História My boss, my stalker, my fucker - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook
Visualizações 30
Palavras 1.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, olha eu aqui de novo... sim a intenção era postar de 3 em 3 dias... mas se posso postar agora porque não? Não é? Bem, boa leitura!

Capítulo 3 - I am here Busan


Fanfic / Fanfiction My boss, my stalker, my fucker - Capítulo 3 - I am here Busan

Busan, 10:30

Pov's Jimin

Depois do cartaz gigante passar pelos meus olhos, percebi que os meus pais me chamavam:

-Desculpem, estava distraído- corei

-Não me diga!- retrucou meu pai e minha mãe riu.

-Estou feliz por voltar! - exclamei, sorrindo muito.

-Vai tentar encontrar seus amigos de infância?- minha mãe questionou enquanto nos dirigíamos para onde nossas malas iriam sair.

-Bem... não me lembro de nenhum nome, nem de caras... vocês lembram-se? Acho que tinha escrito tudo nos meus diários... mas são tantos, e eu não sei onde está os que eu tinha quando saí de cá, eu tinha 6 anos certo?- perguntei sem respirar a meio.

-Calma Jimin, uma pergunta de cada vez! - meu pai disse, agarrando a mala dele e a da minha mãe, seria bonito para agarrar minhas 6 malas... só quero ver *pensei.

- Então vou perguntar uma de cada vez... se lembram de algum nome de meus amigos de infância? - perguntei olhando os dois, eles pensaram um pouco e minha mãe arregalou os olhos, fiquei sorrindo já antecipadamente.

-Tinha os nossos vizinhos... quando nos fomos embora ele tinha 8 anos, lembro-me que sempre o tratei como um filho para mim, não te lembras amor?

-Sim, lembro-me que o menino e os pais vieram nos pôr ao aeroporto, ele ficou agarrado a ti filho, dizendo que não te ia esquecer e que te amava para sempre! 

-S-serio? - gaguejei sentindo minhas bochechas aquecer.- E o nome?

-Ah meu filho... nós só sabemos que eles eram Jeon... até porque nós nos tratávamos somente como vizinhos não éramos amigos, nem chegados... -meu pai explicou.

-Ah- soltei desanimado... seria bom encontrar com alguém que me conhecesse desde pequeno... queria retomar minha vida... já que em Seul não me tinha saído tão bem. - Não se lembram de mais ninguém?

-Filho- minha mãe se pronunciou- quando você era mais novo tinha muitos amigos, mas era mais reservado connosco... não se abria facilmente, então ficava difícil sabermos... Depois de nos mudarmos é que você se abriu mais connosco, mas também, não tinha amigos! 

Fiquei desanimado, teria que fazer amigos, não poderia viver sozinho para sempre, sair sozinho me dava calafrios, não era nada emocionante. 

Enquanto pensava, meu pai me cutucou e apontou para minhas malas, foi quando reparei que mais ninguém estava lá e minhas malas eram as únicas rodando pelo tapete rolante. 

Suspirei, e agarrei em duas, enquanto meus pais metiam as outras quatro num carrinho de mão. Saímos do aeroporto em silencio, comigo desanimado, mas tudo mudou quando olhei para cima e vi a cidade de Busan, senti meus olhos arderem... e depois de ouvir outra voz, eles arderam de vez:

-JIMINNIE! - gritou a Jisoo, minha prima de 23 anos. 

-JISOO! - gritei e corri até ela, peguei-a no colo e a abalancei como os sinos da igreja.

-Ai Jiminnie isso dói! - me deu um pataleco na testa

-Aish!- resmunguei a pondo no chão e tocando minha testa

-Pensava que nunca te ia ver! Já estava farta de fazer videochamada! Você está tão bonito! A Jek- ponho a mão em sua boca e arregalo os olhos, olhando para meu país, Jisoo percebe e murmura um desculpa.

-Ei Jisoo, não tem saudades de seus tios não?- meu pai pergunta fazendo cara má, e minha mãe lhe dá um tapa no ombro

-É normal, eles nunca se tinham visto pessoalmente! Vem cá, querida!- ela abre os braços e Jisoo vai correndo até ela.

Foi por pouco! Jisoo quase ia dizendo o nome da "minha" empresa, e arruinar os meus planos! Ela também trabalha lá e foi ela que me ajudou com tudo, apesar de nunca a ter visto... quer dizer... eu a vi mas até meus 3 anos ou seja não me lembrava dela. Ela foi para Seul nessa altura e depois quando eu fui, ela veio para minha casa com seus pais... trocamos de casa dizendo assim. Mas agora, depois da morte dos pais dela, ela vai viver connosco! 

- Enfim... a minha carrinha está ali- apontou Jisoo,para uma carrinha branca grande- Pedi emprestada ao meu patrão e ele me deu de boa vontade. 

-Então vamos lá!- pedi ancioso e metemos as malas na carrinha às pressas, entramos e seguimos caminho. Chegamos a nossa casa às 11:49. 

Quando a Jisoo estacionou à frente da casa, um sentimento de nostalgia fez-se presente... era como se eu nunca tivesse saído de lá! Sorri e corri para fora tocando na relva verde

-Macia! - exclamei

-Mesmo criança! -Jisoo me impurrou e me fez cócegas, me torci todo sujando minhas lindas calças brancas! 

-Jisoo, vou te matar! Olha o que tu fez nas minha calças! - Me levanto

-Nao tenho culpa de voce ter cócegas- ela fez beicinho e cruzou os braços

-Nao se preocupe querida! - minha mãe exclamou

-O Jimin deve ter mais umas 4 calças iguais a essas! - meu pai completou saindo da carrinha com minha mãe e com duas malas cada.

Jisoo arregalou os olhos em minha direção:

-Eu que sou modelo não tenho tanta assim... espera... quantas malas são tuas

-5 daquelas gigantes são minha de roupa... e a outra mais pequena é só produtos de pele! Não é grande coisa, tenho que estar preparado para tudo!

-MEU DEUS- ela grita e os 3 riem de mim e eu bufo indo buscar mais duas malas, Jisoo faz o mesmo. 

Entro na casa, e arregalo os olhos, tudo estava impecavelmente limpo:

-Onde está a empregada?

-Empregada? Eu que limpo seu ignorante! - Jisoo me mostra a língua fingindo-se ofendida.

-Nem parece! Ainda ontem me ligou me perguntando como lavava uma mancha de café da camisa branca! 

-Esteja calado- ela retrucou enquanto meus pais iam buscar as malas deles.

Ela sorriu para mim e subiu as escadas me mostrando o meu quarto. Ela tinha o remodelado com a minha ajuda, estava perfeito. 

-Muito obrigada Jisoo

-De nada Jimminie... ah e eu encontrei uns diários... eles estão para ali, naquele saco preto das coisas que vou deitar no lixo.

Fiquei branco.

-Nada disso... meus diários são ouro. -vou até o saco preto e começo a tirá-los. 

-Você que sabe! - ela diz trazendo as minhas malas todas para cima e se retira do meu quarto para ir falar com os meus pais, antes dizendo: "Se despacha, desfaz as malas, vou encomendar pizza para o almoço para celebrar e depois temos que ir para a Jeko, se põe mais gostoso, se possível, tá?" 

Gargalhei com seu comentário, assenti e olhei os 30 diários que tirei do saco preto, eu tinha muitos mesmo... seria muito trabalho lê-los todos. Ainda bem que os de agora eram virtuais! 

Comecei desarrumando as 5 malas, arrumei tudo nos meus 3 armários grandes e na casa de banho do meu quarto arrumei o conteúdo da mala pequena. Antigamente este quarto era dos meus pais, mas chegamos ao óbvio em que eu iria precisar de mais espaço. 

Jisoo logo me chamou, Desci para irmos almoçar, era divertido com a sua presença, ficava tudo mais alegre. Falamos muito nos conhecendo melhor, até as 13:55 chegarem e Jisoo me olhar:

-Jimin, é melhor ir se arranjar, a sua entrevista de trabalho é às 14:30 se esqueceu?

Arregalei os olhos e pulei da cadeira da mesa de jantar, correndo para o meu quarto, ouvindo os 3 rirem me fazendo sorrir.

Estava quase... Iria realizar o meu sonho! 

 

 

 

"Irei voltar Kookie-ah- um Jimin de seis anos fungando dizia a sua vida de oito aninhos- eu também te amo e nunca te esquecerei"

 

Ele realmente voltou Jeon. Jeon Jungkook

 

 

 

 

 


Notas Finais


E então? Estão gostando??? Espero que sim! Eu tremo de Felicidade enquanto escrevo... é normal? Quero agradecer pelo vosso apoio e aos meus terceiro e quarto corações a bts_jiikook e ao Rick. Estão me dando um apoio enorme! Vemo-nos em breve Jishi-ah!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...