História My Best Friend (Kim Namjoon) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Briga, Bts, Romance, Sexo, Traição
Visualizações 142
Palavras 1.763
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá galerinha!
Genteee, avisando aqui que o capítulo de hoje tem Hot, vocês já sabem o esquema, pfvr cumpram com ele.
Boa leitura!
Beijinhos ♥

Capítulo 13 - Reconciliação, um flagrante e um jogo!


Fanfic / Fanfiction My Best Friend (Kim Namjoon) - Capítulo 13 - Reconciliação, um flagrante e um jogo!

Depois do J-Hope me ajudar a guardar as compras, fomos até o meu quarto para conversar, ele sentou na poltrona em frente a cama enquanto eu trancava a porta.

- Então? O que quer conversar? - Pergunto me sentando na cama de frente para ele.

- Eu sei que não deveria ter ficado irritado com você lá na cantinha, mas você não acha que ele já tá muito íntimo de você? - J-Hope falou a última frase com cautela, como se estivesse entrando em um terreno perigoso. 

- Hope, a culpa de tudo isso é minha! - Digo abaixando o olhar. - Ele me olha sem entender. - Eu já deveria ter de contado desde o dia que eu encontrei com ele na escola...

- Não, não me fala, eu até sei, você...Você está com ele né? - Hoseok falou de cabeça baixa. 

- Não J-Hope, claro que eu não tô com ele! Eu ia te falar que o Namjoon o psicólogo, é meu amigo de infância. - Digo chegando um pouco mais para frente. 

Hoseok me olha desconcertado, ele coça a cabeça e olha para os lados, abre e fecha a boca mas não diz nada. Começo a sorrir achando seu comportamento engraçado. 

- O que foi? - Ele perguntou me encarando. 

- Nada, você fica uma graça quando não sabe o que fazer. - Digo o encarando carinhosamente. 

- Desculpe, eu não sabia quem ele era! - Ele falou. 

- Eu sei, não tinha como saber. Eu convidei ele pra jantar aqui amanhã, faz muitos anos que ele não me vê nem aos meus irmãos. Fomos criados juntos. - Digo receosa. 

- Eu entendo amor, tudo bem. - Ele falou calmo.

- Sério? Não tá chateado? - Pergunto preocupada. 

- Não, não estou. E pra provar, podemos até assistir aquela tua série de mortos vivos. - Ele se levantou e caminhou até a Tv, me levanto rapidamente e o puxo pela camisa.

- Eeiiii! - Ele falou se virando. 

- Eu pensei em outra coisa pra nós fazermos! - Digo entrelaçando os braços em seu pescoço. 

- Acho que comecei a pensar como você. - Ele falou em meu ouvido fazendo meu corpo inteiro arrepiar.

Passo a mão pelos seus cabelos e o puxo para um beijo, que início lento mas depois voraz e intenso daqueles que fazem a intimidade pulsar. 

- E o Jin? Ele vai ficar uma fera! - Ele se afastou de súbito e me olhou preocupado. 

- Bom, acho que se não fizermos barulho... - Digo com um sorrisinho malicioso. 

Hoseok me encara com desejo, me levanta do chão e coloca sobre a cama, o puxo mais para perto de mim, começamos um beijo voraz, sua língua percorre toda minha boca, ele desce o beijo pelo meu pescoço e depois até meio seio por cima de minha blusa, ele retira minha jaqueta e minha blusa. Faço o mesmo o deixando apenas de calça. Me viro na cama ficando por cima dele, retiro o sutiã, deixando a mostra meus seios avantajados e arrepiados.

- Nunca vou deixar de me surpreender pela sua beleza. - Ele falou olhando em meu olhos, me inclino e o beijo calmamente puxando seu lábio inferior, ele me ajeita no colo e lentamente passa a língua pelo meus seios, depois os chupa lentamente. 

Jogo a cabeça para trás e mordo os lábios com força contendo os gemidos, Hope continua, meu corpo responde com arrepios e a aceleração da respiração, de repente ele para e se põe sobre mim, sua língua traça um caminho até o fim da minha barriga, ele abre o botão da minha calça e a tira junto com a bota, esfrega seus dedos lentamente em minha intimidade sob o tecido fino da calcinha e de uma vez a rasga, se posiciona entre minha pernas, sinto sua respiração tocar minha intimidade. 

- aannww... - Um gemido me escapa quando sua língua a toca, fazendo movimentos circulares em meu clitóris, ele continua sua dança lingual subindo e descendo, agarro os lençóis ao lado da cama com força, movimentando meu corpo de prazer, Hoseok para de repente, fico decepcionada, seus dedos me exploram e depois lentamente me penetram. 

- Aannww...Aaaanrrr -Não consigo controlar, os gemidos saem alto, fico apreensiva pensando que o Jin vem bater na porta.

- Shhhhhh! - J-Hope colocou o dedo sobre os lábios em sinal de silêncio. 

Ele se abaixa e continua, com o dedo e com a língua, aperto mais ainda a colcha da cama, meu corpo começa a ficar quente, e uma sensação incontrolável queima dentro de mim, fico mais ofegante ainda.

Aannw... - Abafo o gemido quando gozo. J-Hope se despe totalmente,abre minhas pernas e roça seu menbro grande e grosso em minha intimidade, me penetrando aos poucos.

- Aannww... - Dessa vez os gemidos são baixos. Nossos corpos se movimentam lentamente em sincronia, depois aumentamos a velocidade, Hope solta baixos gemidos, seu corpo está quente e suado, ele encosta a cabeça na minha com os olhos fechados, então goza dentro de mim. Ficamos assim algum tempo, depois ele se põe ofegante ao meu lado.

-Reconciliação é a melhor coisa que existe! - Ele falou sorrindo como um bobo.

- Quem disse que já acabou? - Me coloco sobre ele, lhe dou um beijo bem lento e demorado, me afastando para beijar seu pescoço até seu abdômen, chego ao seu menbro e passo minha língua sobre ele, vejo J-Hope fechar os olhos de prazer. Seguro seu falo delicadamente, fazendo um movimento lento de cima para baixo, Hope solta pequenos gemidos, continuo a provocar e passo a língua em sua glande, ele segura meus cabelos, abocanho seu órgão pulsante de uma vez, minha cabeça entrando em sincronia com minha mão, Hope também manipula meus movimento puxando meu cabelo. 

- Aannww...Jully! - Ele geme baixo.

Seus gemidos fazem minha intimidade pulsar, começo a chupar com mais voracidade, enfiando-o quase todo em minha boca molhada, J-Hope fica mais agitado, sua respiração fica mais intensa, sei que ele está prestes a gozar, paro meu movimento e me ponho sobre ele, segurando meu quadril ele me ajuda em um movimento de cavalgada, jogo minha cabeça para trás saboreando as sensações, sinto suas mãos percorrem meus corpo e apalparem meus seios, coloco minhas mãos sobre as dele e aumento meu ritmo.

- Aaaaaannnnwwwww... - Com um gemido alto, gozamos ao mesmo tempo. Me inclino sobre ele e ficamos assim até recuperarmos o fôlego. 

Depois tomamos um banho e deitamos novamente na cama.

               

                               ♧


Acordo com um braço passado sobre meu corpo nu, me viro lentamente e encaro J-Hope, eu poderia dizer que ele dorme feito um anjo, mas não, seu cabelo está bagunçado e sua boca aperta, dou um sorrisinho de canto, me inclino e dou um beijinho em seu queixo, ele se mexe virando para o outro lado. Me levanto e olho para o relógio, são 4:30, como sei que Hope é preguiçoso para acordar, resolvo tomar banho primeiro. 

Depois do banho tomado, volto para o quarto, J-Hope já está acordado e sentando na ponta da cama.

- Bom dia meu amor! - Digo sorrindo.

- Melhor e impossível! - Ele respondeu me fitando.

- Tá de bom humor?! - Digo me dirigindo até o closet.

-Claro, dormir e acordei com o amor da minha vida! - Ele respondeu se levantando, veio até mim e me deu um beijo na testa. - Vou tomar um banho.

Enquanto Hope está no chuveiro, escolho minha roupa, me inclino dando uma olhada no tempo, está fazendo um pouco de sol. Opto por um vestido de alcinha fino e longo cinza, com um cintinho na cintura e decote quadrado, coloco uma sandália gladiadora, e pego minha jaqueta preta, o que não pode faltar, vou até o espelho e seco meu cabelo, prefiro ele solto, passo um baton escuro, com uma sombra clarinha, coloco os silios postiços e passo o lápis de olho e o rimel, abro minha caixa de jóias, coloco um cordão simples com apenas uma pedra na ponta, um brinco da mesma forma, um relógio de ouro e passo meu perfume.

- Nossa adoro esse seu perfume! - J-Hope aparece atrás de mim e beija meu pescoço. Ele já está vestido, usando uma calça mole cinza, uma camisa preta longa com a jaqueta preta.

- Você está tão gato! - Digo passando a mão em seu peito. 

- Graças a namorada maravilhosa que tenho, que comprar e guarda roupas para mim em sua casa! - Ele respondeu me dando um beijo.

- Você vai super gato para o jogo de hoje, tá preparado treinador? - Pergunto fazendo cócegas nele.

- Claro! - Ele respondeu segurando minhas mãos. 

- Ótimo, agora vamos antes que o Jin acorde e veja que você dormiu aqui! - Digo o puxando para fora do quarto. 

Atravessamos o corredor em silêncio, entramos na sala escura, um cheiro de panquecas me dava frio na barriga, tem alguma coisa errada, de repente a luz acende, Jin está encostado no pilar que da para a cozinha.

- Pegos no flagra, eu sabia! - Jin falou com aquela cara de irritação. Nós ficamos calados, não queremos provocar a fúria dele. Meu irmão respira fundo e olha para cima, acho que pedindo forças para não jogar o J-Hope pela janela. - Olha, eu não vou brigar . Jully, você já tem quase 18 anos, seria injusto da minha parte não deixar seu namorado dormir aqui, eu revogo essa regra ridícula, e você pode dormir na casa dele também, mas em datas especiais ou em caso de emergência. Só tomem cuidado, eu não quero ter que cuidar de outro bebê! 

- Quem é o outro bebê? - Pergunto confusa. 

- Horas, o Jungkook! - Ele respondeu como se eu tivesse feito a pergunta mais boba do mundo. 

Depois disso, nos sentamos à mesa para tomar café, Jungkook se juntou à gente, hoje é dia de jogo, ele adora e gosta de chegar cedo para ficar na frente. Terminamos o café calmamente e vamos para a escola.

Assim que chegamos, o estacionamento já está cheio, e são apenas 6:30, Jungkook estaciona na terceira vaga e nos dirigimos ao ginásio, me despeço do J-Hope com um beijo, e subo as arquibancadas, Tae, Suga e Jimin já estão lá, e guardaram nossos lugares, me sento ao lado de Tae e procuro Hope com os olhos, ele está dando instruções para os jogadores. 

- Você está linda! - Taehyung me elogiou. 

- Muito obrigada! - Digo sorrindo encostando a cabeça em seu ombro. Uma música animada começa a tocar, as líderes de torcida se requebram no arena, fico enjoada só de vê. Elas saem da pista pulando como um saci e o jogo de basquete começa. 


Notas Finais


Então? Gostaram dessa capítulo enorme? Kkkkkkk
Espero que sim!
Até o próximo capítulo.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...