História My Boss (Imagine Jungkook) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, G-Dragon, Got7, HyunA, Jay Park, Red Velvet, Taeyang
Personagens Alex, Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Ga Yoon, G-Dragon, Hyuk, HyunA, Jackson, Jay Park, JB, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jessica, Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Ki Hyun, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Seung-min, Kim Taehyung (V), Lay, Lee Felix, Lee Min-ho, Lisa, Mark, Min Hyuk, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Ravi, Rosé, Sehun, Seohyun, Show Nu, So Hyun, Sooyoung, Suho, Sunggu, Sunny, Taeyang, Taeyeon, Tiffany, Wendy, Yeri, Yoona, Youngjae, Yugyeom, Yuri
Tags Drama, Romance
Visualizações 380
Palavras 4.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTEEEEE!!
NO CAPÍTULO ANTERIOR ... 80 COMENTÁRIOS?? MDSS!!

324 FAVORITOS!!! AAAAHH VOCÊS SÃO DEMAIS!
AMO VOCÊS E OBRIGADA A TODAS

😍😍😍😍



B
O
A


L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 21 - Rainy day!


Fanfic / Fanfiction My Boss (Imagine Jungkook) - Capítulo 21 - Rainy day!



   •° Continuação °• 




Você foi dos amores que eu tive o mais complicado e o mais simples para mim....
Você foi a maldade que só me fez bem, 
O melhor dos meus erros 
A mais estranha história 
Que alguém já escreveu
Você é a saudade que eu gosto de ter...


- Roberto Carlos 




· P.O.V  ______




Por que estou tão inquieta? Aconteceu algo? 


Fico andando de um lado para outro e vai se formar um buraco no chão daqui a pouco, o que será que está havendo? 


Pego meu celular, desbloqueio a tela e fui até os meus contatos. Rolo o dedo na tela e escolho o número do Jeon. 



To fazendo merda? 


Talvez ...



Vamos lá!



Chamando ...

Chamando ...

Chamando ... 



Caixa postal! 



O que? Ele não atendeu? Mas ...



Deve estar ocupado né? E se eu ligar para a empresa? 


To sentindo uma enorme necessidade de ligar pro Jeon, meu deus eu disse que não iria mais fazer isso, olha agora. Droga. Eu vou ir lá. 


Suspiro e pego a minha bolsa, coloco meu celular ali. Calço apenas um tênis confortável, pego as chaves e sai de casa. Ando pelo corredor apressada, aperto o botão do elevador e se ouve o típico barulhinho. Entro e desci, sai do prédio disposta a ir mesmo na empresa do Jeon.



Mas por que tudo isso agora? 



Balanço a cabeça tirando pensamentos alheios, me sento no banco enquanto esperava o ônibus. Pego novamente meu celular, desbloqueio e tela e disco o número do Jeon. 



Chamando ...

Chamando ...

Chamando ... 



Caixa postal.



Ele deve estar muito ocupado, mas eu sinto uma agonia. Ta tudo errado. Por que eu to assim? 



Oh céus ...



******



Assim que adentro na empresa vi todos os funcionários cochichando coisas, alguns pareciam com medo. Mordi o lábio e aperto a alça da bolsa. 



GaYoon - Olha quem apareceu ... - Fala com deboche -



- Por favor GaYoon - Rolo os olhos entediada - eu preciso ...



GaYoon - Falar com o Jeon? - Fala sorrindo - acho que você não viu a matéria que saiu né? 



- Do que está falando? - Fiquei totalmente nervosa, aconteceu algo com ele? Céus ele se machucou? 



GaYoon - Jeon foi preso! - Diz cuspindo as palavras - 



Que?



- O que? Ta louca? - Arregalo os olhos - 




Ela riu negando e pega seu celular que estava na sua mão, ela mexe por um tempo e eu tava impaciente já.



GaYoon - Veja com seus próprios olhos. 



Pego o aparelho imediatamente e rolo meus olhos pela tela lendo tudo.



"O empresário Jeon Jungkook foi preso hoje acusado de 'agredir uma mulher que ainda é desconhecida pela mídia. Mais informações sobre a prisão do empresário em seguida."




GaYoon - Convencida agora? - Tira os celular das minhas mãos - 



- Não e possível ... - Não tava querendo acreditar - 



GaYoon - Pois é, agora me dê licença! - Sai esbarrando em mim - 




Nesse momento eu não conseguia processar nada.



Ele foi preso? 


Oh céus, o que eu vou fazer ...




⇝ P.O.V  Jeon Jungkook 



  2 Dias Depois ...



Além de passar por vários fotógrafos, algemado, passei por "agressor" na frente de todos. Eu não estava totalmente irritado mas sim envergonhado. Jamais fui assim, nunca cheguei no meu limite a ponto de agredir uma mulher naquele ponto.


Tive direito de chamar meu advogado, graças a ele eu pude ficar numa cela sozinho. Ainda teria que passar por um julgamento! Sim eu passaria por um. 


A mídia ta adorando né, sinto que cada olhar que recebo me sinto mais um puta homem ridículo e escroto. 


Posso pegar até 3 anos dentro dessa pocilga, eu adoraria sair daqui e acabar com a Lee Gi. Mas vai adiantar alguma coisa? 


Não!


O que me passa pela cabeça e que eu tenho a certeza e que ... Ela fez de propósito! E me pegou. Justo eu, Jeon Jungkook. 


Estou sendo difamado da pior forma possível, esse 'crime vai ficar na minha história o resto da vida. 


Ah vontade de deixar a barba crescer, deixar o cabelo ficar enorme ... usar roupas largas... Ou também posso ir para a Turquia vender meu corpinho. 



Milhões de opções. 



Mas eu já não quero mais lutar, to sentindo mistos de emoções que eu jamais senti. Me sinto fraco, não pelo fato de não me alimentar adequadamente mas sim por saber que a pessoa que eu precisava não está ao meu lado.



______! 



Como que você conseguiu isso? De milhões de mulher você me deixa assim do nada. Me sinto embriagado ao lembrar do perfume dela, me sinto excitado só de lembrar do seu corpo, das curvas maravilhosas. 


Poxa, ela já deve estar sabendo de tudo. Me achando um mostro. Ela mesmo me falou isso, odeio admitir mas ela estava coberta de razão. ______ realmente precisava sair de perto de mim, não sou a melhor pessoa para ela. Mas ao imaginar ela com outro homem me deixa furioso, me deixa com vontade de matar. 



O que ta acontecendo comigo? 



Encosto a cabeça na parede gelada, a única vista que eu tinha era essa parede com tinha desgasta e caindo os pedaços. Fico encolhido naquela pequena cama, ah eu nunca quis tanto a minha cama como eu quero agora. 


Abraço as minhas pernas e fecho os olhos, essa roupa e tão desconfortável, aqui é gelado isso me faz lembrar um certo lugar. Com os olhos fechados eu posso me ver com a ______. Que isso que eu estou sentindo? 


Eu não quero admitir o que está bem debaixo do meu nariz.



Xxx - Ei bela adormecida, você tem visita! - Fala abrindo a cela - 



Abri os olhos e levanto, talvez seja meu advogado. Me viro e de costas e ele coloca as algemas nos meus pulsos. 


Fui andando pelo extenso corredor de luz baixa, aqueles homens ficavam me chamando de "cretino". Poh nem conheço vocês.



Mas eles tem razão, eu sou um puta cretino. 


Fui andando sendo empurrado pelo guarda, suspiro e paro. Ele tira a algema e senti um alívio nos meus pulso, ele abre uma porta de ferro meio enferrujada. Vi uma silhueta feminina, adentro na sala e a porta foi fechada escoando um barulho estrondoso pela sala. 




- ______? - Minha voz saiu baixa - 



Ela se vira e seu rosto tava inchado. Ela chorou? Será que foi por minha causa? 



______ - Jeon-ah ... - Ela vem na minha direção - 



Ela me abraça, eu fico estático totalmente sem reação, não gosto de abraços. Eu acho esse gesto uma coisa muito íntima. Mas com a ______ tudo passou de "íntimo".



- ______ ... - Sussurro - 



Levo minha destra até suas madeixas castanho escuro, acaricio sentindo os fios macios e com cheiro de morango. 



______ - Desculpe, eu deveria ter vindo antes! - Fala desfazendo o abraço - 



- Tudo bem! - A olhava admirado, eu a admirava. Agora eu posso admitir - não deveria aparecer num lugar como esse! 



______ - Jeon-ah por favor! - Parecia inconformada - 



- Sente-se ... - Solto uma lufada de ar, me sento na cadeira ali - 



Ela se senta na cadeira a minha frente, ela apoia os braços na mesa de madeira escura.  



______ - Por que ... - Ela parecia receosa em falar - 



- Eu explodi ______ ... - Com toda a atenção dela em mim eu queria falar, mesmo não gostando de falar muito eu precisava. Fico praticamente sozinho lá - eu me deixei levar, ela me provocou e agora aqui estou eu! - E ... Sou péssimo na hora de falar - 



______ - Você ... O que vai acontecer? - Seu tom era de preocupação - 



- Meu advogado ta fazendo de tudo para me tirar daqui, mas ainda tem o julgamento. - Olho para o nada - 



______ - Ei! - Me chama a atenção - você vai sair daqui ta? 



- Quem sabe daqui á 3 anos! - Falo seco - 



Como eu posso ser assim? 



Ela fica com os seus olhos redondinhos cheios de água. Ela vai chorar? 





______ - Por favor, não fale isso! - Ela engole o choro - você vai sair daqui, sei que disse tudo aquilo para você mas ... Na verdade eu quero estar ao seu lado



Oh tudo que eu precisava ouvir! 



- Quer? - Desconfio - 



______ - Sim, olha .. Eu vou vir todos os dias se for preciso, eu estarei naquele julgamento - Ela respira fundo - quando você sair Jeon, eu estarei lá fora te esperando! - Fala nervosa - 



- O que aconteceu com você? - A olhava totalmente chocado - 



Essa e a mesma ______? A minha ______? Ela mudou! 



Como?



______ - Eu quero tomar um rumo na minha vida Jeon, preciso parar de ser insegura e trouxa! Quero fazer tudo que eu quero. Quero ficar ao ... - Ela para de falar! 



Ah ...



- ______ ... - Tombo a cabeça para o lado - 



______ - Eu sei ... eu disse muita coisa, é tudo ainda ta na minha cabeça. - Suspirou - mas quero que saiba que para mim você ... Olha - Ela balança a cabeça, parecia espantar todos os pensamentos -



O que eu não daria para saber o que se passa na sua cabeça! 



______ - Você me faz tão mal Jeon ... - Fala olhando pra mesa - 



Me xingue... Tem todo o direito! 



______ - Me faz sentir tudo que eu não queria ... - Ela suspira - mas ao mesmo tempo me faz bem, mesmo que por pouco minutos. Me lembro até hoje do dia da chuva ... - Ela solta um sorriso, oh aquele sorriso - 




O dia da chuva ...

 


× FLASHBACK ON ×

 


    • 1 Ano Atrás ...




"Papéis, mais papéis é só isso que tenho visto hoje. Mas não me arrependo, sem todo esse esforço eu jamais construiria essa empresa, oh todo mundo me chama de criança, mas eu consegui superar as expectativas de todos. Consegui passar por cima de quem achava que eu era jovem demais para construir um negócio, me sai bem sucedido e agora sou milionário. 


Mais de 1 mil funcionários. Oh. Agora o que me distrai são mulheres, belas mulheres passam pela minha sala. Loiras, ruivas, morenas ... Todo o tipo. 


Minha nova funcionária, se não me engano se chama ______, sou louco para ter um provinha daquele corpo que me chama atenção. Não sou bonzinho com ela, até por que aqui não é creche. 


Ah ela tenta escapar de mim, e o que dizer sobre o discurso que ela me deu sobre... "Jamais ficaria com alguém tão baixo quanto você." 


Ai, ai ... E tentar ensinar o mecânico a usar uma chave de fenda. 


Ela acha que vai escapar de mim, ta enganada. Posso ser bem mais sorrateiro do que ela pensa. 



******


Começou a chover, não era uma chuva fraca mas sim uma chuva muito forte. Pego minha pasta e sai da sala. Passo a mão pelo meu cabelo o ajeitando, avisto ______ para na frente da janela, ela tinha seus olhos vidrados na janela vendo a chuva cair. Chego em passos lentos até ela. Que par de pernas, senhorita ______. 



- Olá ... - Ela deu um pulinho me tirando um riso discreto - 



______ - A-ah ... S-senhor J-Jeon ... - Ela vira o rosto e agora podia ver que ela tava vermelha - 



Não ta normal ...



- Por que está assim senhorita ______? - A olho - 



______ - E-eu t-to gripada ... - Funga - d-desculpe! - Abaixa a cabeça - 



Oh não! 



- Já tomou um remédio? - Falo sem muita emoção - 



______ - E-eu não tive tempo de comprar! - Fala e aperta a alça da bolsa em seu ombro -



- Hum, até amanhã! - Me viro e sai andando - 



Fico de frente para o elevador mas algo me perturbou, e esse algo vulgo _______, tossia descontrolada. Reviro os olhos e volto.

 


- Você vai de que pra casa? - Falo chamando a atenção da menor - 



______ - De ôni... Ônibus! - Pigarreia - 



- Vem vamos! - A puxo pelo pulso - 



______ - Q-que ... Não, não! - Tenta se soltar - 



- Calada! - Ordeno - apenas venha! 




Ela se calou, descemos e saímos do prédio. Tinha um corredor para passar ai ficava o estacionamento do prédio, segurava seu pulso com força e a levo mesmo ela negando. Chegamos no meu carro e demorou meia hora só para ______ colocar o cinto e ficar calada. Assim que consegui calar ela, suspiro aliviado porque eu iria meter uma fita adesiva na boca dela e faltava ela falar um "A". 



______ - O-onde vai me levar? - Reviro os olhos - 



- Caramba! - Aperto o volante com força - 10 minutos, você consegue ficar calada? - A olho de relance - 



______ - Ok ... - Me pareceu meio magoada - 



Suspiro e o que tem de gostosa tem de falante, ela tem que melhorar isso. 'Reclamona'. Quem sabe eu a chame de Sra. Boca solta! 



Ri com meu pensamento, nego com a cabeça e chego numa farmácia. 



- Caladinha! - Falo assim que vi ela abrir a boca - 



Sai do carro e travo as portas, nunca se sabe. Passo pela chuva já que eu estacionei no outro lado. Não acredito que to fazendo isso. Entro e chamo a atenção de algumas mulheres. Estalo a língua entre os dentes e pedi um remédio para gripe. Pago o remédio e sai do estabelecimento, passo pela chuva novamente e destravo as portas do carro, entro e fecho a porta. ______ me olha pronta pra falar, a olho com cara de "não vou repetir!".



______ - Mas eu só quero dizer uma coisa! - Reclama - 



- Você já disse! - Disse ríspido - toma! - Lhe estendo a minha mão que segurava a sacola com o remédio - 



Ela pega e quando nossas mãos se encostaram pude ver o quão quente ela estava. 



- Precisa ir em um hospital! - Falo afivelando o cinto - 



______ - Não ... - Fala baixo - 



Solto uma lufada de ar, ela abre a bolsa e pega a carteira, a olho incrédulo.



______ - Por favor ... - Ela me estende o dinheiro - pegue senhor Jeon! - Fala e vi sua mão tremer - 



- Ta tudo bem? - Troco o assunto - 



______ - E-estou ... Pegue! - Insiste - 



- Guarde! - Falo olhando pra frente - 



______ - Mas isso não é ... - A corto - 



- Não vamos ir para esse assunto! Guarde já falei. - Dou a partida - 



Ela suspira, fui dirigindo paro na cafeteira. Ela me olha confusa.



- Um café? - Falo a perguntando - 



______ - S-senhor Jeon ... - A olho irritado, nem preciso dizer né - c-com l-leite ... - Fala olhando para baixo - 



- Obrigado! - Digo antes debsair do carro - 


Sai do carro e novamente passo por essa chuva que não passa nunca. Entro na cafeteria, pedi dois cafés simples e um deles viria com leite. 


Eu poderia dar leite para ela direto da fonte aqui. Ai ai 


Compro os dois cafés, sai do local voltando pro carro. Ela não ta bem. Entro no veículo vendo ela apenas me olhar em silêncio, lhe dou o café dela, ela pega e suas mãos tremiam. Jogo meu corpo no encosto do banco do motorista e tomo um gole do café sem açúcar. Vejo ______ tomar um pouco do seu café, ela solta um suspiro longo.



******



Ficamos um bom tempo em silêncio, tomamos nossos cafés, o silêncio apenas acabou quando eu pedi o endereço dela. Ela me deu e eu fui para lá, era um edifício.



- Pronto! - Olho pra frente meio entediado - 



______ - O-obrigada por... Por tudo! - Ela engole o seco - 



______ - Senhor Jeon ... R-realmente a minha tarde foi boa, mesmo em silêncio.. - A olho - d-desculpe por qualquer coisa! - Suspiro e olho pra frente novamente - 



Fico em silêncio, ela abaixa a cabeça.



______ - A-até amanhã! - Sai do carro - 



Olho e ela se encolhe e passa pela chuva, entra no edifício e some do meu campo de visão.  Antes de ir embora percebo que no banco do passageiro havia uma quantia em dinheiro. Bufo. Não acredito que ela fez isso. 


Pego o dinheiro e coloco no porta-luvas, e parando para pensar. Ela e irritante mas bem pouco, gosto dos seus olhos. E mesmo a maior parte da tarde a gente calado. Foi uma ótima tarde. 



Um ótimo dia de chuva."




× FLASHBACK OFF ×

 


A olho soltando um suspiro, não foi tão boa tarde assim.



- Olha ... - Falamos juntos, arqueio a sobrancelha - pode falar!



______ - Aquele dia foi legal, mesmo você me obrigando a ficar calada! - Um sorriso brotou em seus lábios - mas mesmo assim, não vou esquecer que você comprou o remédio pra mim! 



- Eu fiz ... - Paro sem saber como prosseguir naquilo - 



______ - Tudo bem .. - Ela sorriu triste - naquele dia em diante a gripe passou. - Respira fundo - mas enfim ...



- O que você sente por mim? - Ela me olha totalmente vermelha -

 


Se passou minutos e ela não respondia.



______ - O que eu sinto por você Jeon e ... - Ela foi cortada pelo guarda - 



Desgraçado! 



Xxx - A hora da visita acabou! - Fala sério - 



Olho para a ______, ela tava chorosa. Não estou gostando de ver ela assim. 



Minha culpa... Gostaria de arrancar um sorriso dela. 



Me levanto e a menor fez o mesmo, mas antes eu me aproximo dela e selo meus lábios nos dela, um selinho demorado naquela boca delicada e rosada.



______ - Eu vou vir amanhã! - Fala me olhando e com uma certa ternura - 



Me afasto dela e o guarda me algema novamente, a olho pela última vez e fui levado de volta para a sala. 



______! 



Seus lábios me deram a força que eu precisava, seu olhar foi a minha inspiração e seu sorriso foi a minha perdição. 



Fecho os olhos, passo a ponta dos meus dedos em meus lábios, apesar de ser apenas um selinho. Me senti satisfeito. 



Minha ______! 




∆ P.O.V  ______ 




Saber que o Jeon foi preso fez tudo fazer sentido, ele bateu numa mulher? 


Pra mim nada fazia sentido naquilo, não achava ele tão mau a ponta de fazer tal ato. Minha cabeça estava voltada em ir ver ele, precisava ver seu rosto. Precisava ver se ele estava bem. 



Será que alguém machucou ele? 



Oh céus!


 


****** 



Esperava Jeon, meu coração estava a mil, demorei dois dias para decidir algo tão fácil. Passei a noite chorando e apenas queria ver ele, quem sabe o que vai acontecer... 


Ouvi a porta ser aberta, respiro fundo e o barulho estrondoso da porta sendo fechada escoou pelo local. Me viro vendo Jeon, oh Jeon. 



Jeon - ______? - Sua voz saiu baixa - 



Ele me analisa, deve ter percebido meu rosto inchado pelo choro, mas não me importo.  



- Jeon-ah ... - Digo e vou andando até ele -



Eu o abraço me esquecendo que ele não gosta desse tipo de contato físico, acreditei que ele iria me empurrar, Jeon apenas ficou estático por alguns segundos. Sua destra pousou sobre minha cabeça, ele fez carinho em meus cabelos. 



Jeon - ______ ... - Sussurrou - 



- Desculpe, eu deveria ter vindo antes! - Falo desfazendo o abraço - 



Jeon - Tudo bem! - Me olhava admirado - não deveria aparecer num lugar como esse! 



- Jeon-ah por favor! - Falo inconformada -



Não me importo de vir aqui.  



Jeon - Sente-se ... - Soltou uma lufada de ar, se sentou na cadeira ali - 



Fiz o mesmo e me sento em sua frente.



- Por que ... - Digo receosa, precisa entender - 



Jeon - Eu explodi ______ ... - Presto atenção em suas palavras - eu me deixei levar, ela me provocou e agora aqui estou eu! - Ele parou de falar - 



Oh ...



- Você ... O que vai acontecer? - Meu tom saiu em preocupação - 



Jeon - Meu advogado ta fazendo de tudo para me tirar daqui, mas ainda tem o julgamento. - Olhou para o nada - 



- Ei! - O chamo a atenção - você vai sair daqui ta? - Falo confiante - 



Eu sei que ele vai sair logo. 



Jeon - Quem sabe daqui á 3 anos! - Falou seco - 



Não fale assim! 



Você não sabe o quanto me machuca ouvir isso! 



Meus olhos ficam marejados. 




- Por favor, não fale isso! - Engoli o choro - você vai sair daqui, sei que disse tudo aquilo para você mas ... Na verdade eu quero estar ao seu lado! 



Vida a expressão dele mudar.



Jeon - Quer? - Desconfia - 



Acredite. 



- Sim, olha .. Eu vou vir todos os dias se for preciso, eu estarei naquele julgamento - Respiro fundo - quando você sair Jeon, eu estarei lá fora te esperando! - Falo nervosa -

 


- O que aconteceu com você? - Me olhava totalmente chocado - 



Eu mudei um pouco, talvez ... Não sei ao certo. 



- Eu quero tomar um rumo na minha vida Jeon, preciso parar de ser insegura e trouxa! Quero fazer tudo que eu quero. Quero ficar ao ... - Paro de falar! 



"Ficar com você Jeon!" 



Ah ...



Jeon - ______ ... - Tombou a cabeça para o lado - 



- Eu sei ... eu disse muita coisa, é tudo ainda ta na minha cabeça. - Suspiro - mas quero que saiba que para mim você ...  - Não! Balanço a cabeça, espanto todos os meus pensamentos -



______ - Você me faz tão mal Jeon ... - Falei olhando pra mesa - 




Ele me olha sem expressão.  



- Me faz sentir tudo que eu não queria ... - Suspira mais uma vez - mas ao mesmo tempo me faz bem, mesmo que por pouco minutos. Me lembro até hoje do dia da chuva ... - Sorri - 



O dia de chuva! 



Tive lembranças daquele dia, foi tão silencioso na maior parte do tempo. Mas naquele dia chuvoso quando eu finalmente entrei no meu apartamento, tive uma certa certeza que eu gostava do "Senhor Jeon". Para mim ele era como um livro, sabe daqueles que a capa é linda e perfeita mas por dentro e tudo completamente diferente. Estar com Jeon, tudo pode acontecer. 



Ele e um livro do qual, por fora uma coisa e por dentro e outra bem diferente. Mas eu gostaria de ler cada página, cada capítulo seria uma verdadeira emoção para mim.


Jamais vou esquecer do dia chuvoso. Talvez seja por isso que gosto quando chove. 




Entre conversar o que eu pensei que ele não iria falar, lá vem Jeon é me surpreende. 



Jeon - O que você sente por mim? - Ele solta isso do nada - 



Eu sinto tanta coisa que ele nem imagina, e tanto sentimento. 


Se passou minutos e eu não respondia. Medo talvez ...


Mas toda a verdade e que eu ainda o amo, e para mim isso segue como um amor unilateral. Não sei se devo criar expectativas de um dia isso ser recíproco.



- O que eu sinto por você Jeon e ... - Fui interrompida pelo guarda - 



Xxx - A hora da visita acabou! - Falou sério - 



Jeon me olha e parecia aborrecido, a gente se levanta. Não queria dizer "tchau".



Já tava morrendo de vontade de chorar. 



Meu coração acelera assim que ele se aproxima, sentia minhas mãos ficarem suadas. Ele sela nossos lábios em um selinho demorado. Nunca me senti tão completa como agora.  




- Eu vou vir amanhã! - Falo o olhando e com uma certa ternura - 



Ele nada diz. Ver aquele guarda estraga prazeres algemar o Jeon foi a coisa mais dolorosa para mim. Olha eu só queria ver ele livre daqui, quando ele sair é eu tenho fé que vai eu não sei como será. A gente pode se afastar de novo.


Ele me olha pela última vez e foi levado, aquele rostinho de anjo, aquele rosto com as feições perfeitas, aquele par de olhos lindos. Meu deus. To acreditando cada vez mais que posso estar prestes a cair no mesmo precipício de sempre. 


Não que seja ruim, no fim desse precipício eu posso cair em algo bom, sei lá. 


To bem confusa, e espero poder desvendar as páginas desse livro. Espero conseguir colocar um final feliz nesse livro tão complicado.


Farei o que tiver que fazer! 





     CONTINUA!!




Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO BOLINHOS! 😍😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...