História My best friend's girlfriend - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Jeon Jungkook (Jungkook)
Tags Bluae, Jungkook × Jaehyun
Visualizações 4
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Harem, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, então esse capítulo vai contar como a protagonista conheceu Jaehyun. Fiquem com o capítulo

B O A L E I T U R A ! ♥️🤘🏻

Capítulo 2 - Como eu te conheci - Jaehyun


Fanfic / Fanfiction My best friend's girlfriend - Capítulo 2 - Como eu te conheci - Jaehyun

_SN_

Busan_


Esses últimos anos não foi nada fácil pra mim, o meu pai estava muito doente e não tinha como eu ajudar o mesmo, eu me sentia uma inútil por isso. A minha mãe foi embora sem dizer nada quando eu tinha apenas dois anos de idade, meu pai sofreu muito por, as vezes eu pensava se eu era o motivo por isso pois eu fui uma gravidez indesejada.

Infelizmente meu querido progenitor tinha falecido, e eu me culpei por, mesmo ele dizendo que eu não tinha culpa alguma, mas eu sinto que sim. Tive que vir pra Coreia do Sul morar com a minha tia, irmã de minha mãe, pois aqui no Brasil eu não tinha ninguém, não conheço meus parentes paterno, só a minha tia Yuna

Tive que começar uma faculdade, já que antes de meu pai morrer eu já tinha concluído a escola, e as faculdades daqui de Busan são boas, minha tia me aconcelhou eu ir pra Seul, já que as faculdades de lá são bem melhores do que as daqui de Busan. Mas eu não quero ir pra uma cidade aonde eu não conheço ninguém, já basta aqui aonde eu não tenho nem amigos, eu tenho meu primo Taeyong, mas ele só fica aqui em uma vez na semana já que ele vive viajando com meu tio a trabalho. Meus tios tem boas condições, mas eu não quero me depender deles, por isso eu trabalho, não ganho muito, mas é o suficiente pra mim me bancar sem precisar da minha tia, é claro que quando eu preciso muito dela, ela me ajuda. 

Minha tia é uma grande advogada, e meu tio um grande empresário, os dois tem me ajudado muito nesse tempo que meu pai morreu. 

Eu me cursei em uma faculdade de música, pois amo a música, meu pai sempre me motivou a cantar pois dizia que esse era seu grande sonho, mas o meu avô nunca aceitou isso, sempre queria que meu pai fosse um empresário ou um advogado, e foi o que meu pai acabou fazendo, virou um advogado, foi por sua profissão que eu conheci a minha tia. Voltando ao assunto da minha faculdade, bom eu não tive nenhum amigo, sempre ficava sozinha pelos corredores da faculdade. Isso é até triste. Mas durante as aulas, desde quando eu entrei nessa faculdade, eu sentia um certo olhar sobre mim, nunca liguei, mas esses olhares começou a chamar minha atenção, era de um garoto. Bonito por sinal. Mas sempre que eu o olhava ele disfarçava, isso me fazia sorrir, pois achava fofo o jeito que ele tentava disfarçar. 


Eu tinha ficado muito feliz pois eu tinha acabado de me inscrever pra uma audição, eu queria me tornar uma cantora e produtora, lá no Brasil eu fazia teatro, dançava ballet. Sinto saudades dessa época, pois meu pai sempre se orgulhava de mim, meu pai amava a arte e a música 

 Quatro de setembro de 2019, às sete e quatorze da manhã 

Era hoje a audição, eu estava super ansiosa, treinei a semana inteira. Eu estava sentada em um banco aonde tinha umas cinco pessoas, tinha um garoto ao meu lado, não reparei muito nele. Fui chamada para entrar na sala de audição, eu estava com um enorme frio na barriga, o tempo estava agradável hoje, mas sentia um pouco de suor. 

Na hora que eu saí da sala me bateu um alívio, pelo menos eu fui muito bem. Eu acho. Voltei ao meu lugar, fiquei alguns minutos esperando com as outras pessoas, já que eu fui a última a entrar na sala, persebi que as pessoas ali estavam conversando, menos o garoto ao meu, me virei discretamente pra observar o mesmo e me surpreendi ao notar que era o mesmo garoto gatinho que sempre me observa na sala de aula. Ri com os meus pensamentos. 

O estranho foi que eu e o garoto fomos escolhidos como uma dupla, engraçado não? Como o mundo é pequeno. Descobri que o nome dele é Jung Yoon Oh, mas é conhecido com Jaehyun. Achei mais bonito. Como vamos ser aprendiz nós vamos ter que nos conhecer, já que vamos ser uma "dupla" 


Confesso que a nossa aproximadamente foi muito boa, nós temos os mesmos gostos, foi apenas algumas semanas. Na faculdade ele sempre ficava comigo, agora eu tenho alguém. Jaehyun disse que seus amigos são da outra faculdade do lado ele disse que ficou na outra faculdade por causa de seus pais que estudaram aqui também, é tipo uma tradição de família. O interessante é que ele tem uma irmã de dezessete anos de idade que se assumiu lésbica pro seus pais, mas eles não aceitaram e quase a expulsou de casa, mas não aconteceu pois ele conversou com o seus pais, ele disse que a Chaeyeong está namorando escondido com sua professora de dança que é da Tailândia, não cheguei a conhecer sua irmã, mas a garota parece ser incrível.

Eu e Jaehyun ficamos muito próximos mesmo e isso me deixa bastante satisfeita, outro dia atrás ele até me beijou e me surpreendeu com essa atitude. 


Estávamos em sua casa, no seu quarto conversando sobre coisas aleatórias, mas a nossa conversa virou outro rumo 


"— Sério que você nunca beijou? - indagou surpreso, eu apenas acenti envergonhada — Mas você é tão linda - seus olhos desceu por minha boca 

— Você não vai rir de mim? - perguntei de cenho franzino, seu olhar voltou ao meu 

— Eu posso fazer uma coisa melhor - eu persebi  ele passar a língua levemente em seu lábio inferior enquanto olhava o meu, não consegui desfaçar o olhar, persebendo o meu ato ele abriu um sorriso de ladino


— E o que seria? - indaguei baixo

— Isso - sem esperar muito, ele tomou meus lábios, sinto até vergonha de o decepcionar por ser a minha primeira vez beijando alguém. Mas ter a sensação de seus lábios contra os meus é tão bom, ele tinha passado a pontinha de sua língua na minha e depois mordeu meu lábio inferior levemente, e esse ato me arrepiou de um jeito muito bom, e até me tirou o fôlego.

Nos separamos lentamente e pouco ofegantes, ele me olhou com ternura e depois sorriu, retribui com um sorriso envergonhado, sinto minhas bochechas queimarem 

— Você foi muito boa, agora você não é mais bv - riu baixo"


Depois desse dia eu não paro de pensar nele um instante, e só agora fui perceber que me apaixonei por ele. 

E ele também está, já que fui surpreendida por ele me pedindo em namoro hoje na faculdade... 




Notas Finais


Por favor gente comentem o que vcs estão achando da fanfic, isso vale muito pra quem está escrevendo. Eu espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...