1. Spirit Fanfics >
  2. My Best Choice - Imagine Hoseok >
  3. Capítulo Único

História My Best Choice - Imagine Hoseok - Capítulo 1


Escrita por: __starlady

Notas do Autor


Oin gente.
Dessa vez trouxe uma ABO pra vocês, espero que gostem.
Boa Leitura!

Ps: Leiam as notas finais

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction My Best Choice - Imagine Hoseok - Capítulo 1 - Capítulo Único

A noite estava fria, e a matilha da qual eu sou o Alfa se encontrava espalhada pela clareira. 

Estava sentando junto ao meu amigo, desfrutando da calma noite. Me encontrava completamente aéreo, ignorando o que o rapaz ao meu lado dizia.

— Hoseok? Terra chamando Hoseok! — escutei Jimin me chamar, puxando-me para fora de meus próprios pensamentos. Ainda estava pensando e desfrutando do cheiro adocicado que aquela garota exalava.

A bastante tempo eu a observava, desde quando ela se juntou a nossa matilha. Desviei os meu olhos da bela moça de pele bronzeada e corpo curvilíneo e passei a fitar meu amigo — Cara, você tá bem? Prestou atenção em alguma coisa que eu disse? Tá hipnotizado por aquela lobo. Porque não cria coragem e vai falar com ela antes que alguém o faça?

— Tá tão na cara assim?

— Tá escrito em sua testa Hyung, em letreiro luminoso que o seu lobo escolheu a ocidental — o Maknae apareceu do nada, junto com os outros três garotos, fazendo piadinha da situação. Ri um pouco sem humor e percebi que faltava um dos garotos.

— Onde está o Yoongi? — Questionei desconfiado, já havia algumas horas que eu não o via. Ele é meu primeiro Beta, de todos os meus seis amigos, foi o primeiro que eu transformei.

— Não sei Hyung. Tem um tempo que não o vemos — prontamente Taehyung respondeu minha pergunta, sendo seguido do comentário do Maknae — Vai falar logo com ela Hyung. Fiquei sabendo de uns Ômegas que estavam interessados — Automaticamente meu sangue ferveu. 

Me levantei bruscamente, buscando a mais nova com os olhos, sem sucesso. Soltei um rosnado baixo em frustração e comecei a procurar por seu cheiro, encontrando o mesmo vindo de um dos chalés, mas, havia outro cheiro, de um Beta, mesclado ao dela, cheiro o qual era extremamente conhecido por mim.

— Yoongi filho da Puta! — Perdi o pouco de sanidade que ainda tinha ao reconhecer o cheiro do meu melhor amigo mesclado ao da garota que desejava, saí enfurecido seguindo em direção ao chalé, ignorando a atenção que era direcionada a mim pelos membros da matilha.

Chegando ao chalé, não esperei nem um segundo para arrombar a porta e puxar Yoongi pelo colarinho da camisa afastando-o da garota — Mas que porra você pensa que está fazendo? — o empurrei até que o mais velho estivesse prensado a parede oposta a garota, minha mão esquerda apertando-lhe o pescoço a direita apoiada a parede, após desferir um golpe violento contra a mesma.

— O que parece que eu estava fazendo? — respondeu completamente sarcástico — Estou tentando transar com essa ômega.

— Essa foi a pior resposta que você poderia ter me dado — retruquei entredentes, aumentando mais ainda o aperto em seu pescoço.

— Ho-o-seok... — tentou falar algo, inutilmente, o ar já fazia falta ao mais velho.

— Essa vai ser a primeira e a última vez em que lhe aviso — respirei fundo afrouxando o aperto no pescoço do outro, que me olhou com certo alívio — Se eu souber, que você ousou se aproximar dessa Ômega, da minha Ômega, eu juro que não vou hesitar em arrancar fora a sua cabeça. Agora suma da minha frente antes que eu desista de tudo e te mate agora mesmo — soltei o pescoço do mais velho, que não demorou nem um segundo para sair correndo do chalé.

Direcionei minha atenção a garota, que ainda se encontrava encostada na parede oposta a qual eu estava, me olhando com um certo receio. Caminhei a passos largos, parando a sua frente — Você está bem? Se machucou? Ele realmente tentou... — me impedi de continuar, só de imaginar o que poderia ter acontecido.

— Eu estou bem! Não se preocupe Hoseok — não havia coisa melhor que ouvir meu nome saindo de seus lábios — Ele não teve tempo de tentar nada, você foi mais rápido — terminou a sentença esboçando um leve sorriso, o mais a lindo que já vi.

— Fico mais aliviado ao saber disso — retribui seu sorriso.

— Quero muito lhe perguntar uma coisa, mas não sei se devo por conta da hierarquia da matilha — coloquei as mãos nos bolsos dianteiros da calça, acenando positivamente para que ela continuasse — Não pude deixar de perceber que você me denominou como "sua" ômega, sei que não é novidade pra ninguém que você é um lobo muito cobiçado, não só por ser extremamente belo, mas por todos os outros atributos que possui — respirou fundo, como se recebesse uma dose de coragem e continuou — Todos os membros dessa matilha, tanto homens como mulheres tem um desejo reprimido de serem escolhidos e marcados como seus por você.

— E com isso você está dizendo que não se considera digna de ser escolhida e marcada por mim? - a garota concordou com um aceno de cabeça. Suspirei enquanto me aproximava dela, observando cada detalhe seu e me deliciando com seu cheiro — Não se preocupe, posso garantir que você é perfeita para mim, sinto isso desde que meu lobo a escolheu. Desde que eu a escolhi.

Observei a mais nova corar, já estava próximo o bastante para toca-la e assim o fiz. Toquei a pele levemente corada de seu rosto, fazendo um carinho, seu olhar fixo no meu. Com a mão livre toquei sua cintura aproximando nossos corpos selando nosso lábios, não demorando muito em aprofundar o beijo, sendo correspondido imediatamente pela mais nova.

Suas mãos puxavam levemente os fios da minha nuca, enquanto eu a prensava ainda mais a parede. Nosso beijo estava se tornando afoito, necessitado, quente e excitante.

— Seja minha — sussurrei, partindo o beijo, fixando meu olhar ao da garota.

— Sempre fui! — respondeu esboçando um sorriso lindo, seus lábios inchadinhos e vermelhos por conta do beijo intenso — Apenas torne oficial.

Sem esperar mais, segurei a menor pelas coxas, enlaçando suas pernas a minha cintura, fazendo o caminho para o quarto que havia ali. 

Sentei na cama, enquanto tomava os lábios da mais nova em um beijo voraz, nossas línguas massageavam uma a outra, disputando o espaço na cavidade alheia. 

Apertei suas coxas arrancando um arfar pesado da garota, partindo o beijo. Mordisquei o seu maxilar distribuindo beijos molhados pelo pescoço marcando-o da forma que queria. Segurei as extremidades de sua camiseta rasgando o tecido, jogando os trapos em qualquer lugar do quarto.

— Era minha camiseta preferida — resmungou de forma abafada enquanto beijava e marcava meu pescoço

— Compro outra pra você depois — Falei observando seus seios — São lindos! — fiz a garota corar violentamente mais uma vez, sorri, percebendo que ela ficava ainda mais linda dessa forma. 

Apertei seus seios ainda cobertos pela peça íntima, arrancado um gemido baixo da menor. Livrei os mesmos do sutiã, não hesitando em abocanhar o esquerdo e massageando o direito até os biquinhos ficarem rijos, fui ao outro seio, fazendo o mesmo processo, enquanto a garota puxava meus fios e gemia próximo ao meu ouvido.

Inverti nossas posições, deitando a na cama, me posicionando sobre seu corpo, descendo beijos molhados pelo vale dos seios, e por toda sua barriga até chegar próximo a sua intimidade.

Retirei seu shorts juntamente com a calcinha, não demorando muito a dar atenção a sua intimidade necessitada.

Comecei com movimentos lentos em seu clitóris, arrancando um gemido arrastado da garota, intensifiquei os mesmos, introduzindo dois dedos, continuando a estimulá-la com o polegar, arrancando gemidos mais altos.

Com a respiração descompassada o primeiro ápice da garota chegou, molhando meus dedos com seu líquido, levei os mesmos a boca, limpando-os, me deliciando com seu sabor.

Me despi, enquanto a mais nova tentava se recuperar do orgasmo recente. Já sem roupas me posicionei sobre a menor, beijava e dava leves sucções em ambos os lados de seu pescoço, distribuindo os mesmo por suas clavículas e pelo colo.

Posicionei meu membro em sua entrada extremamente úmida, penetrando de uma única vez, não conseguindo conter um gemido rouco enquanto sua intimidade apertava meu membro de forma deliciosa.

— Aa-aah — a mais nova gemia, enquanto eu a estocava de forma rápida e ritmada.

Nossos corpos se fundiam de uma forma única. A sincronia que tínhamos era perfeita, e as reações que causávamos um no outro mostrava que realmente estávamos destinados a nos pertencermos.

Intensifiquei ainda mais as estocadas, o cheiro de sexo tomava o ambiente, nossos corpos suados, colidindo um contra o outro, as respirações descontroladas e ofegantes, unidas aos nossos gemidos anunciavam que nosso orgasmo se aproximava. 

Escondi meu rosto na curva de seu pescoço e com uma estocada forte e funda, atingimos juntos o ápice do prazer, fazendo assim com que eu a marcasse como minha.

Caí deitado ao seu lado, exausto. Puxei a garota pra deitar sobre meu peito, fechei os olhos enquanto acariciava seu longos cabelos ondulados. 

Senti que seus olhos fitavam meu rosto, abri os meus e retribui o olhar. Seu rosto estava corado, os lábios vermelhos esboçando um sorriso largo, o pescoço marcado, estava completamente linda. 

E foi ali que que eu realmente percebi o que tinha acabado de acontecer. Não tinha sido apenas um Alfa possuindo uma Ômega, era mais que isso, era amor. 

Eu a amo. 

E definitivamente essa havia sido a minha melhor escolha.


Notas Finais


Então gente, foi isso.
Não consegui retratar o Hope como uma pessoa agressiva, mesmo ele sendo um alfa. Não consigo imagina-lo dessa forma.
Por isso acabou sendo uma ABO diferente aushau
Espero que tenham gostado e me digam a opinião de vocês nos comentários.
Beijinhos e até o próximo 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...