História My beloved dog - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 3
Palavras 368
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Bishounen, Drabs, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction My beloved dog - Capítulo 1 - Capítulo Único.



[... Quem diria que aquele cachorrinho que veio a falecer fez tanta saudade...] 
18 de dezembro, 2003: EUA - Washington
[Em uma determinada época de nossas vidas, nós construímos valores que irão perpetuar por vários anos. E esse dia foi um daqueles dias que as pessoas nunca esquecem. Para mim, esse dia nunca irá sair de minha vida...]
Em uma noite estrelada, eu estava sentado na grama com meu pai vendo se a neve iria começar a cair, pois iriamos montar um boneco de neve e tirar fotos juntos. Até que vi algo no céu que chamou minha atenção. Eu fiquei curioso, pensando que era uma constelação. Meu pai mandou eu ver o que era, então comecei a correr em direção a aquilo. Minha respiração começou a ficar muito ofegante, então eu parei logo eu olhei para o céu novamente e vi uma formação feita através da estrelas, parecia com o rosto de meu cachorro Lucky, que havia falecido, faz algumas semanas. Não sei se naquela hora a saudade era demais ou no meu peito não cabia tanta dor. Não consegui resistir e me acabei em lágrimas. Eu comecei a lembrar das nossas aventuras, lembranças de até mesmo quando ele era apenas um filhote, quando ele esteve em meus braços pela primeira vez. Ele ao menos abria seus olhos de tão pequeno que era. Pra mim a ficha ainda não havia caído. Meu companheiro havia ido embora? Para mim tudo estava confuso. 
Diante de tantas lembranças, Eu tive a real certeza que o tempo em que ele viveu do meu lado foram dias inesquecíveis, e em pouco tempo ele se tornou meu melhor amigo.
Em meio a tanta tristeza, eu tirei forças do meu sofrimento. Começou a nevar de leve, então minha mãe gritou meu nome e mandou eu entrar. Foram-se passando anos e anos, e eu nunca tirei Lucky de minha mente. Eu então me tornei veterinário, comecei a ajudar voluntariamente outros animais. Sei que nunca vou ter o Lucky de volta, mas tudo isso me ensinou a propagar o amor.
A felicidade está mais perto do que se imagine, Por mais que não pareça, cultive o explendor que é a vida para praticar a verdadeira felicidade.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...