História My Brother - (Incesto) (Hot Park Jimin) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor Proibido, Incesto, Irmãos, Jimin, Park Jimin, Relação Entre Irmãos
Visualizações 345
Palavras 2.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii vidaaaasssss!!!!
Hahahahahahahhahahhahah
Olha a unnie de volta!!!!
(sério? Ninguém liga! )
Enfim
Boa leitura 😘

Capítulo 21 - Plano


                   Jimin P.O.V




Jk- Você voltou a ver a Jennie? - questionou o moreno.

Jm- Não. - respondi simples, revirando a tequila em meu copo. 

Jk- Ficou com a Jisoo? 

Jm- Não.

Jk- Rosé? 

Jm- Também não.

Jk- Lisa? 

Jm- NÃO JUNGKOOK! EU NÃO FIQUEI COM NINGUÉM! - exclamei impaciente.

Jk- Tem certeza? - me encarou.

Jm- Mano, me erra! - ditei e beberiquei o líquido. 

Jk- Tô tentando ajudar...

Jm- Não tá conseguindo. - falei desanimado. 

Jk- Jimin, que merda você fez para a (s/n) estar te evitando? 

Jm- Jungkook - o olhei. - você acha que se eu soubesse, estaria aqui, falando com você? 

Jk- Grosso...

Jm- Desculpe, não estou em um bom dia. - desviei o olhar. 

Jk- Já tentou perguntar a ela oque você fez de errado? 

Jm- Já, mas ela me evita. Sempre que eu chego pra falar, ela fingi que não me vê ou sai correndo e se tranca no quarto dela. 

Jk- Estranho. 

Jm- Muito. 

Jk- Ela está assim desde que saiu do hospital, não é?

Jm- Sim. 

Jk- Jimin, será que tem algo haver com oque aconteceu com ela? 

Jm- Eu não sei. Já tem uma semana, mas ela ainda diz que não se lembra de nada. 

Jk- Tenso. - balançou a cabeça negativamente. 

Jm- Isso está acabando comigo, Jungkook. Toda essa distância está me matando! 

Jk- Olha, eu tenho um plano! - exclamou animado. 

Jm- Ixi! Lá vem! - revirei os olhos.

Jk- Escuta primeiro. 

Jm- Tá.- bebi de uma vez a tequila. - Fala aí.

Jk- Tá sabendo da festa de aniversário da Lisa-nuna?

Jm- Sim. Ela me chamou, mas eu não tô no clima.

Jk- Mas você vai!

Jm- Jungkook, olha a minha cara de quem quer ir pra festa... 

Jk- Jimin, você precisa ir! 

Jm- E quais motivos eu teria?

Jk- (s/n) estará lá, e você vai falar com ela.

Jm- Como tem certeza que ela vai estar lá? 

Jk- Porque eu vou levar ela! - bebericou seu copo de catuaba. 

Jm- Não acho que ela vá querer ...

JK Só um segundo... - pegou seu celular e discou um número,  logo depois colocou no viva-voz. Meu coração disparou quando ouvi a voz da minha menina do outro lado da linha. 

(s/n)- Jungkook? 

Jk- Oi gatinha! Como está?

(s/n)- Estou bem, obrigada! E você? Porque não veio mais me ver? 

Jk- Desculpe, eu estava meio ocupado com assuntos de família.

(s/n)- Eu entendo. 

Jk- Mas, pra compensar esse tempo que eu fiquei sem te ver, quero que vá comigo a festa da Lisa-nuna! 

(s/n)- Ah, Jungkook. Ela me falou dessa festa, mas eu não estou muito afim de ir.

Jk- Não seja chata! Vamos! Por mim...

(s/n)- Não sei...

Jk- Eu vou te buscar, e nós vamos juntos.... Por favorzinho...

(s/n)- Okay! Você venceu! Eu vou... - me olhou convencido e eu revirei os olhos. 

Jk- Ótimo! Passo pra te pegar as sete.

(s/n)- Tá bom! Estarei esperando.

Jk- Certo! Tchauzinho princesa!

(s/n)- Tchauzinho Kookie! - deu sua famosa risadinha, que era tão gostosa de ouvir. 

Jk- Pronto! Problema resolvido! - guardou o celular no bolso. 

Jm- Tá, mas como você pretende fazer isso?

Jk- Você tem que ir mais cedo, ou pode se arrumar na minha casa, pra (s/n) não desconfiar. Eu levo ela e arrumo um lugar pra vocês conversarem.

Jm- Certo. Acho melhor eu me arrumar na sua casa. Não quero que ela fuja de novo. 

Jk- Então vamo logo. Já está quase na hora. 

Jm- Vamos. - terminei de beber minha tequila. - Garçom... - chamei o homem no balcão. - Traga a conta pra mim por favor!




                   (s/n) P.O.V




Uma semana. Uma semana inteira sem ao menos trocar um olhar com Jimin. Eu estava destruída, arrasada, desamparada. Meu coração doía, eu não queria nem pensar em como Jimin estava se sentindo. Eu sabia que estava sendo difícil tanto pra mim quanto pra ele, mas eu não podia voltar atrás. 

Só de imaginar que agora que estou evitando Jimin, ele poderia estar com qualquer garota, eu me corroía de ódio por dentro. Desde aquele dia, eu não sai de casa. Fiquei boa parte do tempo dentro do meu quarto, pedindo com todas as minhas forças para que Jimin não estivesse em casa. 

Minha vontade era de contar toda a verdade pra ele, não esconder mais nada. Mas eu sabia que não podia. Era perigoso, errado e faria mal não só a mim, mas a Jimin também. Então, a melhor opção era não contar e não por tudo a perder.

Levantei da minha cama e calcei minhas sandálias. Prendi meus cabelos e sai do meu quarto, caminhando até a cozinha. Encontrei Alex, fazendo algo para comer e minha mãe sentada na cadeira, bebendo uma xícara de chá. 

(s/n)- Mãe... - a comprimentei.

Ym- Oi filha... - lhe dei um beijo na testa.

(s/n)- Alex... - lhe dei um beijo também.

Al- Oi pequena...

Ym- Filha, você está bem? Passou o dia inteiro no seu quarto.

(s/n)- Eu estou bem, mamãe. Só não estou no clima pra sair de casa.

Al- Você está pálida, (s/n). Precisa tomar sol!

(s/n)- Alex... - a olhei. - eu estou bem. Não se preocupem....

Ym- Vem filha. Senta aqui. - bateu a mão na cadeira, ao seu lado e assim eu fiz. - Quer comer alguma coisa?

(s/n)- Não mãe, obrigada.

Al- Tem certeza? Você está muito magrinha...

(s/n)- Mãe, Alex... Eu estou bem! Não precisam se preocupar! 

Ym- Certo...

(s/n)- Onde... - pausei pensando se deveria ou não perguntar. - Onde está Jimin? 

Ym- Seu irmão saiu faz um tempinho. Disse que ia na casa de um amigo. - bebeu seu chá. - Achei que ele tinha lhe avisado.

(s/n)- Não... Não avisou... - meu coração se apertou. Senti meu celular vibrar em meu bolso e logo peguei, atendendo a ligação. - Jungkook? 

Jk- Oi gatinha! Como está?

(s/n)- Estou bem, obrigada! E você? Porque não veio mais me ver? - ditei animada ao ouvir sua doce voz.

Jk- Desculpe, eu estava meio ocupado com assuntos de família.

(s/n)- Eu entendo. 

Jk- Mas, pra compensar esse tempo que eu fiquei sem te ver, quero que vá comigo a festa da Lisa-nuna! - eu tinha me esquecido do aniversário de Lisa.

(s/n)- Ah, Jungkook. Ela me falou dessa festa, mas eu não estou muito afim de ir.

Jk- Não seja chata! Vamos! Por mim...

(s/n)- Não sei...

Jk- Eu vou te buscar, e nós vamos juntos.... Por favorzinho...

(s/n)- Okay! Você venceu! Eu vou...

Jk- Ótimo! Passo pra te pegar as sete.

(s/n)- Tá bom! Estarei esperando.

Jk- Certo! Tchauzinho princesa!

(s/n)- Tchauzinho Kookie! - desliguei o aparelho e voltei a guarda-lo no bolso. 

Ym- Quem era, filha? - mamãe questionou.

(s/n)- Jungkook. 

Ym- Seu namoradinho? - fez uma carinha maliciosa.

(s/n)- MÃE! Claro que não! - dei uma risadinha. - Ele é meu amigo. Meu melhor amigo!

Ym- Sei... - sorriu.

(s/n)- Bom, eu vou me arrumar - ditei vislumbrando o relógio na parede, vendo que já era seis horas.

Ym- Vai sair?

(s/n)- Vou ao aniversário de uma amiga.

Al- Deixe-me adivinhar... Esse tal de Jungkook vai com você?!

Ym- Hum, (s/n) tá apaixonadinha! - as duas começaram rir igual duas adolescentes doidas.

(s/n)- Nada haver! Eu vou pro meu quarto. Não tô nem um pouco afim de continuar essa conversa... - virei as costas e subi pro meu quarto.




                            (...)




Jk- Uau! Você está divina! - Jungkook exclamou ao me ver descer as escadas.

(s/n)- Obrigada, Kookie... - respondi sem jeito. 

Jk- E o Jimin? Não vai? - questionou e eu desfiz meu sorriso.

(s/n)- Eu não vi Jimin o dia todo. - respondi sem ânimo.

Jk- Entendi. Vamos? - me estendeu seu braço.

(s/n)- Vamos. 

Caminhamos até o carro preto que estava parado em frente minha casa. Jungkook, educado como sempre, abriu a porta do carro para mim e eu não hesitei em adentrar o mesmo. O moreno deu a volta no automóvel e ocupou o lugar do motorista.

Fomos o caminho inteiro falando sobre assuntos aleatórios e ouvindo músicas que tocavam na rádio. A casa de Lisa, não era muito longe da minha, então chegamos bem rápido. 

 O lado de fora, estava lotado de gente e carros estacionados. Dava para ouvir o som alto da música tocando dentro da casa. Eu e Jungkook caminhamos juntos até o lado de dentro. Haviam várias pessoas do colégio e alguns parentes da aniversariante. Nós demos nossos parabéns a Lisa e fomos nos sentar junto aos meninos.

J- (s/n), onde está Jimin? Ele sumiu, nunca mais ligou nem mandou mensagens. 

Yg- Pra mim, tanto faz... - bebeu um gole de uísque.

(s/n)- Eu não sei. Não vejo Jimin desde ontem. - ditei, implorando mentalmente para que aquela conversa acabasse logo. 

Th- E você? Porque andou sumida ultimamente? - questionou Taehyung.

(s/n)- Eu não estava me sentindo bem...

Ho- Ae Namjoon... - Hoseok chamou o garoto. - Sua mina tá te encarando - apontou para a tal Rosé.

 Nj- E quem disse pra você que ela é minha mina? - questionou bebericando seu copo de uísque. 

Ho- Vi vocês se atracando esses dias atrás e deduzi que estavam juntos.

Yg- Deduziu errado. Namjoon todo dia tá com uma puta diferente. - ditou simplista.

Nj-Porque você não cuida da sua vida, Yoongi? 

Yg- Vai me dizer que é mentira? Da última vez, você estava de pegação com a Jennie, que por acaso, é ex namorada do Jimin. 

(s/n)- Gente! Eu preciso ir ao banheiro, licença. - inventei uma desculpa pra sair daquela conversa. - Jungkook, onde fica o banheiro?

Jk- Você pode usar o banheiro que fica no último quarto no fim do corredor. 

(s/n)- Obrigada. 

Me virei e sai andando em meio aquela multidão de pessoas. Subi as escadas e caminhei pelo corredor, onde haviam algumas pessoas se pegando de forma nojenta. Ignorei aquilo e continuei andando. Derrepente, uma sensação de estar sendo seguida se fez presente. Olhei para trás e não encontrei nada além das poucas pessoas que tinham ali. 

Encontrei o quarto que Jungkook havia falado e logo adentrei o mesmo. Ele estava na mais perfeita ordem. Tinha apenas uma cama e um closet vazio. Tranquei a porta para evitar que alguém entrasse. Caminhei até o banheiro e me olhei no espelho. Por fora, eu demonstrava estar bem, mas por dentro eu estava aos cacos. 

Sentia um vazio imenso no meu coração e uma tristeza inigualável. A única vez que me senti assim, foi quando meu pai morreu. Minha vontade era contar toda a verdade para Jimin e me jogar nos braços dele, mas se eu fizesse isso, estaria sendo egoísta e pensando apenas em mim mesma.

Ouvi um barulho de paços vindos do lado de fora do banheiro e me assustei. Será que eu não tranquei a porta direito? Sai de onde eu estava e observei o quarto, mas não vi nada e nem ninguém. Fui até a porta para verificar se realmente eu havia trancado. Havia. Deve ter sido coisa da minha cabeça. Ignorei minha paranóia, me virei para voltar ao banheiro e dei de cara com aquele ser. O susto foi tanto, que quase fez meu coração sair pela boca.

(s/n)- O-oque faz aqui? - pus a mão no peito. - Quase me matou de susto!

Jm- Desculpe. Eu não queria te assustar... - deu um sorrisinho quebrado.

(s/n)- Como entrou aqui? A porta estava trancada! 

Jm- Eu já estava aqui. Você entrou depois. 

(s/n)- Oque você quer? - questionei, tentando parecer fria.

Jm- Conversar. - ditou simples.

(s/n)- Conversar? Conversar oque? 

Jm- (s/n), desde que saiu daquele maldito hospital, você mal olha na minha cara! Isso está me deixando arrasado! 

(s/n)- Isso é coisa da sua cabeça... - desviei o olhar e cruzei os braços.

Jm-Não, não é! - se sentou na cama. - Eu achei que estava tudo bem entre nós, você até me ajudou a fazer as pazes com Jungkook, aí do nada começa a me evitar.

(s/n)- Eu não estou te envitando... - tentei parecer firme nas palavras.

Jm- Pare de negar, (s/n)! Nós dois sabemos que você está! - fez uma pausa. - Eu juro! Juro que tentei de todas as formas saber oque eu fiz de errado pra você estar me ignorando, mas eu não sei! - lágrimas rolaram pelo seu rostinho angelical. 

(s/n)- Você não fez nada Jimin... - eu também estava chorando. - Eu fiz...

Jm- Por favor... Não confunda mais a minha cabeça! - se levantou.

(s/n)- Nós não podemos mais fazer isso, Jimin! 

Jm- Fazer oque? - se aproximou.

(s/n)- Nós somos irmãos, não podemos ficar juntos... - dei um passo pra trás. - Nós dois sabemos que isso não vai dar certo, não existe sentimento, era só... Desejo...

Jm- Espera! - me encarou. - Você acha mesmo, que eu só estou aqui por causa de sexo?! Acha que eu fiquei com você esse tempo todo só por causa de sexo?! - permaneci calada. - Não! Eu não estou tentado descobrir oque eu fiz de errado pra  fazer você me perdoar só por causa do sexo! - exclamou.

(s/n)- Jimin...

Jm- Como pode insinuar que não houve sentimento?! Que eu apenas quero transar com você?! - as lágrimas já rolavam livremente por ambos os rostos. - Eu posso garantir a você, que de minha parte, existiu sim sentimento. Os mais puros e sinceros sentimentos... - abaixou o tom de voz. 

(s/n)- Eu juro pra você que de minha parte também, mas...

Jm- Então porque isso agora, (s/n)?! Porque está tão distante de mim?! Não vê o quanto eu sofro com isso?! 

(s/n)- Jimin, me entenda...

Jm- Não (s/n)! Eu não entendo! - exclamou. - A única coisa que eu entendo... - segurou meu rosto entre suas mãos, fazendo nossos olhares se cruzarem. - é que eu te amo! Amo mais que tudo! E não só como minha irmã mais nova, mas sim como a minha garota! Eu não estou mais aguentando essa maldita distância entre nós... - colou nossas testas. - Volta pra mim, (s/n)... Volte a ser minha... 

Nossos rostos se aproximaram lentamente, até nossos lábios estarem colados um ao outro. No início eu hesitei, mas pouco depois me permiti desfrutar daquela boca que eu tanto era viciada. Nossas línguas se encontravam num ritmo lento, calmo, carinhoso, afetuoso. Eu mal sabia como consegui ficar tanto tempo sem sentir os lábios de Jimin junto aos meus. 

Eu havia perdido totalmente o controle sobre mim mesma. Não queria parar. Mas em questão de segundos, voltei a minha triste e cruel realidade, me fazendo empurrar Jimin para longe e encerrar aquele beijo.

(s/n)- Para! - me afastei. - Eu... Eu não posso...

Jm- Porque não pode? Porque não assume logo que você também me quer de volta! - voltou a se aproximar.

(s/n)- J-Jimin... Vai e-embora, por favor... - apontei para a porta. 

Jm- Eu vou embora sim.... - sem eu perceber, Jimin já estava próximo a mim novamente. - Mas eu só vou se você olhar nos meus olhos e dizer que não me ama. Que não me quer... - o encarei. - Vamos, diga! - permaneci calada. 

(s/n)- Jimin...








Notas Finais


Putalamerda Jãooooo!!!!!!!
(*me descabelando*)
Porque Jimin tem que ser tão... Tão... Tão...
Tão Jimin!!! 😍
Fofo
Lindo
Carinhoso
Maravilhoso
Perfeito 😍😍
(*Mim possua, Park Delícia Jimin!!!)
Hahahahahahahhahahhahah
Se eu fosse tu, (s/n), já agarrava ele!!!
Tu ta perdendo tempo minina de Deus!!!
Que caralhos será que aconteceu com a (s/n) pra ela não querer mais o nosso JiminXinho???!
😔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...