1. Spirit Fanfics >
  2. My Best Friend (Kim Namjoon) >
  3. A verdade é revelada!

História My Best Friend (Kim Namjoon) - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, seja bem vindo (a) ao meu mundo, onde os pensamentos se tornam realidade. Espero que goste da minha história.

Capítulo 43 - A verdade é revelada!


Fanfic / Fanfiction My Best Friend (Kim Namjoon) - Capítulo 43 - A verdade é revelada!

Acordo com uma dor de cabeça horrível, me levanto lentamente da cama e me arrasto até o banheiro do corredor, me olho no espelho e minha cara está horrível, acho que é tudo por causa da preocupação com meu irmão, e ainda tem o enterro do Alec, que não vai ser aqui, o corpo vai voltar pra Itália.

Tiro a roupa e tomo um banho rápido, volto pro quarto, visto um short amarelo curto de pano, uma blusa preta larga de manga que cobre meu short e vou até a cozinha. O café já está na mesa, me sento e como tranquilamente, sei que Nam foi atrás do Taehyung, ele tem um plano para achar meu irmão, estou quase terminando o café quando a campainha toca, me levanto resmungando e abro a porta, Suga está parado com um olhar distante. 

- Suga? O que tá fazendo aqui? - Pergunto confusa, como ele soube que eu estava aqui?

- Eu vim dar meu apoio, eu soube o que aconteceu. - Ele falou levantando o olhar.

- Obrigada Suga, entra! - Dou passagem para ele, que entra e se senta no sofá. 

- Cadê o Jungkook? Eu queria falar com ele. - Ele falou me encarando enquanto sento ao seu lado.

- Ele está na casa do Jimin. Você sabe o quanto eles são amigos, assim como o Hoseok me ajudou a superar a morte dos meus pais, a amizade do Jimin ajudou o Jungkook. - Digo pensativa.

- E quem ajudou o Jin? - Ele perguntou me encarando. 

- Eu acho que ele se ajudou sozinho! - Respondo um pouco triste, ninguém nunca tinha me feito essa pergunta. 

- E o Namjoon? Ainda está dormindo? - Ele perguntou olhando ao redor. 

-Não, ele saiu cedo, foi na casa do Taehyung. - Respondo e Suga me encara assustado. 

- O que ele foi fazer lá? - Ele perguntou rapidamente, fico o encarando confusa, pra que tanto desespero? 

-Bom, ele falou que queria conversar com ele, mas eu não sei qual o assunto. - Respondo.

- Entendo, acho que ele pode ter ido pedir ajuda, ele é seu melhor amigo né. - Ele falou sorrindo. 

- É, ele é. - Digo sorrindo. 

- Bom, eu vim aqui convidar você e o Jungkook para um passeio para poder descontrair. - Ele falou animado. 

- Eu não sei Suga, eu...eu não tô no clima, tô preocupada com o Jin. - Respondo colocando os joelhos para cima e os abraçando. 

- Eu sei, mas o Jin não ia querer ver vocês assim, e talvez relaxa um pouco pode ajudar a se lembrar de algo importante, não sei... - Ele falou me encarando.

- Tudo bem, acho que você tem razão. - aceito o passeio, tô precisando. - Vou trocar de roupa. 

- Ótimo, eu te espero aqui! - Ele falou sorrindo. 

[...]

A sala de espera do hospital estava fria e cheia de gente, as pessoas estavam esperando notícias de parentes dentro das salas de atendimento. Tentei várias vezes ligar para os pais do Taehyung mas sem sucesso, também liguei para o Jimin e o Jungkook, mas nenhum atendeu, o último que liguei foi Hoseok, eu sei que ele vai viajar, mas ele pode ter sucesso em avisar alguém, ou até mesmo os pais do Taehyung. 

- Namjoon, como ele está? - Hoseok chegou correndo na sala de espera arrastando duas malas de viagens.

- Você não viajou? - Pergunto perplexo. 

- Não, eu tinha que ajudar vocês. - Ele respondeu. 

- Eu ainda não sei, quando o encontrei ele estava recebendo atendimento de reanimação. - Respondo me sentando em uma das cadeiras encostadas nas paredes, ele se senta ao meu lado. De repente uma das portas se abrem e o médico entra na sala.

- Kim Taehyung. - Ele falou e nós nos levantamos rapidamente. - Ele está estável, inalou muita fumaça, mas vai ficar bem, fará um pequeno tratamento conosco, no momento ele ainda está dormindo. 

- Muito obrigado doutor. Quando ele vai ter alta? - Hoseok perguntou encarando o homem. 

- Bom, ainda não podemos dizer. Onde estão os pais dele? - O médico perguntou. 

- Estão viajando, não conseguimos contato com eles. - Respondo agoniado.

- Bom, ele terá que ficar com um acompanhante. - O homem nos encara sério. 

- Eu não posso ficar com ele, tô cuidado da Jullyeth e do Jungkook e ainda tem o caso do Jin. - Respondo olhando desesperado para Hoseok. 

- Eu fico com ele, sou de maior, posso me responsabilizar. - Hoseok falou para o homem. 

- Tudo bem, vou comunicar a enfermeira. - Ele falou e depois saiu.

- Com licença, vocês são amigos de Kim Taehyung. - Uma voz alta falou atrás de nós, nos viramos e demos de cara com dois policias. 

- Sim, somos amigos deles. - Respondo confuso.

- Descobrimos que o incêndio na casa do Taehyung foi proposital. E pelo laudo médico, alguém o nocauteou com um golpe na cabeça. 

- E quem pode ter feito isso? - Pergunto assustado. 

- Temos uma pista. - Eles nos mostram uma foto de um carro preto estacionado na porta da casa do Taehyung. - Uma testemunha disse que viu esse carro antes da casa começar a queimar.

- Espera aí, eu conheço esse carro. - Digo pensativo. - Meu Deus do céu, é o carro do Suga!

- Quem é Suga? - Os policiais perguntam. 

- É um de nossos amigos. - Respondo rapidamente. 

- Agora tudo se encaixa. - Hoseok falou pensativo. 

- O que? - Pergunto confuso. 

- Quando eu estava no aeroporto, encontrei por acaso um dos primos de Suga, ele estava voltando pra Espanha, perguntei o que ele estava fazendo aqui e ele respondeu que o Suga pediu pra ele comprar um carro pra ele, de início ele não entendeu, mas comprou já que eram primos, no dia seguinte o Suga apareceu com o carro todo quebrado, ele disse que foi acidente, então o cara perdoou, depois ele comprou no cartão do primo, equipamento de micro microfone, dando uma desculpa de uma aula de matemática, depois expulsou o primo da casa da avó e até apontou uma arma pra ele. - Ele me olhou.

- E isso faz sentido com o que? - Os policiais perguntaram.

- Com o caso da Jullyeth, o carro que perseguiu o carro dela e os fez capotar, depois a escuta na casa dela, a morte do Alec com um tiro na testa e o desaparecimento do Jin. Foi tudo o Yoongi, ele é o psicopata! - Digo em pânico. 

- Espera, se ele fez tudo isso por estar apaixonado pela Jullyeth, então...Ela tá correndo perigo. - Hoseok falou desesperado. 

- Vamos avisar para o delegado agora! - Os dois policias sairam correndo. 

- Meu Deus, eu tenho que ir pra casa, a Jully tá sozinha! - Digo desesperado. 

- Eu vou com você! - Ele falou rapidamente. 

- NÃO! Fica com o Taehyung caso o Suga queira terminar o trabalho. - Digo e saio correndo em direção a porta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...