1. Spirit Fanfics >
  2. My Best Friend Lover >
  3. Capítulo 9 - Valeu esperar todo esse tempo

História My Best Friend Lover - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Capítulo 9 - Valeu esperar todo esse tempo


Fanfic / Fanfiction My Best Friend Lover - Capítulo 9 - Capítulo 9 - Valeu esperar todo esse tempo

Pov’s Min Jun

 

Estava na casa do Namjoon, esperando ele chegar. Mal dormi de noite com o que aconteceu ontem. Como eu pude deixar aquilo acontecer? Como eu pude transar com meu melhor amigo? E o pior de tudo... EU GOSTEI!

Eu sou noiva. Noiva de um cara incrível. Como pude trair meu noivo daquela maneira? Isso não pode se repetir. Não posso contar para ele, então terei que me afastar do Jungkook, por tempo indefinido.

– Jagiya? – Ouvi a voz do Namjoon na sala.

Sai de seu quarto e fui até a sala, vendo-o fechando a porta – usando um terno preto.

– Joon-ah. – Dei um meio sorriso para ele.

– Senti sua falta. – Ele se aproximou de mim e me abraçou rapidamente.

Retribui seu abraço, mas sentindo culpa.

– Jagiya, ficar longe de você por quase três dias, foi tão difícil. – Sorri envergonhada.

Namjoon era extremamente fofo e romântico, como eu pude fazer isso com ele?

– Queria terminar o que começamos. – Disse ao pé do meu ouvido. – Se eu não tivesse recebido aquela ligação... teríamos.... – Ele separou o abraço para me olhar. – Você teria chegado até o fim comigo?

– S-Sim. – Gaguejei.

E isso realmente não era mentira, eu estava pronta, ou pelo menos achava que estava.

– Eu sonhei com você duas vezes. – Disse desabotoando seu blazer. – Queria tanto faze-la minha de uma vez por todas. – Sorriu de um jeito malicioso. – Quem sabe eu não teria menos ciúmes de você com Jungkook. – Ele riu.

Fiquei apenas em silêncio o observando. O loiro puxou seu blazer de um jeito sensual, mordendo seu lábio inferior, mostrando suas covinhas.

 

[...]

 

– Awwnn... Jun-ah... aaaah....

Namjoon gemia em meu ouvido, enquanto me estocava com força. Mas logo me desmanchei. Porém ele não parou, continuou se forçando para dentro de mim, fazendo minha perna tremer por prolongar o orgasmo. Até que gozou dentro da camisinha.

Saiu de cima de mim e se jogou na cama ao meu lado, me puxando para si e me abraçando. Eu poderia dizer que foi uma primeira vez incrível..., mas não. Como eu consigo ser assim?

A minha primeira vez com meu noivo... foi logo após eu ter o traído com meu melhor amigo! O QUE HÁ COMIGO?

– Isso foi mil vezes melhor do que eu imaginei nesses sete meses. – Disse ele com um lindo sorriso em seu rosto. – Valeu esperar todo esse tempo, eu amo você Jun-ah, eu poderia esperar mais sete, apenas para que você fosse completamente minha e só minha.

Me abraçou mais forte. Eu queria sorrir, eu queria dizer que também o amava, mas eu não conseguia. Eu queria dizer o que aconteceu ontem, mas eu também não conseguia. Eu preciso evitar Jungkook o máximo que eu puder.

 

[...]

 

Dois meses depois

 

– Amor, você está bem? – Perguntou Namjoon do lado de fora do banheiro. – Jagiya? – Bateu na porta algumas vezes.

Abri a porta, sentindo-me tonta. Ele me olhou preocupado.

– Você está pálida. – Colocou sua mão quente em minha testa. – E gelada... está se sentindo bem?

– Acho que é só uma gripe.

– Você tem vomitado a manhã inteira jagiya. – Suspirou e me levou até o sofá de sua casa. – Você não acha que.... – Arregalou os olhos.

– Que? – Indaguei para que ele continuasse e vi um sorriso surgir entre seus lábios.

– Você está gravida? – Perguntou feliz e eu arregalei meus olhos.

– O que? – Suspirei nervosa. – Não posso estar gravida, nós usamos proteção sempre Joon-ah, e.… nós ainda nem nos casamos. – Me levantei e o encarei. – Eu não posso ficar gorda e feia no meu dia! – Disse irritada.

– Calma. – Ele riu e se levantou. – Você vai ficar a coisa mais linda gordinha, hm? – Segurou minha cintura e eu o encarei séria. – Por que não fazemos o teste? – Fiquei em silêncio. – Você tem andando muito enjoada, não pode sentir o cheiro de nada... e principalmente irritada. – Fiz cara feia.

– Eu não estou irritada.

– Está sim. – Ele riu me dando um selar rápido. – Fica com raiva absolutamente de tudo, até mesmo do ar que te toca, e acaba descontando em mim. – Fiz um bico sentindo vontade de chorar. – Além de estar muito emotiva.... – Ele riu. – Não vai chorar agora, não é?

– N-Não. – Ele riu novamente.

– Aegyo, amor... você vai ser a gordinha mais linda do mundo. – Dei um meio sorriso. – Faça o teste, se der negativo tudo bem..., mas se der positivo, essa criança será bem-vinda. – Assenti com a cabeça.

– Vou comprar um teste. – Ele saiu todo feliz de perto de mim.

 

[...]

 

– E aí amor? – Disse do outro lado da porta.

– Não quero ver. – Abri a porta e entreguei a ele com meus olhos fechados.

– Amor.... – Abri uma frestinha para olha-lo. Ele me encarou triste. – Seremos PAPAIS! – Ele gritou feliz e me abraçou.

Retribui seu abraço, mas não sabia se ficava feliz ou triste por isso. Eu realmente estou preparada para ser mãe? Ouvimos um celular tocar e nos separamos. Namjoon foi até o quarto voltando com o celular na orelha.

– Churrasco? – Ele olhou para mim. – Tudo bem, que horas Jin hyung? – Arqueei uma sobrancelha. – Vou conversar com a Jun-ah... uhum... até daqui a pouco. – Sorriu encerrando a ligação.

Pigarrei o encarando séria.

– Jin nos convidou para ir a um churrasco. – Disse se aproximando. – Eu disse que sim.

– Disse? – Perguntei surpresa, pois ele sempre evitou meus amigos, apesar de que Jin era o único que ele gostava, pois era casado.

– Sim, acho que não tenho motivos para continuar com ciúme bobo, afinal estamos esperando um bebe. – Disse entusiasmado. – Eu preciso contar isso para o Jin hyung.

– Joon-ah....

– Eu estou tão feliz!

Merda, eu vou ter que ver Jungkook?

 

[...]

 

Namjoon abriu a porta do carro para mim, segurando minha mão me ajudando a sair do mesmo. Ele estava todo cuidadoso comigo, na verdade ele sempre foi, mas agora? Era em excesso, chegava a ser fofo e engraçado, mas também me deixava com raiva... creio que sejam os hormônios.

Ainda não sei de quanto tempo estou, marquei uma consulta para daqui a três dias, veremos como será. Confesso que estou bem ansiosa e nervosa, mas ainda não descobri se isso é bom ou ruim.

Ouvi falar que existe um teste de gravidez que mostra exatamente o dia em que o bebe foi concedido, mas não acredito muito nisso. Não sei se estou preparada para isso, então acho melhor esperar até a consulta.

Eu vestia um vestido florido e meigo, larguinho. Namjoon disse que faz mal para a criança... então me proibiu usar roupas apertadas. Isso é que dá ser noiva de um médico/ escritor.

Com as mãos entrelaçadas caminhamos até a porta e o loiro apertou a campainha. Rapidamente olhei em volta, vendo o carro de todos os meus amigos, inclusive o de Jungkook, me causando certo arrepio.

A porta se abriu, revelando uma linda grávida, com a barriga maior ainda, no seu último mês de gestação. Sorri e logo a cumprimentei, abaixando e dando um selar em sua barriga.

– Aegyo, pensei que não viessem. – Disse ela sorrindo.

– Annyeong Hyekyo. – Disse Namjoon a cumprimentando com um beijo no rosto.

– Entrem queridos. – Deu espaço para nós.

Adentramos a casa lado a lado, e logo ela nos levou até os fundos da casa. Onde pude ouvir risadas, conhecidas por mim. Nós três nos aproximamos, e logo gelei ao ver Jungkook se virar e me encarar, parecendo surpreso pela minha presença.

– Yaah, vocês demoraram. – Disse Jin com os braços abertos.

Me aproximei de todos e logo abracei Jin, que me apertou contra seu peito carinhosamente.

– Fiquei com saudades. – Disse ele ao meu soltar, abraçou Namjoon e nos encarou sério. – Namjoon, não está proibindo minha menininha de me ver, não é? – Comecei a rir e Nam me abraçou de lado.

– Claro que não hyung, apenas estávamos muito ocupados. – Respondeu acariciando meu braço.

Olhei rapidamente em direção a Jungkook que me olhava triste. Suspirei e me afastei de Nam indo em direção aos demais. Cumprimentei todos como sempre faço, cheguei em Jungkook e o cumprimentei com um abraço rápido.

– Tenho uma novidade. – Disse Namjoon e eu arregalei os olhos.

Ele não vai dizer na frente de todos, não é?

– Qual? – Perguntou Yoongi, apenas sendo educado, pois eu sei que ele também não gosta do Namjoon, na verdade o único que gosta é o Jin.

– Estamos grávidos. – Disse me puxando para o seu lado.

Comecei a tossir desesperada.

– Amor, você está bem? – Passou a mão nas minhas costas.

– Você está gravida? – Perguntaram em uníssono.

Me recompus e os encarei. Apenas assenti com a cabeça. Olhei para Jungkook e vi que ele estava surpreso, e com muita raiva, nunca vi aquele olhar nele antes.

– Yaah, parabéns. – Disse Jin nos abraçando.

– Não acredito. – Disse Hyekyo me abraçando. – Que venha com saúde. – Sorriu e eu agradeci.

– Bem que percebi que está mais gordinha. – Disse Hoseok.

– NÃO! – Gritaram Namjoon e Jin ao mesmo tempo.

– Gorda? – Perguntei e todos me olharam. – Eu... eu não quero ficar gorda. – Senti meu peito se apertar e o desespero chegar. – Eu vou ficar feia. – Comecei a chorar.

– Feia? – Perguntou Hyekyo. – Então quer dizer que gordas são feias? – Ela se virou para Jin. – Você me chamou de linda esse tempo todo! – Ela começou a chorar.

– HOSEOK! – Todos gritarem e ele se encolheu.

– Amor, você vai ser a gordinha mais linda. – Disse Nam me abraçando. – Para de chorar.

Eu me afastei e dei um tapa no seu peito, e ele me olhou surpreso.

– A culpa é sua. – Disse brava. – Eu não quero ficar gorda. – Ele começou a rir. – Mais que inferno para de rir. – Ele me olhou surpreso.

– Desculpa. – Disse rápido. – Amor....

– Não! – Coloquei minha mão em frente ao seu rosto. – Não abra a boca, sua voz me irrita. – Ouvi os meninos rindo. – E vocês. – Apontei para eles que se calaram. – Se me chamarem de gorda mais uma vez, eu arranco seus membros fora. – Arregalaram os olhos.

– Não serei mais o único a sofrer. – Disse Jin e os meninos riram.

– Estou com fome. – Eu e Hyekyo dissemos juntas.

– Está quase pron....

– Agora! – Dissemos mais uma vez em uníssono, interrompendo Jin.

– Agora eu tenho que aguentar duas? – Disse ele chateado.

 

[...]

 

– Jun-ah, faça esse teste aqui. – Disse Hyekyo me entregando. – Ele mostra de quantos meses você está, e especificamente o dia.

– Sério? – Perguntou Namjoon entusiasmado.

Estávamos todos sentados na sala, após comer muito. Olhei meio apreensiva para aquela embalagem.

– Está bem, quando chegar em casa....

– Faz agora. – Disse Nam segurando minha mão.

– Agora? – Perguntei e olhei para Jungkook rapidamente, que desviou seu olhar do meu.

– Sim, eu não consigo esperar até chegar em casa. – Ele se pôs em pé e me puxou. – Por favor jagiya. – Suspirei e assenti com a cabeça.

Fui até o banheiro em frente e fiz o teste. Não demorou muito e o resultado saiu.

– Dia 05/06... espera o que? – Arregalei os olhos. – Mas eu o Nam só... dia 06/06... então... NÃO!

 

Pov’s Jeon Jungkook

 

Ela adentrou o banheiro. Estava me sentindo muito mal com isso tudo. Mesmo depois de dois meses, com ela me evitando... eu não conseguia esquece-la, principalmente depois da nossa noite.

– Acha que está de quantos meses? – Perguntou Jin.

– Dois meses. – Disse Namjoon. – É o máximo... tem que dar 06/06 em diante.

– Foi a primeira vez de vocês? – Perguntou Jin com seus olhos arregalados e todos me encaram.

– Ah, sim. – Ele riu. – Mas usamos sempre camisinhas.

Quer dizer que eles transaram logo depois... que eu e ela.... A porta se abriu e Jun saiu do banheiro, mas sua cara não era nada boa. Rapidamente Namjoon irritantemente feliz correu até ela.

– E aí? Quantos meses?

Ela colocou seus braços para trás e o encarou.

– Acho que tem algo errado. – Ela disse nervosa. – Não funciona.

– Amor deixa eu ver. – Ele a abraçou para pegar a caixinha. – 05/06?

Todos me olharam e eu arregalei meus olhos. Espera... quer dizer que eu....

– Você é o pai? – Perguntou Taehyung sussurrando ao meu lado.

– Tem algo errado. – Disse Namjoon olhando a caixinha.

Me levantei e vi que Jun me encarou assustada.

– Jungkook, não! – Disse Jimin.

– Não tem nada de errado. – Eu disse e Namjoon se virou para mim.

– Como sabe Jungkook-ssi?

– Porque essa foi a data que eu e Jun-ah transamos! – Eu disse rapidamente e notei Jun tremer.

– O QUE? – Ele gritou e olhou para ela. – Você... você dormiu come ele?

– Joon-ah....

– Eu não acredito que você.... – Ele se afastou dela. – Você me traiu?

– Me perdoa... eu não queria... eu.... – Ela se aproximou dele que ficou em silêncio.

– Eu confiei em você, eu amei você. – Ele disse a encarando com desprezo.

– Joon-ah....

– Eu não posso fazer isso, não quero te ver. – Disse ele se afastando. Deu a caixinha na minha mão e caminhou até a porta logo saindo.

Olhei para Jun, notando que segurava seu choro. Seria muito ruim eu dizer que estou feliz?

– Jun-ah.... – Ela me olhou.

– Você não pode me deixar ser feliz, não consegue, não é? – A encarei em silêncio. – Quatorze anos me prendendo a você, e nem mesmo tomou alguma atitude, mas agora que eu estou feliz, você vem e estraga! – Senti meu coração se quebrar. – Mas não se preocupe. – Ela pegou sua bolsa no sofá e me encarou. – Esse filho não é seu.

– O que? – Perguntei confuso.

– É apenas meu! – Caminhou até a porta. – Eu não preciso de você, e meu filho também não precisará, nunca mais me procure Jungkook, não quero mais te ver! – Saiu batendo a porta.

– JUN-AH! – Gritei indo até a porta, mas Jin me segurou. – Hyung me solta.

– O que eu disse Jungkook? – Olhei para ele. – Eu disse que ela se machucaria, não disse?

– Hyung....

– Eu falei para você desistir daquilo. – Suspirou chateado. – Agora dê um tempo a ela, você acabou de... acabar com o noivado dela! – Fiquei em silêncio.


Notas Finais


Ps.: Não sei se esse teste existe, nunca ouvi falar... só precisava de algo então, relevem kkkkkkkk

A única coisa que eu tenho a dizer é OMG!




CONTINUAAA....???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...