 -O que todos os outros sonham em ter... —Minha voz saiu em um fio.— Ele era um homem bom,ajudava o próximo... Não merecia passar pelo que passou...
 -Ele costumava te mandar cartas, não é?
 Assenti.
 -Pode buscar a mais recente para mim,por favor?
 -Ah sim,claro.Posso sim... 
 Então me levantei e andei até o canto da sala,onde estava um pequeno criado mudo com apenas uma gaveta.Abri a mesma e puxei de lá a sua carta de despedida.Sentindo meu coração pulsar no peito rapidamente e meu estômago revirar,engoli o choro,andando rapidamente em direção ao policial,entregando a carta.
 Ele começou a ler.
 Eu olhei para NamJoon.Ele parecia ler as expressões de cada um na sala.Policial Choi escrevia em seu bloco,era o único barulho no ambiente.Song,lia a carta em voz baixa.Enquanto eu, visivelmente abalada emocional,os olhava com atenção.
 O mais velho percebeu meu nervosismo e me aproximou do mesmo.Pude sentir sua pele quente contra a minha,que estava um tanto fria.Quando ele fazia isso,me dava uma sensação de relaxamento extremo.
 -Bem...—Song começou novamente.— Ele te deu essa casa?
 -Sim,ele me deixou de herança.
 -Não há nenhuma questão de interesse no imóvel?—Choi desviou os olhos das folhas de papel e me encarou,como se quisesse olhar minha alma.
 Song pareceu surpreso, também com uma certa raiva no olhar.
 -Não,de modo algum!Eu nem sabia que essa casa existia,e muito menos que pertencia ao meu pai!
 O policial assentiu lentamente,voltando a anotar.
 -Você sabe como o soldado Kim morreu?—Choi entrelaçou seus dedos e os colocou acima do joelho depois de ter cruzado as pernas.
 -Imagino que tenha sido de alguma bala perdida...—E de fato,imaginava isso.Aquels exército era tão louco ao ponto de alguém disparar acidentalmente.
 Choi negou com a cabeça.
 -Gostaria que fosse verdade, não teríamos tanto trabalho... —Ele riu baixo,dando de ombros.— Seu pai foi assassinado,acharam o corpo enterrado a margem de um lago.Quem o enterrou não deve ser muito inteligente.A água bateu tanto no local que acabou retirando um pouco da terra.
 Eu não ouvia mais nada.
 Meu pai,soldado MinSeok,Kim MinSeok,Seok para próximos: Assassinado?
 -M-Mas isso não é possível!Ele e-era um homem muito bom! Não tinha inimigo algum!
 Choi guardou o bloco no bolso da calça,cruzando os braços.
 -Ah não ser pelos exércitos inimigos, não é?
 -É,mas...Olha,eu...Aish... —Apoio meus braços em minhas coxas.Escondo meu rosto nos mesmos.NamJoon acaricia minhas costas.
 -Voltaremos outro dia, você me parece não estar com cabeça para isso agora.Pode misturar as coisas. —Reconheci o tom de voz calmo de Song.
 Assenti e então ouvi a porta fechar,a viatura dar a partida e sair pela rua afora.

[..]

 Passou-se um tempo e aqui estou eu,molhando o colo de NamJoon com as minhas lágrimas desesperadas.
 -Você vai precisar ser forte...Procuraram você agora, vão procurar outras vezes...Mostre que você lida bem, não de mostre nervosa,respire fundo se necessário... 
 -Pra que vai servir tudo isso? Não vai trazer ele de volta,vai?
 Ele revirou os olhos e me colocou sentada ao seu lado,enxugando minhas lágrimas com seu polegar.
 -Vai te ajudar a se controlar e não parecer suspeita...Vai ficar tudo bem, você vai ver!Vai dar tudo certo, irão descobrir que foi que assassinou o seu pai,ok?Confia em mim?
 Olhei seu rosto.Ele sorria,estava querendo ajudar.Vi suas covinhas e não pude evitar de sorrir e assentir,respondendo sua pergunta.
 Confiava nele.
 -Ótimo,agora vem cá,uh? —Ele me puxou, abraçando-me fortemente,depositando um beijo no topo de minha cabeça.
 Eu senti minhas bochechas ferverem.Meu estômago revirou novamente,mas não foi de nervosismo ou ansiedade.Meu coração pareceu bater descompassado com seus toques.
 Senhoras e senhores,perdi a luta.
 NamJoon ganhou e nocauteou-me com seu jeito de ser.
 O prêmio?Uma Minni apaixonada.
 


Notas Finais


Obrigada por ler,love u '³'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...