1. Spirit Fanfics >
  2. My boyfriend - Jikook >
  3. Rivalries and drinks

História My boyfriend - Jikook - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura. 💜🐰🐥

Capítulo 10 - Rivalries and drinks


Fanfic / Fanfiction My boyfriend - Jikook - Capítulo 10 - Rivalries and drinks

— J-Jungkook? — Jimin engoliu seco empurrando as meninas para que saissem de seu colo. — Tudo bem? — O mais velho apenas riu sem humor.

— Nos vemos mais tarde, gatinho. — Lisa disse deixando um selar na bochecha do mais novo e logo em seguida Jennie fez o mesmo. Ambas saíram com um grande sorriso nos lábios, Jimin e Jungkook ficaram se encarando por um tempo.

❝ Aonde eu fui me meter.  Jimin só pensava nisso.

— Namoradas? Amantes? Ficantes? Não me diga que é hetero? Qual é sua relação com elas? A três? Park Jimin, eu nunca esperei isso de você. Me diga logo! — Jimin queria rir da expressão séria e ciumenta de Jeon, aquelas perguntas que o moreno fizera, pois estava com ciúmes. — Estou esperando uma resposta, Park!

— Amigas. — O loiro respondeu simplesmente, o mais velho sentiu suas bochechas queimaram, e logo soltou um suspiro de alívio. — Apenas amigas. Elas são namoradas e sou gay.

— N-namoradas? — Jimin assentiu sorrindo largo e com uma expressão satisfeito — Pensei… deixe para lá.

— Onde está sua esposa?

— Não sei.

Jungkook reparou na roupa que o mais novo estava vestido, e céus, que homem! Park Jimin com toda certeza era filho de Afrodite, ele era de uma beleza totalmente incompreensível, seu corpo esculpido por deuses, suas coxas estavam bem marcadas, assim como sua bunda farta na qual Jeon queria apertar e bater até deixar ela toda vermelha. Céus, Jimin era um pecado, e Jungkook adoraria cometer seguidamente.

— Belo look! — Jeon elogiou deixando o mais novo corado, e logo percebeu até um grande público encarando seu pequeno como se ele fosse um pedaço de carne fresca e saborosa. Seus punhos estavam cerrados, odiava pessoas assim. Além de Jimin parecer não se importar com os olhares para ele, mas o mesmo estava prestes a sair correndo daquele local, cheio de velhos maliciosos.

— Obrigado, confesso que foi uma má escolha. — Jimin disse baixinho olhando para um homem que piscou para ele — Desgraça.

— Quer que eu faço alguma coisa? — Jimin iria responder mas foi interrompido por alguém que lhe segurou pela cintura.

— Jiminnie! — Era Lee Taemin, seu novo chefe, CEO da Diamond, a empresa rival da Cherry. Jungkook encarou o Lee com os olhos furiosos, e ainda fez questão de tirar as mãos deles da cintura de Jimin e o puxar para o seu lado.

— É que ele não gosta. — Jungkook disse sorrindo fraco, Taemin lançou um olhar mortal para o seu rival. Jimin estava extremamente bravo ao notar que os dois a qualquer momento iriam partir um pra cima do outro. Ele odiava rivalidades bobas.

— Não foi isso que ele demonstrou para mim alguns dias atrás. — Taemin adorava provocar seu rival, e percebeu como o moreno reagia perto do loiro. Jungkook gostava de Jimin e isso o fez querer o provocar ainda mais. — Jiminnie, aquela viagem ainda está de pé? — Jungkook olhou rapidamente para o loiro em busca de uma resposta.

Jimin não sabia o que dizer naquele momento.

No dia em que Taemin o contratou, ele recebeu uma proposta para viajar junto com o Lee e com Irene para a França, para uma sessão de fotos com a Chanel e para algumas revistas famosas. Isso poderia fazer com que Jimin recebesse mais popularidade e pudesse ser convidado para outras marcas e revistas.

Jimin tinha um sonho, ele queria muito ir para França, Paris especificamente, e estava decidido aceitar a proposta, porém havia Jeon. O loiro sabia que não podia deixar que Jungkook decidir por si, mas estava com medo do que ele o disse que Jimin tinha que se manter afastado de Lee Taemin.

O mais novo não via maldade em Taemin, ele era um homem de respeito, bondoso e muito legal. Ao contrário de muitas pessoas famosas, Taemin era diferente, ele definitivamente era um príncipe encantado que toda garota sonha — ou melhor, nem todas as garotas.

— Foi uma proposta para irmos a Paris, para que eu pudesse receber mais popularidade na carreira e poder ser convidado de outras marcas para desfilar e tals. — Respondeu olhando bem no fundo nos olhos escuros de Jeon que negou com a cabeça — Não tente me fazer negar a proposta, eu irei, preciso  focar na minha carreira de modelo. É o meu sonho.

— Qual é, Jeon? É só uma viagem de uma semana e outra sua esposa irá junto. — Taemin enfatizou o esposa — Em falar dela, você não deveria estar fazendo companhia para sua esposa?

— Cuide da sua vida e deixa que eu cuido da minha! — Jeon queria pular para cima de Lee, porém viu que Jimin não estava gostando daquela situação e decidiu respirar fundo.

— Acho que Taemin tem razão. — Jungkook arregalou os olhos ao ouvir o loiro dizer — Irene não pode ficar sozinha, vá fazer companhia a ela. — O moreno o olhou incrédulo e quando abriu a boca para dizer algo, Jimin completou. — Não se preocupe comigo, deve se preocupar com sua esposa.

Jungkook assentiu mas antes deixou um selar na testa do menor, e lançou um olhar mortal para Taemin que sorriu debochado. Se aproximando mais de Jimin.

— Não tente fazer nenhuma gracinha com ele, se não eu te mato! Estou falando muito sério, Lee. — Jungkook disse ao sair, deixando os dois sozinhos.

— Querido ele, não acha? — O mais velho disse rindo sendo acompanhado do loiro que rapidamente virou toda a bebida que estava em seu copo. Sentiu aquilo descer queimando em sua garganta, mas era gostoso.

— Preciso de algo mais forte! — Jimin disse, indo em direção ao bar e sendo acompanhado por seu novo chefe.

— Não exagere na bebida, Jimin. — Taemin pediu bebendo sua taça de champanhe — Pelo que eu vi, você não é bom com bebidas.

— Não esquente, é só um copo. — O loiro piscou e logo pegou um copo de alguma bebida que o barmen escolheu e virou tudo em um gole só. — Wow, é bom. — Quando se deu por si, já estava no sexto copo e rindo sem nenhum motivo.

— Gato, me chama de capeta e deixa te possuir. — O mais novo disse piscando para Taemin que estava chorando de rir, Jimin começou a dizer cantadas para o mais velho e as cantadas digamos que eram criativas. — Ah, me lembrei de outra Min Min, eu não sou o pikachu, mas prometo que quando eu te beijar vai ser chocante.

— Que porra são essas cantadas, Park? — Taemin gargalhou — Aonde você tirou essas cantadas? —

— Não sei. — O loiro respondeu colocando a mão em sua cabeça a sentindo latejar — Minha cabeça dói, Min Min.

— Isso que dá beber seis copos sendo fraco para bebidas, Jimin.

— Mas… não foi tanto assim.

— Acredite, para você foi mais que muito.

— Jimin? — Taehyung abraçou o amigo, e logo fez uma careta ao sentir o cheiro de bebida — Você está  fedendo a bebida! —

— Tae Tae, que saudades. — Jimin disse baixinho fingindo chorar. — Você me abandonou, meu coração dói.

— O que vai doer é minha mão na sua cara, desgraça. Como pode beber tanto ao ponto de estar assim. Você tá horrível.

— Ah, obrigado, você também está. — Jimin adormeceu nos barcos de Taehyung, o de cabelos vermelhos soltou um grito de raiva.

— Que filho de uma boa mãe, como ele pode dormir nos meus braços? Aigoo, minha roupa irá amassar. — Taehyung olhou para Taemin que tirou Jimin de seus braços e o segurou. — Você?

— Lee Taemin, Diamond.

— Sei que é você.

— Sou amigo do Minnie, o que fazemos com ele? — Lee perguntou acariciando os cabelos do loiro, logo sentiu alguém praticamente arrancar o mais novo de seus braços.

Pode deixar que eu cuido dele! — Jungkook disse ao pegar o Jimin no colo, Taemin queria muito bater em Jungkook, por ter estragado seus planos. — Irei levá-lo para a minha casa. 


Notas Finais


Perdão pelo capítulo horrível e pelos erros ortográficos.

O que acharam do capítulo?

Prometo que começarei a fazer capítulos maiores, só fiz este capítulo pequeno para vocês não ficarem sem nada hoje.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...