1. Spirit Fanfics >
  2. My Best Friend (Kim Namjoon) >
  3. Cadê o Jin?

História My Best Friend (Kim Namjoon) - Capítulo 39


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, seja bem vindo (a) ao meu mundo, onde os pensamentos se tornam realidade. Espero que goste da minha história.

Capítulo 39 - Cadê o Jin?


Fanfic / Fanfiction My Best Friend (Kim Namjoon) - Capítulo 39 - Cadê o Jin?

Minha respiração esta irregular, meu coração está batendo mais rápido e alto do que o normal, isso tudo por que o Namjoon está me encarando. 

- O que você quer? - Pergunto entre soluços, ele respira fundo e desvia o olhar por um momento. 

- Você me odeia? - Ele perguntou sem me encarar, sinto uma pontada de preocupação em sua voz.

- Eu...eu não sei o que sinto. - Digo me sentando direito na cama.

- Me desculpe Jullyeth, eu só quis te proteger. - Ele falou cansado. 

- Por que você não falou comigo? - Pergunto buscando seu olhar, mas ele não nota. 

- Eu sabia que iria sofrer...eu não ia aguentar! - Ele respondeu olhando para o chão. 

- Eu sofri... - Digo baixo. 

- Mas iria sofrer mais se visse o estado dele durante a reabilitação. - Ele me encarou com firmeza. 

- Eu sofri...Por que você foi embora. - Digo levantando o alhar e encontrando o dele.

Sem dizer uma palavra ele se aproxima de mim e toma meus lábios em um beijo calmo e sereno, sem pestanejar, me entrego afundando as mão em seu cabelo loiro, seu beijo é quente e cheio de sentimentos, tristeza, alegria...saudade e perdão.

Nos afastarmos devido a falta de ar, ficamos nos encarando até ele se levantar desconcertado. 

- Me desculpe Jullyeth, eu...eu...Não sei o que me deu. - Ele falou passando as mãos nos cabelos. 

Me levanto apressadamente e seguro seu braço, eu não quero perder o Namjoon novamente. 

- Não se desculpe Nam, eu também quis. - Digo corando e ele se vira para me encarar.

- O que? Porque? - Sinto o nervosismo em sua voz.

-Por que Nam, você é a pessoa que me dá força pra superar tudo que acontece comigo, e por que eu não quero mais te perder. - Digo tomando coragem, meu coração está quase saindo do peito.

Meu coração para quando o vejo sorri, não um sorriso cínico ou debochado, mas um sorriso singelo e vitorioso. Ele me toma novamente em um beijo e eu retribuo com desejo, ele pede passagem com a língua e eu cedo, elas travam uma batalha dentro de nossas bocas para ver quem explora mais, de repente ele me puxa para si, colando nossos corpos, afundo minhas mãos em seus cabelos, suas mãos sobem pelo meu corpo invadindo minha blusa, sinto sua mão apertar meu seio direito, me afasto dele rapidamente. 

- O que foi? Rápido demais? - Ele ficou vermelho. 

- Acho que sim. - Digo confusa. - Eu terminei à pouco, acho que ainda não é a hora. 

- Desculpe, eu acho melhor eu ir...eu...-Ele se dirige rapidamente pra porta.

- Namjoon, espera! - Seguro novamente seu braço. - Por favor, fica comigo. 

Ele me encara por um momento, se aproxima e me abraça. - Sempre, eu sempre ficarei ao seu lado.

Nos deitamos na cama, fico confortavelmente aninhada em seu peito, seu cheiro é maravilhoso, seus braços em volta de mim, me passam uma proteção que nunca senti antes.

- Ahh...Eu já estava esquecendo... - Ele falou se sentando e me tirando da posição anterior. Fico o vendo tirar uma corrente do pescoço, ela é de ouro com uma cruz encrustada de rubis vermelhos. - Para você, queria te dar isso desde o dia que te reencontrei, comprei na Itália. 

- Nossa Nam, é linda! - Digo passando o dedo na jóia. Ele ajeita meus cabelos e a coloca em meu pescoço, coloco a mão em cima e o encaro.

- Você gostou? - Ele perguntou me olhando. Me inclino e lhe beijo demoradamente, quando me afasto ele está sorrindo. - Acho que isso é um sim. - Começo a sorrir e ele me puxa para si e me abraça forte, não sei quando tempo se passou, só sei que cai no sono.

[...]

Depois que minha irmã deixou a sala, Namjoon pediu permissão para ir atrás dela, consenti e ele se foi deixando à mim, Jungkook e Alec, desconfortáveis na sala.

- Cara, esse foi o jantar mais tenso de toda minha vida! - Jeon comentou, e eu apenas o encarei irritado fazendo-o se calar.

- Você veio aqui só para deixar minha irmã triste? - Fuzilo Alec com o olhar. 

- Eu tinha que explicar pra ela Jin, eu não queria que ela ficasse com raiva de mim. - Ele respondeu cabisbaixo. 

- E preferiu deixa-la triste? Que tipo de pessoa você é? - O encaro com raiva.

- Jin pega leve, ele só queria que ela entendesse! - Jungkook tentou me convencer, o encaro com severidade e ele se cala.

- Eu não me importo, vamos Alec, vou te levar para casa. - Digo me levantando. 

- Não precisa se incomodar Jin, eu pego um táxi. - Ele respondeu também se levantando. 

- Faço questão, vamos! - Digo com seriedade e o rapaz concordo receoso. 

O caminho para o apartamento do Alec foi longo e silencioso, percebi o olhar dele vez ou outra em minha direção mas não me importei, quando chegamos em frente à um prédio com todas as janelas de vidro escuro, ele me disse para parar.

- Pronto, agora faça o favor de não aparecer mais na minha casa. - Digo com raiva.

- Eu amo sua irmã! - Ele falou me encarando sério. - Não vou me afastar dela!

- Se você não vai se afastar por bem, vai ser por mal mesmo! -Me viro furioso para ele.

[...]

Acordo abraçada com Namjoon, continuamos com as roupas do dia anterior, me mexo em seus braços para poder ir ao banheiro, e ele acorda.

- Onde a senhorita pensa que vai? - Ele perguntou ainda sonolento. 

- Eu preciso ir ao banheiro! - Digo fazendo beicinho. 

Ele me analisa, um momento depois me solta com relutância. - Só por que é uma emergência. 

- Vou para o banheiro e tiro minha roupa, escovo os dentes e depois tomo um banho rápido, volto para o quarto enrrolada na toalha e encontro Nam ainda deitado na cama, mas agora só de calça, seu abdômen definido à mostra me dá arrepios. 

- Que psicólogo mais sexy! - Digo o olhando com desejo.

- Sexy está você com essa toalha! - Ele sorriu.

- Eu sei! - Digo sorrindo, pego um vestido longo verde claro e minha roupa íntima e volto para o banheiro. Depois de pronta, volto para o quarto e Namjoon entra no banheiro, termino de dar os últimos retoques no visual e saio do quarto em direção à cozinha.

- JEON O QUE É ISSO? - Pergunto assustada quando vejo meu irmão tentando apagar o fogo alto da frigideira com um pano de prato.

- Eu estava tentando fazer uma panqueca! - Ele falou ofegante assim que conseguiu apagar o fogo.

- E o Jin? Onde ele tá? - Pergunto confusa.

- Não sei, a última vez que eu o vi foi ontem, quando ele levou o Alec para casa. - Ele se sentou chateado na cadeira da ilha.

- Já ligou para ele? - Pergunto preocupada. 

- Sim, mas ele não atende! - Ele respondeu gesticulando frenético. 

Ficamos nos encarando sem ter o que fazer, quando o telefone fixo da sala tocou.

- O que? Mas ele nunca toca! - Jungkook me encarou enquanto passava por mim em direção à sala de estar. Vou atrás dele e fico observando enquanto ele fala com alguém, Namjoon sai do corredor e vem em minha direção me dando um selinho. 

- Quem era irmão? - Pergunto assim que ele coloca o telefone no gancho. 

- Jungkook? Tudo bem? - Namjoon perguntou diante da expressão de terror do meu irmão. 

- O Alec... - Ele sussurra. 

- O Alec o que? - Pergunto desesperada. 

- Ele está morto! - Ele respondeu se sentando no sofá e nos deixando perplexos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...