1. Spirit Fanfics >
  2. My boyfriend's sister >
  3. Three

História My boyfriend's sister - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, terceiro cap aqui 😊

Então povo, vai ter um bônus

Mas temos um porém, essa semana eu estou super atarefada e pra combinar tudinho minha criatividade resolveu dar uma volta

Então eu ainda não terminei o ultimo cap definitivo

Não vou fazer vocês esperarem uma eternidade eu acho, só o suficiente pra eu me sentir um pouco menos sufocada e com mais idéias

Apreciem o cap apesar disso, por favor

Enjoy

Capítulo 3 - Three


Akko acordou cedo, foi acordada na verdade, por todos os moradores da casa

Todos eles entraram em seu quarto com uma cesta de café na mão, todos animados com os vinte anos da morena

Houve uma breve canção de parabéns, Akko retirou a manta de cima do corpo e foi abraça-los, fazendo assim com que Diana fizesse um grande esforço pra fingir não notar o baby doll azul bebê da mais nova quando e lá se levantou

Ele caia perfeitamente nela

Elas se abraçaram, Akko aproveitou a proximidade e cheirou o cabelo da loira, ela tinha cheiro de lavanda, era reconfortante

Um pouco mais tarde elas ainda estavam juntas, Akko comia uma das balinhas de gelatina que ganhou mais cedo enquanto ela esperava Diana sair do banheiro

Elas estavam escolhendo entre dois vestidos para mais tarde, um vermelho sexy e um verde fofo

Não que ela ligasse pra qual vestido a outra usaria, ela nem mesmo queria vê-la vestida, estava ali apenas por consideração

Diana saiu do banheiro trajando o vermelho, ela tinha ficado linda nos dois, Akko não sabia que como reagir aos dois, no fim, isso só tentava mais a mais nova

-Oque acha deste?

-Lindo como o outro- Ela jogou mais uma balinha pra dentro da boca

-Akko!- A loira gritou- Não esta ajudando

-Quer que eu fale? Pois bem- Ela se levantou- O verde te deixa com cara de uma fofa menina recatada, muito atraente mas com um ar mais feminino. Já esse ai...- Ela parou, recuperando o felego- Esse te deixa um mulherão da porra

Diana quis corar, quis esboçar reação, mas decidiu fingir que nada havia acontecido

-Entendi, esse então?

-É- A morena se sentou meio burocuxo pela falta de expressões da outra- Se quiser que o Lucas caia matando hoje...

Agora sim Diana corou

-Akko nós...- Ela pensou se deveria mesmo dizer- Nós dois nunca chegamos a tal

Akko engasgou com a bala que comia

-Como é?!

Diana correu até ela e deu tapinhas em suas costas

-É que eu não me sinto preparada- Ela sentou-se em frente a Akko

-Então todas as vezes que eu o ouvi gemer ele estava...?- Ela torceu o nariz- Isso é ainda mais nojento

-Achou que a gente só transava no banheiro?

-Achei

Diana riu e Akko a acompanhou

-Mas você sabe porque não se sente preparada?- A morena trocou os assunto assim que o ar cômico se dispersou

O cérebro de Diana entrou em pane

Isso é uma ótima oportunidade de dizer a verdade, ao menos contar que duvidava, que esta pensando, se descobrindo

-Não- Foi oque ela respondeu

Mais tarde, a festa já estava quase começando

Diana se afastou de Akko assim que suas amigas chegaram, ela quis dar espaço e intimidade para as três

No quarto de Akko, Lotte estava eufórica em saber as novidades sobre Diana enquanto Susy ouvia tudo exatamente igual e não esboçava reações

-Ela me disse que nunca transou com ele!

-Nunca?- Lotte parecia supresa- Isso é estranho

-Pois é

-Ela pode querer continuar virgem pra casar?- Sucy sugeriu

-Pode, mas não acho que seja o caso- A morena suspirou- Ou talvez eu esteja me enganado um monte só poque gosto dela

-Ai amiga, fala com ela- Lotte se sentou ao lado da aniversariante- Você corre o risco de levar um não mas pelo menos vai ter sido sincera com ela

-E também pode acabar com a amizade de vocês e magoar seu irmão, é claro- Sucy comentou enquanto olhava alguns detalhes da prateleira de bonecos da Akko

-Sucy!

-Não, ela tem razão, não sei oque fazer!- Akko pos suas duas mãos no rosto e choramingou um pouco

-Akko?- Lucas bateu na porta- Ei, mamãe esta procurando por você, estão todos perguntando lá em baixo- Ele abriu uma pequena fresta na porta para falar isso

-Ah, obrigada, diga que eu ja desço

-Eu posso falar com você antes? Tipo, a sós?- Ele olhou furtivamente para as meninas

-Claro, ja estamos descendo- Lotte entendeu o recado e carregou Sucy pela mão para fora do quarto

-Ei calma ai!- A de cabelos roxos reclamava

-Pode falar- Ela deu leves tapinhas ao seu lado na cama, convidando o irmão a se juntar a ela

-Eu acho que tem algo errado no meu relacionamento

-Errado como exatamente?- Ela resolveu se fazer de desentendida

-Eu e a Diana nunca...Você sabe

-Nunca...- Mais desentendida ainda

-A gente nunca transou- Ele disse por fim- Droga, deve ter alguma coisa errada comigo

 

-Ei, claro que não- Ela confortou o maior- Não tem nada errado com você, vocês só tem que conversar melhor sobre isso

-Você acha que eu deveria perguntar? Eu não quero pressionar ela dessa forma, da ultima vez ela me disse que não queria antes de casar

-Mas eu acho que mesmo assim, se te incomoda, isso precisa ser discutido, não acha?

Ela estava fazendo seu melhor pra julgar a situação de forma imparcial

-Acho que você tem razão, eu vou falar com ela- Ele se levantou, arrumando sua camisa- Obrigada Akko

-De nada- Ela sussurrou enquanto ele saia do quarto

Lucas não demorou a achar Diana no meio da multidão

Seu vestido vermelho destacava em sua pele clara 

Ela estava linda, linda demais

Quando os olhos de Diana encontraram os dele, ele lutou contra a enorme vontade de revirar os seus

Ela não queria magoa-lo, porque ele era tão insistente?

-Oi, amor- Ele chegou até ela e colocou as mãos nos bolsos, apreensivo- Nós dois podemos conversar?

-Claro

-É que...- O moreno pensou antes de falar algo que pudesse sair como uma cobrança, ele queria ser gentil- Eu não me sinto confortável com o fato da gente nunca transar

A música alta do ambiente abafava qualquer conversa do local, mas mesmo assim Diana ficou um pouco assustada e olhou em volta, se certificando de que ninguém tivesse ouvido aquele papo indiscreto

-Lucas, eu ja te disse porque prefiro não fazer- Ela disse consideravelmente mais baixo que ele

-Mas eu acho que não é uma desculpa coerente, ja que você não demonstra nem um tipo de vontade apesar disso, então eu queria saber se tem mais alguma coisa, mais algum motivo

As luzes do ambiente diminuíram e os alto falantes foram ligados

-A aniversariante da noite, Atsuko Kagari!

Akko começou a descer as escadas enquanto o pequeno holofote, estrategicamente preparado no salão de festas da familia, a iluminava

Todos os presentes pararam para prestar atenção na morena, vestida com um vestido de tule preto, armado e com inúmeros adornos coloridos, ela ainda parecia ela, só que ainda mais bonita

Os olhos de Diana encontraram uma coisa muito mais interessante pra prestar atenção do que a conversa com seu namorado sobre sua vida sexual

Ou a falta dela

Alguns segundos pareceram uma eternidade para a loira, oque deu tempo suficiente para que seu namorado comparasse a situação

Ela lançava um olhar para Akko que nunca tinha lançado pra ele

-Você está secando a minha irmã?- Ele perguntou incrédulo, atraindo finalmente a atenção dela

-Oque? Não, eu não...- Ele não a deixou terminar e saiu, muito bravo- Merda- Diana se preparou pra ir atrás de dele

Muita gente bloqueava o caminho, muitos rostos virados para dar a atenção a dona da noite, que por sua vez ja havia chego no fim da escadaria e observou o fim da cena entre os dois mais velhos

Algumas esbarradas depois, Diana conseguiu chegar no corredor, onde seu ainda atual namorado se encontrava encostado na viga de sustentação, com uma das mãos sob a boca

-Lucas, me desculpa mesmo, eu...- Ela foi interrompida de novo

-A quanto tempo você gosta dela?

-Desde antes da gente namorar, na verdade- Ela ainda não sabia oque dizer ao certo- A gente nunca fez nada, na verdade eu nem sei se a sua irmã quer algo assim comigo, mas eu e ela nunca passaríamos por cima de...- Interrompida novamente

-Da minha confiança? Daquela que você ignorou por dois anos sem me contar que gostava de garotas?

-Você pretende me deixar terminar de falar?- Ela não gritou, mas aquilo era alto suficiente pra ela e pra ele, que se calou- Eu não tinha certeza de nada Lucas, não podia te falar quando nem eu sabia- Ela caminhou pra mais perto dele e se encostou na mesma viga, um pouco mais pro lado- E na mesma altura que eu tive alguma certeza você me pediu em namoro, com toda a sua familia, noite de filmes e champagne, eu não tinha como recusar

Alguns segundos de silêncio se fizeram presentes e nenhum dos dois sabia prosseguir

-Eu te obriguei?

-Não! Não, você não sabia- Ela o tranquilizou e cruzou os braços- E eu me obriguei por grande parte do tempo também, eu sempre te achei perfeito pra mim, me senti uma criminosa não gostando de você dessa forma

-E então você gosta da Akko agora?

-Tem algum tempo ja na verdade- Diana suspirou- Me desculpa Lucas, por não ter sido sincera com você, eu sinto que te enganei

-Eu acho que me enganei em parte também- Ele se desgrudou da viga e ficou de frente pra ela- E agora nós  não podemos ficar na vida um do outro ainda? Nem que sejamos só amigos

-Claro, podemos sim

Eles se abraçaram, apesar de tudo, e de obviamente algumas coisas ainda precisarem ser resolvidas entre os dois, eles tinham criado uma conexão muito forte, eram ótimos amigos

-E agora você vai tentar alguma coisa com ela?- Ele perguntou ao se separarem, voltando com as mãos aos bolsos da calça- Vai ser estranho você continuar na familia mas namorando outro integrante

-Isso me parece verdade- Eles riram- Mas a verdade é que eu não sei exatamente se ela me daria alguma atenção, mas, caso eu tente, você está bem com isso?

-Perfeitamente bem? Não exatamente, mas eu posso superar, eu acho

Diana parou por um momento e considerou os danos que poderia causar ao seu declarar pra irmã do seu ex no aniversário dela

E no mesmo instante que ela cogitou desistir, um sinal apareceu

-Lucas?- Melissa, sua mãe, apareceu na porta em frente a eles- Ah, desculpe interromper vocês meus amores, mas a Akko não esta em lugar algum

-A akko sumiu?- Diana entrou na conversa sem nem ao menos dar espaço para Lucas falar

-É, ela desceu as escadas e depois deveria ir para a mesa do bolo, onde cantariamos parabéns, mas depois disso ninguém a viu, achei que ela poderia estar com um de vocês

-Não vejo ela tem alguns minutos- O moreno respondeu- Ela pode ter ido ao banheiro?

-Pode, acho que pode, eu posso verificar- A loira disse e prontamente completando com um "licança" e saindo de lá o mais rápido que deu

A busca de Diana começou mesmo pelos banheiros do andar de baixo, o do salão não estava vazio, mas também não tinha quem a loira procurava. Ja o da sala de estar não via ninguém a algum tempo

Ela então subiu furtivamente as escadas para o segundo andar e checou o quarto da menor, nada lá também

Diana parou por um momento perdida em meio a corredores e se pos a pensar, onde Akko iria no meio de sua festa e porque?

Ela sairia estando plenamente contente?

Foi quando ela se lembrou que, quando chateada, Akko gostava de observar as estrelas

A loira correu para o lado de fora e não demorou pra encontrar a aniversariante na beira da piscina, eles não tinham um grande jardim com uma fonte ou um laguinho, mas a piscina servia bem pra aliviar as frustrações

Diana se aproximou devagar e observou os tenis da mais nova ao seu lado, enquanto seus pés estavam balançando calmamente dentro da água

-Akko?

A mais nova a olhou no susto, e logo se acostumou com a visão da pessoa que ela tentava esquecer vindo em sua direção

Apesar de tudo ela sorriu

-Eu não posso sumir por dois segundos?- A morena voltou a olhar pro céu

-Sua mãe quer cantar parabéns

--Ok ok, vamos voltar- Ela pos os pés na borda e se levantou- Não quero que mamãe cause um escândalo porque eu "sumi" - Ela fez aspas no ar, rindo de uma forma forçada

A loira observou  silencio Akko abaixar para pegar seus tenis e olhar para ela, sorrindo de um jeito nada natural

- Ei- Diana fez questão de para-la antes que ela pudesse sair do seu campo de visão- Eu acho que preciso falar com você

Que bela hora de resolver dizer oque tanto guardava no coração

-Pode ser no caminho?- A morena tornou a andar- Minha mãe é capaz de ficar bem brava se eu atrasar o cronograma da fe...- Ela foi interrompida com a mão de Diana em seu pulso

-Não, não pode

Atsuko seguiu a mão da mais velha com o olhar e tratou de controlar sua ansiedade, aquele toque não era nenhum porno dos anos oitenta mas era mais do que tudo que ja havia acontecido entre elas

-Eu...- A morena começou, pensando devagar no que falar- Estou ouvindo

Diana por sua vez soltou o pulso e de Akko e começou a medir as próprias palavras, ela tinha se deixado levar e agora que tinha começado, precisava terminar

-Lucas e eu terminamos- A loira mordeu seu próprio lábio, ainda sem certeza se era daquela forma que ela deveria começar- Ele e eu decidimos que não daria mais certo porque eu talvez não goste dele desse jeito

-Desse jeito?- Akko levantou as sobrancelhas Dois anos e você não gosta do meu irmão "desse jeito"?- Ela fez aspas de novo

-Eu precisei de tempo pra entender que não, na verdade, eu me atraio pelo oposto dele- O coração de Akko parecia não caber mais no peito, ele por sua vez processou a frase bem antes do cérebro da morena, que entrou em pane- Você sabe, Lucas e eu somos muito iguais, eu percebi que prefiro alguém com mais energia, com uma personalidade mais contagiante, com hobbies diferentes- Ela continuou dizendo, fazendo de tudo para que a outra entendesse sem que ela tivesse que dizer com todas as letras- Eu acho que prefiro cabelos mais compridos também, e sabe- Diana ficou um pouco vermelha e diminuiu o tom de voz- Seios

Pobre Diana, ela estava em uma grande sinuca de bico

Precisava se expressar, dizer oque sentia, mas ao fazer isso deixou a morena paralisada, e sem resposta, a loira ficou envergonhada o bastante pra não dizer mais nada também

Mas em misericórdia a ela, Akko sorriu, sorriu de um jeito bonito, entusiasmado e espontâneo

-Seios?- Ela debochou, fazendo a mais velha ficar um pouco mais constrangida

-Eu não sabia mais oque dizer pra deixar claro

-Relaxa, eu acho que você conseguiu

Os tênis de Akko caíram no chão enquanto as mãos dela seguiam para o pescoço de Diana

Elas se olharam por uns instantes e se analisaram mais de perto, o mais perto que ja chegaram

O olhar da morena desceu até os lábios da outra e isso foi a deixa que Diana tanto esperou

O beijo aconteceu, e não existem palavras em algumas línguas capazes de expressar oque foram os fogos em seus estômagos, a fogueira em seu coração ou as milhões de formiguinhas em suas veias 

Akko deixou seu rosto cair no ombro da maior e riu, riu aliviada, feliz

-Eu nunca achei que seria tão bom finalmente te beijar- Ela a olhou nos olhos novamente- E droga, foi melhor do que poderia imaginar

-Ta me dizendo que eu beijo bem?

-Acho que to

-É bom eu beijar mesmo, porque esse vai ser seu presente de aniversário

-Claro que não, ou você acha que eu vou deixar você dormir no quarto do Lucas mais algum dia?

Maldito arrepio na espinha que Diana sentiu naquele momento

-Akko, filha?- Melissa apareceu e elas prontamente se soltaram, estavam tão imersas uma na outra que nem se lembraram da festa, dos convidados e familiares que estavam ali- Onde você se meteu? Esta quase no fim da festa e ainda nem cantamos seu parabéns

-Desculpa mamãe- A morena pegou um pé do seu tênis e começou a calça-lo novamente ali mesmo- Eu estava meio triste, Diana estava me ajudando a me animar, até combinamos uma festa do pijama hoje a noite, não é?

Com a deixa lançada, a loira agarrou a oportunidade

-Isso eu tinha acabado de convencer ela a voltar

-Sabe que eu concordo que se divirtam mas depois da festa- Ela disse observando sua filha calçar o outro pé com alguma dificuldade- Vamos vamos, seus convidados ja esperaram demais

 


Notas Finais


Muito muito muito obrigada por todos os comentários no ultimo cap, vocês são anjos!

Obrigada por ler ate aqui e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...