História My big love - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Park Chan-yeol (Chanyeol)
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Exo, Um Pouco De Angst
Visualizações 29
Palavras 795
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


surgi com mais uma kkk essa é diferente porque tem algumas coisas reais nela

Capítulo 1 - P.s: Sinto sua falta




To: Park Chanyeol

From: Byun Baekhyun



Hey, meu amor. Como você está? Está se alimentando, se hidratando aí onde você mora agora? Espero que esteja porque você sabe que eu me preocupo com você, lembro que estava sempre trabalhando e estudando e nunca se preocupava consigo mesmo. 

Bem, sinto sua falta. Muito. Porra, eu sinto muitas saudades suas. Me sinto vazio sem você. Incompleto. 

Porque você me completou de uma forma inimaginável, de uma forma tão intensa que ficou marcada dentro do meu ser. Eu não sei dizer exatamente quando e como você entrou no meu coração, porque tudo começou de uma forma bem lenta, com um bilhetinho anônimo de "oi, gosto do seu cabelo" colocado dentro do meu armário no ensino médio. Bilhetinhos esses que foram aumentando seu teor, seu tamanho; foram ficando cada vez mais e mais intensas. Sim, é exatamente essa palavra que te descreve tão bem Baekhyun. Intenso. Você é muito intenso e eu nunca soube bem lidar com tudo isso, mas eu tentei até o final e tenho orgulho de dizer que eu consegui. 

Sabe, muitas pessoas que sabem e conhecem a nossa história acabam dizendo que foi um romance lindo, clichê, mas que também foi triste. E não discordo, foi realmente isso tudo. Nosso amor foi forte, desconcertante, maravilhoso, intenso, avassalador; gosto de dizer que nosso amor foi puro. Como na música Pure da Shannon Saunders, aquela que concordamos ser a nossa música junto com Atlas. Eu amo essas músicas, assim como Tell Me It's Okay do Gnash. Sinto bem encravado em minha alma que essas músicas são nossas e de mais ninguém. 

Mas lembrar dessas músicas me deixa muito triste, porque são fragmentos de momentos que tivemos e compartilhamos. Como a história do "está tudo bem não estar bem", que veio com Tell Me It's Okay. Você ainda se lembra? Porque eu sim, e muito bem. 

Já completava alguns meses que você mandava bilhetinhos anônimos para mim, e completava também alguns meses que eu já estava começando a gostar de você mesmo sem te conhecer. De sentir algo diferente por você. E naquela época eu não estava passando por um bom momento – praticamente nunca estava, na verdade – e chegou em um ponto que só você salvava os meus dias. Porque, droga Baekhyun, você era sempre quem eu mais esperava no começo do dia; pontualmente com seu bilhetinho sempre às 8h da manhã. Eu ficava esperando suas mensagens de ajuda, de consolo, de carinho e de amor, e eu me apeguei tanta a elas de uma forma surreal. E com essas mensagens veio também as indicações de músicas, e Tell Me It's Okay  foi a primeira de muitas. Você disse que eu ia me sentir bem ao escutar ela, e que se eu permitisse, você poderia ser a essência da música para eu te sentir de todas as formas junto com o ritmo gostoso. 

É isso o que eu faço até hoje. Eu te sinto, te sinto de corpo, alma e coração.

Te sinto em tudo o que eu faço, e em tudo o que eu penso. Consigo escutar em meus ouvidos a sua voz, o som das suas risadas, e das suas histórias contadas no calar da noite. Te sinto e te lembro quando me pego pensando nas declarações que trocamos, nas conversas mais simples e complexas que discutimos. Porque te conhecer foi a melhor coisa que fiz, te lembrar é sempre a melhor coisa. Te lembro assim que toco a playlist que fez para mim, aquele maravilhosa e apaixonante playlist. Love Songs, o nome dela. Até hoje não consegui me desapegar dela, porque é ela que me levanta quando eu caio, é ela que consegue me fazer viver cada dia que passa. 

Mas antes disso era que você que conseguia isso tudo, e agora não tenho você. 

E não ter você dói demais, uma dor que corta, dilacera, rasga e arranca pedaços. Às vezes penso que isso é karma, e até concordo com esse pensamento.

Porque é um fodido karma não poder viver com você, te tocar, ouvir de novo sua voz e acabarmos os vários assuntos inacabados que temos. Falar com você, sentir aquela paixão ardente que só você me fez ter. Dizer te amo novamente, ouvir e sorrir por causa de suas divagações aleatórias, aquelas que eu amo tanto. Baekhyun, você faz falta, e tudo o que eu queria agora é poder voltar a te ter, voltar a te pertencer. 

Eu te amo, te amo tanto tanto tanto. Te amo de uma forma muito dolorosa. A dor mais difícil de suportar que eu tenho. 

Te amo Baekhyun, eu te amo. Muito. 

E espero poder te reencontrar algum dia, e nesse dia eu vou estar preparado para o seu maravilhoso caos. 

Até breve, meu grande amor

Com carinho, Chanyeol. 


Notas Finais


acho que você já sacaram né? :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...