1. Spirit Fanfics >
  2. My boyfriend - Jikook >
  3. Here we go, Paris

História My boyfriend - Jikook - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura. 💜🐰🐥

Capítulo 12 - Here we go, Paris


Foi difícil organizar tudo para passar uma semana em um país diferente, Jimin nunca havia siquer viajado para algum local distante, muito menos em um avião. Ao entrar no avião, sentiu seu estômago embrulhar, seriam quase 13 horas de vôo e ele estava com medo de que acontecesse algo de errado.

Desde pequeno, Jimin tinha a mania de sempre pensar coisas negativas quando está fazendo algo pela primeira vez. Era automático, tudo iria dar errado, isso passava em sua cabeça naquele momento e ainda mais quando havia Taemin e Irene sentados ao seu lado, Jimin estava no meio deles.

Aceitou o copo de água que a aeromoça ofereceu e bebeu tudo em um gole só, tentando manter a calma. Irene parecia muito tranquila, claro ela já era acostumada, ela estava se maquiando e cuidando de sua pele lisa e branca. Já Taemin estava digitando algo em seu notebook, e bebendo uma xícara de café quente e amargo.

Não havia muitas pessoas no avião, e todos pareciam estar tranquilos, enquanto Jimin estava apavorado. E se o avião caisse? O que eles iriam fazer?

— Já faz alguns minutos que você está com os olhos arregalados, Minnie. — Irene riu fraco e segurou a mão do mais novo. — Não fique pensando em coisas negativas. Vai dar tudo certo. Se quiser, pode ficar segurando minha mão e se tiver medo a aperte, não tem problema.

Jimin assentiu e sorriu fraco, Irene parecia ser uma mulher tão boa e querida, não conseguia imaginar ela sendo má. Seulgi havia dito para ele várias coisas sobre a Jeon, que ela era fria, rígida, furiosa e sempre descontava sua raiva nos empregados e nas pessoas que estavam ao redor dela, mas quando Jimin começou a trabalhar com ela, Irene mudou completamente. Agora Irene sempre tenta ajudar seus funcionários e até começou a fazer doações de dinheiro, alimentos e roupas para pessoas necessitadas e ainda está pagando todos os gastos de uma escola humilde, que estava passando por várias dívidas. 

O mais novo realmente havia pensando na idéia de quê ela poderia ter tido sentimentos além da amizade por ele, mas isso seria loucura. Irene demonstrava que era muito bem sozinha, apesar de estar casada. Ela se cuidava sozinha, e sempre mostrou ser uma mulher durona e que não precisava ser cuidada por ninguém. Era estranho o jeito que ela o tratava.

Jimin começou a mecher em seu celular, checando discretamente se havia alguma mensagem de Jungkook, mas não havia. Talvez o Jeon estivesse ocupado no trabalho, nesses últimos dias, a empresa havia recaido e estava prestes a perder o primeiro lugar de melhor empresa da Coréia para a Diamond. Taemin parecia saber trabalhar e administrar uma empresa grande, e fazia questão de mostrar para todos que amava o seu trabalho.

Além da Diamond ter um CEO muito bom e respeitado, ela havia funcionários ótimos e que eram treinados perfeitamente para ajudar a empresa e além de ser uma empresa especializada em alta-costura, prêt-à-porter, bens de luxo e acessórios de moda, também tem espaço para a música e atua como gravadora. Tem grupos de K-pop famosos, atores renomados e modelos que são os melhores da Coréia do Sul. Jimin havia sido escolhido por uma empresa muito boa.

— Senhor Park?

A voz da aeromoça tirou Jimin de seus inúmeros pensamentos e a encarou curioso e ela apenas abriu um sorriso e ele notou que a moça estava lhe oferecendo um papel. O loiro pegou o papel e lançou uma piscadela e sorriu fraco. A aeromoça saiu com um sorriso grande, Jimin abriu o papel dobrado e se surpreendeu com o que estava escrito.

" Gostei muito de você, Park Jimin. Aqui está o meu número, se quiser me conhecer melhor, ficarei muito feliz se pudéssemos marcar um encontro. "

Jimin se segurou para não rir, como as pessoas gostavam dele. Desde a adolescência, o loiro sofreu comentários ruins sobre o seu peso, sobre seu rosto, principalmente suas bochechas gordinhas e também pois era de uma família humilde. Por isso, tem a sua auto estima baixa e não gosta de seu corpo. Ele ficou muito desacreditado que Taemin havia o contrato para ser um modelo, e poder trabalhar com Chae Eunwoo, Choi Minho e Kim Jongin. 

— Agora mesmo irei falar com aquela garota. — Irene disse com os olhos fervendo de raiva — Quem ela pensa que é? Em ambiente de trabalho, flertando com clientes. Isso é errado, e ela precisa receber uma punição.

— Irene-ssi, não precisa fazer nada. — O loiro interviu a puxando pelo braço para que ela voltasse a se sentar. — Ela apenas… Veja como ela é jovem, dê um desconto para ela. Sabe como são jovens hoje em dia, loucos para descontrair um pouco.

— Eu não gosto de pessoas atiradas, Jimin!

— Também não gosto, mas a deixa quieta. Apenas irei mandar uma mensagem dizendo que não estou disponível para ter esse tipo de relação com ela, somente para não ser mau educado. — O mais novo dizia para a Jeon que estava com uma expressão estranha no rosto e se acalmou quando Jimin abriu seu eyes smile.

— Está bem! — A morena sorriu. — Mas se ela fazer algo contigo, me avise.

— Pode deixar, noona.

Taemin havia pegado no sono, e Jimin pode respirar fundo se ele estivesse acordado com toda a certeza iria fazer com que a moça fosse demetida. Park não entendia o jeito explosivo de ambos quando ele estava na companhia de outras pessoas que queriam algo a mais com ele. Pareciam com inveja ou talvez com ciúmes, ou apenas queriam que Jimin  não tivesse relações desse tipo para não manchar a reputação que agora estava crescendo.

Depois de 13 horas de vôo, finalmente chegaram em Paris, a capital da França e uma importante cidade europeia e um centro mundial de arte, moda, gastronomia e cultura. Jimin estava ansioso para explorar a cidade e fazer várias fotos e filmagens para mandar para Jisung e especialmente para Jungkook. Pegou seu celular e digitou o número de telefone de Jungkook e afastou de Taemin e de Irene para que pudesse ter privacidade para fazer a ligação. No segundo toque, o Jeon atendeu.

Alô? Anjo? Chegou em Paris? Como foi o vôo? — A voz preocupada do mais velho era presente na sua fala, Jimin abriu um sorriso sincero.

— Oi, Jungkook-ah. Sim, já estou em Paris e o vôo foi até tranquilo, no começo fiquei com medo mas ao longo das horas passando, me acostumei.

Que bom que esteja bem! — Jimin escutou um suspiro vindo dele — Se alimentou direito? — O loiro ficou em silêncio, a ultima vez que havia comido era um pedaço do sanduíche de Irene que foi há três horas atrás. Nesses últimos dias, Jimin havia ganhado uns quilos a mais e isso o incomodou muito. — Jimin como você pode esquecer de se alimentar? Eu não quer ver você doente, anjo. Eu coloquei meu cartão de crédito na sua bolsa, vá para uma lanchonete ou algo que tenha uma comida salgada e vai se alimentar, anjo. E não faça mais greve de fome.

— Sim, senhor. — Umas das coisas que Jimin descobriu que odiava era quando as pessoas lhe dessem algo que muito bem ele tinha. Irene, Taemin e Jungkook sempre estava querendo pagar as suas coisas e dar coisas caras para ele, sem ele precisar, pois Jimin já poderia ser considerado milionário com o dinheiro que tem. — Na próxima vez que fazer isso, me avise. Você sabe que eu não preciso de seus cartões de créditos, não quero ser um peso para você.

Fiz escondido, pois sabia que você iria ficar furioso comigo. — Jungkook riu e imaginou a cena de um Jimin bravo e fazendo um sermão para ele — Jisung já está na idade de fazer a carteira de motorista e de ter um carro, guarde o seu dinheiro para gastar nisso. Quero muito conhecer seu irmão, Jimin-ssi.

— Mas eu já tenho dinheiro mais que o suficiente para comparar essas coisas para o Ji, e quando eu chegar em Seoul, talvez podemos fazer uma janta em minha casa, uh? O que acha? —

Acho uma ótima idéia! Me mande muitas fotos, faz um bom tempo que não vou a Paris e quero ver como meu modelo está.

— Pode deixar, já tirei algumas fotos, te manterei assim que encontrar um sinal de wifi. Tenho que ir, Irene está me chamando.

Me ligue mais tarde por chamada de vídeo, até mais anjo. Se divirta.

— Tchau, Jungkook-ah.

A ligação se encerrou e o menor foi em direção a Irene que o esperava para irem a um restaurante jantrarem, já era oito da noite e teriam que comer algo fresco e salgado. Eles foram para a Patchanka¹, um restaurante da cidade, era bem conhecido e bem popular na cidade.

Jimin pediu de entrada um Pulpo Grillé ², um Poisson Du Jour ³ como prato principal e de sobremesa um Cake Aux Noix ⁴, além de um bom vinho Château des Graviers ⁵. O loiro tirou fotos e comeu satisfeito, tudo era bom e por isso aquele restaurante era conhecido e popular. Era um dos melhores de Paris.

Os três depois de terminarem a janta, foram para Shangri-La Hotel ⁶, onde poderiam descansar e terem um bom sono. Jimin ficou feliz que Taemin pediu quartos separados, e poderia ficar altas horas fazendo chamada de vídeo com Jungkook.

O quarto era lindo e caríssimo, tudo do bom e do melhor. Jimin nunca havia visto algo tão luxuoso, e ainda ter a torre Eiffel como sua vista. Jimin atirou-se na cama confortável, exausto e de barriga cheia. Logo iniciou uma chama de vídeo com Jungkook, que deveria já estar em casa, mas teve que desligar pois ouviu batidas na sua porta e foi atender.

— Jimin-ssi, podemos conversar? 


Notas Finais


Que pena que não consigo por imagens para vocês saberem os pratos que Jimin escolheu. Mas a entrada é polvo, prato principal é peixe, e sobremesa é um bolo. Mas se querem saber mais a respeito, pesquisem.

Até a próxima atualização, 17.02, Segunda-feira!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...